10
mar
11

St. Pauli, o time mais roquenrow do mundo

Este é um texto sobre rock, e consequentemente sobre atitude. Também fala de futebol, mas talvez o nosso esporte bretão seja a questão menos importante – ou menos interessante – quando se fala no FC St. Pauli, da cidade alemã de Hamburgo. É um timeco que nunca ganhou nada que valha, mas acabou virando meu time por adoção.

Quem me conhece sabe que não gosto dessa história de segundo time, um dos pilares da propalada ilusão de que a torcida do Flamengo é maior que a do Corinthians. Além disso, meu corintianismo extremo poderia me fazer rejeitar sem pensar duas vezes o homônimo alemão do São Paulo.

O que me fez gostar desse clube de proezas futebolísticas quase nulas e apresentado a mim no ano passado pelo companheiro de bancada Renato Martins é o fato de o FC St. Pauli ser, sem a menor a sombra de dúvidas, o time mais roquenrow do planeta.

A sede do FC St. Pauli, no bairro de mesmo nome, situa-se nas docas de Hamburgo e fica perto do badalado Reeperbahn, onde pegam fogo a agitada vida noturna e os puteiros da cidade portuária. Jogadores e torcedores são identificados como “os piratas”.

O FC St. Pauli é o perfeito representante dos operários, dos estivadores, dos bêbados, das putas, dos homossexuais, dos adúlteros, dos bastardos e de qualquer grupo ou indivíduo excluído social ou moralmente pela gente careta e covarde que insiste em contaminar a superfície da Terra.

Anti-racista, antifascista, anti-sexista, é o time da tolerância, da atitude. E isso leva, esporadicamente, a confrontos com neonazistas e barrabravas em geral quando o time vai jogar fora de casa.

A fama do FC St. Pauli, fundado em 1910, ficou durante décadas restrita à Alemanha, já que o time nunca ganhou nada que prestasse. Na década de 1980, a fama do FC St. Pauli extrapolou as quatro linhas e ele ganhou status de time cult. Em 2010, depois de oito anos de ausência, o clube retornou à Bundesliga, primeira divisão do campeonato alemão. Se não chama a atenção pelo bom futebol, atrai os holofotes pela “excentricidade”.

Não bastasse tudo isso, toda vez que os Piratas entram em campo para defender as cores do St. Pauli os alto-falantes do estádio Millerntor reverberam o dobrar dos sinos do inferno e os primeiros acordes de “Hells Bells”, do AC/DC. E a cada gol do time em casa, os alto-falantes ecoam “Song 2”, do Blur.

P.S.: Tem gente que fala St. Pauli com a tônica no “i”, meio afrancesado. Outro dia, porém, numa rara transmissão de um jogo dos Piratas na ESPN, o comentarista Gerd Wenzel, que já falava alemão provavelmente antes de o alemão existir, pronunciava “Sanpáuli”, com a tônica no “a”. Se o Gerd Wenzel diz desse jeito, muito provavelmente está certo.

Agora, divirta-se com os vídeos roqueiros do FC St. Pauli. O primeiro mostra a entrada do time em campo ao som do AC/DC; o segundo traz o momento seguinte a um gol com a música do Blur; e o terceiro mostra a festa que a torcida da equipe fez, nas ruas, nas arquibancadas e no gramado, quando voltou à Primeira Divisão do Campeonato Alemão, depois de uma vitória contra o Greuther Fürth, na casa do adversário, por 4 a 1.

Anúncios

4 Responses to “St. Pauli, o time mais roquenrow do mundo”


  1. 11 de março de 2011 às 16:25

    Nunca gostei muito dos times da Alemanha, ao contrário dos times da Itália, por exemplo. Mas não tem como não virar fã deste clube!!!
    Sensacional!!!

  2. 2 Luiz Hetfield
    19 de março de 2011 às 22:37

    Animal!
    Depois do Palmeiras e da Internazionale vem agora o St. Pauli na minha preferência

  3. 3 izaias carvalho
    16 de janeiro de 2012 às 09:34

    realmente nao tem como nao reservar um lugar no coraçao para esse time …ainda mais com rock…apimentando…..

  4. 24 de janeiro de 2012 às 16:12

    Realmente,que história fantástica é a desse time!
    Um dia,eu ainda quero assistir uma partida do FC St. Pauli ao vivo,e na sua cidade natal…de preferência. Deve ser o máximo ver o homônimo do meu time do coração jogando!!!


Deixe um comentário (para isso, insira seu endereço de e-mail e o nome)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Siga o Roque Reverso no Instagram!!!

Bon Jovi no São Paulo Trip 2017 realizado na Arena do Palmeiras
#roquereverso #bonjovi #saopaulotrip #allianzparque Bon Jovi no São Paulo Trip 2017 
#roquereverso #bonjovi #saopaulotrip #allianzparque The Cult no São Paulo Trip 2017 - Ian Astbury
#roquereverso #thecult #saopaulotrip #allianzparque The Cult no São Paulo Trip 2017
#thecult #saopaulotrip #allianzparque #roquereverso The Who no São Paulo Trip - Foto: Flavio Leonel/Roque Reverso
#thewho #saopaulotrip The Who no São Paulo Trip - Foto: Flavio Leonel/Roque Reverso
#thewho #saopaulotrip

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso blog em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 89 outros seguidores

março 2011
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Categorias

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

Estatísticas

  • 549,917 hits
SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE


%d blogueiros gostam disto: