Archive for the 'Coheed and Cambria' Category

17
jan
13

Coheed and Cambria libera faixa de segunda parte de disco duplo

O grupo Coheed and Cambria liberou na internet o vídeo com letras da faixa “Dark Side Of Me”. A música pertence à segunda parte do disco duplo que será lançado no dia 5 de fevereiro. “The Afterman: Descension” é o complemento da primeira parte deste trabalho, chamada “The Afterman: Ascension”,  que começou a ser vendida em outubro do ano passado.

Quem se lembra do Coheed anda Cambria, sabe que a banda norte-americana se apresentou no Rock in Rio de 2011 na capital fluminense, na Noite do Metal, que contou também com shows do Metallica, do Slipknot e do Motörhead no palco principal. Na ocasião, o grupo liderado pelo vocalista e guitarrista Claudio Sanchez foi bem recebido pelo público, apesar de ser desconhecido pela maior parte dos presentes.

Estas duas partes de disco duplo sucedem o álbum “Year Of The Black Rainbow”, lançado em 2010. Além de Sanchez, a banda conta com Travis Stever na outra guitarra; Josh Eppard na bateria e Zach Cooper no baixo.

Veja abaixo o vídeo com letras de “Dark Side Of Me”:

05
out
11

Coheed and Cambria, a boa surpresa entre os shows do Rock in Rio

Se existia uma banda pouco conhecida por boa parte do público na edição de 2011 do Rock in Rio, essa banda era o Coheed and Cambria. Os norte-americanos se tornaram, no entanto, numa das melhores surpresas entre as atrações que tocaram no Palco Mundo do festival, com um show bem competente e que conseguiu ganhar o respeito dos sempre exigentes e críticos fãs de heavy metal que, naquela noite de 25 de setembro, estavam na capital fluminense para assistir às apresentações do Metallica, do Motörhead e do Slipknot.

Quem conhece o público de heavy metal sabe a fogueira em que foi posto o Coheed and Cambria. Tal qual uma torcida de um grande time de futebol, acostumada a conquistas e equipes de categoria, o conjunto de fãs do metal é bastante crítico e não costuma poupar novatos se estes inventam firulas ou frescuras.

Em todos os shows, você sempre vai encontrar gente que sabe tocar instrumentos musicais, que conhece detalhes de guitarra ou bateria e que sempre terá facilidade para perceber quando uma banda comete um erro, mesmo se ele for imperceptível para os mais leigos. Se o grupo brasileiro de hardcore melódico Glória já havia sido vaiado no show anterior, o Coheed and Cambria também não seria poupado, caso trouxesse uma apresentação ruim.

Mas o grupo fez um show sério e digno, deixando o público interessado na apresentação a cada música executada. Liderada pelo vocalista e guitarrista Claudio Sanchez, a banda despejou no ouvido da plateia 11 canções.

Sanchez, por sinal, já chamou a atenção do público logo de cara, já que a primeira imagem que apareceu nos telões da Cidade do Rock foi de um indivíduo com uma cabeleira imensa e exótica. Afora este detalhe, mereceu destaque também a grande coleção de guitarras espetaculares que ele utilizou durante a apresentação e, claro, sua boa técnica no domínio do instrumento.

A banda iniciou o show com a música “No World for Tomorrow” e executou canções de todos os seus 5 álbuns de estúdio. Talvez justamente por causa da técnica e da complexidade que cada música exigia, foi ganhando aos poucos o respeito do público.

O respeito se transformou em um coro imenso quando o grupo tocou a música “The Trooper”, do Iron Maiden. Se o público do metal já é crítico por natureza, imagine quando uma banda inventa de trazer para um show um dos maiores clássicos da história do estilo. Com uma técnica elogiável e seriedade, o Coheed and Cambria não fez feio e ganhou a galera mais uma vez.

Ao final do show, os comentários na Cidade do Rock eram dos mais positivos sobre a banda. Tal qual o observado em outras edições, o Rock in Rio trouxe um grupo pouco conhecido para a grande massa e, com certeza, o Coheed and Cambria ganhou novos fãs depois de sua apresentação.

Para relembrar a passagem do grupo pelo Brasil, o Roque Reverso descolou alguns vídeos no YouTube. Para começar, fique com “No World for Tomorrow”. Depois, um vídeo com a dobradinha “Everything Evil” e “The Trooper”. Para fechar, fique com “Welcome Home”.

Set list

No World for Tomorrow
Grave Makers and Gunslingers
Ten Speed (Of God’s Blood & Burial)
Here We are Juggernaut
The Camper Velourium III: Al the Killer
A Favor House Atlantic
In Keeping Secrets of Silent Earth: 3
Everything Evil
Trooper
The Crowing
Welcome Home
27
set
11

Noite do Metal honrou o nome do Rock in Rio com shows memoráveis

Para muitos, a versão de 2011 do Rock in Rio começou no dia 25 de setembro e terminou na madrugada do dia 26. A Noite do Metal finalmente trouxe shows memoráveis num único dia, honrando o nome do festival com aquilo que mais gostamos de ver: rock no seu estado mais pesado. No Palco Principal, o público pode assistir a uma grata surpresa, o Coheed and Cambria; a mais um grande show do bom e velho Motörhead; a uma apresentação brutal, insana e perturbadora do Slipknot; e a um show simplesmente histórico do Metallica.

No palco Sunset, Sepultura, Korzus e Angra também fizeram boas apresentações com os convidados especiais e jams bem montadas.

Bastante criticada por causa de um número grande de atrações que não pertencem ao rock, a edição de 2011 do festival realmente está um pouco atrás das três anteriores, quando o assunto é line-up. Mas, depois das duas primeiras noites ficarem sem um show de grande impacto, a do dia 25 trouxe a magia que faltava para que o evento ficasse na memória dos brasileiros e gerou uma repercussão enorme em redes sociais e rodinhas de conversa diversas, como há muito tempo não se via em relação a um festival de rock no Brasil.

O fato de a Rede Globo ter passado uma parte importante dos shows da noite ao vivo também foi decisivo para esta repercussão. Mesmo com seu criticado histórico monopólio sobre atrações musicais e esportivas, não há como negar o poder de alcance da emissora de TV aberta. Pode ser estranho em tempos de YouTube, mas muitas pessoas tiveram só anteontem a oportunidade de conhecer realmente ao vivo pela televisão o poder sonoro de um Metallica e o alto grau de hipnose do Slipknot.

Em tempos de predominância de pop sertanejo, axé, pagode de corno e rock sem sal fru-fru nas diversas transmissões da emissora carioca, o espetáculo rockeiro visto no domingo serviu para dar uma chacoalhada no cenário sem graça que montaram para a música na TV na última década. Mesmo com alguns deslizes da Globo, como informações erradas sobre a história das bandas (dizer que era a primeira vez do Motörhead no Brasil foi inacreditável!) e o corte do bis do show do Metallica (como conseguem fazer isso?), o rock voltou a ser assunto na segunda-feira, até ofuscando um pouco as tradicionais conversas sobre futebol no pós-domingo.

“Que showzaço do Metallica!”

“Aqueles mascarados arrebentaram!”

“O que foi aquela rodinha de mosh insana do Slipknot?”

“Como o cara do Metallica tira aquele som do baixo parecendo uma guitarra?”

“E aquela bateria subindo e girando no show do Slipknot?”

Essas foram só algumas das frases ouvidas pelo editor deste blog nesta terça-feira aqui em São Paulo, logo após o retorno da saga que foi a viagem ao Rio de Janeiro. Conforme o prometido, o Roque Reverso esteve presente na Cidade do Rock, sentiu de perto toda a emoção da noite do dia 25 e jamais vai esquecer tudo aquilo.

Num resumo de opinião básico sobre o palco principal: a banda de hadcore melódico Glória entrou numa fria, mas conseguiu até enfrentar com dignidade uma plateia de 100 mil pessoas; o Coheed and Cambria, como já foi dito, surpreendeu pela qualidade musical e também por não se intimidar com o tamanho do público; o Motörhead fez sua básica demonstração do que é o velho e bom rock pesado; o Slipknot fez uma apresentação avassaladora e apoteótica; e o Metallica mostrou o motivo de ser a maior banda de metal da atualidade.

Foi muito importante a Globo ter retratado esses momentos. Muito moleque adolescente que nunca tinha tido a oportunidade de ver uma apresentação ao vivo pela TV pode ter tido a necessidade de conhecer mais as bandas e mais detalhes do metal a partir de agora. Isso traz uma esperança até para que o rock nacional, tão fraquinho atualmente, possa sofrer uma injeção de ânimo e criatividade. Isso foi visto, por exemplo, após as edições do Rock in Rio de 1985 e 1991. Não custa sonhar com a repetição deste cenário agora.

Este blogueiro chegou ao evento do domingo às 5 da tarde, depois de mais de 5 horas de viagem de ônibus e mais um trecho de translado até a Cidade do Rock. Usou o tempo que faltava para o começo dos shows do palco principal para conhecer a estrutura do evento, enquanto os telões espalhados por todos os cantos mostravam as boas apresentações do Palco Sunset. Ficou impressionado com as enormes filas para comprar comida e bebida, gostou bastante da Rock Street e achou legal a ideia de incluir no evento brinquedos, como a montanha russa e a roda gigante, todos com filas imensas também.

Quanto ao público do evento, havia gente de todas as idades, mas claramente havia um predomínio de verdadeiros amantes do rock pesado e menos gente que estava ali pela grandiosidade do evento. Como já era esperado, foi impressionante a presença de gente de São Paulo no festival. Merece também grande destaque a verdadeira invasão do povo de Minas Gerais, que se destacava entre os demais sotaques presentes do Brasil e da América do Sul no evento. Às vezes, nem parecia que estávamos no Rio de Janeiro, já que a quantidade de paulistas e mineiros realmente era marcante.

Após o fim do show do Glória, como a grande maioria dos presentes, o editor deste blog se dirigiu ao Palco Principal para ver os quatro shows restantes, sempre com a intenção de chegar o mais perto possível do Metallica. Conquistou território aos poucos entre os shows do Coheed and Cambria e do Motörhead; tratou de tentar sobreviver à loucura que foi a apresentação do Slipknot, enfrentando ondas de empurra-empurra que chegaram a assustar este veterano de shows; e finalmente conseguiu um sensacional local para ver o Metallica, que preparou um set list impecável.

Nos próximos dias, enquanto o editor se recupera fisicamente dos shows e da cansativa viagem de volta, o blog trará as resenhas detalhadas dos shows, com vídeos, fotos, set list e tudo que os leitores estão acostumados a ver neste espaço. Fica a torcida para que, nos próximos dias do Rock in Rio, o espírito roqueiro da noite do metal prevaleça e continue dando sentido ao grande festival.

30
nov
10

Motörhead e Coldplay confirmados para o Rock in Rio 2011

Ontem foi o Motörhead, hoje foi o Coldplay. Ambas as bandas foram confirmadas para o Rock in Rio 2011, que será realizado na capital fluminense nos dias 23, 24, 25 e 30 de setembro e 1º e 2 de outubro. O Motörhead, é claro, se apresentará na noite reservada ao heavy metal, no dia 25, que já tem o Metallica como atração principal. O Coldplay é o primeiro grupo internacional anunciado para o dia 1º de outubro, que será destinado ao rock alternativo.

Além do Motörhead, também foi confirmado para o dia 25 o grupo norte-americano Coheed and Cambria, que é considerado uma revelação de Nova York por misturar o heavy metal, o punk e o rock progressivo. Para o mesmo dia do Coldplay, a organização do Rock in Rio confirmou os brasileiros do Skank.

Os ingressos para o Rock in Rio 2011 começaram a ser vendidos no dia 19 de novembro, por meio do site www.rockinrio.com.br. O preço dos ingressos é de R$ 190 e, para felicidade geral de quem ama o rock, não haverá pista Premium no festival, que contará com dois palcos e uma tenda para música eletrônica.




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Siga o Roque Reverso no Instagram!!!

Resenha do Roque Reverso sobre o grande show que Joe Satriani realizou no domingo, 6 de agosto, em São Paulo.
https://roquereverso.com/2017/08/08/mesmo-com-som-baixo-da-guitarra-joe-satriani-da-mais-uma-de-suas-aulas-em-show-gratuito-em-sp/
#roquereverso #joesatriani #auditorioibirapuera #parquedoibirapuera #samsungbluesfestival Documentário 'Sepultura Endurance' teve sua estreia geral ao público no dia 15 de junho e tem neste dia 19 exibição marcada para o Cine SESC, em São Paulo, pelo In-Edit Brasil, às 21h30.
Veja a resenha do Roque Reverso aqui:
https://roquereverso.com/2017/06/15/documentario-sepultura-endurance-mostra-saga-da-banda-brasileira-e-resistencia-apos-separacao-historica/
#roquereverso #sepultura #ineditbrasil #sepulturaendurance #cinesesc Já viu os preços para o show do U2 em São Paulo?
Veja os detalhes no texto do Roque Reverso aqui:
https://roquereverso.com/2017/06/08/ingressos-de-pista-comum-para-show-do-u2-em-sp-da-turne-de-30-anos-do-the-joshua-tree-custam-r-500/
#roquereverso #u2 #estadiodomorumbi #u2thejoshuatree2017 O "Sgt. Peppers" fez 50 anos e o Roque Reverso fez uma resenha bacana.
Confira aqui:
https://roquereverso.com/2017/05/30/50-anos-do-disco-sgt-peppers-lonely-hearts-club-band-um-dos-maiores-da-historia-e-simbolo-de-uma-geracao/
#roquereverso #beatles #paulmccartney #ringostarr #johnlennon #georgeharrison Nosso texto sobre a enorme perda de Kid Vinil:
https://roquereverso.com/2017/05/19/rock-nacional-de-luto-com-a-morte-de-kid-vinil-um-dos-maiores-embaixadores-do-estilo-no-pais/
Foto: Divulgação Facebook
#roquereverso #kidvinil Nosso texto sobre a enorme perda de Chris Cornell:
https://roquereverso.com/2017/05/18/rock-chora-a-morte-de-chris-cornell-vocalista-do-soundgarden-e-do-audioslave/
Foto: Divulgação Facebook
#roquereverso #chriscornell #soundgarden #audioslave

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso blog em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 87 outros seguidores

agosto 2017
D S T Q Q S S
« jul    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Categorias

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

Estatísticas

  • 535,051 hits
SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE