23
out
13

Eficiente, Megadeth fez abertura de luxo para o Black Sabbath em SP

O Megadeth voltou a São Paulo no dia 11 de outubro, quando realizou uma abertura de luxo para o aguardadíssimo e histórico show do Black Sabbath no Campo de Marte. Eficiente e com um set list direto ao ponto, a banda liderada pelo vocalista e guitarrista Dave Mustaine fez uma apresentação bastante curta, mas satisfatória, tanto para quem esperava ansiosamente pelo grupo de Ozzy Osbourne, Tony Iommi e Geezer Butler como para os próprios fãs.

Para quem gosta da banda de thrash metal norte-americana, shows do Megadeth vêm virando uma rotina no Brasil. Tudo porque foi a décima segunda vez do grupo no País. Desde que tocou no Rock in Rio de 1991, o conjunto voltou ao solo nacional em 1994, quando fez turnê própria; em 1995, quando tocou no segundo Monsters of Rock; em 1997, quando se apresentou no Estádio do Palmeiras, no Aniversário da 89FM; em 1998, quando tocou no quarto e último Monsters of Rock; e, em 2005 e 2008, quando voltou novamente em turnê própria.

Mais recentemente, o Megadeth passou pelo País em 2010, para o  show de comemoração de 20 anos  álbum “Rust in Peace”. Também retornou em 2011, quando se apresentou no SWU Festival Music & Artsem abril de 2012, quando esteve no lamentável Metal Open Air e fez um show curto por causa da série de problemas do festival no Maranhão; e, em setembro do mesmo ano, quando trouxe a São Paulo o show de comemoração de 20 anos do álbum “Countdown To Extinction”. Os fãs da banda, portanto, não tem o que reclamar.

De maneira diferente das mais recentes apresentações que realizou em solo nacional, o Megadeth deixou de utilizar na abertura a música “Trust”, do álbum “Cryptic Writings”, de 1997. Repetindo o script da atual turnê latino-americana, o grupo executou o clássico “Hangar 18”, do disco “Rust in Peace”, de 1990.

Como o show era curto, a banda desfilou uma penca de músicas importantes da carreira. A dobradinha “Wake Up Dead”, do disco “Peace Sells… but Who’s Buying?” (1986), e “In My Darkest Hour”, do álbum “So Far, So Good … So What!”, de 1988, fez a alegria dos fãs mais antigos, que vibraram muito neste momento da apresentação.

Num salto para os Anos 90, o Megadeth trouxe a ótima “She-Wolf”, do  “Cryptic Writings”, e a sempre empolgante “Sweating Bullets” do “Countdown To Extinction”, de 1992.

Vale destacar que o grupo vem, nas mais recentes turnês, incrementando as performances com um belo fundo de palco formado pelo telão central, que reproduzia imagens ligadas às músicas e até trechos de videoclipes históricos da banda. Em dado momento, o fã mais atento percebeu que até cenas do clipe da música “Go To Hell”, do excelente EP “Hidden Treasures”, de 1995, foram aproveitadas.

Após executar a nova música “Kingmaker”, do recém-lançado disco “Super Collider”, a banda norte-americana trouxe a maravilhosa “Tornado of Souls”, do “Rust in Peace”, que deveria ser obrigatória em todos os set lists. Com respeito, o público admirava a boa apresentação do Megadeth, tendo um comportamento bem mais digno do que se viu quando o Slayer abriu o show do Iron Maiden e recebeu algumas incompreensíveis vaias.

Na sequência, “Symphony of Destruction”, do “Countdown To Extinction”, manteve a tradição de fazer a plateia pular e cantar até o riff tradicional.

Com o pouco tempo disponível para se apresentar, o grupo pouco interagiu com o público, com raras falas de Mustaine durante o show. Pouco antes de iniciar os acordes de seu poderoso baixo, o ótimo David Ellefson chegou a cumprimentar os presentes com o tradicional “e aí, São Paulo!”. Em seguida, ele trouxe o começo de “Peace Sells”, que levantou mais uma vez boa parte do Campo de Marte.

Após uma breve pausa, o pequeno bis ficou com a execução de “Holy Wars… The Punishment Due”, que chegou a gerar pequenas rodas de mosh em alguns pontos da pista. Em uma das suas raras intervenções nessa apresentação, Mustaine chegou a dizer que São Paulo tinha a plateia que cantava mais alto na turnê.

Fim do rápido show e a avaliação geral foi a de que o Megadeth fez uma apresentação digna. Sabendo que sua condição dessa vez era de coadjuvante, o grupo deu o que o público queria na medida certa, sem qualquer tentativa de ficar em maior evidência do que a atração principal da noite: o Black Sabbath.

Para relembrar o show do Megadeth no Campo de Marte, o Roque Reverso descolou três vídeos no YouTube. Fique inicialmente com “Tornado of Souls”. Depois veja os vídeos de “Peace  Sells” e de “Holy Wars… The Punishment Due”.

Set list

Hangar 18
Wake Up Dead
In My Darkest Hour
She-Wolf
Sweating  Bullets
Kingmaker
Tornado of Souls
Symphony of Destruction
Peace  Sells
Holy Wars… The Punishment Due


1 Response to “Eficiente, Megadeth fez abertura de luxo para o Black Sabbath em SP”


  1. 1 Cabelo
    30 de outubro de 2013 às 13:03

    Show de luxo mesmo


Deixe um comentário (para isso, insira seu endereço de e-mail e o nome)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso site em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 100 outros seguidores

outubro 2013
D S T Q Q S S
« set   nov »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Bandas, estilos, festivais, etc

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

Categorias


%d blogueiros gostam disto: