Posts Tagged ‘Joe Satriani

08
ago
17

Mesmo com som baixo da guitarra, Joe Satriani dá mais uma de suas aulas em show gratuito em SP

Joe Satriani no Auditório Ibirapuera - Foto: Reprodução do YouTubeSão Paulo foi palco de um belo espetáculo musical no domingo, dia 6 de agosto. Para um público considerável que seguiu para o lado externo do Auditório Ibirapuera, o grande guitarrista norte-americano Joe Satrini deu mais uma de suas aulas. Mesmo com o som baixo de sua guitarra que foi percebido por grande parte do público em relação aos demais instrumentos, o músico entregou uma apresentação de imensa qualidade.

O show com duração de cerca de duas horas foi gratuito. O dia foi de céu azul. À noite, a lua deu o ar da graça e ficou ali de coadjuvante para o espetáculo proporcionado por Satriani.

O público esperava a apresentação para o horário das 18 horas. Mas Satriani subiu ao palco apenas às 19h30. Antes dele, o cantor e guitarrista cearense Artur Menezes fez também um show de qualidade, preparando o terreno para o norte-americano.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

18
jul
17

Joe Satriani fará show gratuito em SP no dia 6 de agosto no Auditório Ibirapuera

Samsung Best of Blues - Cartaz de divulgação do evento com Joe Satriani em SPJoe Satriani voltará ao Brasil em agosto para mais um show em São Paulo. Desta vez, o renomado guitarrista norte-americano vai se apresentar de graça, no Auditório Ibirapuera, no dia 6 de agosto.

A primeira apresentação gratuita de Satriani no País faz parte do projeto Samsung Best of Blues, que é patrocinado pela multinacional de tecnologia, em parceria com o Ministério da Cultura, e realizado pelo Instituto Dançar.

Em tempos de ingressos com valores cada vez mais salgados e assustadores, vale comemorar quando há esse tipo de iniciativa.

O evento já trouxe ao Brasil consagrados nomes, como Richie Sambora & Orianthi, Buddy Guy, John Mayall, Taj Mahal, Dr.John, Joss Stone, Jeff Beck, entre outros artistas.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

26
jan
17

Chickenfoot lançará disco que trará melhores da carreira, canções ao vivo e nova música ‘Divine Termination’

Chickenfoot - Reprodução da capa da compilação "Best + Live"O supergrupo Chickenfoot anunciou o lançamento de um novo trabalho que mesclará uma coletânea de melhores músicas da carreira com canções ao vivo para o primeiro trimestre de 2017. “Best + Live” é o nome da compilação, cuja data prevista de chegada aos fãs é o dia 10 de março.

O novo trabalho será um álbum duplo, sendo um CD com a primeira coletânea “Best of” da carreira do supergrupo e o outro CD com faixas ao vivo.

Não bastasse a mesclagem interessante entre músicas de estúdio já conhecidas com canções ao vivo, o Chickenfoot incluirá no novo trabalho a nova faixa “Divine Termination”.

Vale destacar que a nova faixa não é um canção inédita.

Tudo porque foi tocada pela primeira vez ao vivo em maio de 2016 pelo supergrupo num show de reunião dos músicos que interrompeu um hiato que durava desde 2014 sem uma apresentação da banda.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

29
jul
16

Joe Satriani fará 3 shows no Brasil em dezembro e ingressos já estão à venda

Joe Satriani - Cartaz de Divulgação da TurnêO renomado guitarrista Joe Satriani voltará ao Brasil em dezembro para shows em três capitais: São Paulo, Curitiba e Porto Alegre. A visita ao País faz parte da Surfing to Shockwave Tour 2016, que divulga o mais recente disco do músico.

A apresentação de São Paulo acontecerá no Espaço das Américas no dia 7 de dezembro. Em Curitiba, Satriani tocará no Net Live Curitiba, no dia 9. Em Porto Alegre, o guitarrista fará show no Teatro Araújo Vianna, no dia 11.

Essa será a oitava vez que o guitarrista se apresenta no Brasil, entre shows solo e com o projeto G3. O disco que dá nome à turnê é “Shockwave Supernova”, o 15º da carreira de Satriani.

Desde o dia 12 de julho os ingressos para os shows nas três capitais estão à venda. A produção é da Mercury Concerts.

Para o show de São Paulo, os ingressos estão sendo vendidos online pelo site Ingresso Rápido. Sem taxa de conveniência, a bilheteria oficial é a do próprio Espaço das Américas.

As entradas inteiras têm os seguintes valores para estes setores: Azul Premium (R$ 500,00), Azul (R$ 450,00), Setores Lateral, A e B (R$ 400,00), Setores C e D (R$ 380,00), Setores E e F (R$ 350,00), Setores G e H (R$ 300,00), Setores I e J (R$ 270,00) e Setores K e L (R$ 250,00).

Para o show de Curitiba, os ingressos estão sendo vendidos online pelo site Disk Ingresso. Pelo telefone, as vendas estão sendo feitas pelo número (41) 3315-0808.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

30
jul
15

Joe Satriani divulga clipe da música ‘Shockwave Supernova’

Joe Satriani - Foto: DivulgaçãoJoe Satriani está com álbum novo e também com clipe novo. O renomado guitarrista norte-americano lançou no dia 27 de julho no YouTube o vídeo da música “Shockwave Supernova”, que é faixa que dá nome ao álbum que chegou oficialmente aos fãs no dia 24 de julho.

A música é bem interessante e o clipe vai na mesma linha, com muitos efeitos e cores que mudam no ritmo da canção.

O disco “Shockwave Supernova” é o 15º da carreira de Satriani. Sucedeu o álbum “Unstoppable Momentum”, de 2013.

Para a gravação do material, o guitarrista contou com a colaboração dos músicos Mike Keneally (teclado), Marco Minnemann (bateria) e Bryan Beller (baixo).

São 15 faixas no novo trabalho. Além da versão digital para download e da versão em CD, há também opção de compra da versão em vinil.

Veja abaixo o clipe bacana de “Shockwave Supernova”:

12
maio
15

Joe Satriani divulga capa, título e nome das faixas de novo álbum previsto para julho

"Shockwave Supernova" - Reprodução da capaO renomado guitarrista Joe Satriani está prestes a lançar álbum novo. Nas redes sociais, o músico norte-americano divulgou a capa, o título e o nome das faixas do disco.

“Shockwave Supernova” é o título do álbum, cuja bela capa pode ser vista ao lado.

A data de lançamento prevista é o dia 24 de julho.

Serão 15 faixas que farão parte do disco, que já está em período de pré-venda no iTunes e na Amazon.

Em ambos os locais, há versões especiais, como uma que dá direito a pôster.

Há também opção de compra da versão em vinil.

“Shockwave Supernova” será o 15º da carreira de Satriani. Sucederá o álbum “Unstoppable Momentum”, de 2013.

Confira abaixo a lista de faixas do disco:

1. Shockwave Supernova
2. Lost In A Memory
3. Crazy Joey
4. In My Pocket
5. On Peregrine Wings
6. Cataclysmic
7. San Francisco Blue
8. Keep On Movin’
9. All Of My Life
10. A Phase I’m Going Through
11. Scarborough Stomp
12. Butterfly And Zebra
13. If There Is No Heaven
14. Stars Race Across The Sky
15. Goodbye Supernova

20
maio
14

Joe Satriani volta ao País em outubro para shows em SP e Brasília

O guitarrista Joe Satriani voltará ao País em outubro para shows em duas capitais brasileiras. Segundo a produtora Time For Fun, o norte-americano se apresentará em São Paulo, no dia 1º de outubro, no Citibank Hall, e, em Brasília, no dia 3, no Net Live.

De acordo com os organizadores, os shows fazem parte da turnê do álbum “The Unstoppable Momentum”, lançado no ano passado.

O músico está retornando ao Brasil dois anos após sua última passagem pelo País. Em 2012, ele esteve em turnê com o G3, ao lado de John Petrucci e Steve Morse.

Em relação à apresentação na capital federal, informações sobre preço e venda de ingressos serão divulgadas em breve.

Para São Paulo, a pré-venda exclusiva para clientes dos cartões Citi e Diners está programada para o período entre os dias 26 de maio e 1º de junho. A venda para o público em geral estará disponível a partir de 2 de junho.

Ingressos poderão ser adquiridos pela Internet (www.ticketsforfun.com.br); na bilheteria do Citibank Hall e demais pontos de venda espalhados pelo país. Sem taxa de conveniência, apenas no local do show.

Quanto aos valores inteiros dos ingressos, há uma série de setores com os respectivos preços: Pista (R$ 200,00); Poltrona 1 (R$ 220,00); Poltrona 2 (R$ 180,00); Camarote 1 (R$ 400,00); e Camarote 2 (R$ 300,00).

Para comemorar o retorno de Joe Satriani, o Roque Reverso descolou o vídeo da faixa “A Door into Summer”, do álbum “The Unstoppable Momentum”.

24
jul
12

Metallica, Iron Maiden, Chickenfoot & Cia estarão em tributo a álbum ‘Machine Head’, do Deep Purple

O que você faria se algumas das maiores bandas da história do heavy metal e alguns dos maiores guitarristas vivos participassem da gravação de um tributo ao ultraclássico álbum “Machine Head” do Deep Purple? Pois é justamente isso que estará à disposição dos fãs da boa música a partir de 4 de setembro. Nada menos que Metallica, Iron Maiden, Chickenfoot, Carlos Santana, Steve Vai e outras feras do rock são algumas das figuras carimbadas  que estarão presentes no disco “Re-Machined: A Tribute To Deep Purple’s Machine Head”, uma compilação da revista britânica Classic Rock.

Além de trazer a reinterpretação dos clássicos do álbum “Machine Head”, a novidade ainda conterá uma revista com 124 páginas que trará entrevistas exclusivas com alguns dos participantes do projeto. A mesma publicação terá, é claro, depoimentos dos membros do Deep Purple sobre o processo de criação do disco de 1972 e uma das últimas entrevistas do saudoso tecladista Jon Lord, que morreu no dia 16 de julho. Há também fotos exclusivas e nunca publicadas anteriormente dos arquivos do Purple.

Para o fã ter uma ideia do que vem pela frente, o Iron Maiden aparecerá com “Space Truckin’”. Quanto ao clássico “Smoke on the Water”, nada menos que o guitarrista Carlos Santana será o responsável pela execução, ao lado de Jacoby Shaddix, vocalista da banda norte-americana Papa Roach. A mesma faixa terá outra interpretação no disco, da banda The Flaming Lips, também dos EUA.

Outra faixa que contará com duas versões será “Highway Star”. Inicialmente, este petardo virá com o supergrupo Chickenfoot, de Sammy Hagar (ex-Van Halen e Montrose), do baixista Michael Anthony (também ex-Van Halen), do guitarrista Joe Satriani e do baterista Chad Smith (Red Hot Chili Peppers). A outra interpretação foi ideia de Glenn Hughes, que, ao saber da morte de Jon Lord, juntou-se a Steve Vai, Chad Smith e ao pianista Lachlan Doley para homenagear seu amigo e ex-companheiro de Deep Purple.

Quanto ao Metallica, o gigante grupo de thrash metal vem com “When A Blind Man Cries”, uma faixa que não fez parte do álbum original em 1972, mas que foi gravada durante as sessões do “Machine Head” e veio como Lado B do single “Never Before”. Mais tarde, na edição comemorativa de 25 anos do disco clássico, a canção apareceu como faixa-bônus.

“Re-Machined: A Tribute To Deep Purple’s Machine Head” ainda virá com outros nomes importantes da música. O grupo Black Label Society, por exemplo, aparece com “Pictures of Home”. O sensacional guitarrista Joe Bonamassa, ao lado do vocalista Jimmy Barnes, gravou “Lazy”.

Confira abaixo a lista completa de faixas do tributo ao “Machine Head”:

1. Smoke On The Water – Carlos Santana / Jacoby Shaddix
2. Highway Star – Chickenfoot
3. Maybe I’m A Leo – Glenn Hughes / Chad Smith
4. Pictures of Home – Black Label Society
5. Never Before – Kings of Chaos
6. Smoke On The Water – The Flaming Lips
7. Lazy – Jimmy Barnes with Joe Bonamassa
8. Space Truckin’ – Iron Maiden
9. When A Blind Man Cries – Metallica

Versão Especial da Edição
10. Highway Star – Glenn Hughes, Steve Vai, Chad Smith, Lauchlan Doley

20
maio
12

Divulgados os preços dos ingressos para os shows do G3 no Rio e em SP

A produtora Time For Fun já divulgou os preços dos ingressos para os shows que o G3 fará no Brasil em outubro. O trio de guitarristas, formado por nada menos que Joe Satriani, John Petrucci e Steve Morse fará apresentações no dia 11 de outubro, no Citibank Hall (Rio de Janeiro), e no dia seguinte, no Credicard Hall, em São Paulo.

Na capital fluminense, o valor das entradas vai de R$ 80,00 (meia, para cadeira lateral) a R$ 420,00 (inteira para camarote e cadeira vip).

Na capital paulista, os preços vão de R$ 40,00 (meia para plateia superior com visão parcial) a R$ 350,00 (inteira para o camarote I).

Depois da pré-venda exclusiva que aconteceu entre os dias 7 e 13 de maio para clientes Credicard, Citibank e Diners, o público em geral já pode adquirir os ingressos desde o dia 14 de maio.

Originalmente organizado pelo excelente guitarrista Joe Satriani, o G3 já contou com a participação de Steve Vai, Eric Johnson, Kenny Wayne Shepherd, Robert Fripp e Yngwie Malmstein, entre muitos outros mestres do instrumento.

Satriani é considerado um dos maiores guitarristas de todos os tempos e teve nada menos que Kirk Hammett, do Metallica, como um de seus alunos mais famosos. Em 2009, juntou-se a Sammy Hagar e Michael Anthony, ambos ex-integrantes do Van Halen, além de Chad Smith do Red Hot Chili Peppers, para formar o grupo Chickenfoot, que fez trabalhos recentes muito elogiados por crítica e público.

John Petrucci, é simplesmente um dos fundadores da banda de metal progressivo Dream Theather, que dispensa apresentações. Steve Morse é conhecido por seu trabalho impecável no Dixie Dregs e mais recentemente no lendário Deep Purple.

Segundo a Time For Fun, os respectivos locais dos shows têm as bilheterias oficiais que não cobram taxa de conveniência e de entrega dos ingressos. Nos demais locais de venda deste link, há a cobrança. As entradas podem ser adquiridas também pelo telefone 4003-5588 (válido para todo o país) ou no site da Tickets For Fun: www.ticketsforfun.com.br.

Veja abaixo os valores dos ingressos detalhados por setor:

Citibank Hall – Rio de Janeiro – 11 de outubro

Cadeira Vip: R$420,00 (NORMAL) – R$210,00 (½ ENTRADA)
Cadeira Palco: R$350,00 (NORMAL) – R$175,00 (½ ENTRADA)
Cadeira Especial: R$300,00 (NORMAL) – R$150,00 (½ ENTRADA)
Cadeira Central: R$250,00 (NORMAL) – R$125,00 (½ ENTRADA)
Cadeira Lateral: R$160,00 (NORMAL) – R$80,00 (½ ENTRADA)
Camarote: R$420,00 (NORMAL) – R$210,00 (½ ENTRADA)
Poltrona: R$280,00 (NORMAL) – R$140,00 (½ ENTRADA)

Credicard Hall – São Paulo – 12 de outubro

Camarote I: R$350,00 (NORMAL) – R$175,00 (½ ENTRADA)
Camarote II: R$260,00 (NORMAL) – R$130,00 (½ ENTRADA)
Pista Premium: R$300,00 (NORMAL) – R$150,00 (½ ENTRADA)
Pista Comum: R$170,00 (NORMAL) –  R$85,00 (½ ENTRADA)
Plateia Superior I: R$140,00 (NORMAL) – R$70,00 (½ ENTRADA)
Plateia Superior II: R$120,00 (NORMAL) – R$60,00 (½ ENTRADA)
Plateia Superior III: R$100,00 (NORMAL) – R$50,00 (½ ENTRADA)
Plateia Superior (Visão Parcial): R$80,00 (NORMAL) – R$40,00 (½ ENTRADA)

30
abr
12

Jeff Waters dá aula de guitarra no 1º show da história do Annihilator no Brasil

Depois de um grande tempo de espera, os fãs brasileiros do thrash metal finalmente tiveram a oportunidade de ver um show do Annihilator no País. O grupo canadense, liderado pelo mago das guitarras Jeff Waters e com 28 anos de estrada, tocou pela primeira vez no Brasil no dia 24 de abril, no Carioca Club, em São Paulo.

Apesar de a apresentação ter acontecido numa noite fria de terça-feira, o público compareceu em bom número e viu uma verdadeira aula de Waters, que estava acompanhado por companheiros de banda bastante competentes e capazes de dar suporte ao talentoso músico. O show em São Paulo foi não somente o primeiro no País, mas também a estreia do grupo na América do Sul.

Na verdade, o Annihilator iniciaria sua passagem pelo continente no dia 22 de abril no Metal Open Air, em São Luís, no Maranhão. Mas o vergonhoso fiasco que se tornou o cancelado festival de heavy metal impediu que aquele fosse o primeiro contato com os brasileiros.

Por sinal, do lado de fora do Carioca Club, havia certo receio de o show não acontecer ou ser realizado sem as devidas condições. Tudo porque a organizadora do show era a Negri Concerts, que, juntamente com a Lamparina Produções, foi responsável pelo Metal Open Air. Mesmo com a produtora garantindo, pelas redes sociais, que a apresentação aconteceria, não era de se estranhar a desconfiança do público. No final, tudo foi realizado de maneira perfeita e todos sairam do local bastante satisfeitos com o show.

Antes do Annihilator, outra banda gringa se apresentou no Carioca Club: o Otep. Com um som mais voltado para o metal core e para o Nu Metal, o grupo norte-americano da vocalista Otep Shamaya até foi acompanhado por um grupo de fãs de carteirinha, mas não chegou a empolgar a maioria do público, que estava ali para ver pela primeira vez Jeff Waters &  Cia.

Após a apresentação de 1 hora do Otep e de cerca de meia hora para os últimos ajustes no som, São Paulo viu pela primeira vez o Annihilator. Com sua clássica guitarra vermelha do estilo Flying V, que tem, não por acaso, sua assinatura, Jeff Waters entrou todo elétrico no palco, juntamente com a banda, executando a música “Ambush”, do seu mais recente álbum de inéditas, “Annihilator”, de 2010.

Logo de cara, o público viu que o show iria ser matador, com Waters usando e abusando de seu instrumento, enquanto Dave Padden fazia uma competente base na guitarra e mandava muito bem nos vocais. No baixo, o pequeno Al Campuzano também mostrava uma marcante presença de palco.

Em “King of the Kill”, do álbum de mesmo nome, de 1994, Jeff Waters e Dave Padden dividiram os vocais. Impressionante observar a facilidade com que o primeiro tocava as músicas numa rapidez incrível. Era como se Waters brincasse com a guitarra e a dominasse como se fosse a coisa mais normal do mundo, enquanto o público ficava vidrado na sua performance.

“Betrayed”, mais uma do álbum “Annihilator” foi executada logo depois. Nesta música, chamou a atenção, além do riff tradicional de thrash metal “old school”, a vibração da plateia, que cantava o refrão “Betrayed, like a rat”, com empolgação. Na sequência, o grupo tocou a rápida “Clown Parade” do disco “Metal”, de 2007 .

Jeff Waters então perguntou para o público se o Brasil gostava de thrash metal. A resposta, é claro, foi amplamente positiva. “So bang your fucking heads”, disse o guitarrista, para emendar, na sequência, a poderosa “Ultra-Motion”, do álbum “Waking the Fury”, de 2002. Mais uma vez, o que se viu foi o gênio brincando com sua Flying V com rápidos e incríveis dedilhados, enquanto a roda de mosh dominava o centro da pista.

Interessante notar que, em vários momentos do show, tanto Waters como Padden, caminhavam para a parte de trás das caixas de som para ajustar suas guitarras. Este detalhe não prejudicou, entretanto, a apresentação, que, por sinal, contou com uma ótima qualidade de som do início ao fim.

Depois de uma brevíssima pausa, Jeff Waters voltou com uma guitarra diferente, com uma pintura que fazia referências ao Canadá. A próxima música tocada foi o sucesso “Set the World on Fire”, do álbum de mesmo nome (de 1993) e que teve um clipe que fez sucesso no mundo metálico da MTV na década de 90. O riff matador desta música fez quase o Carioca Club inteiro bater cabeça, num dos grandes momentos do show.

Ciente de que os fãs gostariam de ver sucessos de toda a carreira da banda, o Annihilator executou vários petardos que deixaram o público ainda mais boquiaberto com a técnica da banda, em especial a de Waters. “W.T.Y.D.” e “”Burns Like a Buzzsaw Blade” , do primeiro e excelente disco  “Alice in Hell” (1989), tiraram o fôlego da galera, assim como “Phantasmagoria” e “Stonewall”, do não menos ótimo álbum “Never, Neverland”, de 1990.

Com mais da metade do show em curso, já era possível questionar: por que o Annihilator, com toda esta técnica incrível e com um guitarrista desses não explodiu no heavy metal como outras grandes bandas, tipo Metallica, Megadeth, Anthrax e Slayer? Talvez, ao lado do Death Angel, que fez shows históricos em São Paulo no Clash Club e no Blackmore Rock Bar em 2010, o grupo de Jeff Waters seja um dos maiores injustiçados do thrash metal, com um reconhecimento muito menor do que deveria ter do público e da mídia especializada.

As músicas “21”, do “King fo the Kill”; “I Am in Command”, do “Never, Neverland”; e “The Trend” mantiveram o público envolvido com o show. A última, que também é do álbum “Annihilator” foi uma verdadeira exibição de Waters para guitarristas. Daquelas que te faz pensar em voltar a tocar o instrumento ou, se nunca tocou, ter vontade de começar.

O líder da banda era extremamente simpático com o público, fazendo várias brincadeiras com o povo da fila do gargarejo, enquanto dava sua aula com maestria.

Em vários momentos, ele tentava conversar com a plateia, que era bastante receptiva e demonstrava sua satisfação com o ótimo show. Público e banda pareciam claramente que estavam curtindo demais aquele momento.

Mais um grande momento da apresentação foi com a ótima “The Fun Palace”, do “Never, Neverland”. Particularmente, esta é a favorita deste jornalista que vos escreve. E foi emocionante presenciar esta música pela primeira vez ao vivo e muito próximo da banda.

Na sequência, o grupo deu uma pequena saída do palco para um breve descanso. Na volta, Waters conversa com o público e até tenta contar piadas canadenses, mas não chega a fazer o povo rir como queria, o que mostra que o melhor mesmo era ser o grande guitarrista que se transformou.

Eis que a banda tira da manga uma homenagem de Waters ao AC/DC. Com uma pegada mais hard rock da clássica banda australiana, o Annihilator executa “Shallow Grave”, do álbum “Carnival Diablos”, de 2001.

O show caminhava para seu final, mas faltava, no mínimo, um clássico do heavy metal para ser tocado. O grupo brinca, ameaça tocar “Children of the Sea”, do álbum “Heaven and Hell”, do Black Sabbath, pergunta ao público se falta alguma coisa e a plateia responde que sim, é claro. É quando o baixista Al Campuzano começa a soltar os primeiros acordes de “Alison Hell”, o Carioca Club vem quase abaixo.

Com entrosamento impressionante, o grupo executou este hino do heavy metal com maestria e fez muito marmanjo ficar arrepiado com o riff poderoso da música. Ao final, uma das cordas da guitarra de Waters ainda estourou, o que não impediu o mestre de ainda solar no finalzinho da canção.

Com o término do show, a banda agradeceu a plateia e deixou claro que pretende voltar em breve para o Brasil. Essa foi uma grande apresentação para os poucos sortudos que se descolaram em plena noite de terça-feira ao Carioca Club. O espetáculo terminou prá lá de meia noite, mas ficou a sensação de o público ter visto uma verdadeira aula de guitarra, aliada a uma boa pegada de thrash metal.

Depois de outras grandes apresentações, como as de Joe Satriani, Steve Morse e Yngwie Malmsteen ao vivo, este jornalista coloca a performance de Jeff Waters logo em seguida entre as melhores que já viu de um guitarrista. Valeu a espera!

Para relembrar os grandes momentos do show, o Roque Reverso descolou vídeos no YouTube. Para começar, fique com a abertura da apresentação, com a música “Ambush”. Depois veja “Set the World on Fire”; um vídeo de 13 minutos que traz “The Trend” e “The Fun Palace”; e, claro, “Alison Hell”. As fotos desta resenha foram gentilmente cedidas a este veículo de informação pelo ótimo fotógrafo Renan Facciolo, que vem a cada dia se tornando num dos melhores profissionais para retratar os shows de rock no País.

Set list

Ambush
King of the kill
Betrayed
Clown Parade
Ultra-Motion
Set the World on Fire
W.T.Y.D.
Burns Like A Buzzsaw Blade
Phantasmagoria
Stonewall
21
I Am in Command
The Trend
The Fun Palace
 
Shallow Grave
Alison Hell
25
abr
12

G3, com Joe Satriani, John Petrucci e Steve Morse, vem ao Brasil para shows em outubro

Quem aprecia o instrumento das seis cordas tem um compromisso imperdível em outubro, quando três grandes guitarristas internacionais vêm ao Brasil para apresentações no Rio de Janeiro e em São Paulo. Joe Satriani, John Petrucci e Steve Morse farão o show do G3 e prometem dar uma aula aos fãs.

Na capital fluminense, o trio se apresentará no Citibank Hall, no dia 11 de outubro. No dia seguinte, é a vez do Credicard Hall ser o palco do grande evento.

De acordo com a Time For Fun, clientes Credicard, Citibank e Diners contam com pré-venda exclusiva entre 7 e 13 maio. O público em geral poderá adquirir os ingressos a partir de 14 de maio.

Segundo a organizadora dos shows, informações sobre preços e serviço serão divulgadas em breve.

Originalmente organizado pelo lendário guitarrista Joe Satriani, o G3 já contou com a participação de Steve Vai, Eric Johnson, Kenny Wayne Shepherd, Robert Fripp e Yngwie Malmstein, entre muitos outros mestres do instrumento.

Satriani é considerado um dos maiores guitarristas de todos os tempos e teve nada menos que Kirk Hammett, do Metallica, como um de seus alunos mais famosos. Em 2009, juntou-se a Sammy Hagar e Michael Anthony, ambos ex-integrantes do Van Halen, além de Chad Smith do Red Hot Chili Peppers, para formar o grupo Chickenfoot, que fez trabalhos recentes muito elogiados por crítica e público.

John Petrucci, é simplesmente um dos fundadores da banda de metal progressivo Dream Theather, que dispensa apresentações. Steve Morse é conhecido por seu trabalho impecável no Dixie Dregs e mais recentemente no lendário Deep Purple.

21
dez
09

O verão e o rock!!

Chegou o verão!

A estação do ano esperada por muitos, por razões óbvias. Para nós, brasileiros, abençoados com praias lindas e tempo quente, o verão ganha um sabor especial.

Este blogueiro, aproveitando a semaninha de folga da empresa e o belíssimo fim de semana ensolarado na praia, ficou lembrando de algumas músicas do rock com a palavra “verão” no título. E, claro, fez aquela listinha básica das 5 primeiras que vieram à mente.

Interessante que a maioria delas é amparada por riffs bem legais de gente que manja do assunto.

Para começar, nada menos que o mestre Joe Satriani, com a mais do que óbvia, mas belíssima, “Summer Song”. Na sequência, retornamos aos anos 60 com os lendários Beach Boys com “All Summer Long”. Depois, o Van Halen com uma apresentação ao vivo da música “Summer Nights” e mais um show do também mestre Eddie Van Halen. Na sequencia, com algo mais sombrio para contrastar com o Beach Boys, temos o Danzig, com a ótima “Dirty Black Summer”. Para fechar, algo mais recente, mas com um riff matador: o Deftones, com “My Own Summer”. 

Divirtam-se!!! E viva o verão com “breja” gelada!!!




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Siga o Roque Reverso no Instagram!!!

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso site em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se aos outros seguidores de 104

julho 2020
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Bandas, estilos, festivais, etc

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

Categorias

Follow Roque Reverso << on WordPress.com