Archive for the 'Faith no More' Category

02
abr
17

ESPECIAL – Trintões do Pop: a importância de 1987 na evolução da música

Assim como ’77 dez anos antes, 1987 foi simbólico para vários gêneros musicais e apontou tendências para as décadas seguintes; conheça os álbuns que contam essa história 

Por Caio de Mello Martins*

Datas redondas sempre dão o que falar. É uma chance que temos para refletirmos sobre o legado histórico de eventos passados, e também para pensarmos no tempo presente, nos processos que se desencadearam até que chegássemos ao aqui-agora, analisando os significados inferidos nas escolhas que determinaram a história.

Quando o assunto é música, a efeméride que grita mais alto nesse ano de 2017 é, sem dúvida, a explosão do punk nos dois lados do Atlântico Norte, simbolizada pelos lançamentos fonográficos na Inglaterra que transformaram um influente movimento do underground norte-americano na principal corrente de cultura jovem globalizada.

De maneira geral, pode-se dizer que foi uma iniciativa legítima, de baixo para cima, que reivindicava o resgate da autenticidade e do lastro social na cultura popular. Opunha uma indústria fonográfica que ao longo da década ganhou muito poder sobre os meios de produção, distribuição e promoção; como resultado, bandas e gravadoras estavam cada vez mais submetidos à lógica mercadológica de massificar ídolos e clichês.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

29
set
16

Faith No More lança clipe da faixa ‘Cone Of Shame’

Reprodução de cena do clipe da faixa "Cone of Shame", do FNMO Faith No More lançou nesta quinta-feira, 29 de setembro, o clipe da música “Cone Of Shame”. É mais um vídeo de faixa relacionada ao disco “Sol Invictus”, que chegou aos fãs em maio de 2015.

A direção do clipe é de Gore Cvetanovski. A direção de fotografia é de Kristijan Vojdanovski.

Gravado na Macedônia, o vídeo conta com um elenco formado pelos atores Mitko Apostolovski, Slagana Vujosevik, Ismail Kasumi e Musa Isufi.

É o terceiro clipe oficial do disco recente. Antes dele, a banda norte-americana do vocalista Mike Patton & Cia trouxe os vídeos de “Separation Anxiety” e de “Sunny Side Up”.

O álbum “Sol Invictus” foi o primeiro do Faith No More em 18 anos.

O último disco de estúdio da banda antes dele havia sido “Album of the Year”, de 1997. No ano seguinte o grupo chegou a dar um tempo e voltou à ativa apenas em 2009.

Em setembro de 2015, o Faith No More passou pelo Brasil. A banda fez shows em São Paulo, no Espaço das Américas, e no Rio de Janeiro, onde tocou no Rock in Rio 2015 na mesma noite do headliner Slipknot.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

15
dez
15

Faith No More lança clipe da música ‘Separation Anxiety’

Faith No More - Foto: DivulgaçãoMais um clipe do Faith No More na área. Desta vez, a banda norte-americana do vocalista Mike Patton & Cia escolheu a faixa “Separation Anxiety” para um vídeo.

É o segundo clipe oficial vinculado ao novo álbum “Sol Invictus”, que chegou aos fãs em maio de 2015. O primeiro havia sido o da música “Sunny Side Up”.

O vídeo de “Separation Anxiety” aproveita cenas do filme “Daughter of Horror”, de 1955, que incorpora elementos do cinema de horror.

O disco “Sol Invictus” foi o primeiro do Faith No More em 18 anos. O último álbum de estúdio da banda antes dele foi “Album of the Year”, de 1997. No ano seguinte o grupo chegou a dar um tempo e voltou à ativa apenas em 2009.

O baixista Billy Gould é o produtor do novo trabalho, que tem 10 músicas e que foi feito de maneira totalmente independente. A gravação foi realizada no estúdio de ensaio da banda em Oakland (EUA) e lançamento foi feito pelo selo próprio, Reclamation Records.

Em setembro, o Faith No More passou pelo Brasil. A banda fez shows em São Paulo, no Espaço das Américas, e no Rio de Janeiro, onde tocou no Rock in Rio 2015 na mesma noite do headliner Slipknot.

Tanto em São Paulo como no Rio, a faixa “Separation Anxiety” foi executada, na companhia de outras músicas novas do disco lançado em 2015. Em ambas as apresentações, o FNM teve performances um pouco mais comportadas que de costume. Na comparação entre os dois shows, o da capital paulista foi um pouco melhor e mais longo que a do festival carioca.

Confira abaixo o clipe da música “Separation Anxiety”:

22
out
15

Faith No More lança clipe da música ‘Sunny Side Up’

FNM - Foto: DivulgaçãoO Faith No More lançou no dia 20 de outubro o clipe da música “Sunny Side Up”. É o primeiro vídeo oficial pra valer de uma faixa do novo álbum “Sol Invictus”, que chegou aos fãs em maio. Antes, a banda havia liberado apenas alguns vídeos que retratavam canções do novo trabalho em shows.

O clipe do vocalista Mike Patton & Cia é ambientado num asilo. Os membros originais da banda são substituídos por velhinhos.

A direção é de Joe Lynch. A produção, por sua vez, é de Sarah Elbert.

O disco “Sol Invictus” é o primeiro do Faith No More em 18 anos.

O último álbum de estúdio da banda antes dele foi “Album of the Year”, de 1997. No ano seguinte o grupo chegou a dar um tempo e voltou à ativa apenas em 2009.

O baixista Billy Gould é o produtor do novo trabalho, que tem 10 músicas e que foi feito de maneira totalmente independente.

A gravação foi realizada no estúdio de ensaio da banda em Oakland (EUA) e lançamento foi feito pelo selo próprio, Reclamation Records.

Em setembro, o Faith No More passou pelo Brasil. A banda norte-americana fez shows em São Paulo, no Espaço das Américas, e no Rio de Janeiro, onde tocou no Rock in Rio 2015 na mesma noite do headliner Slipknot.

Em ambos os shows brasileiros, a banda de Mike Patton & Cia fez apresentações um pouco mais comportadas que de costume. Na comparação das duas performances, a da capital paulista foi um pouco melhor e mais longa que a do festival carioca.

Veja abaixo o clipe da música “Sunny Side Up”:

28
set
15

Na comparação com o Rock in Rio, show do Faith No More em SP teve mais músicas e ‘The Crab Song’

Faith No More em SP-Mike Patton - Foto: Divulgação Espaço das AméricasNa aguardada passagem de 2015 do Faith No More pelo Brasil, a banda norte-americana tocou no dia 24 de setembro, uma quinta-feira, em São Paulo, no Espaço das Américas, e, no dia seguinte, no Rock in Rio. Na comparação entre as duas apresentações, o grupo do insano vocalista Mike Patton & Cia fez um show melhor e maior na capital paulista, tendo, para muitos jornalistas e fãs, uma performance morna no grande festival realizado na capital fluminense.

Não bastasse o show mais extenso em São Paulo, o FNM presenteou o público paulistano com a faixa “The Crab Song”, do álbum “Introduce Yourself”, de 1987, quando o vocalista ainda era Chuck Mosely. No Rio, ela foi substituída no bis pela tradicional “We Care a Lot”.

“The Crab Song” não era executada em solo brasileiro desde 1991, quando o grupo tocou na capital paulista no saudoso Olympia, meses depois de fazer um show matador no mesmo ano no Rock in Rio, onde também a música havia sido um ponto alto da histórica apresentação.

O Roque Reverso esteve presente na casa de shows paulistana e acompanhou a transmissão pela TV da performance no Rock in Rio, além de colher depoimentos de gente que foi para a capital fluminense.

Depois das apresentações que o Faith No More realizou em 2011, no SWU Festival, em Paulínia (SP), e principalmente, em 2008, no Maquinaria Festival, em São Paulo, havia uma grande expectativa de shows vibrantes e memoráveis, com mais alguma peripécia de Mike Patton.

No Espaço das Américas, o vocalista e a banda até tentaram e conseguiram cativar o público em algumas oportunidades, mas, no Rock in Rio 2015, talvez por não ser a atração principal (o headliner era o Slipknot), não empolgaram como de costume a legião de fãs da banda dos mascarados de Iowa que dominava a plateia.

Ambos os shows com anúncio de ingressos esgotados, em São Paulo (cerca de 8 mil pessoas) e no Rio (cerca de 85 mil), fizeram parte da turnê de divulgação do disco “Sol Invictus”, que chegou aos fãs em maio e representou o primeiro álbum do grupo em 18 anos.

Na capital paulista, do total de 18 músicas tocadas, 5 foram do novo trabalho: “Motherfucker” , “Sunny Side Up”, “Separation Anxiety” , “Matador” e “Superhero”. Na capital fluminense, do total de 15 executadas, 4 foram do disco novo: “Motherfucker”, “Black Friday”, “Separation Anxiety” e “Superhero”.

“Motherfucker” cativou o público logo de cara. Interessante notar que, apesar de pertencer a um álbum lançado há pouco tempo, havia muita gente que cantou a música do começo ao fim em São Paulo. No Rio, Patton, maluco como sempre, inventou, logo após a terceira música, “Caffeine” um stage diving mal calculado e acabou caindo sobre uma das grades de separação.

Alguns dos hits históricos do Faith No More levaram energia às apresentações e contou com o público na mão. “Epic”, “Midlife Crisis” e “Easy” dificilmente passam batidas e já são garantia de boa recepção e plateia cantando junto. “From Out of Nowhere”, outro hit empolgante, foi a segunda da noite no Rio e ficou no bis em São Paulo.

Faith No More em SP - Foto: Divulgação Espaço das AméricasFaith No More em SP - Foto: Divulgação Espaço das AméricasFaith No More em SP - Foto: Divulgação Espaço das AméricasFaith No More em SP - Foto: Divulgação Espaço das AméricasFaith No More em SP - Foto: Divulgação Espaço das AméricasFaith No More em SP - Foto: Divulgação Espaço das Américas

“The Gentle Art of Making Enemies”, que entrou para a história dos shows brasileiros do FNM no Maquinaria Festival em 2008 é a típica faixa adorada por fãs, mas que não tem a mesma recepção dos seguidores de outras bandas. Foi mais um exemplo de feedback melhor no Espaço das Américas do que no Rock in Rio.

O mesmo vale para “Ashes to Ashes”, que fez toda a plateia cantar e pular em São Paulo e, na capital fluminense, gerou pontos menores de empolgação.

Uma crítica ao show de São Paulo está ligada ao extremo calor que fez no Espaço das Américas. Com a casa lotada, o ar-condicionado do local não deu conta e fez o público sofrer, numa das noites mais quentes do ano na cidade. Mesmo com a cerveja sendo vendida a exorbitantes R$ 10,00, a bebida foi consumida em larga escala para tentar refrescar a plateia presente.

Apesar do presente exclusivo com “The Crab Song” para a capital paulista, é importante dizer que um grande número de fãs pareceu não conhecer a música. Enquanto os mais antigos se esgoelavam e conheciam cada sílaba entoada por Patton, os mais jovens pareciam apenas desfrutar aquele momento.

Tanto em São Paulo como no Rio, a sensação foi de um show curto. No Rio, até existia uma justificativa plausível, já que os grupos que não são headliners costumam ter um tempo menor de apresentação. No Espaço das Américas, uma das hipóteses cogitadas foi a de que o FNM teria sentido o calor imenso do local.

A constatação é de que a banda não fez um show ruim (longe disso), mas que não trouxe a mesma vibração das duas passagens recentes anteriores pelo País. Talvez, sem querer, Mike Patton & Cia acostumaram mal os fãs com momentos catárticos que nunca mais saíram da cabeça de quem foi ao Maquinária Festival e ao SWU. Em São Paulo e no Rio, ficou, no mínimo, a sensação de que a banda continua com a qualidade de sempre e que precisa vir mais vezes para cá.

Para relembrar momentos dos dois shows, o Roque Reverso descolou vídeos no YouTube. Fique inicialmente com a versão em português de “Evidence”, tocada em São Paulo. Depois, veja “Epic” no Rock in Rio. Na sequência, fique com os vídeos de “Ashes to Ashes” e “The Crab Song” no Espaço das Américas. Para fechar, o vídeo de “Easy” no Rock in Rio.

Faith No More no Rock in Rio - Foto: Divulgação Rock in Rio/Diego Padilha/I Hate FlashFaith No More no Rock in Rio - Foto: Divulgação Rock in Rio/Diego Padilha/I Hate FlashFaith No More no Rock in Rio - Foto: Divulgação Rock in Rio/Diego Padilha/I Hate FlashFaith No More no Rock in Rio - Foto: Divulgação Rock in Rio/Diego Padilha/I Hate FlashFaith No More no Rock in Rio - Foto: Divulgação Rock in Rio/Diego Padilha/I Hate FlashFaith No More no Rock in Rio - Foto: Divulgação Rock in Rio/Diego Padilha/I Hate Flash

Set list em SP

Motherfucker
Land of Sunshine
Caffeine
Everything’s Ruined
Evidence
Epic
Sunny Side Up
Midlife Crisis
Chinese Arithmetic
The Gentle Art of Making Enemies
Easy
Separation Anxiety
Matador
Ashes to Ashes
Superhero

The Crab Song
From Out of Nowhere
I Started a Joke

Set list no Rock in Rio

Motherfucker
From Out of Nowhere
Caffeine
Evidence
Epic
Black Friday
Midlife Crisis
The Gentle Art of Making Enemies
Easy
Separation Anxiety
Ashes to Ashes
Superhero

I Started a Joke
We Care a Lot
Just a Man

13
jul
15

Rock and roll can never die! Feliz Dia Mundial do Rock!!!

Led Zeppelin em apresentação nos Anos 70 - Foto: DivulgaçãoChega até ser piegas o oportunismo de alguns veículos que nunca dão a importância merecida ao estilo musical no Dia Mundial do Rock. Quando menos se espera, é possível ver emissoras de TV ou sites com a “maior atitude”, contrastando com o que é visto no restante do ano, quando o gênero perde espaço para os funks, pagodes e axés da vida. Para nós do Roque Reverso, o rock n’ roll, é a razão de existir e, por isso, a lembrança da data é simplesmente uma obrigação.

Como sempre lembramos, respiramos o rock nos 365 dias de cada ano e sempre lutamos para que ele tenha seu merecido espaço respeitado via notícias de última hora, curiosidades, resenhas de shows e visibilidade para novas bandas brasileiras que procuram um lugar ao sol.

Em todo dia 13 de julho, também gostamos de fazer um balanço do estilo, que há alguns anos vem passando por crises criativas internacionalmente e, principalmente, no Brasil, onde os grandes nomes continuam sendo os mesmos de 30 anos atrás.

Por meio da nossa seção Drops Rock Brazuca, continuamos dando espaço a novas bandas ou a grupos que não costumam ter muita visibilidade nos grandes veículos. E é por lá que notamos que ainda há esperança do surgimento de um grande nome para dar visibilidade ao rock.

Quanto ao balanço do rock ao vivo em 2015, já tivemos importantes shows pelo Brasil e festivais que já deixaram saudades. Entre os shows, o que dizer, por exemplo, da histórica apresentação do Ministry em São Paulo, assim como a passagem do Foo Fighters pelo Brasil e, mais recentemente, o grande show que o Sepultura fez na capital paulista para comemorar os 30 anos de carreira.

Entre os festivais, o Lollapalooza 2015 ficou menos rock e mais dance, mas ainda foi possível achar coisas boas do estilo que adoramos, como as apresentações de Robert Plant e do Smashing Pumpkins.

No Monsters of Rock de 2015, o público do heavy metal mostrou, pela enésima vez, que é o mais fiel quando presenciou dinossauros da vertente mais pesada do rock, como Ozzy Osbourne, KISS, Judas Priest e Accept, só para citar os que mais chamaram atenção no festival que aconteceu em São Paulo.

Agora para o segundo semestre, o Rock in Rio deve escrever mais uma vez um capítulo na história de 30 anos de sucesso que se completam em 2015. É tão certo como é tão tradicional que não haverá somente rock no evento da capital fluminense, mas também é bem totalmente possível (e esperado) que alguns dos grandes nomes presentes no festival, como o Metallica, o Faith No More, o Slipknot, Rod Stewart, o Queens of The Stone Age e o System of a Down, venham com apresentações que serão lembradas daqui a vários anos.

Mesmo com seu atual estado de pouco prestígio no mainstream, o rock n’ roll ainda tem garantida a manutenção de um espaço justamente pela resistência de fãs que continuam consumindo música, via internet, volta do vinil ou pelo comparecimento aos caros shows que acontecem no País. E, nós, do Roque Reverso, sempre estaremos contando esta história para nossos queridos leitores.

Se alguém ainda não sabe, apesar de ter sido criado nos anos 50, o rock ganhou pra valer uma data de comemoração apenas em 1985, ano do primeiro Live Aid, concerto beneficente em prol das vítimas da fome na Etiópia realizado exatamente no dia 13 de julho daquele ano em Londres e na Filadélfia. O evento foi organizado pelo músico Bob Geldof (cantor da banda irlandesa Boomtown Rats) e teve a participação de vários astros de rock.

Para celebrar mais um Dia Mundial do Rock, o Roque Reverso descolou alguns shows que marcaram o Rock in Rio em 30 anos de história. Para começar, fique com o show do Whitesnake na primeira edição, de 1985. Depois, veja o do Faith No More, na segunda, de 1991. Na sequência, assista ao grande show de Neil Young com o Crazy Horses, de 2001; o show do Metallica em 2011 e a apresentação de Bruce Springsteen em 2013.

Rock and roll can never die! Feliz Dia Mundial do Rock!!

05
maio
15

Veja os preços dos ingressos e datas de venda para os shows de Slipknot, Faith No More e Mastodon em SP

Slipknot e FNM - Fotos em MontagemNovidades para o público que estava aguardando notícias sobre os shows que Slipknot, Faith No More e Mastodon, todos atrações do Rock in Rio de 2015, farão em São Paulo no mesmo mês do festival. Os organizadores das apresentações na capital paulista liberaram as informações sobre os preços dos ingressos e as respectivas datas de início das vendas.

O Slipknot tocará no dia 27 de setembro, na Arena Anhembi, com abertura do Mastodon. O Faith No More, por sua vez, fará show no dia 24 do mesmo mês no Espaço das Américas.

Para o show dos mascarados de Iowa (EUA), os ingressos estarão disponíveis no site da Livepass a, partir do dia 12 de maio, na pré-venda exclusiva para clientes Samsung. No dia 14 de maio, é a vez do público em geral.

O valor das entradas, para variar, não está nada suave. Para o local denominado Pista Premium/Bud Zone, o ingresso inteiro custa nada menos que R$ 520,00. Quanto à Pista Comum, a entrada sai por R$ 260,00.

Para o show do Faith No More, o preço também está salgado, mas não duvida que a procura será intensa. Os ingressos estarão disponíveis no site da Livepass a partir do dia 25 de maio, na pré-venda exclusiva para clientes Samsung, e no dia 27 de maio para o público em geral.

A entrada inteira para a Pista Premium/Bud Zone sai por R$ 370,00, mesmo valor que será cobrado para o Mazanino. O ingresso para a Pista Comum sai por R$ 190,00.

Os três grupos estão com trabalhos novos. O Slipknot banda lançou em 2013 seu mais recente álbum, “.5: The Gray Chapter”, o primeiro desde “All Hope Is Gone”, de 2008.

O disco também traz os primeiros sons oficiais do Slipknot desde a morte do baixista e compositor Paul Gray, em 2010, e da saída do excelente baterista Joey Jordison, em dezembro de 2013.

A última vez do grupo no Brasil foi em outubro de 2013. A banda foi a atração principal do primeiro dia do Monsters of Rock daquele ano, que foi realizado em São Paulo.

O Faith No More, por sua vez, vai lançar disco novo poucos meses antes da vinda ao Brasil.  “Sol Invictus” está agendado para chegar ao público no dia 19 de maio e será o primeiro álbum do grupo em 18 anos.

A última passagem do FNM pelo Brasil foi em 2011, no SWU Festival.

O Mastodon lançou o disco “Once More ‘Round The Sun” no ano passado. O grupo norte-americano virá pela primeira vez ao Brasil.

As três bandas tocarão no mesmo dia no Rock in Rio. Será em 25 de setembro, que terá o Slipknot como headliner.




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Siga o Roque Reverso no Instagram!!!

Documentário 'Sepultura Endurance' teve sua estreia geral ao público no dia 15 de junho e tem neste dia 19 exibição marcada para o Cine SESC, em São Paulo, pelo In-Edit Brasil, às 21h30.
Veja a resenha do Roque Reverso aqui:
https://roquereverso.com/2017/06/15/documentario-sepultura-endurance-mostra-saga-da-banda-brasileira-e-resistencia-apos-separacao-historica/
#roquereverso #sepultura #ineditbrasil #sepulturaendurance #cinesesc Já viu os preços para o show do U2 em São Paulo?
Veja os detalhes no texto do Roque Reverso aqui:
https://roquereverso.com/2017/06/08/ingressos-de-pista-comum-para-show-do-u2-em-sp-da-turne-de-30-anos-do-the-joshua-tree-custam-r-500/
#roquereverso #u2 #estadiodomorumbi #u2thejoshuatree2017 O "Sgt. Peppers" fez 50 anos e o Roque Reverso fez uma resenha bacana.
Confira aqui:
https://roquereverso.com/2017/05/30/50-anos-do-disco-sgt-peppers-lonely-hearts-club-band-um-dos-maiores-da-historia-e-simbolo-de-uma-geracao/
#roquereverso #beatles #paulmccartney #ringostarr #johnlennon #georgeharrison Nosso texto sobre a enorme perda de Kid Vinil:
https://roquereverso.com/2017/05/19/rock-nacional-de-luto-com-a-morte-de-kid-vinil-um-dos-maiores-embaixadores-do-estilo-no-pais/
Foto: Divulgação Facebook
#roquereverso #kidvinil Nosso texto sobre a enorme perda de Chris Cornell:
https://roquereverso.com/2017/05/18/rock-chora-a-morte-de-chris-cornell-vocalista-do-soundgarden-e-do-audioslave/
Foto: Divulgação Facebook
#roquereverso #chriscornell #soundgarden #audioslave Resenha do Roque Reverso sobre o grande show do Prophets of Rage no Maximus Festival!!!
https://roquereverso.com/2017/05/16/com-fora-temer-e-show-variado-no-maximus-festival-prophets-of-rage-mantem-legado-do-rage-against/
#roquereverso #maximusfestival #prophetsofrage #tomorello

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso blog em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 88 outros seguidores

julho 2017
D S T Q Q S S
« jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Categorias

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

Estatísticas

  • 530,771 hits
SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE