31
jul
16

Radiohead compensa ingresso disputado e encerra show em Nova York com o hit ‘Creep’

Radiohead em Nova York - Foto: Divulgação Madison Square Garden/Carl ScheffelPor Altamiro Silva Júnior*

A banda inglesa Radiohead deu início na última semana de julho a sua primeira turnê nos Estados Unidos desde 2012. O rompimento do hiato foi feito com dois shows disputadíssimos no Madison Square Garden, em Nova York, nos dias 26 e 27.

Mesmo com Nova York sendo uma cidade que, em termos de atrações culturais, tem de tudo, o tempo todo, o show do Radiohead causou uma agitação ou “a fuss”, como disse a imprensa dos EUA, raramente vista.

Os ingressos se esgotaram em minutos. Vendidos oficialmente a US$ 80, estavam sendo oferecidos por sites de revendas e cambistas por até US$ 2 mil.

Nos sites e blogs, várias pessoas relataram que pagaram caro e quando foram entrar no local do show, o ingresso era falso. Na porta do Madison Square Garden, uma fila gigante de fans que esperavam por alguma desistência entre os tickets reservados para patrocinadores e (poucos) convidados.

Este repórter conseguiu a duras penas um ingresso para o segundo show por US$ 200, faltando apenas meia hora para o início. Cheguei e as luzes já estavam se apagando e, qual não foi minha surpresa ao ver que minha cadeira era ao lado da do líder do R.E.M., Michael Stipe, e ainda na fileira 5, a poucos metros do palco.

Foi, no mínimo, interessante ver como Stipe, careca e com uma longa barba, uma das influências do Radiohead, aplaudiu animado as músicas da banda inglesa enquanto tomava uma cerveja (vendida a US$ 12,50!).

Thom Yorke e o restante da banda compensaram o esforço dos que pagaram caro pelos ingresso (e pela cerveja) com um show de duas horas e dois bis. O vocalista segue com uma voz impecável e capaz de fazer uma arena com 20 mil pessoas se calar completamente enquanto cantava só com um piano “Pyramid Song”, uma das músicas “depressivas” da banda.

Radiohead em Nova York - Foto: Divulgação Madison Square Garden/Carl ScheffelRadiohead em Nova York - Foto: Divulgação Madison Square Garden/Carl ScheffelRadiohead em Nova York - Foto: Divulgação Madison Square Garden/Carl ScheffelRadiohead em Nova York - Foto: Divulgação Madison Square Garden/Carl ScheffelRadiohead em Nova York - Foto: Divulgação Madison Square Garden/Carl ScheffelRadiohead em Nova York - Foto: Divulgação Madison Square Garden/Carl ScheffelRadiohead em Nova York - Foto: Divulgação Madison Square Garden/Carl ScheffelRadiohead em Nova York - Foto: Divulgação Madison Square Garden/Carl Scheffel

O Radiohead tem um desafio adicional na comparação com outras bandas, que é transpor para o palco músicas muito trabalhadas em estúdio e cheias de efeitos. No geral, eles conseguiram. Ao final de cada canção, apressados roadies trocavam vários instrumentos no palco e algumas músicas contaram com apoio de elementos eletrônicos.

O show foi aberto com “Burn the Witch”, música que também abre o mais recente álbum da banda, “A Moon Shaped Pool”, lançado este ano e que quebrou um jejum de cinco anos sem um disco novo. As quatro canções seguintes também foram do mesmo álbum.

As músicas novas funcionaram bem ao vivo, mesmo sem os arranjos de cordas da versão de estúdio, desenhados pelo guitarrista (e também músico clássico, multi-instrumentista e autor de trilhas sonoras de filmes) Johnny Greenwood.

Não faltaram os hits da banda. “Karma Police”, “Idioteque”, “Let Down” e, para fechar, no último bis, talvez o maior sucesso do Radiohead, “Creep”. Música, aliás, que eles não costumam tocar muito ao vivo.

O show acabou, as luzes se acederam, as pessoas foram saindo, mas continuaram cantando a música pelas escadas e corredores da arena mais famosa de Nova York.

Thom Yorke raramente falou durante o show, com exceção dos vários “obrigado”. A cada vez que ensaiava passos desajeitados de dança, a plateia ia ao delírio.

Além dos cinco integrantes da banda, a atual turnê conta com duas baterias no palco, uma delas tocada por Clive Deamer, baterista de outra banda inglesa cultuada, o Portishead.

Depois de Nova York, o Radiohead se apresenta em Montreal, no Canadá, e em Los Angeles e São Francisco. Na América Latina, por enquanto, só tem dois shows no México, que serão em outubro e já estão esgotados.

Para mostrar um pouco do show do Radiohead em Nova York, o Roque Reverso descolou vídeos de alta qualidade no Youtube. Fique inicialmente com o da música “My Iron Lung”. Na sequência, veja a banda tocando “Idioteque”, “Let Down” e “Karma Police”. Para fechar, fique com “Creep”.

Set list

Burn the Witch
Daydreaming
Decks Dark
Desert Island Disk
Ful Stop
My Iron Lung
Climbing Up the Walls
Morning Mr. Magpie
Pyramid Song
Bloom
Identikit
The Numbers
The Gloaming
Weird Fishes/Arpeggi
Everything in Its Right Place
Idioteque
There There

Give Up the Ghost
Let Down
Present Tense
Planet Telex
Karma Police

Reckoner
Creep

*Altamiro Silva Júnior é jornalista da Agência Estado e amante do bom e velho rock n’ roll
Anúncios

0 Responses to “Radiohead compensa ingresso disputado e encerra show em Nova York com o hit ‘Creep’”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário (para isso, insira seu endereço de e-mail e o nome)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Siga o Roque Reverso no Instagram!!!

Bon Jovi no São Paulo Trip 2017 realizado na Arena do Palmeiras
#roquereverso #bonjovi #saopaulotrip #allianzparque Bon Jovi no São Paulo Trip 2017 
#roquereverso #bonjovi #saopaulotrip #allianzparque The Cult no São Paulo Trip 2017 - Ian Astbury
#roquereverso #thecult #saopaulotrip #allianzparque The Cult no São Paulo Trip 2017
#thecult #saopaulotrip #allianzparque #roquereverso The Who no São Paulo Trip - Foto: Flavio Leonel/Roque Reverso
#thewho #saopaulotrip The Who no São Paulo Trip - Foto: Flavio Leonel/Roque Reverso
#thewho #saopaulotrip

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso blog em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 88 outros seguidores

julho 2016
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Categorias

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

Estatísticas

  • 548,181 hits
SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE


%d blogueiros gostam disto: