Archive for the 'B.B. King' Category

16
fev
16

4 prêmios Grammy para o Alabama Shakes fazem bem para boa música

Alabama ShakesQuando o disco “Sound & Color” foi lançado em 2015, a impressão imediata na primeira audição foi a de que o álbum tinha qualidade e dificilmente seria superado no ano. Quando a música “Don’t Wanna Fight” foi ouvida pela primeira vez, não havia dúvida de que ela era fácil candidata a hit do ano. Na 58ª edição do Grammy, que aconteceu na segunda-feira, 15 de fevereiro, em Los Angeles, os quatro prêmios dados à excelente banda norte-americana foram não apenas um justo reconhecimento a um grande trabalho, mas algo que faz bem para a música em geral.

Nós do Roque Reverso sempre tivemos um pé atrás com o Grammy desde que o Jethro Tull ganhou o prêmio de melhor artista de hard rock/metal do Metallica em 1989. E sempre lembramos isso. Gafes históricas à parte, reconhecer algo de qualidade é o mínimo que a premiação norte-americana pode fazer e, quando faz algo correto, também merece elogios.

O Alabama Shakes venceu o Grammy nas categorias de Melhor Álbum Alternativo, Melhor Música de Rock e Melhor Performance de Rock, além de conquistar um prêmio técnico como a melhor engenharia de som de disco não-clássico. Concorreu também ao prêmio de Melhor Álbum do Ano, mas, apesar de merecer, perdeu para a cantora pop Taylor Swift.

De quebra, a banda fez uma perfeita apresentação ao vivo que só ratificou a percepção de que está num momento extremamente positivo da carreira. Ao receber um dos prêmios, a guitarrista e vocalista ultra talentosa Brittany Howard não escondeu a grande emoção.

Ainda no mundo do rock, o Grammy escolheu o disco do Muse, “Drones”, como o Melhor Álbum de Rock. Na categoria Melhor Performance de Metal, o grande vencedor foi o grupo mascarado Ghost, pela música “Cirice”, do disco “Meliora”.

Entre os shows da noite, além da ótima apresentação do Alabama Shakes, houve uma série de homenagens a nomes de astros da música que morreram recentemente. David Bowie, Lemmy Kilmister, B.B. King e Glenn Frey, do Eagles, foram os merecedores das homenagens.

No caso de David Bowie, a cantora Lady Gaga fez uma excelente apresentação, lembrando vários sucessos do camaleão do rock. No caso de Lemmy, o grupo Hollywood Vampires teve uma performance digna, apesar do jeito meio bagunçado na apresentação do clássico “Ace of Spades”.

Anúncios
15
maio
15

The Thrill is Gone! B.B. King se foi…

B.B. King - Foto: Divulgação

Por Ricardo Gozzi e Flavio Leonel

Aquele lugar paradisíaco que nos acostumaram a chamar de Céu amanheceu mais melódico nesta sexta-feira, dia 15 de maio, ao receber o lendário guitarrista norte-americano B.B. King. Nascido Riley Ben King em 16 de setembro de 1925, no interior do Mississippi, o “Rei do Blues” faleceu na quinta-feira, dia 14 de maio, em Las Vegas (EUA), aos 89 anos.

A morte ocorre dias depois de a filha do guitarrista, Patty King, ter acusado o empresário responsável pela carreira do pai, Laverne Toney, de ter excedido os poderes de uma procuração ao recusar-se a levar o artista a um hospital.

Segundo a acusação feita por Patty King e noticiada por toda a imprensa internacional no dia 4 de maio, o cantor teria sofrido um “pequeno” ataque cardíaco e Toney não queria levar B.B King ao hospital.

Ela chamou a polícia e também enviou ao site TMZ uma foto polêmica do pai recebendo tratamento, mas bastante debilitado, na esperança que a imagem convencesse as autoridades a protegê-lo.

Em novembro do ano passado, Patty King já havia acusado Toney e seu assistente de desviar entre US$ 20 milhões e US$ 30 milhões de B.B. King. Também disse que eles se recusavam a dar medicamentos durante as turnês do músico, mas nunca chegou a formalizar uma queixa.

B. B. King dizia-se duas vezes negro: uma pelo estúpido preconceito sofrido pela cor da pele e outra por viver do blues, um estilo muitas vezes menosprezado.

Foi, sem dúvida, o maior dentre todos os expoentes do estilo, do qual derivaram-se o jazz e o rock’n’roll, razão de ser deste Roque Reverso.

Pelas redes sociais, vários músicos renomados do rock, como Joe Perry, Peter Frampton, Richie Sambora  e Eric Clapton, este discípulo confesso de King, lamentaram profundamente a perda da lenda do blues.

Clapton, por sinal, postou um vídeo no Facebook no qual manifesta todo o seu respeito pelo grande guitarrista morto. “Não restam muitos que tocam daquela forma pura que B.B. fazia”, resumiu Clapton, outra lenda do rock, que completou recentemente 70 anos de idade.

Em homenagem a B. B. King, o Roque Reverso separou vídeos descolados no YouTube de “The Thrill Is Gone”, “When Love Comes to Town” (com o U2) e “Lucille”, nome com o qual o artista batizou sua mais famosa guitarra, uma Gibson 335.




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Siga o Roque Reverso no Instagram!!!

Houve um erro ao recuperar imagens do Instagram. Uma tentativa será refeita em poucos minutos.

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso blog em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 89 outros seguidores

novembro 2017
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Categorias

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE