Arquivo para novembro \15\-02:00 2013



15
nov
13

Baterista do Soundgarden não tocará com a banda em 2014 e será desfalque no Lollapalooza

Matt CameronO Lollapalooza 2014 já tem um desfalque certo para a edição que acontecerá em São Paulo no Autódromo de Interlagos. Tudo porque o baterista Matt Cameron, do Soundgarden, anunciou que vai se afastar  temporariamente da banda no ano que vem, por conta dos seus compromissos com o Pearl Jam, seu outro grupo.

Em nota divulgada aos fãs no site do Soundgarden, Cameron disse que ajudará o Pearl Jam na divulgação do novo álbum da banda, “Lightning Bolt”, que foi lançado em 2013. Além disso, informou que também deseja passar um pouco mais de tempo com a família.

A despeito desse afastamento temporário, o baterista afirmou que continua como um “membro ativo” do Soundgarden. Também destacou que, junto com seus companheiros, estão em processo para encontrar um “substituto perfeito” para os shows que a banda tem para o ano que vem.

O Soundgarden é simplesmente um dos headliners do Lollapalooza 2014. Além do grupo de Seattle, o festival que  será realizado nos dias 5 e 6 de abril na capital paulista terá como atrações principais o Muse, o Arcade Fire e o Nine Inch Nails, além de o Pixies e o New Order como nomes “secundários”.

O Pearl Jam tem, por enquanto, para 2014, apenas algumas apresentações agendadas para janeiro na Austrália e na Nova Zelândia. Contudo, novas datas para o ano que vem tendem a ser anunciadas em breve para o Hemisfério Norte.

13
nov
13

Ghost libera para audição novo EP da banda produzido por Dave Grohl

O grupo Ghost liberou para audição via streaming o seu novo EP, previsto oficialmente para ser lançado no dia 19 de novembro. Com o nome de “If You Have Ghost”, o novo trabalho da banda sueca foi  produzido pelo vocalista e líder do Foo Fighters, Dave Grohl.

Grohl toca bateria em duas faixas (“I’m A Marionette” e “Waiting For The Night”) e guitarra em uma (“If You Have Ghosts”). O EP apresenta ainda uma faixa ao vivo: “Secular Haze”.

Para quem não sabe, “I’m A Marionette” é cover da breguíssima banda Abba, dos anos 70 e também sueca. Esta música, na versão do Ghost, já havia sido divulgada ao público no início do ano.

O novo EP apresenta ainda uma faixa ao vivo: “Secular Haze”, música do Ghost que, na versão de estúdio, está presente no álbum mais recente do grupo, “Infestissumam”, lançado este ano.

O Ghost foi uma das atrações principais do Rock in Rio 2013. Tocou no mesmo dia da apresentação do Metallica e do Alice in Chains e, apesar da grande expectativa inicial, não teve grande recepção do público. O mesmo aconteceu em São Paulo, onde o grupo abriu, ao lado do Slayer, o show do Iron Maiden.

12
nov
13

Set list, fotos e vídeos do show do Blur no Planeta Terra Festival

O Blur voltou ao Brasil para ser a atração principal do Planeta Terra Festival de 2013. Depois de uma ausência de 14 anos do País, o grupo britânico se apresentou no dia 9 de novembro no Campo de Marte, na cidade de São Paulo.

Segundo a organização do festival, 27 mil pessoas estiveram no evento, que ainda contou com shows do cantor Beck,  os grupos Travis e The Roots, a banda Palma Violets e a cantora Lana Del Rey, além dos nomes nacionais Clarice Falcão, BNegão e os Seletores, O Terno e Hatchets.

Após ficar tanto tempo sem aparecer no Brasil, o Blur caprichou no repertório e trouxe vários de seus hits. No set list com 17 músicas, não ficaram de fora canções de grande sucesso, como “Coffee & TV”, “Tender”, “Girls & Boys”, “There’s No Other Way” e “Song 2”.

O vocalista Damon Albarn liderou a banda e chegou a descer para a Pista, durante a execução de “Country House”, para cantar a música com a plateia. Em “Coffee & TV”, o guitarrista Graham Coxon assumiu os vocais, agitou o público e mostrou sua importância para a criação do Blur.

Em “Tender”, destaque para a ótima participação dos backing vocals e também para a grande quantidade de cartazes que tinham o refrão da música estampado em letras garrafais.

“Song 2”, maior sucesso do grupo, fechou o show e provocou um efeito generalizado no público, que pulou sem limites, como se fosse criança.

O Roque Reverso descolou no YouTube vídeos da apresentação do Blur no Planeta Terra. Fique com as músicas “Coffee & TV”, “End of a Century” e “Song 2”.

Set list

Girls & Boys
There’s No Other Way
Beetlebum
Out of Time
Trimm Trabb
Caramel
Coffee & TV
Tender
To the End
Country House
Parklife
End of a Century
This Is a Low

Under the Westway
For Tomorrow
The Universal
Song 2

10
nov
13

Muse, Arcade Fire, Soundgarden e Nine Inch Nails serão headliners do Lollapalooza 2014, que terá também Pixies e New Order

O Lollapalooza 2014 terá atrações de peso e deverá virar o centro das atenções do meio musical no Brasil no primeiro semestre do ano que vem. Tudo porque a organização do festival confirmou quase no fim da noite deste domingo, dia 10 de novembro, que os grupos Muse, Arcade Fire, Soundgarden e Nine Inch Nails serão os headliners do evento que será realizado nos dias 5 e 6 de abril na cidade de São Paulo.

Não bastasse esse conjunto de nomes de peso, o festival, que será organizado pela Time For Fun, ainda terá como bandas participantes nada menos que o Pixies e o New Order, além de shows com Julian Casablancas (Strokes) e com Johnny Marr (ex-The Smiths).

O line-up completo conta com um total de 40 atrações. Além das já citadas, participarão do Lollapalooza 2014 os seguintes convidados: Imagine Dragons, Phoenix, Vampire Weekend, Axwell (Swedish House Mafia), Ellie Goulding, Jake Bugg, Kid Cudi, Lorde, Nação Zumbi, The Bloody Beetroots, Capital Cities, Raimundos, Cage The Elephant, AFI, Savages, Cone Crew Diretoria, Wolfgang Gartner, Flux Pavilion, Portugal. The Man, Baauer, Krewella, Café Tacvba, Lucas Santtana, Flume, Illya Kuryaki & The Valderramas, Silva, Vespas Mandarinas, Elekfantz, Francisca Valenzuela, Selvagens à Procura de Lei, Gabe, Apanhador Só, Digitaria, Brothers of Brazil, Ftampa, Barbatuques, Coisinha e Red Oblivion.

De maneira diferente da observada em 2012 e 2013, quando o evento aconteceu no Jockey Club, o local escolhido para o próximo ano é o Autódromo de Interlagos, bastante criticado por quem lá assistiu aos shows do KISS, em 1999, e do Iron Maiden, em 2009.

Segundo os produtores, Lollapalooza 2014 será cinco vezes maior do que a edição de 2013, já que o local passará dos 120 mil metros quadrados, no Jockey, para 600 mil metros quadrados em Interlagos. A expectativa é de um público de até 160 mil pessoas, conforme a última atualização.

O Lolla Pass começará a ser vendido no dia 19 de novembro, a partir da 0h01 pela internet (www.ticketsforfun.com.br); das 9 horas pelo telefone 4003-5588; das 10 horas nos pontos de venda em todo o País e na bilheteria do Credicard Hall. Este tipo especial de ingresso dá acesso aos dois dias de festival e será vendido, em lote limitado, por R$ 540,00 (inteira) e R$ 270,00 (meia-entrada).

Ingressos para um dia de festival serão vendidos a partir de 21 de novembro nos mesmos canais de venda da Tickets For Fun. O primeiro lote custará R$ 290,00 (inteira) e R$ 145,00 (meia-entrada). O segundo lote sairá por R$ 350,00 (inteira) e R$ 175,00 (meia-entrada).

Para os organizadores, o grande benefício para quem vai viver a experiência no ano que vem será a distância apropriada entre os palcos, o que tende a garantir maior qualidade de som. O festival contará com mais áreas de descanso e mais opções de alimentação em 2014, além do Kidzapalooza, espaço dedicado às crianças com line-up exclusivo e atrações especiais.

A sustentabilidade, que é um dos principais conceitos do Lollapalooza nesses em 22 anos de história desde sua criação nos Estados Unidos, continuará presente. De acordo com os organizadores, o festival será planejado de forma a causar o menor impacto ao meio ambiente, desde as ativações até os materiais utilizados.

O público será incentivado a ir até o Autódromo de Interlagos utilizando o transporte público, como trem e ônibus ou ainda de bicicleta, pois haverá um bicicletário no local. Além disso, os motoristas que estacionarem no Autódromo de Interlagos com pelo menos quatro passageiros receberão um voucher para trocar por alimentos e bebidas. Trata-se de uma maneira de incentivar a carona solidária.

O Lollapalooza teve duas edições com sucesso de público em 2012 e 2013 no Brasil. Se, no primeiro ano, a grande atração foi o ótimo show do Foo Fighters, em 2013, o festival contou com apresentações memoráveis do Queens of The Stone Age e do Pearl Jam.

09
nov
13

Korzus comemorá 30 anos tocando álbum ‘Mass Illusion’ no dia 23 de novembro em SP

O veterano grupo Korzus está comemorando 30 anos de carreira e decidiu presentear os fãs. A respeitada banda brasileira de thrash metal executará o clássico álbum “Mass Illusion”, de 1991, na íntegra, no dia 23 de novembro em São Paulo, em show que será realizado no Clash Club.

Além de tocar seu disco mais emblemático, há a promessa de execução de várias outras músicas da carreira. A formação atual do Korzus conta com os incansáveis Marcello Pompeu (vocal) e Dick Siebert (baixo), além de Antonio Araujo (guitarra), Heros Trench (guitarra) e Rodrigo Oliveira (bateria).

O show do Korzus contará com a abertura da banda Voodoo Priest, novo projeto de Vitor Rodrigues, ex-vocalista da ótima banda brasileira Torture Squad.

Quanto aos ingressos, o primeiro lote para a Pista custa R$ 25,00 (meia entrada e promocional). O segundo lote custa R$ 35,00 (meia entrada e promocional).

Para o Camarote, o primeiro lote tem o valor de R$ 50,00 (meia entrada e promocional) e o segundo sai por R$ 70,00 (meia entrada e promocional).

Pela internet, as entradas podem ser compradas no site da Gticket. Na Galeria do Rock, também é possível fazer a compra na loja 255. Mais informações sobre o show podem ser obtidas no telefone (11) 3661-1500 ou no site www.clashclub.com.br

08
nov
13

Set list e vídeos do show do Red Hot Chili Peppers em SP

O Red Hot Chili Peppers esteve em São Paulo no dia 7 de novembro para se apresentar na Arena Anhembi para 34 mil pessoas. Depois de ter como banda de abertura o Yeah Yeah Yeahs, o grupo norte-americano do baixista Flea e do vocalista Anthony Kiedis subiu ao palco às 22h05 da quinta-feira e levou ao público uma penca de hits de seus 30 anos de carreira.

Para variar, Flea foi o destaque do show. Com sua tradicional performance alucinada e simpática, ele até plantou bananeira durante a apresentação e mostrou toda a sua técnica no instrumento onde é rei. “Eu rolaria pelado em um campo cheio de cactos por vocês”, disse para a plateia no intervalo de uma das músicas executadas.

Quanto ao restante do grupo, Anthony Kiedis também chegou a conversar com o público algumas vezes, o baterista Chad Smith mostrou sua tradicional competência no instrumento e o guitarrista Josh Klinghoffer continuou despertando algumas críticas pelo seu jeito tímido e menos avassalador do que o do ex-guitarrista John Frusciante.

“Can’t Stop”, do disco “By the Way”, de 2002, foi a primeira canção do show. O megahit “Give it Away” foi a música que encerrou a apresentação em solo paulistano.

O Roque Reverso descolou três vídeos no YouTube que retratam parte do que foi a exibição do Red Hot Chili Peppers na Arena Anhembi. Fique com os registros de “The Adventures Of Rain Dance Maggie”, “Under The Bridge” e “Ethiopia”.

Set list

Can’t Stop
Dani California
Otherside
Factory Of Faith
Snow
I Could Have Lied
I Like Dirt
The Adventures Of Rain Dance Maggie
If You Have to Ask
Higher Ground
Under The Bridge [Dosed Tease]
Ethiopia
Californication
By The Way

Around The World
Meet Me At The Corner
Give It Away

07
nov
13

The Exploited volta ao Brasil em dezembro para shows no Rio e em SP

O veterano grupo The Exploited voltará ao Brasil em dezembro para shows no Rio de Janeiro e em São Paulo. Inicialmente, a banda punk escocesa tocará no dia 5 de dezembro na capital fluminense, no Teatro Odisseia. No dia 8, é a vez do Via Marquês ser o local do show na capital paulista.

Conhecido pelas letras politizadas e pelas constantes críticas ao sistema, o The Exploited faz parte da segunda onda do punk britânico. A despeito de pertencer ao punk, o grupo tem fãs também espalhados por outras vertentes do rock, como os headbangers.

Para o show do Rio de Janeiro, que contará com a abertura do grupo carioca Atox, os ingressos do primeiro lote para a Pista custam R$ 120,00, mas há um lote promocional com o valor de R$ 60,00, desde que seja entregue 1 quilo de alimento, segundo a produtora A Grande Roubada.

As entradas podem ser compradas pela internet no site https://ticketbrasil.com.br/show/theexploited-rj/. Mais informações sobre a apresentação na capital fluminense, como pontos físicos de venda sem a taxa de conveniência, podem ser consultadas aqui.

Para o show em São Paulo, que contará com as aberturas das bandas Oitão, Ação Direta e Zumbis do Espaço, os ingressos antecipados de primeiro lote para a Pista custam R$ 80,00 e para o Camarote custam R$ 120,00. O segundo lote antecipado para a Pista tem o preço fixado de R$ 100,00. No dia do show, as entradas para a Pista custarão R$ 120,00 e para o Camarote, R$ 150,00.

Na internet, segundo as produtoras The Firm Entertainment e Ataque Frontal, as vendas estão sendo feitas pelo site https://ticketbrasil.com.br/show/theexploited-sp/. Quanto aos pontos físicos, além das bilheterias do Via Marquês, há a opção de compra na loja Hole, na Galeria do Rock; na loja Cada Qual (Rua Augusta, 2171); no Shopping Oriente 500 (Rua Oriente, 500 2º andar – Brás);  além das lojas Metal Music, de Santo André (Rua Dona Elisa Fláquer, 184), e Age Of Dreams, de São Bernardo (Avenida Marechal Deodoro, 1754 – 2º Andar loja 33/36). Informações mais atualizadas podem ser vistas aqui.

Para comemorar a volta do grupo The Exploited ao Brasil, o Roque Reverso descolou dois vídeos no Youtube. Fique com os clipes das músicas “Fuck The USA” e “Beat the Bastards”.

06
nov
13

Sepultura divulga clipe de faixa de novo álbum com críticas à Igreja

O Sepultura lançou neste dia 6 de novembro o videoclipe da música “The Vatican”, que está presente no seu mais novo álbum “The Mediator Between the Head and Hands Must be the Heart”.

O clipe foi dirigido por Rafael Kent e pela equipe da Okent Films.

De acordo com o guitarrista da banda, Andreas Kisser, o videoclipe de “The Vatican” representa bem a música e sua letra.

“Mostra várias facetas obscuras da Igreja, desde a corrupção até a pedofilia, lado negro que muita gente gosta de ignorar”, disse, em entrevista divulgada no site oficial do Sepultura. “O vídeo conta a história de um padre que quer sair da Igreja por causa de toda esta sujeira e sofre pressão de dentro pra não sair, ficou bem tenso”, relatou.

“The Mediator Between the Head and Hands Must be the Heart” é o décimo terceiro álbum de estúdio do Sepultura. Inspirado pelo clássico filme “Metrópolis”, de 1927, do cineasta austríaco Fritz Lang, o disco tem 10 faixas, além de duas músicas bônus.

A capa do novo trabalho foi criada pelo artista brasileiro Alexandre Wagner, que é de Belo Horizonte. Foi feita por meio da técnica de desenho a carvão e tentou captar o espírito do novo disco.

Veja abaixo o novo clipe do Sepultura:

05
nov
13

Whitesnake fez o show mais vibrante e de melhor qualidade musical do Monsters

O Whitesnake voltou a São Paulo em 2013 para ser a penúltima atração do dia 20 de outubro, o segundo e último do Monsters of Rock. Para uma Arena Anhembi com cerca de 30 mil pessoas, a banda liderada por David Coverdale fez, sem sombra de dúvida, uma de suas melhores atuações em solo paulistano e, para o Roque Reverso, levou o caneco de apresentação mais vibrante e empolgante do festival.

Amparado por uma qualidade de som excelente e também apoiado por uma quantidade surpreendente de fãs, numa noite que tinha o Aerosmith como atração principal, o Whitesnake fez a alegria do público com um set list repleto de clássicos e que ainda contou com várias músicas do Deep Purple como bônus, lembrando a fase na qual Coverdale passou pela lendária banda britânica.

Vale recordar que o Whitesnake havia passado pelo mesmo Anhembi em 2011 quando tocou antes do Judas Priest. O grupo de hard rock também havia empolgado o público naquela ocasião, mas, no Monsters, não só houve mais vibração da platéia, que cantava quase todas as músicas, como a banda tocou com um tesão ainda maior.

A impressão era de que o Whitesnake tinha a noção exata que a apresentação do Monsters era algo de maior exposição e importância. Não por acaso, o show foi transmitido pelo canal de TV Multishow, bastante criticado por não ter conseguido captar o mesmo som que o público do Anhembi tinha à disposição.

O grupo já subiu ao palco no estilo arrasa-quarteirão. Começou com o hit “Give Me All Your Love” e já ganhou o público logo de cara. Era possível ver gerações distintas cantando junto com a banda, do neto ao avô, numa prova de que não existe idade para começar ou para parar de curtir o bom e velho rock n’ roll.

Sempre simpático e sabedor de sua condição de lenda do rock, David Coverdale estava trajando uma camisa branca com desenhos que lembravam a bandeira do Brasil. Para alguns, pode até parecer piegas a atitude do vocalista, mas, para a imensa maioria presente ao show, foi uma atitude extremamente louvável, se comparado a outras estrelas que sequer conversam com o público.

Após executar a música “Ready an’ Willing”, do disco de mesmo nome, de 1980, o grupo trouxe o seu maior sucesso, a canção “Love Ain’t No Stranger”, que fez todo o Anhembi vibrar e pular.

Interessante observar a diferença de público das duas noites do Monsters. Enquanto, no primeiro dia, havia mais adolescentes e aquela sensação de “perigo” de quem encara o evento como uma batalha, especialmente no viciante show do Slipknot; no segundo dia, havia um enorme público feminino e um clima de curtição espalhado pela Arena.

O Whitesnake não estava para brincadeira. E trazia seu vasto repertório de hits para a plateia degustar. “Is This Love” foi a canção seguinte, que fez muitas meninas chorarem e se descabelarem por Coverdale e seus asseclas.

Das mais antigas, “Slide It In” com trecho de “Slow an’ Easy”, às mais novas, como a boa “Love Will Set You Free”, que faz parte do disco mais recente da banda (“Forevermore”, de 2011), a energia do Whitesnake fazia esquecer que ele estava sendo comandado por um senhor de 62 anos nos vocais. Vez ou outra, a voz de Coverdale até dava umas pequenas rateadas, mas, com anos de estrada nas costas, o veterano contornava o problema e nadava de braçada com o público na mão.

Talvez, se não houvesse tantos solos seguidos, primeiro com os guitarristas Doug Aldrich e Reb Beach e, depois com o excelente baterista Tommy Aldridge, o show continuasse na temperatura máxima. Não que tenha ficado sem vibração da plateia nos solos, mas é natural que o público, neste momento da apresentação, passe mais a contemplar do que a agitar.

Depois do descanso que Coverdale teve durante os solos, a banda voltou a pleno vapor com “Fool For Your Loving”, em mais uma demonstração de entrosamento cada vez mais claro entre os músicos da formação atual.

Após a execução de “Bad Boys”, foi a vez de “Here I Go Again”, que trouxe alguns momentos surpreendentes de Mr. Coverdale. Na clássica “Still of the Night” (a preferida deste jornalista que vos escreve), a constatação de que o Whitesnake, para o bem do rock, ainda precisa continuar por muito tempo na estrada para satisfazer os fãs da boa música.

Não bastasse toda a eficiência com suas próprias músicas, ficou para o final da apresentação um bônus com canções do Deep Purple, todas da época em que o vocalista passou pela lendária banda.

Inicialmente, à capela, Coverdale deu mais de um de seus shows particulares cantando lindamente a maravilhosa “Soldier Of Fortune”. Na sequência, o Whitesnake trouxe sua versão para a megaclássica “Burn”, com direito a um trecho generoso de “Stormbringer”.

Essas três últimas músicas não foram uma surpresa para a plateia, já que no próprio show de 2011, no mesmo Anhembi, elas haviam sido tocadas. Ficou clara, no entanto, a percepção de que houve uma imensa evolução em relação à apresentação de dois anos antes, com um entrosamento bem interessante entre os músicos.

Com o final do show, a banda inteira agradeceu ao público e foi solenemente aplaudida. Para quem esperava apenas um show protocolar do Whitesnake, o grupo surpreendeu na pegada e na vibração, detalhes que são meio caminho andado para a satisfação dos fãs.

Para relembrar os bons momentos do show do Whitesnake no Monsters of Rock, o Roque Reverso descolou vídeos no YouTube. Para começar, fique com a abertura da apresentação e com a música “Give Me All Your Love”. Depois, assista aos vídeos de “Love Ain’t No Stranger” e “Still of the Night”. Para terminar, fique com as homenagens ao Deep Purple: “Soldier Of Fortune” e “Burn” com “Stormbringer”.

Set list

Give Me All Your Love
Ready an’ Willing
Love Ain’t No Stranger
Is This Love
Slide It In / Slow an’ Easy
Love Will Set You Free
Pistols at Dawn
Steal Your Heart Away
Fool For Your Loving
Bad Boys
Here I Go Again
Still of the Night
Soldier Of Fortune
Burn/Stormbringer

03
nov
13

U2 lançará em 29 de novembro edição limitada de vinil com música inédita para filme de Mandela

O U2 lançará no dia 29 de novembro um disco em vinil que contará com músicas inéditas. De acordo com a banda irlandesa, o trabalho, que virá em formato de disco de 10 polegadas, contará, no Lado A,  com a canção “Ordinary Love”, escrita para o filme “Mandela: Long Walk to Freedom”, que conta a trajetória do líder sul-africano Nelson Mandela.

A tiragem do vinil será limitada. Tal qual o disco duplo que o Red Hot Chili Peppers lançará no mesmo dia 29 de novembro, o trabalho do U2 também faz parte de uma leva do Record Store Day, evento criado para celebrar a existência e, acima de tudo, a sobrevivência das lojas de discos independentes.

A capa do vinil é uma ilustração do irlandês Oliver Jeffers, o mesmo que dirigiu o clipe com letras de “Ordinary Love”, que deve ser lançado ainda em novembro.

O Lado B do mesmo vinil trará a música “Breathe”, no que o U2 chamou de “Versão Mandela”. Vale lembrar que “Breathe” é o nome de uma faixas do disco “No Line On The Horizon”, o último da banda, lançado em 2009.

02
nov
13

Show do Ratt no Monsters of Rock resgatou a alma do bom e velho hard rock oitentista

Se há uma banda que superou as expectativas de muitos no Monsters of Rock 2013 essa banda é o Ratt. Pela primeira vez em solo brasileiro, o veterano grupo de hard rock norte-americano foi a antepenúltima atração do dia 20 de outubro, o segundo do festival que foi realizado na Arena Anhembi, em São Paulo.

Para uma plateia que inicialmente estava ali para aguardar os shows do Whitesnake e do Aerosmith, a banda dos Estados Unidos trouxe para o festival uma ótima apresentação.

O show simplesmente contou com tudo aquilo que fez o hard rock se consolidar como uma das vertentes mais importantes da música. Por meio da apresentação do Ratt, o público teve à disposição vários dos elementos que influenciaram diversos grupos que estouraram no hard rock até mais do que a própria banda nos anos seguintes.

Vez ou outra, era possível se questionar se ali não havia uma levada de guitarra de Izzy Stradlin no auge do Guns N’ Roses. Ou era bem claro sacar onde muitos conjuntos, como o Cinderella e até o Skid Row, tiveram alguma inspiração.

O som estava simplesmente espetacular durante o show do Ratt. Para o leitor ter uma ideia, era possível ouvir de maneira nítida as músicas desde as catracas de entrada do evento. Destaque também para a iluminação escolhida e o próprio fundo de palco, que trazia o logo clássico da banda em letras imponentes e garrafais.

Com a figura do grande Stephen Pearcy nos vocais e com um entrosamento invejável, todos aqueles que gostam de um bom rock pesado ficaram muito satisfeitos com o que viram e ouviram. Mesmo com mais de 30 anos de carreira e com alguns membros, como o próprio vocalista, com mais de 50 anos, foi muito agradável ouvir uma banda tocando com tesão, mesmo sem ela ser a atração principal da noite.

Uma boa prova de tudo isso ficou clara quando era possível ver, a cada música, que cada vez mais pessoas começavam a comentar de uma maneira positiva sobre o show. Regada por uma cerveja gelada e acompanhada por várias belas fãs do hard rock que desfilavam na Arena Anhembi, a apresentação ficou ainda mais interessante.

Perto do fim, antes de a banda executar o hit “Back for More”, Stephen Pearcy perguntou se a plateia gostaria de uma volta do grupo ao Brasil e a resposta foi amplamente positiva.

Mais conhecido e com clipes frequentes na MTV, o clássico “Round and Round” encerrou a apresentação do Ratt no Anhembi e levantou o público, que demonstrou respeito pela banda.

A pergunta que ficou após o show era sobre qual o motivo que teria gerado tanta demora para o grupo tocar pela primeira vez no País. A certeza que ficou é a de que, a partir de agora, produtores nacionais já sabem onde encontrar uma banda capaz de trazer, ao mesmo tempo, um hard rock dos Anos 80 de boa qualidade e de atrair um público ligado em música bem tocada.

Para relembrar o ótimo show do Ratt no Monsters of Rock, o Roque Reverso descolou vídeos no YouTube. Fique inicialmente com “Lack Of Communication”. Depois assista aos vídeos de “Back For More” e “Round And Round”.

Set list

Wanted Man
I’m Insane
In Your Direction
You Think You’re Tough
Way Cool Jr.
Nobody Rides For Free
Lack Of Communication
Lay It Down
You’re In Love
Body Talk
Back For More
Round And Round

01
nov
13

Foo Fighters anuncia retorno com shows no México em dezembro

Os fãs do Foo Fighters têm grandes motivos para uma comemoração. Tudo porque o grupo norte-americano liderado por Dave Grohl tem data marcada para voltar: os dias 11 e 13 de dezembro, mais precisamente em dois shows que serão realizado no Estádio Foro Sol, na Cidade do México, conforme o site oficial da banda.

Em outubro de 2012, após um série de especulações da imprensa dos Estados Unidos, o Foo Fighters confirmou que faria uma pausa por um tempo indeterminado. Na ocasião, Dave Grohl, por meio de uma nota em tom de despedida, agradeceu o apoio dos fãs e escreveu que não tinha certeza sobre quando o grupo voltaria a se apresentar novamente.

O retorno do grupo aos palcos deve acontecer logo após a reunião dos músicos em estúdio para gravar um novo disco. Em agosto, o guitarrista Chris Shiflett disse que os ensaios já haviam começado.

Os brasileiros tiveram a sorte de presenciar dois grandes momentos do Foo Fighters na carreira da banda. O primeiro em 2001, quando os norte-americanos fizeram um dos melhores shows do Rock in Rio. O segundo foi em 2012, quando a cidade de São Paulo recebeu a banda como atração principal do festival Lollapalooza.




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso site em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se aos outros seguidores de 101

novembro 2013
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Bandas, estilos, festivais, etc

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

Categorias

Follow Roque Reverso << on WordPress.com