Archive for the 'Test' Category

21
maio
16

Virada Cultural de 2016 tem opções interessantes do rock nacional em palcos diversos

Virada Cultural - LogoA programação de 2016 da Virada Cultural paulistana volta a apostar na decentralização dos palcos que fez sucesso na edição de 2015 e, especialmente em relação ao rock n’ roll, repete a fórmula de prestigiar as bandas nacionais novas ou antigas. No evento gratuito que tradicionalmente tem 24 horas e que será realizado sem interrupção entre os dias 21 e 22 de maio, a novidade foi um happy hour que aconteceu na sexta-feira, 20, na região central de São Paulo, e trouxe atrações entre as 17 horas e meia-noite, sendo praticamente um aquecimento para o sábado e o domingo.

Na prática, portanto, a Virada Cultural 2016 tem 3 dias. O evento deste ano conta com 700 atrações culturais.

Elas estarão distribuídas entre shows musicais, atividades infantis e oficinas culturais, e pela primeira vez será realizada em todas as 32 subprefeituras da capital paulista.

Em tempos de preocupante crise econômica nacional e de um País cheio de indefinições gerados por um polêmico processo de impeachment da presidente da República que vem sendo denunciado pela imprensa internacional como um golpe, é fácil notar a cautela na programação da Virada em relação às atrações, com convidados mais dentro do já pequeno orçamento possível à Prefeitura de São Paulo.

Esqueçam os tempos de atrações internacionais de alto calibre, como as das Viradas Culturais que contaram com shows gratuitos e disputados do Living Colour, Suicidal Tendencies, Misfits, Iron Butterfly e o Man Or Astro-Man?, entre outros nomes que surpreendiam pela presença num evento aberto. Em 2016, mais ou menos como em 2015, nomes um pouco menos badalados, mas não menos interessantes vão representar o rock.

Bons exemplos que estarão na Virada Cultural são os veteranos e ótimos grupos nacionais Plebe Rude, Violeta de Outono, Pin Ups, além das bandas um pouco mais novas e também competentes Matanza, Cidadão Instigado e Detonautas. Todas estas atrações estarão no tradicional Palco Rio Branco (veja a escalação aqui), que prestigiará, entre o sábado e o domingo, o rock e ainda terá uma homenagem ao músico Flávio Basso, conhecido nacionalmente como Júpiter Maçã e que morreu em dezembro de 2015.

Outro local ligado ao rock em 2016 é o Centro Cultural Tendal da Lapa, que trará uma programação mais voltada ao punk e a o hardcore. Entre algumas das bandas que vão se apresentar, estão a Lixomania e a Invasores de Cérebro.

Inspirado na conhecida “banda da kombi” Test, o Palco Test será dividido em três espaços: Tablado, Kombi e Tenda, onde o público poderá encontrar apresentações do undergroud (veja aqui), como as das bandas Paura, Rakta, Facada, Cruel Face, Lástima, Guru, Plague Rages, Duo Mutual, DER e o próprio Test, entre outros vários grupos interessantes.

Quem conheceu aqui pelo Roque Reverso o ótimo espetáculo musical Beatles para Crianças vai ter a oportunidade de presenciá-lo ao vivo em vários locais e fazer a alegria da criançada. A programação da Virada prevê este espetáculo no Centro Cultural da Penha, no Centro Cultural Vila Formosa, no Clube Escola da Moóca, na Ocupação Sesc Dom Pedro II e no Sesc Santo Amaro (veja aqui os detalhes).

Quem curte a banda Nação Zumbi também terá duas oportunidades para assistir o tradicional grupo. Haverá shows dos músicos no Palco Júlio Prestes, que é o principal e onde eles tocarão com o Young Gods da Suíça, e o Palco M’ Boi Mirim (confira aqui).

Para melhorar a segurança durante a Virada Cultural, a Prefeitura de São Paulo optou por diminuir o perímetro entre os palcos do Centro, facilitando a locomoção do público entre um e outro e deixando as regiões com um maior número de pessoas.

Na 12ª edição da Virada Cultural, dez Centros Educacionais Unificados (CEUs) localizados em diversas regiões da cidade receberão uma programação especial do evento, com espetáculos de música, teatro e oficinas culturais. Participam da Virada os CEUs Alvarenga, Aricanduva, Lajeado, Jaçanã, São Mateus, Parque Veredas, Paz, Quintal do Sol, Uirapuru e Capão Redondo.

O evento de 2016 também levará artistas e espetáculos para mais de 50 espaços da periferia de São Paulo. Os shows serão realizados de Parelheiros, no extremo sul, até a Cidade Tiradentes, no extremo leste; de Perus, na zona norte, ao Butantã, na região oeste. Serão cinco palcos montados em ruas, centros culturais, casas de cultura, teatros e bibliotecas, com nomes como Emicida, Mano Brown e NX Zero.

Uma boa banda veterana, os Inocentes, vai tocar também em dois locais: a Casa de Cultura do Butantã e a Casa de Cultura de São Miguel (veja aqui)

Outra medida importante foi em relação à iluminação. Até o fim de semana da Virada, o Ilume (Departamento de Iluminação Pública) trocará 724 luminárias na região central e no Beco do Batman, na Vila Madalena.

Durante os três dias, a Polícia Militar irá trabalhar com um efetivo com mais de mil homens. Além disso, a Virada Cultural contará com 1500 seguranças particulares e 2500 homens da Guarda Civil Metropolitana.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) vai monitorar o trânsito na Região Central da cidade para a realização da Virada Cultural 2016. Para garantir a segurança e a fluidez do tráfego, bem como o acesso do público ao evento, a CET contará com 300 operadores de tráfego.

O sistema de transporte terá um esquema especial para atender a população. No sistema metroferroviário, trens do Metrô e CPTM devem funcionar ininterruptamente do sábado para o domingo. Em relação aos ônibus, os usuários podem também se deslocar com o sistema Noturno da capital paulista, com intervalos dos ônibus de 15 minutos em ligações estruturais, geralmente em grande corredores, e de 30 minutos nos bairros.

A programação completa da Virada Cultural, com datas, horários e todas as informações, está disponível no site: www.viradacultural.prefeitura.sp.gov.br.

Anúncios
14
jun
15

Virada Cultural de 2015 volta a prestigiar o rock e tem programação caprichada para todos os gostos

Virada Cultural 2015 - Reprodução do LogoDepois de 2014 ficar marcado por algumas críticas da nação roqueira pela quantidade reduzida de representantes do rock n’ roll, a edição de 2015 da Virada Cultural paulistana volta a prestigiar o estilo de uma forma mais parecida com as das temporadas anteriores. Com uma proposta interessante de decentralizar os palcos e locais de eventos, escolhendo pontos mais espalhados da cidade e com uma programação caprichada para todos os gostos, a festa cultural promovida pela Prefeitura de São Paulo promete agitar a cidade entre os dias 20 e 21 de junho.

Mais de 1.500 atrações gratuitas estarão divididas em pontos localizados nos tradicionais espaços centrais da capital paulista, mas também haverá a adição de locais antes esquecidos, como a Avenida Paulista e o Parque Ibirapuera.

Os Sescs e CEUs, além do Centro Cultural São Paulo, também reforçarão os espaços disponíveis. Ainda serão agregados três grandes eventos paralelos à programação: o Festival Cultura Inglesa, que terá como atração principal o ex-guitarrista dos Smiths Johnny Marr; o festival francês Dia da Música; e o Experimenta Portugal.

De acordo com o secretário municipal de Cultura, Nabil Bonduki, o orçamento da Virada Cultural em 2015 será de R$ 14 milhões. O valor, que inclui gastos com estrutura e cachês, é semelhante ao do evento de 2014, que foi até maior, de R$ 14,4 milhões.

Em relação ao rock, a Virada de 2015 não terá grandes nomes internacionais como em edições anteriores. O evento apostará em várias atrações nacionais, da velha guarda e também da nova safra.

Um palco interessante para o público do rock ficar de olho é o Rio Branco. Será nele que boa parte das atrações do estilo vão se apresentar. Estarão ali, por exemplo, os grupos Cachorro Grande, Dr. Sin, Korzus, Krisiun, Viper, Voodoopriest e o Made in Brazil, além de figuras, como Serguei, Robertinho do Recife e Beto Lee.

Outros nomes do rock pesado também tocarão no Palco Test. Ali, tocarão várias bandas de heavy metal e o fechamento ficará por conta do Test, grupo que ficou famoso por tocar numa perua Kombi na porta das casas de show que recebiam grandes nomes do metal.

Nos Sescs, um grande nome do rock será o Ira! A banda paulistana tocará no Sesc Belenzinho na madrugada do domingo, no horário da 1h30. O Sesc Pinheiros terá no sábado, às 20 horas, um show da banda Cidadão Instigado, além dos Paralamas do Sucesso, às 23 horas do mesmo dia e às 18 horas do domingo. O Sesc Vila Mariana terá, à meia-noite do sábado, o show de André Matos.

O rock não ficará restrito aos shows tradicionais na Virada Cultural. O teatro também será representado com uma importante peça ligada ao estilo: “Rita Lee Mora ao Lado”, estrelado originalmente por Mel Lisboa e que fez bastante sucesso na capital paulista recentemente. A peça será encenada no Palco Princesa Isabel, no horário da 1 da madrugada do domingo.

Para as crianças, o rock estará presente no palco da Biblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato. Ali, será possível acompanhar um espetáculo com músicas dos Beatles para as crianças.

Vale destacar ainda que outras atrações de fora do rock e da música também deverão despertar a atenção do público. Uma delas será a galinhada do chef Alex Atala, que teve excesso de participantes em 2014 e que foi deslocada em 2015 do Minhocão para a Praça Roosevelt por questões de segurança.

Outra boa sacada da Virada Cultural 2015 é a Bike Tour, um passeio gratuito de ciclistas pelo centro da cidade que sairá do Shopping Light. Estão programadas 11 saídas com dez participantes cada, às 22h30 de sábado, meia-noite, 1h30 do domingo, 3 horas, 4h30, 6 horas, 9 horas, 10h30, 12 horas, 13h30 e 15 horas. É necessário se inscrever previamente pela internet, levar a própria bicicleta e equipamentos de segurança, e chegar com 30 minutos de antecedência.

Aqui neste link, você tem acesso à programação extensa e completa da Virada Cultural de 2015. A Prefeitura de São Paulo demorou para soltar a programação definitiva, mas acabou caprichando na escolha e na montagem da escalação. Fica a torcida para que a organização consiga dar conta do recado e que os vândalos e mal-intencionados de sempre fiquem bem longe da festa.

03
abr
15

Cavalera Conspiracy retorna a SP em maio como atração principal do HonorSounds Festival

Honorsounds Festival - Cartaz de DivulgaçãoO Cavalera Conspiracy retornará ao Brasil em maio para mais uma turnê. A banda dos irmãos Max e Igor, fundadores do Sepultura, tocará no dia 19 de maio, em São Paulo, no Estúdio, como atração principal do HonorSounds Festival, que contará ainda com os grupos brasileiros Questions, Capadocia e Test.

A passagem pela capital paulista faz parte da “Pandemonium World Tour”, que divulga o mais recente e bom álbum do Cavalera Conspiracy, “Pandemonium”, lançado no último trimestre do ano passado.

Além de São Paulo, o grupo fará shows em várias cidades brasileiras, como Santos (15/5), Sorocaba (16/5), Porto Alegre (23/5) e Curitiba (31/5), entre outros locais que estão sendo confirmados pelos produtores.

Os ingressos para o HonorSounds Festival com o Cavalera Conspiracy já estão à venda. Pela internet, os fãs podem comprar as entradas no site da Ticket Brasil.

Outras opções são as lojas 255 e Consulado do Rock, na tradicional Galeria do Rock, além da loja Metal Music, em Santo André, no ABC.

Os valores inteiros para a Pista (1° Lote) saem por R$ 240,00. Há no entanto a opção de meia-entrada e a possibilidade de adquirir ingresso promocional também pela metade do preço, se o fã levar 1 quilo de alimento não-perecível no dia do show.

Esta será a quinta passagem do Cavalera Conspiracy pelo Brasil. A mais recente foi há pouquíssimo tempo, em setembro de 2014, quando a banda passou por várias cidades do País e fez sua melhor apresentação em terras paulistas em grande show no HSBC Brasil.

A primeira vez do Cavalera no País foi em 2010, no SWU Festival, quando o show do grupo foi colocado num horário que impediu quem trabalhou no dia de ver a banda pela primeira vez em solo nacional. Era uma segunda-feira, véspera de feriado, e o horário agendado ficou para antes das 19 horas, algo impensável para quem trabalhava em São Paulo e precisava pegar a Marginal Tietê para chegar a Itu, local do festival.

Em 2011, o grupo de Max e Igor foi uma grata surpresa na abertura do show do Iron Maiden no Estádio do Morumbi, em São Paulo. O show foi ótimo, mas curto.

Em 2012, a banda fez várias apresentações em turnê própria pelo País, com destaque para o show realizado na capital paulista no Cine Joia. Mesmo com vários percalços, como mudança de local e cancelamentos, o Cavalera Conspiracy conseguiu satisfazer os fãs com uma ótima performance.

Para comemorar o retorno do Cavalera Conspiracy ao Brasil, o Roque Reverso descolou o lyric video da música “Not Losing The Edge”, que a banda liberou recentemente no YouTube.

12
mar
14

Test, a eterna banda da Kombi, ataca novamente com clipe de música nova

Banda brasileira que ficou marcada pela iniciativa inovadora de fazer apresentações a bordo de uma perua Kombi, o Test lançou recentemente o clipe da nova música “Direção/Desastre”. O vídeo, filmado por Ailton Lucena e editado por Tomás Moreira, traz novamente o grupo com mais um petardo sonoro.

Quem acompanha o Roque Reverso conheceu o Test em junho de 2011, quando a banda havia chamado grande atenção depois de fazer um show na rua, em frente ao Via Funchal, antes da apresentação do grande Slayer na casa de shows.

De lá para cá, o grupo continuou fazendo sucesso na cena underground, na maioria das vezes adotando a fórmula real do “faça você mesmo”. Juntos, o guitarrista e vocalista João Kombi e o baterista Thiago Barata até já fizeram apresentações no estilo tradicional (dentro das casas de show ou em espaços de eventos), mas parecem gostar mesmo da liberdade de tocar onde quiserem.

Em 2013, decidiram fazer uma pequena mudança que agradou ainda mais o público: em vez de tocar na rua antes dos shows das bandas grandes, passaram a tocar depois.

Isso aconteceu na sequência das apresentações que o Iron Maiden fez na Arena Anhembi e que o Black Sabbath realizou no Campo de Marte. Com isso, surgiu a brincadeira que diz que as bandas britânicas “abriram para o Test”.

Na seção Drops Rock Brazuca, o Roque Reverso adiantou que o Test se apresentará na segunda edição do Festival São Paulo em Fúria, que acontece na capital paulista nos dias 15 e 16 de março.

Veja abaixo o clipe do Test:

23
jun
11

Banda Test conquista público do metal com shows de divulgação criativos em uma perua kombi

Quem esteve nos shows do D.R.I. e do Slayer, em São Paulo, teve a oportunidade de presenciar, na porta dos locais onde esses grupos dos EUA se apresentaram, o show da banda brasileira Test. A bordo de uma perua Kombi estacionada bem em frente das casas de show, o guitarrista e vocalista João Kombi e o baterista Thiago Barata chamaram a atenção e conquistaram a simpatia do público do metal com sua maneira inusitada, bem humorada e inteligente de divulgação de seu som.

João  e Thiago são figuras conhecidas do cenario underground paulistano. O primeiro foi vocalista do grupo Are you God?. O segundo também toca nas bandas D.E.R e Tri Lamba.

O Test teve início em 2010 e faz um som na linha do death metal old school e na linha do grindcore, vertentes das mais pesadas do rock pesado, que têm como marcas tradicionais a guitarra e bateria em alta velocidade e um vocal gutural que costuma assustar crianças desavisadas.

O som dos caras foi apresentado a este blogueiro pelo amigo dos velhos tempos de faculdade Bernardo Pacheco, que fez parte também do Are You God? e que, hoje, é guitarrista da banda Elma, famosa também no cenário independente pelo seu som instrumental pesado.

Depois do lançamento da demo “Jesus Doom” e do EP “Carne Humana”, a mais recente novidade do Test é um videoclipe muito legal, da música “Ele Morreu Sem Saber o Porquê”, filmado exatamente na frente da fila do show que o D.R.I. fez no Carioca Club em abril.

Muitos podem até dizer que divulgar o som em lugares públicos, como a rua, não é grande novidade, já que os Beatles tocaram em cima dos prédios da Apple, em Londres, e outras bandas, como o Rage Against the Machine, também já até tiveram que correr da polícia dos EUA pela forma inusitada de se apresentar.

Aqui no Brasil, alguns se lembram que o Ultraje a Rigor fez um show em plena Avenida Paulista, em cima do prédio do Top Center, na época do álbum “Sexo”, de 1987. Mas fazer shows em uma perua kombi em frente a casas de espetáculo e no dia em que grandes bandas vão se apresentar é uma sacada, no mínimo, digna de elogios…

O Roque Reverso procurou pela internet e descobriu que o Test fará um show no domingo, dia 26 de junho. Desta vez, a apresentação será de uma maneira mais convencional, na Sala Adoniran Barbosa, do tradicional Centro Cultural São Paulo. Mais informações podem ser obtidas aqui neste link.

Para quem ainda não conhece a banda, descolamos também dois vídeos no YouTube. O primeiro é o videoclipe que citamos. O segundo mostra o Test tocando em frente ao Via Funchal, pouco antes da apresentação do Slayer.




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Siga o Roque Reverso no Instagram!!!

Annihilator liberou clipe de música que estará em novo álbum da banda previsto para novembro.
Confira detalhes no link abaixo:
https://roquereverso.com/2017/09/13/annihilator-divulga-clipe-de-twisted-lobotomy-musica-do-novo-album-previsto-para-novembro/
#roquereverso #annihilator #jwaters666 Resenha do Roque Reverso sobre o grande show que Joe Satriani realizou no domingo, 6 de agosto, em São Paulo.
https://roquereverso.com/2017/08/08/mesmo-com-som-baixo-da-guitarra-joe-satriani-da-mais-uma-de-suas-aulas-em-show-gratuito-em-sp/
#roquereverso #joesatriani #auditorioibirapuera #parquedoibirapuera #samsungbluesfestival Documentário 'Sepultura Endurance' teve sua estreia geral ao público no dia 15 de junho e tem neste dia 19 exibição marcada para o Cine SESC, em São Paulo, pelo In-Edit Brasil, às 21h30.
Veja a resenha do Roque Reverso aqui:
https://roquereverso.com/2017/06/15/documentario-sepultura-endurance-mostra-saga-da-banda-brasileira-e-resistencia-apos-separacao-historica/
#roquereverso #sepultura #ineditbrasil #sepulturaendurance #cinesesc Já viu os preços para o show do U2 em São Paulo?
Veja os detalhes no texto do Roque Reverso aqui:
https://roquereverso.com/2017/06/08/ingressos-de-pista-comum-para-show-do-u2-em-sp-da-turne-de-30-anos-do-the-joshua-tree-custam-r-500/
#roquereverso #u2 #estadiodomorumbi #u2thejoshuatree2017 O "Sgt. Peppers" fez 50 anos e o Roque Reverso fez uma resenha bacana.
Confira aqui:
https://roquereverso.com/2017/05/30/50-anos-do-disco-sgt-peppers-lonely-hearts-club-band-um-dos-maiores-da-historia-e-simbolo-de-uma-geracao/
#roquereverso #beatles #paulmccartney #ringostarr #johnlennon #georgeharrison Nosso texto sobre a enorme perda de Kid Vinil:
https://roquereverso.com/2017/05/19/rock-nacional-de-luto-com-a-morte-de-kid-vinil-um-dos-maiores-embaixadores-do-estilo-no-pais/
Foto: Divulgação Facebook
#roquereverso #kidvinil

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso blog em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 87 outros seguidores

setembro 2017
D S T Q Q S S
« ago    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Categorias

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

Estatísticas

  • 540,284 hits
SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE