Posts Tagged ‘Grammy

27
jan
20

Aerosmith faz reencontro com Run-DMC no Grammy; Cage The Elephant leva Melhor Álbum de Rock

Tradicionalmente desprestigiado na maioria das premiações anuais recentes, o rock n’ roll pouco apareceu na cerimônia de 2020 do Grammy em Los Angeles, nos Estados Unidos. No evento que começou na noite do domingo, 26, e terminou já na madrugada (horário de Brasília) da segunda-feira, 27, o reencontro entre o Aerosmith e o lendário grupo de hip hop Run-DMC foi o melhor momento rock do evento.

Com uma produção gigantesca de palco que já é marca registrada nos shows das cerimônia do Grammy, Aerosmith e Run-DMC executaram o clássico “Walk This Way” e fizeram o público presente dançar e pular.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

11
fev
19

No Grammy, Greta Van Fleet ganha prêmio de Melhor Álbum de Rock; Chris Cornell vence em Melhor Performance de Rock

Greta Van Fleet - Foto: DivulgaçãoA jovem banda Greta Van Fleet fez bonito e conquistou seu primeiro reconhecimento via Grammy na premiação nos Estados Unidos que começou no domingo, 10 de fevereiro, e terminou na madrugada da segunda-feira, 11 de fevereiro (horário de Brasília). Indicado para quatro categorias, o grupo venceu o Grammy de Melhor Álbum de Rock.

A vitória do Greta Van Fleet aconteceu naquele esquema sem noção que só o Grammy consegue fazer, já que o álbum contemplado é um EP, “From the Fires”, que foi lançado em novembro de 2017! Em pleno 2019, o que se esperava é que a banda concorresse com seu aguardado disco de estreia “Anthem of The Peaceful Army”, que chegou aos fãs em outubro de 2018.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

28
jan
18

Premiações do rock no Grammy têm Foo Fighters, Mastodon e Leonard Cohen entre os vencedores

Foo Fighters - Foto: DivulgaçãoA premiação de 2018 do Grammy dos artistas ligados ao rock contou com uma distribuição bastante espalhada, sem a concentração vista em 2017, quando, merecidamente, David Bowie levou de maneira póstuma a maioria das estatuetas. Em 2018, no evento realizado neste domingo, 28 de janeiro, em Nova York, Foo Fighters, Mastodon, Leonard Cohen, The War On Drugs e a banda The National foram os grandes vencedores ligados ao estilo.

O Foo Fighters venceu na categoria Melhor Música de Rock, com “Run”, que ficou conhecida em 2017 pelo ótimo clipe dirigido pelo próprio vocalista Dave Grohl.

A banda derrotou, por exemplo, o Metallica, que concorria com a faixa “Atlas, Rise!”.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

13
fev
17

Lady Gaga e rock ganham, mas Metallica sai prejudicado mais uma vez em uma cerimômia do Grammy

Metallica e Lady Gaga no Grammy 2017 - Foto: Divulgação Grammy/Kevin Winter/WireImage.comAlgo parece perseguir o Metallica quando o assunto é Grammy. Em 2017, a banda norte-americana de thrash metal saiu, mais uma vez, prejudicada no evento que marca anualmente a premiação mais importante da música norte-americana.

Já na madrugada do dia 13 de fevereiro (pelo horário de Brasília), o Metallica subiu ao palco para celebrar a aguardada performance ao lado da cantora pop Lady Gaga com a execução da faixa “Moth Into Flame”. Numa apresentação marcada por falhas inadmissíveis no microfone do vocalista e guitarrista James Hetfield, a maior banda da história do thrash metal colheu mais prejuízos do que lucros.

O resultado para o Metallica foi o oposto do colhido por Lady Gaga. Mestre em aproveitar momentos nos quais todas as atenções do planeta estão voltadas para ela, a cantora norte-americana mais uma vez mostrou seu talento, unindo grande presença de palco, atitude e personalidade.

O próprio rock, num momento longo de baixa em relação a outros estilos musicais, saiu ganhando, pois a performance do Metallica com a cantora, com todos os obstáculos,  foi a mais contagiante do Grammy em 2017.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

12
fev
17

David Bowie vence 5 prêmios Grammy, todos ligados ao álbum ‘Blackstar’

David Bowie - Foto: Divulgação/Jimmy KingDavid Bowie venceu nada menos que 5 prêmios Grammy neste domingo, dia 12 de fevereiro. Todas as conquistas do “Camaleão do Rock”, que faleceu em 2016, estão ligadas ao álbum “Blackstar”, lançado também no ano passado, dias antes a morte do cantor britânico.

Bowie foi vencedor na categoria Melhor Performance de Rock e Melhor Música de Rock pela canção “Blackstar”.

O britânico também foi o escolhido nas categorias de Melhor Álbum de Música Alternativa, Melhor Pacote de Gravação (prêmio compartilhado com o diretor artístico Jonathan Barnbrook) e Melhor Produção de Álbum Não Clássico, junto com Tom Elmhirst, Kevin Killen, Tony Visconti e Joe Laporta, ambos pelo disco “Blackstar”.

O anúncio foi feito durante uma cerimônia prévia à 59ª edição do Grammy, realizada no teatro Microsoft de Los Angeles, na Califórnia. Mais tarde, os prêmios apareceram no site oficial da organização do evento.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

16
fev
16

4 prêmios Grammy para o Alabama Shakes fazem bem para boa música

Alabama ShakesQuando o disco “Sound & Color” foi lançado em 2015, a impressão imediata na primeira audição foi a de que o álbum tinha qualidade e dificilmente seria superado no ano. Quando a música “Don’t Wanna Fight” foi ouvida pela primeira vez, não havia dúvida de que ela era fácil candidata a hit do ano. Na 58ª edição do Grammy, que aconteceu na segunda-feira, 15 de fevereiro, em Los Angeles, os quatro prêmios dados à excelente banda norte-americana foram não apenas um justo reconhecimento a um grande trabalho, mas algo que faz bem para a música em geral.

Nós do Roque Reverso sempre tivemos um pé atrás com o Grammy desde que o Jethro Tull ganhou o prêmio de melhor artista de hard rock/metal do Metallica em 1989. E sempre lembramos isso. Gafes históricas à parte, reconhecer algo de qualidade é o mínimo que a premiação norte-americana pode fazer e, quando faz algo correto, também merece elogios.

O Alabama Shakes venceu o Grammy nas categorias de Melhor Álbum Alternativo, Melhor Música de Rock e Melhor Performance de Rock, além de conquistar um prêmio técnico como a melhor engenharia de som de disco não-clássico. Concorreu também ao prêmio de Melhor Álbum do Ano, mas, apesar de merecer, perdeu para a cantora pop Taylor Swift.

De quebra, a banda fez uma perfeita apresentação ao vivo que só ratificou a percepção de que está num momento extremamente positivo da carreira. Ao receber um dos prêmios, a guitarrista e vocalista ultra talentosa Brittany Howard não escondeu a grande emoção.

Ainda no mundo do rock, o Grammy escolheu o disco do Muse, “Drones”, como o Melhor Álbum de Rock. Na categoria Melhor Performance de Metal, o grande vencedor foi o grupo mascarado Ghost, pela música “Cirice”, do disco “Meliora”.

Entre os shows da noite, além da ótima apresentação do Alabama Shakes, houve uma série de homenagens a nomes de astros da música que morreram recentemente. David Bowie, Lemmy Kilmister, B.B. King e Glenn Frey, do Eagles, foram os merecedores das homenagens.

No caso de David Bowie, a cantora Lady Gaga fez uma excelente apresentação, lembrando vários sucessos do camaleão do rock. No caso de Lemmy, o grupo Hollywood Vampires teve uma performance digna, apesar do jeito meio bagunçado na apresentação do clássico “Ace of Spades”.

09
fev
15

Chris Slade toca com AC/DC no Grammy e seguirá na bateria da banda em turnê

Chris Slade - Foto: Divulgação/Alex RuffiniO AC/DC pode estar passando por momentos turbulentos, mas continua chamando a atenção com novidades nada desprezíveis. A lendária banda australiana foi um dos destaques da premiação do Grammy 2015 na noite do domingo, dia 8 de fevereiro, nos Estados Unidos.

Além de executar duas músicas que tiraram o fôlego da plateia presente, o grupo trouxe como novidade maior a volta de Chris Slade na bateria.

Slade, por sinal, confirmou, em comunicado oficial, que seguirá com a banda durante a turnê de divulgação do disco “Rock or Bust”, lançado em 2014.

Ele ficará, por enquanto, no lugar do titular Phil Rudd, que se meteu numa encrenca danada com a polícia no ano passado e que ainda está se entendendo com a Justiça da Nova Zelândia, onde chegou a ser preso (e, depois, liberado) sob suspeita de ter tentado contratar um assassino de aluguel para matar dois homens.

Os fãs do AC/DC têm um carinho especial por Slade, já que ele passou pela banda entre 1989 e 1994 e gravou com o grupo o bom disco “The Razors Edge”, de 1990. Também participou do ótimo álbum ao vivo “Live at Donington”, de 1991, e do clipe da música “Big Gun”, em 1993,  que fez parte da trilha sonora do filme “O Último Grande Herói”, estrelado pelo ator Arnold Schwarzenegger.

Na apresentação do Grammy, o AC/DC tocou a música “Rock or Bust“ e, na sequência, nada menos que o ultraclássico “Highway to Hell”. Se há algo a reparar logo de cara é que a segunda canção foi tocada de maneira mais lenta que o normal e com um pegada mais forte de Slade na bateria.

A expectativa fica agora para o comportamento do AC/DC durante a turnê, que está sendo bastante aguardada no mundo todo e que tem shows agendados até no megafestival norte-americano Coachella, com o grupo em destaque.

A audiência de Phil Rudd no tribunal da Nova Zelândia está agendada para abril. Ela foi prorrogada em virtude da troca de seus advogados no caso.

O disco “Rock or Bust” é o primeiro em 41 anos de AC/DC sem o guitarrista Malcolm Young, irmão de Angus e também fundador da lendária banda. No comunicado do dia 24 de setembro do ano passado, que trouxe a informação do novo álbum, o grupo confirmou a saída definitiva de Malcolm, que enfrenta problemas de saúde relacionados à demência. Foi a confirmação de algo que já era esperado desde abril, quando rumores de que a banda terminaria transformaram a internet num verdadeiro velório.

O sobrinho de Malcolm, Stevie Young, é o substituto na guitarra base no novo álbum e na turnê de divulgação do AC/DC. Ele já aparece no clipe de “Play Ball”que já não conta com a presença de Phil Rudd.

Se não mandarem tirar do ar, veja abaixo a apresentação do AC/DC no Grammy descolada no YouTube:

27
jan
14

Grammy traz premiação do Led Zeppelin e Sabbath e apresentação de Paul McCartney e Ringo Starr

Entre os amantes do rock, a premiação do Grammy virou motivo de piada desde que o Jethro Tull derrotou o Metallica num prêmio ligado ao heavy metal nos Anos 80. Também gerou perda de interesse depois que os artistas de rap e r&b passaram a dominar cada vez mais as premiações dos Estados Unidos. Em 2014, porém, o evento, que aconteceu no dia 26 de janeiro, trouxe várias atrações do rock e teve como destaque os prêmios dados ao Led Zeppelin e ao Black Sabbath, além de uma apresentação dos ex-Beatles Paul McCartney e Ringo Starr.

Vale lembrar que, em 2013, com o Foo Fighters detonando tudo, a cerimônia já havia sido bem interessante.

O Led Zeppelin ganhou o prêmio de “Melhor Álbum de Rock” com “Celebration Day”, disco ao vivo que aproveitou o conteúdo do DVD gravado em 2007 e lançado em 2012. Deixou para trás ótimos discos, como “13”, do Sabbath, “The Next Day”, de David Bowie, e “…Like Clockwork”, do Queens of The Stone Age.

O Black Sabbath, por sua vez, foi o grande vencedor na categoria Performance de Hard Rock/Metal pela música “God is Dead?”, que nem é a melhor do disco “13”. Superou coisas bem legais, como “T.N.T.”, gravada pelo Anthrax, e “The Enemy Inside”, do Dream Theater.

Outra premiação importante ligada ao rock foi a de “Melhor Canção de Rock”, que ficou com a música “Cut Me Some Slack”, composta por Paul McCartney e os ex-Nirvana Dave Grohl, Krist Novoselic e Pat Smear. Deixou para trás “God is Dead?”, do Sabbath, e “Doom And Gloom”, dos Rolling Stones.

No prêmio por “Melhor Performance de Rock”, o vencedor foi o grupo Imagine Dragons, com a música “Radioactive”. Eles conseguiram derrotar a revelação Alabama Shakes, com “Always Alright”; David Bowie, com a boa “The Stars (Are Out Tonight)”; e até a ótima “My God Is The Sun”, do Queens of The Stone Age.

Entre os shows da noite, o destaque foi o reencontro de Paul McCartney e Ringo Starr. Eles tocaram a música “Queenie eye”, do mais recente álbum de Paul: “New”, de 2013. Antes, Ringo havia cantado “Photograph”, que compôs com seu outro ex-companheiro de banda George Harrison, morto em 2001.

Uma apresentação que não chegou a agradar a todos foi a do Metallica, que prometeu algo espetacular e nunca visto, mas trouxe a tradicional “One”, com o pianista clássico chinês Lang Lang, que mais estragou do que ajudou. Detalhe para a camiseta do guitarrista Kirk Hammett, que trazia uma homenagem a Lou Reed, morto em 2013 e também lembrado durante a premiação.

Para o leitor do Roque Reverso que não conseguiu assistir ao encontro de Paul e Ringo, descolamos o vídeo no YouTube. Fique também com a apresentação do Metallica.

 

14
fev
12

Foo Fighters leva 5 prêmios do Grammy em noite de brilho de Paul McCartney e volta dos Beach Boys

Motivo de piada entre os roqueiros desde que o Jethro Tull venceu o Metallica na década de 80 na categoria de Melhor Performance de Metal, a premiação do Grammy há tempos não trazia uma noite com tantos ingredientes interessantes para os amantes do rock and roll.

A despeito da justa concentração de prêmios nas mãos da boa cantora britânica Adele e das homenagens sem fim à finada Whitney Houston,  a festa do dia 12 de fevereiro, realizada em Los Angeles (EUA), contou com o Foo Fighters como o grande vencedor do rock, com os lendários Beach Boys se apresentando ao vivo e com o não menos importante Paul McCartney encerrando  a festa com três músicas dos Beatles.

Segundo a imprensa internacional, 39 milhões de telespectadores acompanharam a premiação nos Estados Unidos. Foi a segunda maior audiência da premiação na TV norte-americana desde 1984.

Vivendo grande fase, o Foo Fighters colheu os frutos do seu ótimo álbum “Wasting Light”, lançado no ano passado. O grupo de Dave Grohl venceu 5 prêmios: Melhor Performance Rock, com a música “Walk”; Melhor Performance Hard Rock/Metal (???), com “White Limo”; Melhor Música de Rock, com “Walk”; Melhor Álbum de Rock (“Wasting Light”); e Melhor Vídeo Versão Longa, com “Back And Forth”.

Durante a festa, a banda tocou “Walk” e fez bonito, com Dave Grohl vestindo uma camisa linda do Slayer. Numa das vezes que subiu ao palco para receber o Grammy, ele defendeu em discurso a música feita com simplicidade e com menos parafernália eletrônica.

Quanto aos Beach Boys, o lendário grupo norte-americano fez sua primeira grande reunião desde o anúncio do retorno, feito no ano passado, para a comemoração dos seus 50 anos de carreira. Inicialmente, os veteranos foram homenageados pelos grupos Maroon 5 e Foster the People e, em seguida, tocaram a clássica “Good Vibrations”. Antes do fim da canção, eles foram discretamente acompanhados pelos vocalistas das bandas anteriores e, depois, aplaudidos de pé pela plateia.

A festa contou com Paul McCartney em dois momentos distintos. Primeiro ele tocou a música “My Valentine”, com Diana Krall no piano, ainda na segunda metade da premiação. Depois, no encerramento da cerimônia, ele convidou um time de primeira para tocar um medley com três músicas do clássico álbum “Abbey Road”, dos Beatles. O público vibrou com  “Golden Slumbers”, “Carry That Weight” e “The End”, com o ex-beatle sendo acompanhado por Bruce Springsteen, Dave Grohl e Joe Walsh, num grande duelo histórico de guitarras ao apagar das luzes.

O Roque Reverso tentou buscar vídeos das apresentações, mas o Grammy parece querer evitar qualquer tipo de divulgação pelo YouTube. Basta sair algo que logo eliminado da lista de vídeos, sem o entendimento de que alguns momentos tem de ser relembrados por quem gosta de música. Por enquanto, conseguimos descolar a apresentação dos Beach Boys no primeiro vídeo, com  “Good Vibrations”. Na sequência, um segundo vídeo com o grande Paul trazendo as três músicas do “Abbey Road”, tendo a companhia de outras feras.

19
fev
11

Arcade Fire é destaque no Grammy; Iron Maiden ganha seu primeiro prêmio

A premiação do Grammy deste ano aconteceu lá no dia 14. Este blogueiro está em merecidas férias e viajou para a belíssima Natal, no Rio Grande do Norte, onde as belezas naturais obrigam qualquer mortal a deixar um pouco de lado o mundo virtual. O blog ficou um pouco parado durante alguns dias, mas não poderíamos de deixar de escrever sobre o feito do Arcade Fire, banda de indie rock do Canadá, que venceu o prêmio de álbum do ano, com “The Suburbs”, deixando nomes badalados do pop, como Eminem, Lady Gaga e Kate Perry, comendo poeira.

Desde que o Jethro Tull venceu o Metallica na década de 80 na categoria de Melhor Performance de Metal (???), o prêmio caiu bastante no conceito dos roqueiros. Sem contar algumas marmeladas clássicas que já estamos cansados de ver por parte da indústria fonográfica.

Quer mais uma aberração? Basta dizer que o Iron Maiden ganhou seu primeiro Grammy apenas neste ano (?!?!!?!?) exatamente como Melhor Performance de Metal. Nada menos que uma das maiores bandas da história, do rock e do metal, nunca havia ganho nada! O prêmio foi pela execução da música El Dorado, do recente álbum “Final Frontier” e a banda bateu nada menos que o Slayer e o Megadeth na disputa.

Na categoria, Melhor Álbum de Rock, a banda Muse, que abrirá os shows do U2 em São Paulo, venceu com o disco “The Resistance”, deixando para trás o Pearl Jam, Neil Young, Tom Petty e Jeff Beck, que ganhou, entretanto, o prêmio de Melhor Performance Instrumental de Rock. Neil Young venceu o prêmio de Melho Canção de Rock.

Não podemos esquecer também da conquista de sir Paul McCartney. Ele levou o prêmio de Melhor Performance Vocal de Rock Solo, com a música “Helter Skelter”, no trabalho “Good Evening New York City”.

Veja a relação dos premiados ligados ao rock:

Álbum do ano
“The Suburbs” – Arcade Fire
“Recovery” – Eminem
“Need You Now” – Lady Antebellum
“The Fame Monster” – Lady Gaga
“Teenage Dream” – Katy Perry
 

Melhor disco rock
“Emotion and Commotion” – Jeff Beck
“The Resistance” – Muse
“Backspacer” – Pearl Jam
“Mojo” – Tom Petty and the Heartbreakers
“Le Noise” – Neil Young

Melhor Performance de Metal
El Dorado” – Iron Maiden
“Let The Guilt Go” – Korn
“In Your Words” – Lamb Of God
“Sudden Death” – Megadeth
“World Painted Blood” – Slayer
 
Melhor Performance Vocal de Rock Solo
“Helter Skelter” – Paul McCartney
“Run Back To Your Side” – Eric Clapton
“Crossroads” – John Mayer
“Silver Rider” – Robert Plant
“Angry World” – Neil Young
 
Melhor Performance de Hard Rock
“New Fang” – Them Crooked Vultures
“A Looking In View” – Alice In Chains
“Let Me Hear You Scream” – Ozzy Osbourne
“Black Rain” – Soundgarden
“Between The Lines” – Stone Temple Pilots
 
Melhor Performance Instrumental de Rock
Hammerhead” – Jeff Beck
“Black Mud” – The Black Keys
“Do The Murray” – Los Lobos
“Kundalini Bonfire” – Dave Matthews & Tim Reynolds
“The Deathless Horsie” – Dweezil Zappa
 
Melhor Canção de Rock
“Angry World” – Neil Young
“Little Lion Man” – Mumford & Sons
“Radioactive” – Kings Of Leon
“Resistance” – Muse
“Tighten Up” – The Black Keys



Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Siga o Roque Reverso no Instagram!!!

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso site em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se aos outros seguidores de 102

setembro 2020
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Bandas, estilos, festivais, etc

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

Categorias

Follow Roque Reverso << on WordPress.com