22
mar
17

30 anos do ‘Among the Living’, o grande álbum clássico do Anthrax

"Among the Living" - Anthrax - Reprodução de CapaO dia 22 de março de 2017 marca o aniversário de 30 anos do álbum “Among the Living”. Lançado num período efervescente do thrash metal, o disco representa o grande trabalho de estúdio do Anthrax e capaz de colocar a banda norte-americana definitivamente entre as maiores do estilo, ao lado de Metallica, Slayer e Megadeth, formando assim o hoje denominado Big Four.

Faltava ao Anthrax um álbum que marcasse pra sempre a carreira da banda e o thrash metal. Metallica e Slayer já haviam dado de presente para a história da música nada menos que o “Master of Puppets” e o “Reign in Blood”, respectivamente, considerados pela maioria dos fãs do estilo os dois grandes discos do thrash. O Megadeth, por sua vez, daria, em 1990, sua contribuição definitiva com o “Rust in Peace”.

O Anthrax já havia lançado dois bons discos. Contudo, tanto o álbum de estreia “Fistful of Metal”, de 1984, como o “Spreading the Disease”, de 1985, ainda não poderiam ser considerados trabalhos completos, daqueles que o fã escute da primeira a última faixa com dificuldade de saber qual  é a melhor.

Para felicidade dos fãs do bom thrash metal, os músicos do Anthrax estavam a ponto de bala, tanto em energia quanto em criatividade. Joey Belladonna (vocal), Scott Ian (guitarra e vocais de apoio), Dan Spitz (guitarra solo), Frank Bello (baixo e vocais de apoio) e Charlie Benante (bateria) condensaram esses detalhes fundamentais e entregaram no fim algo que entrou para a história.

A faixa-título inicia o disco já começa como um turbilhão típico do thrash metal. Riffs iniciando numa levada que convida ao bate-cabeça para depois descambar para um speed metal capaz de fazer com que o mais frio dos fãs tenha vontade de abrir um roda de mosh onde estiver.

Falando em mosh, o Anthrax incorporou a palavra no próprio título da segunda faixa do disco. “Caught in a Mosh” mantém a rapidez da segunda parte da música anterior para se transformar num dos clássicos do thrash e item praticamente obrigatório nos shows do grupo.

Além da energia e da criatividade, os músicos do Anthrax trazem no álbum algo fundamental para quem toca com a rapidez do thrash metal: o entrosamento. A guitarra base de Scott Ian é uma das melhores do estilo e, talvez, encontre apenas na de James Hetfield, do Metallica, algo capaz de peitá-la. Dan Spitz, na guitarra solo, também mostra grande competência e é importante na construção do “Among the Living”.

A terceira do disco é “I Am the Law”. Baseada no personagem de histórias em quadrinho, Judge Dredd, ela vem mais cadenciada, com um destaque maior para o vocal de qualidade de Joey Belladonna. Praticamente no auge da carreira, ele consegue mesclar trechos um pouco mais graves para seu estilo com trechos agudos de causar inveja a muito vocalista de heavy metal tradicional.

“Efilnikufesin (N.F.L.)” vem na sequência e faz o Anthrax voltar com uma velocidade de guitarras impressionante. Entre as preferidas dos fãs da banda para as rodas de mosh em shows, a faixa traz alguns detalhes, a começar por ser baseada na vida do ator, comediante e músico John Belushi, que morreu em 1982. A palavra “Efilnikufesin” nada mais é do que uma adaptação de “Nice Fuckin Life” de trás para frente.

“A Skeleton in the Closet” fecha o então Lado A. Pode não ser tão badalada como as anteriores, mas é uma aula de thrash metal. Além das guitarras de Scott Ian e de Dan Spitz, merece destaque o poder do baixo de Frank Bello. E olha que ouvir o baixo em várias músicas de thrash nem sempre é uma tarefa das mais fáceis.

O então Lado B começava simplesmente com “Indians”, um dos maiores clássicos do heavy metal. Obra-prima do Anthrax e presença obrigatória em qualquer show da banda, ela traz o grupo de uma maneira completa. Há melodia, rapidez, cadência, letra interessante e os músicos entrosadíssimos.

Se você já foi a uma apresentação do Anthrax, sabe que “Indians” é para a banda o que, por exemplo, “Seek & Destroy” representa para o Metallica; “Raining Blood” representa para o Slayer e “Holy Wars… The Punishment Due”, para o Megadeth. É a canção que marca o ponto máximo dos shows, com rodas de mosh espalhadas por todos os cantos.

As três faixas seguintes podem não ter o mesmo brilhantismo das anteriores, mas não comprometem, de maneira alguma o disco. “One World”, “A.D.I./Horror of It All” e “Imitation of Life” apenas não são clássicos incontestáveis, pois mantém o thrash no seu estado mais admirável. “A.D.I./Horror of It All” traz, por sinal, uma cadência de primeira, sem perder o peso.

Vale lembrar que a maioria das faixas do disco trazem contribuição nas letras e construção do baixista Dan Lilker, que tocou no Anthrax no primeiro disco e que depois montou grupos importantes para o rock pesado, como os ótimos Nuclear Assault, Brutal Truth e S.O.D., este último um clássico projeto paralelo que o músico montou com Scott Ian e Charlie Benante, do Anthrax, e com o vocalista Billy Milano, do M.O.D.

“Among the Living” foi dedicado ao baixista Cliff Burton, do Metallica. Ele faleceu em setembro de 1986 e mereceu a homenagem dos músicos do Anthrax, eternos amigos do Metallica e que sempre deram força ao grupo de James Hetfield e Lars Ulrich no começo de carreira.

O disco do Anthrax está definitivamente na história do thrash metal, mas é daqueles que não fica restrito ao estilo. Faz parte da seleta lista do livro “1001 Discos Para Ouvir Antes de Morrer”, de Robert Dimery. Quem gosta de música de qualidade, realmente não pode deixar de escutá-lo pelo menos uma vez na vida.

Para celebrar os 30 anos do “Among the Living”, o Roque Reverso descolou clipes e vídeos no YouTube. Fique inicialmente com os clipes de “Caught in a Mosh” e “Efilnikufesin (N.F.L.)”. Na sequência, veja um vídeo ao vivo de “A Skeleton in the Closet”, gravado no Chile em 2013. Para fechar, veja o clipe da clássica “Indians”. Se quiser ouvir o disco na íntegra, clique aqui.

Anúncios

0 Responses to “30 anos do ‘Among the Living’, o grande álbum clássico do Anthrax”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário (para isso, insira seu endereço de e-mail e o nome)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Siga o Roque Reverso no Instagram!!!

Documentário 'Sepultura Endurance' teve sua estreia geral ao público no dia 15 de junho e tem neste dia 19 exibição marcada para o Cine SESC, em São Paulo, pelo In-Edit Brasil, às 21h30.
Veja a resenha do Roque Reverso aqui:
https://roquereverso.com/2017/06/15/documentario-sepultura-endurance-mostra-saga-da-banda-brasileira-e-resistencia-apos-separacao-historica/
#roquereverso #sepultura #ineditbrasil #sepulturaendurance #cinesesc Já viu os preços para o show do U2 em São Paulo?
Veja os detalhes no texto do Roque Reverso aqui:
https://roquereverso.com/2017/06/08/ingressos-de-pista-comum-para-show-do-u2-em-sp-da-turne-de-30-anos-do-the-joshua-tree-custam-r-500/
#roquereverso #u2 #estadiodomorumbi #u2thejoshuatree2017 O "Sgt. Peppers" fez 50 anos e o Roque Reverso fez uma resenha bacana.
Confira aqui:
https://roquereverso.com/2017/05/30/50-anos-do-disco-sgt-peppers-lonely-hearts-club-band-um-dos-maiores-da-historia-e-simbolo-de-uma-geracao/
#roquereverso #beatles #paulmccartney #ringostarr #johnlennon #georgeharrison Nosso texto sobre a enorme perda de Kid Vinil:
https://roquereverso.com/2017/05/19/rock-nacional-de-luto-com-a-morte-de-kid-vinil-um-dos-maiores-embaixadores-do-estilo-no-pais/
Foto: Divulgação Facebook
#roquereverso #kidvinil Nosso texto sobre a enorme perda de Chris Cornell:
https://roquereverso.com/2017/05/18/rock-chora-a-morte-de-chris-cornell-vocalista-do-soundgarden-e-do-audioslave/
Foto: Divulgação Facebook
#roquereverso #chriscornell #soundgarden #audioslave Resenha do Roque Reverso sobre o grande show do Prophets of Rage no Maximus Festival!!!
https://roquereverso.com/2017/05/16/com-fora-temer-e-show-variado-no-maximus-festival-prophets-of-rage-mantem-legado-do-rage-against/
#roquereverso #maximusfestival #prophetsofrage #tomorello

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso blog em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 87 outros seguidores

março 2017
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Categorias

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

Estatísticas

  • 526,664 hits
SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE


%d blogueiros gostam disto: