Archive for the 'Viper' Category

14
jun
15

Virada Cultural de 2015 volta a prestigiar o rock e tem programação caprichada para todos os gostos

Virada Cultural 2015 - Reprodução do LogoDepois de 2014 ficar marcado por algumas críticas da nação roqueira pela quantidade reduzida de representantes do rock n’ roll, a edição de 2015 da Virada Cultural paulistana volta a prestigiar o estilo de uma forma mais parecida com as das temporadas anteriores. Com uma proposta interessante de decentralizar os palcos e locais de eventos, escolhendo pontos mais espalhados da cidade e com uma programação caprichada para todos os gostos, a festa cultural promovida pela Prefeitura de São Paulo promete agitar a cidade entre os dias 20 e 21 de junho.

Mais de 1.500 atrações gratuitas estarão divididas em pontos localizados nos tradicionais espaços centrais da capital paulista, mas também haverá a adição de locais antes esquecidos, como a Avenida Paulista e o Parque Ibirapuera.

Os Sescs e CEUs, além do Centro Cultural São Paulo, também reforçarão os espaços disponíveis. Ainda serão agregados três grandes eventos paralelos à programação: o Festival Cultura Inglesa, que terá como atração principal o ex-guitarrista dos Smiths Johnny Marr; o festival francês Dia da Música; e o Experimenta Portugal.

De acordo com o secretário municipal de Cultura, Nabil Bonduki, o orçamento da Virada Cultural em 2015 será de R$ 14 milhões. O valor, que inclui gastos com estrutura e cachês, é semelhante ao do evento de 2014, que foi até maior, de R$ 14,4 milhões.

Em relação ao rock, a Virada de 2015 não terá grandes nomes internacionais como em edições anteriores. O evento apostará em várias atrações nacionais, da velha guarda e também da nova safra.

Um palco interessante para o público do rock ficar de olho é o Rio Branco. Será nele que boa parte das atrações do estilo vão se apresentar. Estarão ali, por exemplo, os grupos Cachorro Grande, Dr. Sin, Korzus, Krisiun, Viper, Voodoopriest e o Made in Brazil, além de figuras, como Serguei, Robertinho do Recife e Beto Lee.

Outros nomes do rock pesado também tocarão no Palco Test. Ali, tocarão várias bandas de heavy metal e o fechamento ficará por conta do Test, grupo que ficou famoso por tocar numa perua Kombi na porta das casas de show que recebiam grandes nomes do metal.

Nos Sescs, um grande nome do rock será o Ira! A banda paulistana tocará no Sesc Belenzinho na madrugada do domingo, no horário da 1h30. O Sesc Pinheiros terá no sábado, às 20 horas, um show da banda Cidadão Instigado, além dos Paralamas do Sucesso, às 23 horas do mesmo dia e às 18 horas do domingo. O Sesc Vila Mariana terá, à meia-noite do sábado, o show de André Matos.

O rock não ficará restrito aos shows tradicionais na Virada Cultural. O teatro também será representado com uma importante peça ligada ao estilo: “Rita Lee Mora ao Lado”, estrelado originalmente por Mel Lisboa e que fez bastante sucesso na capital paulista recentemente. A peça será encenada no Palco Princesa Isabel, no horário da 1 da madrugada do domingo.

Para as crianças, o rock estará presente no palco da Biblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato. Ali, será possível acompanhar um espetáculo com músicas dos Beatles para as crianças.

Vale destacar ainda que outras atrações de fora do rock e da música também deverão despertar a atenção do público. Uma delas será a galinhada do chef Alex Atala, que teve excesso de participantes em 2014 e que foi deslocada em 2015 do Minhocão para a Praça Roosevelt por questões de segurança.

Outra boa sacada da Virada Cultural 2015 é a Bike Tour, um passeio gratuito de ciclistas pelo centro da cidade que sairá do Shopping Light. Estão programadas 11 saídas com dez participantes cada, às 22h30 de sábado, meia-noite, 1h30 do domingo, 3 horas, 4h30, 6 horas, 9 horas, 10h30, 12 horas, 13h30 e 15 horas. É necessário se inscrever previamente pela internet, levar a própria bicicleta e equipamentos de segurança, e chegar com 30 minutos de antecedência.

Aqui neste link, você tem acesso à programação extensa e completa da Virada Cultural de 2015. A Prefeitura de São Paulo demorou para soltar a programação definitiva, mas acabou caprichando na escolha e na montagem da escalação. Fica a torcida para que a organização consiga dar conta do recado e que os vândalos e mal-intencionados de sempre fiquem bem longe da festa.

Anúncios
27
ago
14

20 anos do primeiro festival Monsters of Rock no Brasil

Monsters of Rock 1994 - Cartaz de DivulgaçãoO dia 27 de agosto de 2014 marca os 20 anos do primeiro festival Monsters of Rock no Brasil. Realizado em São Paulo, no Estádio do Pacaembu, nesta mesma data em 1994, o evento foi o primeiro de grande porte somente com bandas de rock pesado a ser realizado na cidade onde heavy metal mais concentra fãs no País.

Na respeitável escalação das bandas, quatro eram internacionais e outras quatro eram nacionais.

Entre os grupos gringos, a lista trazia o Suicidal Tendencies com sua formação clássica; o Black Sabbath sem Ozzy Osbourne ou Ronnie James Dio nos vocais, mas com o terrível Tony Martin; o aguardadíssimo Slayer pela primeira vez no Brasil, mas sem Dave Lombardo na bateria; e o não menos esperado KISS, sem máscara, fechando o festival.

Do lado nacional, estavam o então novo Angra, com Andre Matos nos vocais, o Dr. Sin arrebentando, o Viper fazendo sucesso até no Japão e os Raimundos, com o primeiro disco bombando.

As bandas nacionais abriram o Monsters. O primeiro show, do Angra, estava agendado para as 14 horas, mas, já às 11 horas, as filas para entrar no Pacaembu chegavam ao topo do vale que cerca a Praça Charles Muller. Várias pessoas chegaram a dormir na porta do estádio, tamanha a ansiedade para ver aquele evento.

Para os  jovens de hoje que não puderam presenciar aquele festival, o Brasil engatinhava pela primeira vez com uma onda convincente de atrações estrangeiras do heavy metal. Pouco antes do Monsters, em 1993, o Metallica tinha vindo pela segunda vez ao País durante a turnê do estrondoso “Black Album” e o Anthrax havia feito a estreia em palcos brasileiros, assim como o Pantera no auge! No início de 1994, o Hollywood Rock trouxe o Aerosmith e o Sepultura bombando demais com o álbum “Chaos AD”. Na mesma época, o Helmet fez um excelente show no Olympia e o público queria sempre mais!

A despeito de o Rock in Rio, em 1985, ser o pioneiro a trazer bandas esperadíssimas do estilo, repetir a dose em 1991 e a capital paulista ter tido experiências legais com as edições do Hollywood Rock, o Monsters of Rock consolidou um sonho dos amantes do rock pesado na cidade que tinha uma legião de fãs e era berço da Galeria do Rock, da Woodstock, do bar Black Jack e de outros tantos locais que reuniam o público de uma época na qual as “redes sociais” não eram virtuais.

O Plano Real também era novo e parecia, depois de inúmeros planos que deram errado, que iria dar certo, como, de fato, aconteceu logo depois. A consolidação do plano econômico foi fundamental na sequência para que esta onda de atrações gringas se consolidasse anos depois.

O Angra abril o festival e foi seguido pelo Dr. Sin, Viper e Raimundos. Todos os shows das bandas nacionais foram bons e não comprometeram. O destaque foi a apresentação do Dr. Sin, que chegou a levantar o estádio inteiro com sua versão de “Have You Ever Seen the Rain?”, do Creedence Clearwater Revival.

Quanto aos shows internacionais, o Suicidal Tendencies fez uma apresentação impecável e muito animada. “War Inside My Head” foi um dos grandes momentos, com os fãs cantando o famoso refrão do começo ao fim. Vale lembrar que Robert Trujillo, atualmente baixista do Metallica, fazia parte da formação do ST e, para variar, deu um show à parte.

O grupo também contava com os bons guitarristas Mike Clark e Rocky George, além do baterista Jimmy DeGrasso e o elétrico vocalista Mike Muir, único membro atual que permanece no Suicidal.

Na sequência, o Black Sabbath veio com três de seus quatro integrantes clássicos: Tony Iommi (guitarra), Geezer Butler (baixo) e Bill Ward (bateria). Na falta de Ozzy e Dio, quem assumiu os vocais foi o questionável Tony Martin.

É claro que foi bem interessante ver o Sabbath ali de perto, mas a performance de Martin deixou muito a desejar. Quem se lembra dele cantando “Sabbath Bloody Sabbath”, sabe que ele lembrou muito mais Louis Armstrong cantando do que qualquer vocalista que tenha passado pelo grande grupo de heavy metal.

Após o Sabbath, finalmente o Slayer se apresentava num palco brasileiro. Um dos maiores ícones do thrash metal, a banda norte-americana tinha o baterista Paul Bostaph no lugar do mago Dave Lombardo, mas fez um excelente show, com todos os grandes clássicos do grupo.

Este jornalista lembra de ter visto muito marmanjão da velha guarda do heavy metal chorando na fila do gargarejo porque estava vendo o Slayer pela primeira vez. Entre os destaques da apresentação do grupo, “Mandatory Suicide”, “Hell Awaits”, “Postmorten”, “Angel of Death”, “Raining Blood” são só alguns exemplos de faixas que não deixaram a galera recuperar o fôlego.

Depois de assistir a todos os shows nas primeiras fileiras até a apresentação do Slayer (que era a mais esperada por muitos), este jornalista preferiu acompanhar o KISS mais próximo da torre central. Foi uma forma de descansar e, ao mesmo tempo apreciar os efeitos especiais que o grupo norte-americano trouxe para o Pacaembu.

Sem as máscaras tradicionais e com os ótimos Eric Singer (bateria) e Bruce Kulick (guitarra), o que se viu no show do KISS foi uma grande performance, capitaneada por Gene Simmons (baixo e vocal) e Paul Stanley (vocal e guitarra). ““I Love It Loud”,“Deuce”, “Detroit Rock City”, “Lick it Up” e “Creatures of the Night” foram são alguns dos hits históricos tocados. Mas um momento inesquecível foi quando foi tocada “Heaven’s On Fire”, com grande utilização de fogos e efeitos especiais que encantaram o público.

O Monsters of Rock de 1994 terminou por volta das 2 horas da manhã do dia 28 e totalizou cerca de 12 horas de evento. Foi tanto um sucesso que foram realizadas edições em 1995, 1996 e 1998. O bom resultado daquele festival fez com que organizadores acreditassem mais no potencial do público de heavy metal. Não por acaso, até hoje é este o gênero que está entre os que mais contam com atrações internacionais no Brasil.

Para relembrar o Monsters of Rock de 1994, descolamos, é claro, vídeos no YouTube. Para detonar tudo, fique com as apresentações do Suicidal Tendencies, do Black Sabbath, do Slayer e do KISS filmadas pela finada MTV Brasil.

13
set
13

Rock in Rio 2013 vem aí e o bicho vai pegar! veja os horários e os detalhes do festival

Vai começar o Rock in Rio 2013! A esperada edição do festival tem início nesta sexta-feira 13 e deve, mais uma vez, entrar para a história. Com uma programação do Palco Mundo (o principal) mais voltada ao rock do que na edição de 2011, além de boas sacadas no Palco Sunset (o secundário) que devem gerar grande repercussão, o evento deste ano promete muito, com destaque para as duas noites dedicadas ao heavy metal, o estilo que sempre teve mais a ver com festivais.

O Rock in Rio 2013 acontecerá na capital fluminense nos dias 13, 14, 15, 19, 20, 21 e 22 de setembro. Os ranzinzas de plantão podem criticar o evento a cada edição, mas é inegável que o festival tem uma magia particular que sempre produz algum momento inesquecível para quem esteve no local ou viu pela TV.

Se, em 2011, os pontos altos do festival foram as apresentações do Metallica, do Slipknot, do System of a Down e do Coldplay, a edição de 2013 tende a ter momentos  de destaque com Bruce Springsteen, novamente com o Metallica, com o Iron Maiden, com o Slayer, Muse, Alice in Chains e Bon Jovi no Palco Mundo.

É claro que atrações que nada têm a ver com o rock, como Justin Timberlake, Beyonce e Ivete Sangalo, também devem reforçar as reclamações dos mais exigentes, mas isso é algo que aconteceu em todas as edições do festival, até mesmo na mais lendária deles, em 1985.

O Palco Sunset, que fez grande sucesso em 2011, volta com tudo e também promete coisas boas. Conhecido por promover encontros inusitados e especiais, não deve decepcionar em 2013. Entre as atrações do rock, muitas boas surpresas que devem garantir uma boa diversão para quem deseja ir além do Palco Mundo. Destaque para o retorno ao País de atrações internacionais de peso e qualidade, como os grupos norte-americanos Living Colour e The Offspring, além de Sebastian Bach e Robie Zombie, que tinha vindo para o Brasil ainda na época que tocava com o saudoso grupo White Zombie, em 1996.

Além deles, outros nomes de destaque em várias das vertentes do rock, como uma histórica reunião da banda alemã de heavy metal Helloween com seu fundador Kai Hansen, atualmente vocalista do não menos famoso Gamma Ray; do show dos brasileiros do Krisiun com os alemães do Destruction; do Viper com seu vocalista original André Matos; além do Sepultura, que vai tocar no dia 19 no Palco Mundo com o Tambours Du Bronx, mas que volta para o Sunset, no dia 22, para se apresentar com o cantor Zé Ramalho.

Fora do rock mais pesado, também haverá presenças ilustres e esperadas. Uma delas é a apresentação em conjunto de George Benson e Ivan Lins, além do show do respeitado Ben Harper.

Uma novidade interessante de 2013 é o horário da última apresentação do Palco Sunset, prevista para as 19h30. Ela vai acontecer no intervalo do primeiro show do Palco Mundo — que vai parar uma hora para que o headliner do Sunset tenha ainda mais destaque. A ideia dos produtores é que o público aproveite todas as atrações do Rock in Rio — desde o Sunset até a Rock Street e os brinquedos.

Vale lembrar que todos os ingressos disponíveis para a venda se esgotaram rapidamente. Os produtores estabeleceram um limite de 85 mil pessoas por noite, diferente da edição de 2011, quando havia um total de 100 mil pessoas por data.

Fato interessante desta edição é o grande número de pessoas anunciando em redes sociais a desistência e, consequentemente, a tentativa de venda dos ingressos. Se tiver sorte, o fã que andava triste e sem a possibilidade de ir, poderá garantir a entrada em cima da hora e, se bobear, por preços ainda menores.

Quem não conseguir esta última chance, terá a TV e a internet para acompanhar o festival. A Rede Globo deve transmitir ao vivo a apresentação da atração principal de cada dia e passar reprises dos outros shows durante a madrugada.

O canal pago Multishow, por sua vez, vai realizar uma cobertura mais completa. Começará as transmissões do Rock in Rio logo no começo da tarde (por volta das 14h30) e só para de madrugada (às 2 horas da manhã), cobrindo todos os principais shows do festival. Pela internet, há sempre a possibilidade de acompanhar os shows no site da emissora.

Aqui no Roque Reverso, o Rock in Rio não passará batido. Do mesmo jeito que em 2011, tentaremos captar o melhor do festival. Ainda tentamos estar presentes pelo menos no dia 19, quando o Metallica será o headliner, mas a “brilhante ideia” dos organizadores de jogar o primeiro dia do metal para uma quinta-feira pode gerar problemas para quem precisa trabalhar neste dia. Mas tentaremos até o fim.

O leitor do Roque Reverso poderá acompanhar detalhes do festival também no nosso Twitter e no nosso canal do Facebook. Set list, atrasos e novidades importantes poderão ser vistas com maior rapidez nesses locais.

Aqui neste link em vermelho, você pode ver todos os nomes que estarão em todos os palcos do festival. Especificamente para o Palco Mundo, a organização de datas e horários definida é a seguinte:

Dia 13
17 horas: Orquestra Sinfônica Brasileira
18h30: Show Cazuza – O Poeta Está Vivo
20h30: Ivete Sangalo
22h10: David Guetta
00h05: Beyoncé

Dia 14
18h30: Capital Inicial
20h30: Thirty Seconds To Mars
22h10: Florence and The Machine
00h05: Muse

Dia 15
18h30: Jota Quest
20h30: Jessie J
22h10: Alicia Keys
00h05: Justin Timberlake

Dia 19
18h30: Sepultura e Tambours Du Bronx
20h30: Ghost
22h10: Alice in Chains
00h05: Metallica

Dia 20
18h30: Frejat
20h30: Matchbox Twenty
22h10: Nickelback
00h05: Bon Jovi

Dia 21
18h30: Skank
20h30: Phillip Phillips
22h10: John Mayer
00h05: Bruce Springsteen

Dia 22
18h30: Kiara Rocks
20h30: Slayer
22h10: Avenged Sevenfold
00h05: Iron Maiden

26
mar
13

Rock in Rio fecha line-up de palco secundário com Living Colour, Offspring, Sebastian Bach, Robie Zombie e mais

A organização do Rock in Rio definiu neste dia 26 de março a programação completa do Palco Sunset, espaço conhecido por promover encontros inusitados e considerado o palco secundário do festival que acontecerá na capital fluminense nos dias 13, 14, 15, 19, 20, 21 e 22 de setembro. Entre as atrações do rock, muitas boas surpresas que devem garantir uma boa diversão para quem deseja ir além do Palco Mundo, o principal do evento. Destaque para o retorno ao País de atrações internacionais de peso e qualidade, como os grupos norte-americanos Living Colour e The Offspring, além de Sebastian Bach e Robie Zombie, que tinha vindo para o Brasil ainda na época que tocava com o saudoso grupo White Zombie, em 1996.

Além deles, outros nomes de destaque em várias das vertentes do rock, como uma histórica reunião da banda alemã de heavy metal Helloween com seu fundador Kai Hansen, atualmente vocalista do não menos famoso Gamma Ray; do show dos brasileiros do Krisiun com os alemães do Destruction; do Viper com seu vocalista original André Matos; além do Sepultura, que vai tocar no dia 19 no Palco Mundo com o Tambours Du Bronx, mas que volta para o Sunset, no dia 22, para se apresentar com o cantor Zé Ramalho.

Ao todo, conforme destacou a produção, serão 26 artistas internacionais, sendo que 28 encontros entre nacionalidades acontecerão sempre a partir das 14h40 na Cidade do Rock. Há tempos, o público já sabia que haverá também a apresentação em conjunto de George Benson e Ivan Lins, além do show do respeitado Ben Harper.

Uma novidade interessante de 2013 é o horário da última apresentação do Palco Sunset, prevista para as 19h20. Ela vai acontecer no intervalo do primeiro show do Palco Mundo — que vai parar uma hora para que o headliner do Sunset tenha ainda mais destaque. A ideia dos produtores é que o público aproveite todas as atrações do Rock in Rio — desde o Sunset até a Rock Street e os brinquedos.

Vale lembrar que  a venda oficial de ingressos para o festival começa no dia 4 abril, às 10 horas, no site do festival. O valor do ingresso é de R$ 260,00 (inteira) e R$ 130,00 (meia-entrada). O Rock in Rio não cobra taxa de conveniência e as entradas serão entregues pelos Correios ou podem ser retirados diretamente em local físico no Rio de Janeiro, a partir de 16 de julho (local a ser divulgado em breve pela Ingresso.com). Nos dias de festival, a retirada acontecerá somente na Cidade do Rock.

Recentemente, a organização do festival iniciou uma venda especial de ingressos para clientes de cartões badalados do Itaú, que se esgotou rapidamente. Os produtores estabeleceram um limite de 85 mil pessoas por noite, diferente da edição de 2011, quando havia um total de 100 mil pessoas por data.

No dia 30 de outubro de 2012, houve uma pré-venda de 80 mil Rock in Rio Cards, cartões que garantem a entrada para a edição de 2013 do festival no Brasil. Eles se esgotaram em 52 minutos de venda.

Aqui neste link em vermelho, você pode relembrar todos os nomes já anunciados para o Palco Mundo, assim como o line-up dos outros palcos do festival.

Especificamente para o Palco Sunset, a organização de datas definida é a seguinte:

Dia 13
Living Colour e Angélique Kidjo
Maria Rita + Convidado
Orelha Negra e Flávio Renegado
Vintage Trouble e Jesuton

Dia 14
The Offspring
“Viva Raul Seixas” com Detonautas, Zeca Baleiro e Zélia Duncan
Marky Ramone e Michael Graves
B Negão e Autoramas

Dia 15
George Benson e Ivan Lins
Kimbra e Olodum
Nando Reis e Samuel Rosa
Aurea e Black Mamba

Dia 19
Rob Zombie
Bullet For My Valentine
Sebastian Bach
Almah e Hibria

Dia 20
Ben Harper e Charlie Musselwhite
Grace Potter e Donavan Frankenreiter
Mallu Magalhães e Banda Ouro Negro
The Gift e Afroreggae

Dia 21
Gogol Bordello e Lenine
Ivo Meirelles, Fernanda Abreu e Elba Ramalho
Moraes Moreira, Pepeu Gomes e Roberta Sá
Orquestra Imperial e Lorenzo Jovanotti

Dia 22
Sepultura e Zé Ramalho
Helloween e Kai Hansen
Destruction e Krisiun
Viper com André Matos

20
nov
12

Set list, fotos e vídeos do show do KISS em SP no dia 17 de novembro

O KISS voltou a São Paulo para se apresentar para cerca de 25 mil pessoas na Arena Anhembi no dia 17 de novembro. A banda norte-americana deu sequência à parte brasileira da sua “Monster Tour”, que já havia passado no dia 14 por Porto Alegre e que também passou pelo Rio de Janeiro no dia 18. Com um show repleto de efeitos visuais, pirotecnia e muitos hits, o grupo mostrou mais uma vez que não perdeu a majestade quando o assunto é espetáculo.

Tal qual a apresentação realizada na capital gaúcha, o KISS mesclou vários de seus clássicos com músicas de seu novíssimo álbum “Monster”, o 20º disco da banda que saiu do forno em outubro. O set list, por sinal, foi idêntico ao de Porto Alegre e ao repertório que seria repetido no dia seguinte no Rio de Janeiro.

O público viu o grupo iniciar a apresentação com “Detroit Rock City” e encerrá-la com “Rock and Roll All Nite”. Muitos podem até criticar o KISS pela imensa quantidade de clichês dos shows de rock que a banda utiliza. Mas, como já foi escrito por vários críticos musicais, o conjunto dos EUA é o grande inventor de boa parte destes clichês e, por isso, tem o direito de usá-los à exaustão.

Vale lembrar que, antes do espetáculo proporcionado pelo KISS, a abertura ficou com o Viper, grande banda nacional que se reuniu neste ano, inclusive com o vocalista André Matos de volta. Depois, Paul Stanley (vocal e guitarra), Gene Simmons (vocal e baixo), o ótimo Eric Singer (bateria) e Tommy Thayer (guitarra) levaram a plateia ao delírio.

Uma novidade bem interessante é que o show de São Paulo foi transmitido ao vivo pelo Portal Terra para todo o País em HD. No YouTube, se não retirarem o vídeo do ar, você pode assistir aqui na íntegra.

Além deste presente, o Roque Reverso selecionou mais três vídeos com grandes momentos da apresentação. Para começar, fique com a abertura com “Detroit Rock City”. Depois, veja a execução de “Psycho Circus” e, no mesmo vídeo, a clássica “Lick It Up” e “I Was Made for Lovin’ You”.


Set list

Detroit Rock City
Shout It Out Loud
Calling Dr. Love
Hell or Hallelujah
Wall of Sound
Hotter Than Hell
I Love It Loud
Outta This World
(Solo de guitarra e bateria)
(Solo de baixo)
God of Thunder
Psycho Circus
War Machine
Love Gun
Black Diamond

Lick It Up
I Was Made for Lovin’ You
Rock and Roll All Nite

15
nov
12

Set list, fotos e vídeos do show do KISS em Porto Alegre; e mais detalhes sobre SP e Rio

O KISS se apresentou em Porto Alegre na noite da quarta-feira, dia 14 de novembro, para cerca de 10 mil fãs. O grupo norte-americano iniciou no Gigantinho a parte brasileira da sua “Monster Tour”, que ainda passará por São Paulo, no dia 17, na Arena Anhembi, e, no Rio de Janeiro, no HSBC Arena, no dia 18. A turnê divulga o novíssimo álbum “Monster”. É o 20º disco da banda e saiu do forno em outubro.

Conforme o set list, que você pode ver após o final do texto, o KISS mesclou grandes sucessos da carreira, como “I Love It Loud”, “Lick It Up” e “Rock and Roll All Nite”, com músicas do novo trabalho, como “Hell or Hallelujah”. A abertura ficou com “Detroit Rock City”, com direito à banda descendo ao palco por meio de uma espetacular plataforma (veja o vídeo abaixo).

Importante destacar que o show começou com nada menos do que 2 horas e 25 minutos de atraso. Marcada inicialmente para as 21 horas, a apresentação demorou para começar porque houve um atraso com os quatro caminhões que continham pedaços do palco.  Os veículos traziam os equipamentos de som, luz e pirotecnia do Paraguai, onde a banda também se apresentou no dia 12, mas chegaram a ficar temporariamente retidos na Alfândega.

Segundo os relatos da imprensa presente, enquanto a banda brasileira Rosa Tattoada fazia a abertura, a estrutura do palco ainda passava por sua fase final de montagem. O público ficou impaciente durante a espera e chegou a vaiar a produção, a ponto de um locutor pedir paciência aos fãs.

Depois que o grupo norte-americano subiu ao palco, a impaciência deu lugar à euforia, com o público de Porto Alegre celebrando um verdadeiro espetáculo. Após fechar a primeira parte da apresentação com “Black Diamond”, o KISS voltou para o bis com “Lick It Up”,  “I Was Made for Lovin’ You” e “Rock and Roll All Nite”, esta última com direito à tradicional chuva de papel picado, em clima de grande festa.

Agora, o KISS tem a missão de levar a alegria a São Paulo e Rio de Janeiro. As entradas para os shows das capitais paulista e fluminense podem sem compradas no site www.livepass.com.br.

Para o show de São Paulo, os ingressos, já no segundo lote, custam R$ 320,00 para a Pista, contra R$ 300,00 do já esgotado primeiro lote. Quanto à apresentação do Rio de Janeiro, os valores são de incríveis R$ 650,00 (Pista Premier); R$ 320,00 (Pista); R$ 450,00 (Cadeira nível 1); R$ 220,00 (Cadeira nível 3); e R$ 550,00 (Camarote).

Uma novidade em relação ao show de São Paulo é que o Portal Terra transmitirá com exclusividade a apresentação na Arena Anhembi. Ela poderá ser acompanhada ao vivo em vídeo e de graça para todo o País em HD (ou padrão standard, a depender da velocidade de banda do internauta), inclusive por tablets, smartphones e TVs conectadas Sony.

Vale lembrar que, tanto na capital paulista como no Rio de Janeiro, a abertura ficará por conta do Viper, grande banda nacional que se reuniu neste ano, inclusive com o vocalista André Matos de volta. O show do grupo brasileiro faz parte da histórica turnê ‘To Live Again Brasil 2012′, em que a grupo tocou na íntegra seus dois discos de estreia, “Soldiers of Sunrise” e “Theatre of Fate”.

Para os gaúchos relembrarem a passagem do KISS e paulistas e cariocas ficarem ainda mais na expectativa, o Roque Reverso selecionou vídeos amadores descolados no YouTube da apresentação no Gigantinho. Para começar, fique com todos os detalhes da abertura do show e com “Detroit Rock City”. Depois, veja o tradicional show pirotécnico de Gene Simmons e a clássica “I Love It Loud”. Para fechar, assista ao vídeo de “Love Gun”.

Set list

Detroit Rock City
Shout It Out Loud
Calling Dr. Love
Hell or Hallelujah
Wall of Sound
Hotter Than Hell
I Love It Loud
Outta This World
(Solo de guitarra e bateria)
(Solo de baixo)
God of Thunder
Psycho Circus
War Machine
Love Gun
Black Diamond

Lick It Up
I Was Made for Lovin’ You
Rock and Roll All Nite

04
maio
12

Ingressos para 1º show da turnê histórica do Viper com Andre Matos já estão à venda

Já estão à venda os ingressos para o primeiro show da turnê histórica do Viper com o vocalista Andre Matos. A apresentação, que acontecerá no Via Marquês, em São Paulo, no dia 1º de julho, marcará o início da “To Live Again Tour”.

A turnê celebrará a volta da banda à cena metálica depois de um longo hiato; o retorno de Andre aos vocais do grupo após 22 anos de sua saída; e, principalmente, os 25 anos do lançamento do disco “Soldiers of Sunrise”, de 1987.

O valor das entradas é de R$ 50,00 para a Pista; R$ 100,00 para o Camarote; e R$ 170,00 para um Ingresso Especial, que dá direito a camarote central, assistir à passagem de som de duas música e encontrar com a banda. Todos estes preços são para o primeiro lote promocional.

Os ingressos podem ser comprados no site da Ticket Brasil (http://ticketbrasil.com.br/novos/), onde há cobrança de taxa de serviço. Podem ser obtidos sem a taxa no próprio Via Marquês e na lendária loja Baratos Afins, da Galeria do Rock. Outros pontos de venda sem a taxa de cobrança são a Metal CD’s Santo André (Rua Dona Elisa Fláquer, 184 – Centro – Santo André/SP); a Sick’n’Silly (Alameda Jaú, 1529 – Jardim Paulista – São Paulo); e a Chilli Beans (Rua Carlos Weber, 654 – Vila Leopoldina – São Paulo).

A promessa é de que pela, primeira vez, o grupo brasileiro tocará os dois primeiros álbuns, “Soldiers of Sunrise” e “Theater of Fate” (1989), na íntegra. Além do retorno histórico de Andre Matos, a banda contará com Pit Passarell (baixo), Felipe Machado (guitarra) e Guilherme Martin (bateria).

Hugo Mariutti assumirá a outra guitarra no lugar de Yves Passarell, que está atualmente no Capital Inicial e deve fazer apenas algumas participações na turnê, que ainda terá mais datas divulgadas em breve.

O retorno de Andre Matos aos vocais do Viper é algo para se comemorar. O talentoso músico sempre foi respeitado pelas suas grandes qualidades com a voz. E foi no Viper que ele apareceu, numa época em que o heavy metal nacional começava a despontar e que a banda chamava a atenção por aqui ao lado do Sepultura.

Depois da gravação do “Soldiers of Sunrise” e “Theater of Fate”, Andre saiu do Viper e montou o Angra. Depois, criou o Shaman e, mais recentemente, estava em carreira solo. 

O Viper, por sinal, ainda fez grande sucesso depois de gravar os álbuns “Evolution” (1992) e “Coma Rage (1994).  Mais tarde, lançou o álbum “Tem pra Todo Mundo” (1997), que desagradou os fãs do metal por trazer letras em português e músicas fora do estilo.

Para comemorar a reunião histórica do Viper, o Roque Reverso descolou vídeos no YouTube. Primeiro, uma raridade: a banda, com Andre Matos, tocando ao vivo no saudoso programa Matéria Prima, de Serginho Groisman, na TV Cultura. A qualidade não é das melhores porque vem de VHS, mas vale o registro dos bons tempos, com “To Live Again” e o hino “Living For The Nigth”. O outro vídeo é de “Rebel Maniac”, com o Viper sem Andre Matos (Pit Passarell assumiu os vocais), mas fazendo grande sucesso na MTV.




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Siga o Roque Reverso no Instagram!!!

Anthrax em São Paulo em novembro de 2017
#roquereverso  #tombrasil  #anthrax #scottian Accept em São Paulo em novembro de 2017
#roquereverso  #tombrasil  #accept Accept em São Paulo em novembro de 2017
#roquereverso  #tombrasil  #accept Accept em São Paulo em novembro de 2017
#roquereverso  #tombrasil  #accept Accept em São Paulo em novembro de 2017
#roquereverso  #tombrasil  #accept Anthrax em São Paulo em novembro de 2017
#roquereverso  #tombrasil  #anthrax #charbenante

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso blog em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 89 outros seguidores

novembro 2017
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Categorias

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE