Archive for the 'Virada Cultural' Category

21
maio
16

Virada Cultural de 2016 tem opções interessantes do rock nacional em palcos diversos

Virada Cultural - LogoA programação de 2016 da Virada Cultural paulistana volta a apostar na decentralização dos palcos que fez sucesso na edição de 2015 e, especialmente em relação ao rock n’ roll, repete a fórmula de prestigiar as bandas nacionais novas ou antigas. No evento gratuito que tradicionalmente tem 24 horas e que será realizado sem interrupção entre os dias 21 e 22 de maio, a novidade foi um happy hour que aconteceu na sexta-feira, 20, na região central de São Paulo, e trouxe atrações entre as 17 horas e meia-noite, sendo praticamente um aquecimento para o sábado e o domingo.

Na prática, portanto, a Virada Cultural 2016 tem 3 dias. O evento deste ano conta com 700 atrações culturais.

Elas estarão distribuídas entre shows musicais, atividades infantis e oficinas culturais, e pela primeira vez será realizada em todas as 32 subprefeituras da capital paulista.

Em tempos de preocupante crise econômica nacional e de um País cheio de indefinições gerados por um polêmico processo de impeachment da presidente da República que vem sendo denunciado pela imprensa internacional como um golpe, é fácil notar a cautela na programação da Virada em relação às atrações, com convidados mais dentro do já pequeno orçamento possível à Prefeitura de São Paulo.

Esqueçam os tempos de atrações internacionais de alto calibre, como as das Viradas Culturais que contaram com shows gratuitos e disputados do Living Colour, Suicidal Tendencies, Misfits, Iron Butterfly e o Man Or Astro-Man?, entre outros nomes que surpreendiam pela presença num evento aberto. Em 2016, mais ou menos como em 2015, nomes um pouco menos badalados, mas não menos interessantes vão representar o rock.

Bons exemplos que estarão na Virada Cultural são os veteranos e ótimos grupos nacionais Plebe Rude, Violeta de Outono, Pin Ups, além das bandas um pouco mais novas e também competentes Matanza, Cidadão Instigado e Detonautas. Todas estas atrações estarão no tradicional Palco Rio Branco (veja a escalação aqui), que prestigiará, entre o sábado e o domingo, o rock e ainda terá uma homenagem ao músico Flávio Basso, conhecido nacionalmente como Júpiter Maçã e que morreu em dezembro de 2015.

Outro local ligado ao rock em 2016 é o Centro Cultural Tendal da Lapa, que trará uma programação mais voltada ao punk e a o hardcore. Entre algumas das bandas que vão se apresentar, estão a Lixomania e a Invasores de Cérebro.

Inspirado na conhecida “banda da kombi” Test, o Palco Test será dividido em três espaços: Tablado, Kombi e Tenda, onde o público poderá encontrar apresentações do undergroud (veja aqui), como as das bandas Paura, Rakta, Facada, Cruel Face, Lástima, Guru, Plague Rages, Duo Mutual, DER e o próprio Test, entre outros vários grupos interessantes.

Quem conheceu aqui pelo Roque Reverso o ótimo espetáculo musical Beatles para Crianças vai ter a oportunidade de presenciá-lo ao vivo em vários locais e fazer a alegria da criançada. A programação da Virada prevê este espetáculo no Centro Cultural da Penha, no Centro Cultural Vila Formosa, no Clube Escola da Moóca, na Ocupação Sesc Dom Pedro II e no Sesc Santo Amaro (veja aqui os detalhes).

Quem curte a banda Nação Zumbi também terá duas oportunidades para assistir o tradicional grupo. Haverá shows dos músicos no Palco Júlio Prestes, que é o principal e onde eles tocarão com o Young Gods da Suíça, e o Palco M’ Boi Mirim (confira aqui).

Para melhorar a segurança durante a Virada Cultural, a Prefeitura de São Paulo optou por diminuir o perímetro entre os palcos do Centro, facilitando a locomoção do público entre um e outro e deixando as regiões com um maior número de pessoas.

Na 12ª edição da Virada Cultural, dez Centros Educacionais Unificados (CEUs) localizados em diversas regiões da cidade receberão uma programação especial do evento, com espetáculos de música, teatro e oficinas culturais. Participam da Virada os CEUs Alvarenga, Aricanduva, Lajeado, Jaçanã, São Mateus, Parque Veredas, Paz, Quintal do Sol, Uirapuru e Capão Redondo.

O evento de 2016 também levará artistas e espetáculos para mais de 50 espaços da periferia de São Paulo. Os shows serão realizados de Parelheiros, no extremo sul, até a Cidade Tiradentes, no extremo leste; de Perus, na zona norte, ao Butantã, na região oeste. Serão cinco palcos montados em ruas, centros culturais, casas de cultura, teatros e bibliotecas, com nomes como Emicida, Mano Brown e NX Zero.

Uma boa banda veterana, os Inocentes, vai tocar também em dois locais: a Casa de Cultura do Butantã e a Casa de Cultura de São Miguel (veja aqui)

Outra medida importante foi em relação à iluminação. Até o fim de semana da Virada, o Ilume (Departamento de Iluminação Pública) trocará 724 luminárias na região central e no Beco do Batman, na Vila Madalena.

Durante os três dias, a Polícia Militar irá trabalhar com um efetivo com mais de mil homens. Além disso, a Virada Cultural contará com 1500 seguranças particulares e 2500 homens da Guarda Civil Metropolitana.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) vai monitorar o trânsito na Região Central da cidade para a realização da Virada Cultural 2016. Para garantir a segurança e a fluidez do tráfego, bem como o acesso do público ao evento, a CET contará com 300 operadores de tráfego.

O sistema de transporte terá um esquema especial para atender a população. No sistema metroferroviário, trens do Metrô e CPTM devem funcionar ininterruptamente do sábado para o domingo. Em relação aos ônibus, os usuários podem também se deslocar com o sistema Noturno da capital paulista, com intervalos dos ônibus de 15 minutos em ligações estruturais, geralmente em grande corredores, e de 30 minutos nos bairros.

A programação completa da Virada Cultural, com datas, horários e todas as informações, está disponível no site: www.viradacultural.prefeitura.sp.gov.br.

Anúncios
14
jun
15

Virada Cultural de 2015 volta a prestigiar o rock e tem programação caprichada para todos os gostos

Virada Cultural 2015 - Reprodução do LogoDepois de 2014 ficar marcado por algumas críticas da nação roqueira pela quantidade reduzida de representantes do rock n’ roll, a edição de 2015 da Virada Cultural paulistana volta a prestigiar o estilo de uma forma mais parecida com as das temporadas anteriores. Com uma proposta interessante de decentralizar os palcos e locais de eventos, escolhendo pontos mais espalhados da cidade e com uma programação caprichada para todos os gostos, a festa cultural promovida pela Prefeitura de São Paulo promete agitar a cidade entre os dias 20 e 21 de junho.

Mais de 1.500 atrações gratuitas estarão divididas em pontos localizados nos tradicionais espaços centrais da capital paulista, mas também haverá a adição de locais antes esquecidos, como a Avenida Paulista e o Parque Ibirapuera.

Os Sescs e CEUs, além do Centro Cultural São Paulo, também reforçarão os espaços disponíveis. Ainda serão agregados três grandes eventos paralelos à programação: o Festival Cultura Inglesa, que terá como atração principal o ex-guitarrista dos Smiths Johnny Marr; o festival francês Dia da Música; e o Experimenta Portugal.

De acordo com o secretário municipal de Cultura, Nabil Bonduki, o orçamento da Virada Cultural em 2015 será de R$ 14 milhões. O valor, que inclui gastos com estrutura e cachês, é semelhante ao do evento de 2014, que foi até maior, de R$ 14,4 milhões.

Em relação ao rock, a Virada de 2015 não terá grandes nomes internacionais como em edições anteriores. O evento apostará em várias atrações nacionais, da velha guarda e também da nova safra.

Um palco interessante para o público do rock ficar de olho é o Rio Branco. Será nele que boa parte das atrações do estilo vão se apresentar. Estarão ali, por exemplo, os grupos Cachorro Grande, Dr. Sin, Korzus, Krisiun, Viper, Voodoopriest e o Made in Brazil, além de figuras, como Serguei, Robertinho do Recife e Beto Lee.

Outros nomes do rock pesado também tocarão no Palco Test. Ali, tocarão várias bandas de heavy metal e o fechamento ficará por conta do Test, grupo que ficou famoso por tocar numa perua Kombi na porta das casas de show que recebiam grandes nomes do metal.

Nos Sescs, um grande nome do rock será o Ira! A banda paulistana tocará no Sesc Belenzinho na madrugada do domingo, no horário da 1h30. O Sesc Pinheiros terá no sábado, às 20 horas, um show da banda Cidadão Instigado, além dos Paralamas do Sucesso, às 23 horas do mesmo dia e às 18 horas do domingo. O Sesc Vila Mariana terá, à meia-noite do sábado, o show de André Matos.

O rock não ficará restrito aos shows tradicionais na Virada Cultural. O teatro também será representado com uma importante peça ligada ao estilo: “Rita Lee Mora ao Lado”, estrelado originalmente por Mel Lisboa e que fez bastante sucesso na capital paulista recentemente. A peça será encenada no Palco Princesa Isabel, no horário da 1 da madrugada do domingo.

Para as crianças, o rock estará presente no palco da Biblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato. Ali, será possível acompanhar um espetáculo com músicas dos Beatles para as crianças.

Vale destacar ainda que outras atrações de fora do rock e da música também deverão despertar a atenção do público. Uma delas será a galinhada do chef Alex Atala, que teve excesso de participantes em 2014 e que foi deslocada em 2015 do Minhocão para a Praça Roosevelt por questões de segurança.

Outra boa sacada da Virada Cultural 2015 é a Bike Tour, um passeio gratuito de ciclistas pelo centro da cidade que sairá do Shopping Light. Estão programadas 11 saídas com dez participantes cada, às 22h30 de sábado, meia-noite, 1h30 do domingo, 3 horas, 4h30, 6 horas, 9 horas, 10h30, 12 horas, 13h30 e 15 horas. É necessário se inscrever previamente pela internet, levar a própria bicicleta e equipamentos de segurança, e chegar com 30 minutos de antecedência.

Aqui neste link, você tem acesso à programação extensa e completa da Virada Cultural de 2015. A Prefeitura de São Paulo demorou para soltar a programação definitiva, mas acabou caprichando na escolha e na montagem da escalação. Fica a torcida para que a organização consiga dar conta do recado e que os vândalos e mal-intencionados de sempre fiquem bem longe da festa.

07
maio
14

Volta oficial do Ira! é o grande destaque do rock da Virada Cultural de 2014 em SP

Em meio a uma série de reclamações do público fã de rock sobre a programação da Virada Cultural 2014 em São Paulo, a mais importante notícia deste dia 7 de maio é a confirmação da volta oficial do Ira! Depois de 7 anos de muitas brigas, lavação de roupa suja em público e tentativas de aproximação, agora é para valer: o grupo retornará em grande estilo, já que abrirá a edição deste ano do evento gratuito que será realizado pela prefeitura paulistana nos dias 17 e 18 de maio.

A volta do Ira! começou a ficar mais próxima desde outubro de 2013, quando o vocalista Nasi e o guitarrista Edgard Scandurra dividiram o mesmo palco durante um show em prol de alunos bolsistas de uma escola da capital paulista. Desde então, conversas foram iniciadas e diversas informações circularam na mídia com a real possibilidade do retorno do grupo.

Quem gosta do Ira! estava muito órfão do som da banda. O núcleo principal do grupo, representado exatamente por Nasi e Scandurra, foi justamente o setor da banda que implodiu em 2007 por razões que vão desde alguns excessos do vocalista até o desgaste natural de uma convivência de quase 30 anos.

Na Virada Cultural, os dois vão trazer o grupo de volta, mas os outros dois membros da formação clássica não estão escalados. André Jung (bateria) e Ricardo Gaspa (baixo) não retornarão e não foram dados maiores detalhes sobre isso. Agora, Nasi e Scandurra serão acompanhados por Daniel Rocha (baixo), Evaristo Pádua (bateria) e Johnny Boy (teclados e violão).

O show do Ira! no evento está programado para às 18 horas do dia 17, um sábado, no Palco Júlio Prestes, que recebeu o grande Living Colour na Virada Cultural de 2o1o.

No site oficial do grupo, já existe uma agenda com diversas apresentações programadas em várias cidades brasileiras. Em Brasília, por exemplo, a banda tocará no dia 6 de junho. Para a capital paulista, há show agendado para o dia 15 de junho e três apresentações, nos dias 4, 5 e 6 de julho. Nestas três datas, o local já está definido: o Sesc Vila Mariana.

Virada Cultural

Quanto ao restante da programação de rock da Virada Cultural, talvez essa seja a com menos atrações do estilo. Em 2014, apesar de o Ira! tocar no Palco Júlio Prestes, o rock terá o Palco São João como casa. Ali, a atração mais badalada será o grupo britânico Uriah Heep, no sábado, às 23 horas.

Também haverá uma homenagem ao guitarrista Hélcio Aguirra, morto em janeiro deste ano. Ainda vale destacar as apresentações do Gueto, Mark Farmer, Agent Orange e das Mercenárias. Aqui neste link, você pode conferir toda a programação da Virada Cultural 2014 em todos os palcos.

Para comemorar o retorno oficial do Ira!, o Roque Reverso descolou no YouTube um dos clipes que mais simbolizam a banda: da música “Envelheço na Cidade”.

15
abr
12

Suicidal Tendencies, Iron Butterfly e Man Or Astro-Man? são alguns dos destaques do rock na Virada Cultural 2012

A Virada Cultural 2012 acontece em maio na cidade de São Paulo, nos dias 5 e 6, e traz uma penca de atrações interessantes que prometem atrair as diversas tribos da capital paulista. Especificamente em relação ao bom e velho rock n’ roll, há bons nomes, com bandas que fizeram a história de diversas vertentes do estilo musical, nacionalmente ou internacionalmente.

Entre os destaques, o público vai poder ver gratuitamente o grupo de hardcore punk/thrash Suicidal Tendencies, o lendário Iron Butterfly e o Man Or Astro-Man?, que abalou na década de 90 as estruturas do rock alternativo com apresentações para lá de malucas e concorridas.

Suicidal e Iron Butterfly tocam no Palco da Avenida São João. O primeiro se apresentará no ingrato horário das 9h30 do domingo, dia 6. O segundo fará show às 23h30 da noite anterior. No mesmo palco, também tocarão outros nomes norte-americanos,  como Tito y Tarantula, Members of Morphine & Jeremy Lyons, White Denim e Black Oak Arkansas. Também haverá shows da banda argentina La Renga e dos brasileiros Mutantes, Titãs, que tocarão o disco “Cabeça Dinossauro”, e Made in Brazil, que tocará o disco “Jack, o Estripador”.

O Man Or Astro-Man? vai se apresentar no Palco da Alameda Barão de Limeira às 22h30 do sábado. No mesmo local, estão escalados mais atrações brasileiras, como Serguei, A Bolha, Jupiter Maçã, Não Religião, Pin Ups, Defalla, Brothers of Brazil. Também se apresentam lá Daevid Allen & Gong Global Family (Austrália) e Popa Chubby (EUA).

Outro palco que traz atrações roqueiras é o Baratos Afins, cujo nome é uma homenagem à clássica loja da Galeria do Rock que tanto contribuiu para a música. Entre os grupos de destaques deste palco, estão o grande Golpe de Estado, As Mercenárias, Salário Mínimo, Carro Bomba e o Baranga.

Além dos palcos citados, haverá uma espaço no Largo Santa Efigênia, onde será feita uma Roda de Rock. Em um esquema de roda, o grupo Houdinis tocará uma vasto repertório com vários clássicos do rock n’ roll das 18 horas de sábado às 18 horas do domingo, com pausas de meia hora para descanso.

Ao todo, serão 25 palcos, 10 pistas e 10 espaços para intervenções. A programação completa está aqui.

São esperadas entre 3 a 4 milhões de pessoas na Virada Cultural. Cerca 300 agentes da CET irão organizar as rotas e a antecipação de bloqueios no centro. Assim como nos anos anteriores, o metrô continuará funcionando em horário estendido.

Para comemorar a vinda das atrações roqueiras da Virada Cultural, o Roque Reverso selecionou vídeos no YouTube de Suicidal Tendencies, Iron Butterfly e Man Or Astro-Man? Do Suicidal, selecionamos o clássico vídeo ao vivo de “War Inside My Head”. Do Iron Butterfly, descolamos um vídeo de 17 minutos da ultraclássica “In-a-Gadda-da-Vida”, que um dia já foi gravada pelo Slayer! Do Man Or Astro-Man?, fique com “The Miracle of Genuine Pyrex”.

16
abr
11

Virada Cultural começa hoje em SP; Rita Lee, Sepultura, Misfits e Beatles 4Ever estão entre os destaques do rock

A cidade São Paulo se prepara mais uma vez para ser o palco da Virada Cultural. O evento de 2011 reunirá entre hoje e amanhã uma série de atrações ligadas à música, teatro, dança, cinema, entre outras manifestações artísticas. Serão 24 horas ininterruptas de atividades culturais em várias regiões da capital paulista. A maratona terá mais de mil atrações gratuitas distribuídas em 13 palcos, sete pistas, além de diversos locais para apresentações itinerantes, com a participação de artistas de rua e locais. Do lado do rock, os destaques ficam por conta das apresentações de Rita Lee, do Sepultura, do Misfits e de uma banda cover, a Beatles 4Ever, que promete tocar a discografia completa do quarteto de Liverpool.

Também merecem destaque os shows do RPM, Plebe Rude, Blitz, Frejat e Tihuana, todos no Palco da Praça Júlio Prestes, o mais badalado da Virada.

O Sepultura tocará no Palco Estação da Luz no horário da meia-noite do sábado. A banda terá uma experiência diferente, já que a apresentação será feita junto com a Orquestra Experimental de Repertório. A banda Beatles 4Ever se apresentará no Palco Bulevar São João desde as 18 horas do sábado. Rita Lee tocará neste mesmo horário no palco da Júlio Prestes, onde o Misfits, banda punk norte-americana, fará show às 2 da manhã do domingo.  

Fora do rock, também chamam a atenção as apresentações do Skatalites (banda tida fundadora do ska); Yusa (cantora e compositora cubana); Fred Wesley and the New JBs (banda do trombonista de mesmo nome que tocou com James Brown, nos anos 60 e 70); Steel Pulse (banda criada em 1975 por jovens descendentes de jamaicanos moradores da Inglaterra); e Edgar Winter (legendário bluesman).

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) prepara operação especial para monitorar o trânsito na região central da cidade para a realização da Virada Cultural 2011. Para garantir a segurança e a fluidez do tráfego, bem como o acesso do público ao evento, a CET contará com 290 operadores de tráfego e utilizará 750 cavaletes, 55 faixas e 20 banners de orientação. Hoje, a partir das 18 horas, serão feitos os bloqueios para os shows do evento. Serão cinco bloqueios, todos na região central, que permanecerão fechados até as 20 horas do domingo.

A CET recomenda que as pessoas utilizem o tão criticado transporte público paulistano para chegar ao evento. Tanto o ônibus, aquele meio de transporte que custa exorbitantes R$ 3 e que teve neste ano a passagem reajustada pelo prefeito Gilberto Kassab acima da inflação acumulada, como o metrô estarão funcionando em horários especiais.

Para facilitar o acesso das pessoas aos eventos, a SPTrans informou que o horário de funcionamento do Bilhete Amigão será antecipado para as 14 horas do sábado. O bilhete permite aos usuários do Bilhete Único Comum realizar até quatro viagens em um período de oito horas, aos domingos. Para ter direito ao benefício, a última recarga feita no Bilhete Único deve ter sido de, no mínimo, quatro tarifas, ou R$ 12,00.

Também com o intuito de facilitar a locomoção do público da Virada Cultural entre suas diferentes atrações e palcos, será criada uma linha circular durante o fim de semana, que atenderá aos quatro terminais do Centro da Cidade: Amaral Gurgel, Bandeira, Parque D. Pedro II e Princesa Isabel.

Linhas que circulam durante a madrugada terão sua frota reforçada, diminuindo o intervalo entre os ônibus. Além disso, algumas linhas que fazem integração com o sistema metroviário terão seu horário de operação estendido para atender ao público dos eventos durante a madrugada. 

A programação do Palco Júlio Prestes, que é o do rock and roll e do blues, está abaixo. Para saber a programação completa, clique neste link.

18h • Rita Lee
20h • Edgar Winter (EUA)
22h • Irmandade do Blues e Larry McCray (EUA)
00h • Slim Jim Phantom
2h • The Misfits (EUA)
4h • Voodoo Zombies (Chile)
6h • Texas Hippie Coalition (EUA)
8h • P.O.D. (EUA)
10h • Tihuana
12h • Plebe Rude
14h • Frejat
16h • Blitz
18h • RPM

17
maio
10

Living Colour mostra que continua em forma em show da Virada Cultural

O Living Colour se apresentou ontem em São Paulo como uma das principais atrações da Virada Cultural de 2010. O show, realizado em plena madrugada paulistana, atraiu milhares de pessoas à Praça Júlio Prestes, e mostrou a banda em grande forma, com muitas improvisações, imensa qualidade musical e trazendo seus grandes hits ao público, com destaque para os sucessos dos álbuns “Vivid”, de 1988, e “Time’s Up”, de 1990, justamente da fase áurea do conjunto norte-americano.

Apesar da grande quantidade de atrações da Virada Cultural, a meta deste blogueiro era assistir ao show do Living Colour, já que sempre gostou da banda e nunca havia conseguido ir a uma apresentação dos caras. Com o show gratuito, seria imperdoável perder a apresentação desta vez. Por isso, descansei um pouco no período da tarde para aguentar a madrugada, já que o show começaria às 3 horas da manhã e, dificilmente, faria os fãs chegarem em casa antes das 5 horas, o que, de fato, foi logo depois confirmado.

A noite na capital paulista estava fria, mas sem chuva. O espaço reservado para o show ficava em frente à Sala São Paulo, o que criava um cenário muito bonito, que até lembrava algumas cidades européias. O transporte até o local do evento também funcionou sem problemas, pois as pessoas podiam chegar à bela Estação da Luz por meio de trem ou metrô e precisavam caminhar apenas cerca de 400 metros até o palco.

Para minha sorte, chegamos às 2 horas, pouco depois do final da apresentação da cantora Céu. Como o público dela é de MPB, muitos não ficaram para ver o Living Colour. Com isso, sobravam espaços mais próximos do palco e não pensei duas vezes em ficar praticamente na grade, numa das laterais, com visão perfeita da apresentação.

O Living Colour já entrou quebrando tudo com “Type”, do Time’s Up”. Mesmo com alguns problemas de som do início, que prejudicaram principalmente a guitarra do sensacional Vernon Reid, os músicos mostraram grande energia logo nesta primeira música e fizeram uma improvisação interessante, com destaque para o vocalista Corey Glover, que parece estar cantando ainda melhor do que no início de carreira.

Na sequência, a banda tocou duas músicas do “Vivid” (“Middle Man” e “Desperate People”), e “Ausländer”, do álbum “Stain”, de 1993. Importante destacar que, além das já esperadas ótimas apresentações de Reid e Glover, os outros dois músicos da banda também deram um show à parte. De um lado, o baterista William Calhoun, com uma pegada que nada ficou devendo à de grandes bateristas do rock. Do outro, o ótimo baixista Doug Wimbish, que foi o grande destaque da noite, não só pela qualidade no domínio do instrumento, mas também pelo apoio a Glover nos vocais.

E foi justamente Wimbish que brilhou demais em “Funny Vibe”, do “Vivid”, já que conseguiu tirar sons incrivelmente agudos de seu baixo, enquanto o restante da banda fazia o público ficar de boca aberta com o entrosamento demonstrado na empolgante música.

O Living Colour deu sequência à aula de rock swingado e bem tocado até chegar à música “Bi”, do “Stain”, que contou com Vernon Reid improvisando a música tema do filme “O Poderoso Chefão” e Doug Wimbish solando o baixo com a boca! Em seguida, o baterista da banda presenteou os fãs com um solo que contou até com baquetas luminosas.

Após algumas músicas do mais recente álbum “The Chair in the Doorway”, de 2009, a banda entrou na parte final do show somente com clássicos. De uma tacada só, foram executadas a balada “Love Rears Its Ugly Head”, a dançante “Glamour Boys”, a rápida “Time’s Up” e a sensacional “Cult of Personality”, que era uma das mais aguardadas da madrugada.

Depois deste repertório invejável, os músicos deram uma brevíssima pausa para o descanso e retornaram para o bis, com nada menos que “Elvis is Dead”. Foi um bis curto, mas divertido, já que contou com Glover traduzindo o refrão polêmico e fazendo todo o público cantar em alto e bom som sua versão de “Elvis está Morto”. Terminada a apresentação, o vocalista ainda pulou na multidão para agradecer a receptividade paulistana.

Para quem teve disposição de ir até à região da Luz, não houve arrependimento. O Living Colour provou que continua em forma e que seus músicos são muito menos valorizados do que deveriam. Em tempos de tantas porcarias no rock e na música em geral, a banda traz a esperança para quem gosta de boa música.

O Roque Reverso descolou no Youtube um vídeo de “Type”, filmado pela TV Cultura (lembre-se que a guitarra não estava perfeita nesta canção), e também um vídeo amador da música “Glamour Boys”. E, claro, o Set list do show.

Set List

Type
Middle Man
Desperate People
Ausländer
Funny Vibe
Interlude
Memories Can´t Wait
The Chair
Decadance
Go Away
Bi
Drum Solo (William Calhoun)
Ignorance is Bliss
Behind The Sun
Bless Those
Love Rears Its Ugly Head
Glamour Boys
Time´s Up
Cult of Personality
 
Elvis is Dead
 
 
14
maio
10

SP se prepara para a Virada Cultural; veja o mapa e informações do evento

A capital paulista se prepara para a Virada Cultural de 2010, que reunirá, entre amanhã à noite e domingo, uma série de atrações ligadas à música, teatro, dança, cinema, entre outras manifestações artísticas. O Roque Reverso já cantou a bola há alguns dias que, pelo lado do rock, a maior atração será o Living Colour, que se apresentará no palco da Praça Júlio Prestes, bem próximo da Sala São Paulo, às 3 horas, na madrugada de sábado para domingo.

Também já informamos que o palco da Praça Júlio Prestes é marcado pela diversidade, já que vai reunir, além do Living Colour, representantes de outros estilos musicais, como as cantoras Zélia Duncan e Céu, o músico Toquinho e até coisas como o ABBA The Show — banda que faz covers do ultrabrega grupo sueco.

Para quem quer ver só rock mesmo, o palco escolhido é o da Avenida São João. Lá, deverão se apresentar a banda de hard rock L.A. Guns; o Grand Mothers Re:Invented, que reúne membros da banda Mothers of Invention, do lendário Frank Zappa; o Krisiun; a banda Velhas Virgens homenageando o ícone do samba paulistano Adoniran Barbosa; a cantora Pitty; os Raimundos; Titãs e Arnaldo Antunes, entre outros.

Fora do rock, há atrações bem legais, como o multiinstrumentista Hermeto Pascoal, no palco do Vale do Anhangabaú; um palco só para o reggae na Alameda Barão de Limeira; o Baile do Simonal, liderado por Wilson Simoninha e Max de Castro, na Praça da República; e o cantor Arrigo Barnabé cantando Lupicínio Rodrigues, no palco do Largo do Arouche; entre outros.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) prepara operação especial para monitorar o trânsito na região central da cidade para a realização da Virada.

Para garantir a segurança e a fluidez do tráfego, bem como o acesso do público ao evento, a CET contará com 290 operadores de tráfego, e utilizará 750 cavaletes, 60 super cones, 50 faixas e 40 banners de orientação. No sábado, a partir das 17 horas, serão feitos os bloqueios para o evento. Serão cinco, todos na região central, que ficarão fechados até a madrugada do domingo.

A CET recomenda que as pessoas utilizem o transporte público para chegar ao evento. Ônibus e metrô estarão funcionando em horários especiais. Para esclarecimento de dúvidas de trânsito, ligar 1188 – Fale com a CET. O serviço atende 24 horas por dia para informações sobre trânsito, ocorrências, remoções, reclamações e sugestões.

Quanto ao transporte público, neste ano, a São Paulo Transporte (SPTrans) criou uma linha especial de ônibus para facilitar o deslocamento daqueles que querem aproveitar as atividades oferecidas pela Virada Cultural. A linha circular 2001/10 Terminal Bandeira/Terminal  Princesa Isabel, Amaral Gurgel e Parque D. Pedro II, vai operar ininterruptamente das 16 horas do sábado, dia 15 de maio, até as 24 horas do domingo, dia 16.

Segundo os organizadores da Virada, o circuito foi definido de modo a passar pelos pontos onde há concentração de atividades e espetáculos. A linha conta com 6 ônibus, todos acessíveis, que farão partidas a cada 10 minutos.

Mais notícias da Virada Cultural 2010, poderão ser acompanhadas aqui. Já a programação completa pode ser vista aqui. O Roque Reverso, que tem como meta principal assistir ao show do Living Colour, também descolou para seus leitores o mapa do evento. Bom divertimento!!!

Clique para ampliar

Clique para ampliar




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Siga o Roque Reverso no Instagram!!!

Annihilator liberou clipe de música que estará em novo álbum da banda previsto para novembro.
Confira detalhes no link abaixo:
https://roquereverso.com/2017/09/13/annihilator-divulga-clipe-de-twisted-lobotomy-musica-do-novo-album-previsto-para-novembro/
#roquereverso #annihilator #jwaters666 Resenha do Roque Reverso sobre o grande show que Joe Satriani realizou no domingo, 6 de agosto, em São Paulo.
https://roquereverso.com/2017/08/08/mesmo-com-som-baixo-da-guitarra-joe-satriani-da-mais-uma-de-suas-aulas-em-show-gratuito-em-sp/
#roquereverso #joesatriani #auditorioibirapuera #parquedoibirapuera #samsungbluesfestival Documentário 'Sepultura Endurance' teve sua estreia geral ao público no dia 15 de junho e tem neste dia 19 exibição marcada para o Cine SESC, em São Paulo, pelo In-Edit Brasil, às 21h30.
Veja a resenha do Roque Reverso aqui:
https://roquereverso.com/2017/06/15/documentario-sepultura-endurance-mostra-saga-da-banda-brasileira-e-resistencia-apos-separacao-historica/
#roquereverso #sepultura #ineditbrasil #sepulturaendurance #cinesesc Já viu os preços para o show do U2 em São Paulo?
Veja os detalhes no texto do Roque Reverso aqui:
https://roquereverso.com/2017/06/08/ingressos-de-pista-comum-para-show-do-u2-em-sp-da-turne-de-30-anos-do-the-joshua-tree-custam-r-500/
#roquereverso #u2 #estadiodomorumbi #u2thejoshuatree2017 O "Sgt. Peppers" fez 50 anos e o Roque Reverso fez uma resenha bacana.
Confira aqui:
https://roquereverso.com/2017/05/30/50-anos-do-disco-sgt-peppers-lonely-hearts-club-band-um-dos-maiores-da-historia-e-simbolo-de-uma-geracao/
#roquereverso #beatles #paulmccartney #ringostarr #johnlennon #georgeharrison Nosso texto sobre a enorme perda de Kid Vinil:
https://roquereverso.com/2017/05/19/rock-nacional-de-luto-com-a-morte-de-kid-vinil-um-dos-maiores-embaixadores-do-estilo-no-pais/
Foto: Divulgação Facebook
#roquereverso #kidvinil

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso blog em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 87 outros seguidores

setembro 2017
D S T Q Q S S
« ago    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Categorias

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

Estatísticas

  • 540,210 hits
SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE