17
maio
10

Living Colour mostra que continua em forma em show da Virada Cultural

Living Colour - Foto: Reprodução do YouTubeO Living Colour se apresentou no domingo, 16 de maio, em São Paulo como uma das principais atrações da Virada Cultural de 2010. O show, realizado em plena madrugada paulistana, atraiu milhares de pessoas à Praça Júlio Prestes e mostrou a banda em grande forma, com muitas improvisações, imensa qualidade musical e trazendo seus grandes hits ao público.

Destaque para os sucessos dos álbuns “Vivid”, de 1988, e “Time’s Up”, de 1990, justamente da fase áurea do conjunto norte-americano.

Apesar da grande quantidade de atrações da Virada Cultural, a meta deste jornalista era assistir ao show do Living Colour, já que sempre gostou da banda e nunca havia conseguido ir a uma apresentação dos caras. Com o show gratuito, seria imperdoável perder a apresentação desta vez. Por isso, a ideia foi descansar um pouco no período da tarde para aguentar a madrugada, já que o show começaria às 3 horas da manhã e, dificilmente, faria os fãs chegarem em casa antes das 5 horas, o que, de fato, foi logo depois confirmado.

A noite na capital paulista estava fria, mas sem chuva. O espaço reservado para o show ficava em frente à Sala São Paulo, o que criava um cenário muito bonito, que até lembrava algumas cidades europeias. O transporte até o local do evento também funcionou sem problemas, pois as pessoas podiam chegar à bela Estação da Luz por meio de trem ou metrô e precisavam caminhar apenas cerca de 400 metros até o palco.

Para sorte deste jornalista, chegamos às 2 horas, pouco depois do final da apresentação da cantora Céu. Como o público dela é de MPB, muitos não ficaram para ver o Living Colour. Com isso, sobravam espaços mais próximos do palco e não pensei duas vezes em ficar praticamente na grade, numa das laterais, com visão perfeita da apresentação.

O Living Colour já entrou quebrando tudo com “Type”, do Time’s Up”. Mesmo com alguns problemas de som do início, que prejudicaram principalmente a guitarra do sensacional Vernon Reid, os músicos mostraram grande energia logo nesta primeira música e fizeram uma improvisação interessante, com destaque para o vocalista Corey Glover, que parece estar cantando ainda melhor do que no início de carreira.

Na sequência, a banda tocou duas músicas do “Vivid” (“Middle Man” e “Desperate People”), e “Ausländer”, do álbum “Stain”, de 1993. Importante destacar que, além das já esperadas ótimas apresentações de Reid e Glover, os outros dois músicos da banda também deram um show à parte. De um lado, o baterista William Calhoun, com uma pegada que nada ficou devendo à de grandes bateristas do rock. Do outro, o ótimo baixista Doug Wimbish, que foi o grande destaque da noite, não só pela qualidade no domínio do instrumento, mas também pelo apoio a Glover nos vocais.

E foi justamente Wimbish que brilhou demais em “Funny Vibe”, do “Vivid”, já que conseguiu tirar sons incrivelmente agudos de seu baixo, enquanto o restante da banda fazia o público ficar de boca aberta com o entrosamento demonstrado na empolgante música.

O Living Colour deu sequência à aula de rock swingado e bem tocado até chegar à música “Bi”, do “Stain”, que contou com Vernon Reid improvisando a música tema do filme “O Poderoso Chefão” e Doug Wimbish solando o baixo com a boca! Em seguida, o baterista da banda presenteou os fãs com um solo que contou até com baquetas luminosas.

Após algumas músicas do mais recente álbum “The Chair in the Doorway”, de 2009, a banda entrou na parte final do show somente com clássicos. De uma tacada só, foram executadas a balada “Love Rears Its Ugly Head”, a dançante “Glamour Boys”, a rápida “Time’s Up” e a sensacional “Cult of Personality”, que era uma das mais aguardadas da madrugada.

Depois deste repertório invejável, os músicos deram uma brevíssima pausa para o descanso e retornaram para o bis, com nada menos que “Elvis is Dead”. Foi um bis curto, mas divertido, já que contou com Glover traduzindo o refrão polêmico e fazendo todo o público cantar em alto e bom som sua versão de “Elvis está Morto”. Terminada a apresentação, o vocalista ainda pulou na multidão para agradecer a receptividade paulistana.

Para quem teve disposição de ir até à região da Luz, não houve arrependimento. O Living Colour provou que continua em forma e que seus músicos são muito menos valorizados do que deveriam. Em tempos de tantas porcarias no rock e na música em geral, a banda traz a esperança para quem gosta de boa música.

O Roque Reverso descolou no Youtube um vídeo de “Type”, filmado pela TV Cultura (lembre-se que a guitarra não estava perfeita nesta canção), e também um vídeo amador da música “Glamour Boys”. E, claro, o Set list do show.

Set List

Type
Middle Man
Desperate People
Ausländer
Funny Vibe
Interlude
Memories Can´t Wait
The Chair
Decadance
Go Away
Bi
Drum Solo (William Calhoun)
Ignorance is Bliss
Behind The Sun
Bless Those
Love Rears Its Ugly Head
Glamour Boys
Time´s Up
Cult of Personality
 
Elvis is Dead
 
 
Anúncios

9 Responses to “Living Colour mostra que continua em forma em show da Virada Cultural”


  1. 1 Ana
    17 de maio de 2010 às 20:18

    Vou tentar assitir os videos já que vi só metade do show.
    Boa resenha, Flavião!

  2. 17 de maio de 2010 às 20:30

    Valeu, Ana!
    Lá no site da TV Cultura tem quase o show inteiro!
    Bjs

  3. 3 Milene Castro
    24 de maio de 2010 às 04:19

    Eu vi pela TV. Foi legal!

  4. 4 Luiz Hetfield
    26 de maio de 2010 às 23:13

    Eu fui e gostei. O baixista humilhou mesmo!

  5. 29 de maio de 2010 às 19:22

    Doug Wimbish é o nome da fera!

  6. 6 Claudinho
    7 de junho de 2010 às 00:07

    Não fui nesse show, mas em 2008 estive na tour [em sp] da ex-vocal do Nightwish, a deusa Tarja Turunen… e na ocasião, o baixista da banda dela era justamente o Doug Wimbish… e posso dizer, esse kara realmente toca demais!!

  7. 7 de junho de 2010 às 04:18

    parabéns Flávio Leonel. essa resenha lavou a alma de quem curte o LV. valeu mesmo galera do Roque Reverso.Living Colour is my favourite colour, yeah!Bjão.


Deixe um comentário (para isso, insira seu endereço de e-mail e o nome)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Siga o Roque Reverso no Instagram!!!

Houve um erro ao recuperar imagens do Instagram. Uma tentativa será refeita em poucos minutos.

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso blog em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 96 outros seguidores

maio 2010
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Categorias

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: