Archive for the 'Violeta de Outono' Category

21
maio
16

Virada Cultural de 2016 tem opções interessantes do rock nacional em palcos diversos

Virada Cultural - LogoA programação de 2016 da Virada Cultural paulistana volta a apostar na decentralização dos palcos que fez sucesso na edição de 2015 e, especialmente em relação ao rock n’ roll, repete a fórmula de prestigiar as bandas nacionais novas ou antigas. No evento gratuito que tradicionalmente tem 24 horas e que será realizado sem interrupção entre os dias 21 e 22 de maio, a novidade foi um happy hour que aconteceu na sexta-feira, 20, na região central de São Paulo, e trouxe atrações entre as 17 horas e meia-noite, sendo praticamente um aquecimento para o sábado e o domingo.

Na prática, portanto, a Virada Cultural 2016 tem 3 dias. O evento deste ano conta com 700 atrações culturais.

Elas estarão distribuídas entre shows musicais, atividades infantis e oficinas culturais, e pela primeira vez será realizada em todas as 32 subprefeituras da capital paulista.

Em tempos de preocupante crise econômica nacional e de um País cheio de indefinições gerados por um polêmico processo de impeachment da presidente da República que vem sendo denunciado pela imprensa internacional como um golpe, é fácil notar a cautela na programação da Virada em relação às atrações, com convidados mais dentro do já pequeno orçamento possível à Prefeitura de São Paulo.

Esqueçam os tempos de atrações internacionais de alto calibre, como as das Viradas Culturais que contaram com shows gratuitos e disputados do Living Colour, Suicidal Tendencies, Misfits, Iron Butterfly e o Man Or Astro-Man?, entre outros nomes que surpreendiam pela presença num evento aberto. Em 2016, mais ou menos como em 2015, nomes um pouco menos badalados, mas não menos interessantes vão representar o rock.

Bons exemplos que estarão na Virada Cultural são os veteranos e ótimos grupos nacionais Plebe Rude, Violeta de Outono, Pin Ups, além das bandas um pouco mais novas e também competentes Matanza, Cidadão Instigado e Detonautas. Todas estas atrações estarão no tradicional Palco Rio Branco (veja a escalação aqui), que prestigiará, entre o sábado e o domingo, o rock e ainda terá uma homenagem ao músico Flávio Basso, conhecido nacionalmente como Júpiter Maçã e que morreu em dezembro de 2015.

Outro local ligado ao rock em 2016 é o Centro Cultural Tendal da Lapa, que trará uma programação mais voltada ao punk e a o hardcore. Entre algumas das bandas que vão se apresentar, estão a Lixomania e a Invasores de Cérebro.

Inspirado na conhecida “banda da kombi” Test, o Palco Test será dividido em três espaços: Tablado, Kombi e Tenda, onde o público poderá encontrar apresentações do undergroud (veja aqui), como as das bandas Paura, Rakta, Facada, Cruel Face, Lástima, Guru, Plague Rages, Duo Mutual, DER e o próprio Test, entre outros vários grupos interessantes.

Quem conheceu aqui pelo Roque Reverso o ótimo espetáculo musical Beatles para Crianças vai ter a oportunidade de presenciá-lo ao vivo em vários locais e fazer a alegria da criançada. A programação da Virada prevê este espetáculo no Centro Cultural da Penha, no Centro Cultural Vila Formosa, no Clube Escola da Moóca, na Ocupação Sesc Dom Pedro II e no Sesc Santo Amaro (veja aqui os detalhes).

Quem curte a banda Nação Zumbi também terá duas oportunidades para assistir o tradicional grupo. Haverá shows dos músicos no Palco Júlio Prestes, que é o principal e onde eles tocarão com o Young Gods da Suíça, e o Palco M’ Boi Mirim (confira aqui).

Para melhorar a segurança durante a Virada Cultural, a Prefeitura de São Paulo optou por diminuir o perímetro entre os palcos do Centro, facilitando a locomoção do público entre um e outro e deixando as regiões com um maior número de pessoas.

Na 12ª edição da Virada Cultural, dez Centros Educacionais Unificados (CEUs) localizados em diversas regiões da cidade receberão uma programação especial do evento, com espetáculos de música, teatro e oficinas culturais. Participam da Virada os CEUs Alvarenga, Aricanduva, Lajeado, Jaçanã, São Mateus, Parque Veredas, Paz, Quintal do Sol, Uirapuru e Capão Redondo.

O evento de 2016 também levará artistas e espetáculos para mais de 50 espaços da periferia de São Paulo. Os shows serão realizados de Parelheiros, no extremo sul, até a Cidade Tiradentes, no extremo leste; de Perus, na zona norte, ao Butantã, na região oeste. Serão cinco palcos montados em ruas, centros culturais, casas de cultura, teatros e bibliotecas, com nomes como Emicida, Mano Brown e NX Zero.

Uma boa banda veterana, os Inocentes, vai tocar também em dois locais: a Casa de Cultura do Butantã e a Casa de Cultura de São Miguel (veja aqui)

Outra medida importante foi em relação à iluminação. Até o fim de semana da Virada, o Ilume (Departamento de Iluminação Pública) trocará 724 luminárias na região central e no Beco do Batman, na Vila Madalena.

Durante os três dias, a Polícia Militar irá trabalhar com um efetivo com mais de mil homens. Além disso, a Virada Cultural contará com 1500 seguranças particulares e 2500 homens da Guarda Civil Metropolitana.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) vai monitorar o trânsito na Região Central da cidade para a realização da Virada Cultural 2016. Para garantir a segurança e a fluidez do tráfego, bem como o acesso do público ao evento, a CET contará com 300 operadores de tráfego.

O sistema de transporte terá um esquema especial para atender a população. No sistema metroferroviário, trens do Metrô e CPTM devem funcionar ininterruptamente do sábado para o domingo. Em relação aos ônibus, os usuários podem também se deslocar com o sistema Noturno da capital paulista, com intervalos dos ônibus de 15 minutos em ligações estruturais, geralmente em grande corredores, e de 30 minutos nos bairros.

A programação completa da Virada Cultural, com datas, horários e todas as informações, está disponível no site: www.viradacultural.prefeitura.sp.gov.br.

Anúncios
24
jun
14

Violeta de Outono tocará clássicos da carreira e músicas de Syd Barrett em show gratuito em SP

Violeta de OutonoO grupo Violeta de Outono tem show especial marcado para o dia 3 de julho, no Centro Cultural São Paulo. Em apresentação com entrada franca, a banda paulistana promete tocar os principais clássicos da carreira e presentear os fãs também com a execução de músicas de sua principal influência: o músico Syd Barrett, tão importante para a formação do Pink Floyd.

O show será realizado na tradicional sala Adoniran Barbosa. Está agendado para começar às 20h30.

Com quase 30 anos de estrada, o Violeta de Outono é conhecido pelo som espacial e pela atmosfera psicodélica de suas apresentações.

O disco mais recente do grupo foi o elogiado “Espectro”. Lançado em 2012, o álbum trouxe o Violeta com uma sonoridade renovada, mas não menos viajante que a tradição.

Além do vocalista e guitarrista Fábio Golfetti, integram o conjunto o tecladista Fernando Cardoso, o baixista Gabriel Costa e o baterista José Luiz Dinola.

Depois do show na capital paulista, o Violeta de Outono tocará no Sesc São Caetano no dia 26 de julho. O repertório será o mesmo executado no Centro Cultural São Paulo.

16
ago
13

Violeta de Outono disponibiliza discografia completa para audição em novo site

O Violeta de Outono disponibilizou sua discografia completa na internet. A lendária banda paulistana criada nos Anos 80 aproveitou o lançamento do novo site para oferecer aos fãs uma vasta seleção de arquivos de toda a sua carreira, como vídeos e fotos oficiais de qualidade.

No local, o fã do Violeta poderá ter acesso direto ao YouTube, Bandcamp, Flickr, Tumblr e Facebook. O site também é otimizado para acesso a partir de dispositivos móveis, como celulares e tablets.

O Roque Reverso navegou por toda a estrutura disponibilizada pelo Violeta de Outono e confirmou a boa qualidade do serviço. Sem dúvida, a possibilidade de ouvir pérolas do rock nacional, como o primeiro álbum da banda, “Violeta de Outono”, de 1987, é algo extremamente gratificante.

A banda, por sinal, já se encontra em fase de composição das músicas que farão parte do próximo disco, que deve ser lançado em 2014. O registro de inéditas mais recente do grupo foi o álbum “Espectro”, de 2012.

O site novo está no endereço http://violetadeoutono.com.

Veja abaixo o clipe de “Dia Eterno”, do primeiro disco do Violeta de Outono:

09
jul
12

Violeta de Outono tocará novo álbum na íntegra em show de lançamento em SP

O grupo brasileiro Violeta de Outono se apresentará no dia 12 de julho na Choperia do Sesc Pompeia, em São Paulo. O show marcará o lançamento do novo álbum da banda paulistana, “Espectro”, que será tocado na íntegra para os fãs. Desde 1986, por sinal, o conjunto de rock progressivo e psicodélico tem lançado todos os seus discos na unidade do Sesc, que neste ano de 2012 comemora 30 anos.

Como já bem destacou o Roque Reverso por meio da resenha do jornalista Ricardo Gozzi, “Espectro” é uma espécie de “viagem astral”, com início, meio e fim. O nono álbum do Violeta, tem também como destaque o baterista José Luiz Dinola, novo integrante da banda e fundador do grupo A Chave do Sol.

Além de Dinóla, o Violeta de Outono conta com Fabio Golfetti (guitarra e vocal), Gabriel Costa (baixo) e Fernando Cardoso (órgão Hammond, piano e sintetizadores). Golfetti continua como o líder do grupo, que dá um show à parte na parte instrumental do novo trabalho.

A apresentação no Sesc Pompeia não ficará restrita a “Espectro”. A banda promete tocar músicas do penúltimo álbum, “Volume 7”, de 2007, e também do seu repertório clássico, dos discos “Violeta de Outono” e “Em Toda Parte”, lançados na década de 80.

Os ingressos para o show custam R$ 16,00 (inteira). Usuário inscrito no Sesc e dependentes, maiores de 60 anos, professores da rede pública de ensino e estudantes com comprovante pagam R$ 8,00. Trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes pagam R$ 4,00.

06
jul
12

Novo disco do Violeta de Outono é viagem astral com início, meio e fim

A lendária banda brasileira paulistana Violeta de Outono acaba de lançar Espectro, seu nono álbum. O Roque Reverso recebeu esta semana uma cópia do CD gentilmente cedida pela banda e dá a seguir sua modesta opinião.

Mescla de música e poesia de boa qualidade, Espectro é uma viagem astral com princípio, meio e fim.

O CD abre com a bela Formas-Pensamento. Na sequência, um ouvido mais desatento talvez não se dê conta das passagens por Montanhas da Mente, Dia Azul e Ondas Leves, mas elas estão ali, quase como se fossem uno.

Claro Escuro não rompe a psicodelia, mas traz o ouvinte de volta ao chão, como uma turbulência, exigindo a atenção do piloto no meio de uma viagem tranquila.

O voo então continua com Algum Lugar e Anos-Luz, que conduzem a Espectro, faixa instrumental que dá nome ao novo trabalho do Violeta de Outono. Solstício fecha o ciclo, ou melhor, o disco.

O Violeta do Outono é formado atualmente por Fabio Golfetti (guitarra e vocais), Gabriel Costa (baixo), Fernando Cardoso (teclados) e José Luiz Dinóla (bateria). Lenda por lenda, aliás, o atual batera do Violeta de Outono foi um dos fundadores do também lendário A Chave do Sol.

Ao término de Solstício, uma versão demo intitulada News From Heaven reúne, com sutis alterações, o instrumental e a melodia de Formas-Pensamento a uma letra em inglês e deixa a vontade de se reiniciar a viagem pelas faixas de Espectro, trilha sonora para 2012 e além.

O vídeo a seguir mostra uma bela versão ao vivo do Violeta de Outono para Tomorrow Never Knows, de ninguém mais ninguém menos que uns tais de Beatles.




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Siga o Roque Reverso no Instagram!!!

Anthrax em São Paulo em novembro de 2017
#roquereverso  #tombrasil  #anthrax #scottian Accept em São Paulo em novembro de 2017
#roquereverso  #tombrasil  #accept Accept em São Paulo em novembro de 2017
#roquereverso  #tombrasil  #accept Accept em São Paulo em novembro de 2017
#roquereverso  #tombrasil  #accept Accept em São Paulo em novembro de 2017
#roquereverso  #tombrasil  #accept Anthrax em São Paulo em novembro de 2017
#roquereverso  #tombrasil  #anthrax #charbenante

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso blog em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 89 outros seguidores

novembro 2017
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Categorias

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE