Arquivo para abril \30\UTC 2014

30
abr
14

Judas Priest divulga faixa-título e capa de novo álbum previsto para julho

Quem está de volta e com promessa de disco novo para 2014 é o Judas Priest. A banda britânica divulgou no dia 28 de abril a capa do novo álbum, previsto para ser lançado em julho.

“Redeemer of Souls” é o nome do novo trabalho e da faixa-título que foi liberada para os fãs escutarem.

O disco é o primeiro desde “Nostradamus”, de 2008, e o décimo sétimo da carreira do grupo.

Também é o primeiro sem o guitarrista fundador K.K. Downing, que deixou o grupo em 2011 e foi substituído pelo jovem Richie Faulkner.

O público brasileiro teve a oportunidade de conhecer Faulkner no ótimo show que o Judas Priest realizou no mesmo ano em São Paulo.

O álbum será será lançado no dia 14 de julho no Reino Unido pela Columbia Records. No dia seguinte, é vez do novo trabalho chegar aos Estados Unidos pela Epic.

Escute abaixo a faixa-título do novo disco do Judas Priest:

28
abr
14

Titãs anuncia nome, data e capa de novo álbum

Titas - NheengatuO grupo brasileiro Titãs anunciou o nome, a data e a capa do novo álbum. “Nheengatu” será lançado no País no dia 12 de maio. É o 18º disco da carreira da banda (o 14º de estúdio) e o primeiro pela gravadora Som Livre.

De acordo com o grupo, a palavra “Nheengatu” é de origem indígena e significa Língua Geral, compilação que os jesuítas fizeram no século XVII dos diferentes dialetos indígenas brasileiros para que índios e portugueses se entendessem.

Com arte e projeto do vocalista Sérgio Britto e design gráfico de André Rola, a pintura na capa, de Pieter Bruegel, retrata a Torre de Babel.

“Um mito bíblico que fala de uma torre que os homens construíram para chegar ao céu, mas que foi destruída devido à falta de entendimento entre eles, que falavam línguas diferentes e não conseguiam se entender”, destacou a banda.

Conforme os músicos, a capa e o título do novo disco apresentam um paradoxo interessante: uma torre que foi destruída pela falta de entendimento e uma língua que foi criada para favorecer o entendimento. “Na tentativa de fazer uma foto instantânea do Brasil atual, as duas ideias se contrapõem bem: uma palavra (e uma linguagem) de entendimento para tentar explicar um mundo de desentendimento”, escreveram.

“Nheengatu” tem a produção de Rafael Ramos e também marca o primeiro trabalho de estúdio com o baterista convidado Mario Fabre. Desde 2010, ele substituiu Charles Gavin, que saiu do grupo.

 

27
abr
14

Neil Young lança clipe de música de álbum previsto para maio

Neil Young lançou recentemente o clipe da música “Needle of Death”, que estará presente no novo álbum do músico, “A Letter Home”, previsto para o dia 27 de maio. O vídeo foi gravado na cabine analógica do estúdio de Jack White (ex-White Stripes), que participa do disco.

“A Letter Home” sucederá o álbum “Psychedelic Pill”, de 2012. O novo trabalho traz somente releituras de músicas que o canadense escolheu.

Entre as canções previstas, estão, por exemplo, “Girl From The North Country”, de Bob Dylan, “Crazy”, de Willie Nelson, e “My Hometown”, de Bruce Springsteen.

“Needle of Death” originalmente foi gravada em 1965 por Bert Jansch e serviu de inspiração para a carreira de Neil Young.

Veja abaixo o clipe da música:

25
abr
14

New Order trouxe os Anos 80 ao Lollapalooza com bom show que também relembrou o Joy Division

Para os mais modernos, o Arcade Fire era a escolha para o encerramento do Lollapalooza 2014, mas para aqueles que desejavam uma dose de nostalgia dos Anos 80, o New Order era a meta para que o festival que aconteceu no Autódromo de Interlagos ficasse gravado na mente. E foi justamente um show com vários momentos gratificantes que o clássico grupo britânico de Manchester trouxe ao público que prestigiou sua apresentação. Hits próprios e belas homenagens ao Joy Divison deram o tom do show que aconteceu na zona sul da capital paulista.

A decisão da organização do Lollapalooza, de deixar Arcade Fire e New Order no mesmo horário do domingo fez com que o público tivesse que fazer a escolha de deixar um dos shows de lado.

No Palco Skol, os canadenses levaram um grande número de fãs, mas, no Palco Interlagos, os ingleses não ficaram desemparados e conseguiram atrair também uma multidão nenhum pouco desprezível para vê-los.

Havia uma certa desconfiança por parte de alguns que foram ao show do New Order. Tudo porque a crítica cansou de lembrar que as apresentações da banda ao vivo há tempos não trazem a emoção dos Anos 80. Para os mais exigentes, o grupo nunca chegou a empolgar em shows e ainda, para completar, a ausência do histórico baixista Peter Hook, que brigou com os membros há alguns anos, deixava uma lacuna que não poderia ser preenchida.

Descontado o fato que os membros do New Order já são cinquentões e que isso faz diferença na maioria das bandas, o show no Lollapalooza não deixou a desejar. Com uma qualidade sonora impecável e com efeitos de luz bastante interessantes, o grupo trouxe aquilo que o público queria acima de tudo: diversão com boa música.

Logo na abertura, entre o tema de introdução e a música “Elegia”, o que se viu foi o público aos gritos de “New Order” e o vocalista Bernard Summer respondendo com uma saudação ao mesmo tempo simpática e provocativa para os amantes do futebol: “We are New Order. We are in São Paulo. We are in Brazil. Manchester United!”

Sem querer querendo, ele já provocou a resposta de alguns torcedores, com gritos de “Corinthians”, “Palmeiras” e outras referências a clubes brasileiros. “Ok, Brasil”, respondeu, para o restabelecimento da harmonia.

Como o assunto em questão era show musical, a banda colocou seu repertório à disposição do público. A primeira metade da apresentação foi sem dúvida menos empolgante do que a segunda, mas houve momentos interessantes, como “Crystal”, a cover “Transmission”, do lendário Joy Division, a nova “Singularity”, e “Ceremony”, single de estreia do New Order que tem a letra do vocalista morto do Joy Division Ian Curtis.

Para os mais novos que frequentam o Roque Reverso, Curtis é figura histórica do rock, tanto pelo talento vocal e na criação de letras como pela seu suicídio por enforcamento, em 18 de maio de 1980, quando o promissor grupo pós-punk Joy Division chegou ao fim. O New Order foi a sequência do Joy Division, com os três membros remanescentes Bernard Summer (vocal e guitarra), Peter Hook (baixo) e Stephen Morris (bateria e sintetizadores), com a inclusão da tecladista Gillian Gilbert.

Ela, que é esposa de Stephen Morris, por sinal retornou à banda em 2011, depois de um longo período cuidando de sua vida pessoal. Com um visual bem de tiazinha para os padrões do rock, Gillian manteve sua eterna postura blasé, quase imóvel em frente ao teclado.

Depois de trazer ainda na primeira metade do show as músicas “Age of Consent”, “Your Silent Face” e “World”, o New Order começou a desfilar a série de hits incontestáveis na segunda parte da apresentação. Logo de cara, levou o público ao delírio imediato ao tocar “Bizarre Love Triangle”, que transformou o local numa imensa pista de festa, com pessoas de várias idades e até crianças curtindo muito aquele momento.

Na sequência, “True Faith” e “586” mantiveram o público aquecido para o que viria depois: a trinca formada por “The Perfect Kiss”, “Blue Monday” e “Temptation”. Os mais atentos notaram durante o show que o som não somente era de alta qualidade como também batia direto no peito das pessoas que estavam na pista.

As batidas de “Blue Monday” e todos os arranjos que transformaram a música em verdadeira febre nos Anos 80 estavam lá, encantando o público. Em “The Perfect Kiss”, o baixo de Peter Hook foi substituído por um competente Tom Chapman, que não chegou a decepcionar em momento algum.

Passado o desfile de pérolas, o New Order saiu momentaneamente do palco para um brevíssimo respiro. Para o bis, o grupo trouxe dois ultraclássicos do Joy Division que emocionaram de vez os fãs, especialmente os mais antigos: “Atmosphere” e “Love Will Tear Us Apart”.

Na primeira, imagens do clipe original e de Ian Curtis se revezavam no telão central e faziam o público mais uma vez voltar no tempo para os Anos 80. Na segunda, letras garrafais com o nome de uma das músicas mais importantes da música pop do século passado também eram vistas no mesmo telão, além da frase “Forever Joy Division”. Um momento mágico para quem viveu uma época que deixou saudades quando o assunto é rock.

Sim, o New Order pode não ser mais o mesmo grupo que colocou a música de cabeça para baixo durante o auge da banda, mas conseguiu oferecer aos fãs uma noite que dificilmente será esquecida por quem esteve no Autódromo de Interlagos. Quem viu a apresentação pela TV teve só uma pequena amostra do que foi o show, especialmente na questão do som, que estava muito melhor pessoalmente. Quem foi ao Lollapalooza teve a certeza que o dinheiro gasto e a distância percorrida para chegar ao festival valeram a pena.

Para relembrar o show do New Order no festival, o Roque Reverso descolou vídeos no YouTube. Para começar, fique com “Bizarre Love Triangle”. Depois veja “Blue Monday” e, na sequência, “Atmosphere”, num vídeo filmado pelo próprio blog e que tem um bom número de visualizações. Para fechar, fique com o grande momento de  “Love Will Tear Us Apart”. Se o YouTube não tirar do ar, há uma opção aqui de ver o show na íntegra.

Set list

Elegia
Crystal
Transmission
Singularity
Ceremony
Age of Consent
Your Silent Face
World
Bizarre Love Triangle
True Faith
5 8 6
The Perfect Kiss
Blue Monday
Temptation

Atmosphere
Love Will Tear Us Apart

 

 

24
abr
14

Slayer troca de gravadora, promete novo álbum e lança música inédita, a primeira em 5 anos

SlayerDepois de todos os percalços enfrentados em 2013, o Slayer dá sinais em 2014 de que continua vivo. A banda norte-americana de thrash metal anunciou neste dia 24 de abril que trocou de gravadora e, de quebra, lançou uma música inédita, a primeira em 5 anos.

“Implode” é o nome do novo petardo. Foi gravada no começo do mês no Henson Studios, em Los Angeles, produzida por Terry Date e co-produzida por Greg Fidelman.

Os fãs foram presenteados pela banda, já que podem baixar a nova música no site oficial do grupo.

Desde o álbum “World Painted Blood”, de 2009, que o grupo não gravava algo novo. A faixa também marca o primeiro som da banda desde a morte do saudoso guitarrista Jeff Hanneman e desde a saída do grande baterista Dave Lombardo, que foi substituído pelo competente Paul Bostaph.

Depois de 28 anos na American Recordings, do renomado produtor Rick Rubin, o grupo firmou contrato com a gravadora Nuclear Blast, por onde deverá lançar um novo álbum em 2015.

No site da própria Nuclear Blast, a informação disponível é de que o disco novo começará a ser gravado no fim de 2014. O novo trabalho sairá por meio de um selo do grupo que ainda não tem nome definido e será distribuído pela Nuclear Blast no mundo inteiro.

“Rick ocupou um grande papel em nossas carreiras. Nós fizemos grandes álbuns juntos”, disse, no comunicado veiculado na página da Nuclear Blast, o vocalista e baixista Tom Araya. “Mas hoje é um novo dia, as gravadoras não ocupam mais o papel que ocupavam antes e nós realmente gostamos da ideia de continuarmos sozinhos, conectando diretamente com nossos fãs, e a Nuclear Blast está animada em aceitar este desafio conosco”, destacou.

Para quem temia que o grupo não sobreviveria depois da morte de Hanneman, o lançamento de “Implode”, a notícia do novo álbum e o contrato com a Nuclear Blast geram a sensação de que os músicos ainda querem continuar a levar a bandeira do thrash metal adiante.

Quem escuta a nova música pode até sentir a falta de Lombardo na bateria, mas percebe um Paul Bostaph com a seriedade de sempre. Também sempre vai sentir saudade da levada de Jeff Hanneman, mas sabe que Gary Holt, que já vinha substituindo o guitarrista, é o cara certo para honrar o lugar do músico morto.

Ouça abaixo o novo petardo do Slayer e tire suas próprias conclusões:

 

 

 

23
abr
14

George Harrison já financiou filme ‘A Vida de Brian’, do Monty Python

"A Vida de Brian" - Reprodução da cena final

Por Marcelo Galli*

O beatle George Harrison já foi produtor de cinema. Isso mesmo, ele, além de tocar guitarra para caramba e ter feito perfeições como “Something” e “Here Comes the Sun”, investiu em alguns filmes por meio da HandMade Films.

Harrison criou a produtora em parceria com Denis O’Brien em 1978 para financiar originalmente “A Vida de Brian”, clássico do grupo inglês de humor Monty Python, porque o roteiro havia sido recusado pela EMI Films perto do início das gravações.

O responsável pelo veto, por questões religiosas, foi Bernard Delfont, presidente da empresa, que deve ter se arrependido muito depois, assim como o funcionário da Decca Records que recusou os Beatles afirmando que o Rock estava com os dias contados.

O filme foi e ainda é um sucesso, uma das melhores comédias feitas até hoje e que conta a história do cara que nasceu no mesmo dia que Jesus, morava ao lado dele e foi confundido.

Harrison era amigo de Eric Idle, um dos membros da trupe, além de fã. Leu o roteiro, gostou e decidiu bancar o filme.

Hipotecou a casa e colocou cerca de US$ 4 milhões no projeto, o ingresso de cinema mais caro do mundo já pago por alguém. “Gostei do roteiro, queria ver o filme”, explicou.

Detalhe: O beatle George aparece também no filme, coisa pequena. Assista e descubra abaixo com a íntegra da película. Veja também duas outras cenas clássicas de “A Vida de Brian”.

*Marcelo Galli é jornalista da Agência Estado e amante do bom e velho rock n’ roll

22
abr
14

Obituary volta ao Brasil para shows no Rio, Salvador, Abril Pro Rock e SP

Obituary BrasilLendária banda do death metal, o Obituary volta ao Brasil neste fim de abril para shows em quatro cidades. O grupo norte-americano se apresentará no dia 24, no Rio de Janeiro (Teatro Odisseia); no dia 25, em Salvador (Bali Beach Club); no dia 26, em Olinda, no festival Abril Pro Rock; e no dia 27, em São Paulo, no Clash Club.

Os shows fazem parte da turnê “Classic Set-list Take Over”. A banda está trabalhando num novo álbum, que tem lançamento previsto para o final de 2014.

O Obituary é um dos maiores responsáveis pela consolidação do death metal nos Estados Unidos nos Anos 90. A proposta da turnê “Classic Set-list Take Over” é levar os fãs de volta à época de ouro do movimento, trazendo seus três primeiros discos: “Slowly We Rot” (1989), “Cause of Death” (1990) e “The End Complete” (1992).

Para a apresentação do Rio, a entrada inteira promocional custa: R$ 80,00 (1º lote), R$ 90,00 (2º lote), R$ 100,00 (3º lote), sendo que há a opção de meia-entrada saindo por R$ 60,00 (1º lote), R$ 70,00 (2º lote), R$ 80,00 (3º lote). Na porta no dia do show, os ingressos saem por R$ 90,00 (meia-entrada) e R$ 180,00 (inteira). Na internet, as compras para o evento na capital fluminense podem ser feitas pelo site https://ticketbrasil.com.br/show/obituary-rj/

Em relação ao show de Salvador, os ingressos inteiros de Pista saem por R$ 140,00, mas há a opção de entrada promocional antecipada por R$ 70,00, mesmo valor da meia-entrada. Para esta apresentação, as compras podem ser feitas no site https://ticketbrasil.com.br/show/obituary-ba/ingressos

Quanto ao show do Abril Pro Rock, que acontecerá no Chevrolet Hall, a banda é um dos principais nomes escalados, ao lado dos grupos Kataklysm (Canadá), Sebadoh (EUA) e Olho Seco (Brasil). Os ingressos inteiros saem por R$ 60,00, mas há a opção de um valor de R$ 40,00, se a pessoa levar um quilo de alimento não-perecível, além da meia-entrada.

Em relação à apresentação de São Paulo, que contará com a abertura das bandas Genocídio e Krow, os ingressos promocionais antecipados para a Pista saem por R$ 80,00, com meia-entrada a R$ 70,00. Para o Camarote, ingressos promocionais antecipados saem por R$ 160,00, com meia-entrada a R$ 140,00. Um dos pontos de venda é o site https://ticketbrasil.com.br/show/obituary-sp/.

Para comemorar a volta do Obituary ao Brasil, o Roque Reverso descolou o clipe clássico da música “The End Complete”.




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso site em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 100 outros seguidores

abril 2014
D S T Q Q S S
« mar   maio »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Bandas, estilos, festivais, etc

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

Categorias