Posts Tagged ‘Tony Iommi

25
abr
20

‘Heaven and Hell’, 40 anos: como Dio ressuscitou o Black Sabbath

Por Marcelo Moreira, do blog Combate Rock

Um duende aparece na vida da última banda que realmente criou um gênero musical e a transforma por completo, resgatando-a da ruína e do ostracismo. E o anjo do inferno surgiu para o Black Sabbath em Los Angeles para catapultar a banda mais pesada que já existiu a uma nova vida, a um improvável recomeço e a um novo capítulo da história do rock.

“Heaven and Hell”, lançado no dia 25 de abril e que completa 40 anos de existência, não poderia ser um título mais apropriado para o disco do Sabbath em 1980, promovendo a estreia de Ronnie James Dio nos vocais substituindo o instável e insano Ozzy Osbourne.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

13
fev
20

50 anos do primeiro álbum do Black Sabbath; meio século do início do heavy metal

O dia 13 de fevereiro de 2020 marca os 50 anos daquele que é o primeiro álbum do Black Sabbath. Denominado simplesmente “Black Sabbath”, o disco representa não apenas o trabalho inicial de estúdio da lendária banda britânica, mas também simboliza o início de um dos gêneros com mais apreciadores de toda música: o heavy metal.

Representante da tríade sagrada do rock pesado, que conta também com o Deep Purple e o Led Zeppelin, o Black Sabbath foi o grupo que trouxe o álbum de estreia bem depois dos outros dois.

Enquanto o Deep Purple já havia lançado três discos e ainda não tinha Ian Gillan nos vocais e enquanto o Led Zeppelin já havia trazido seus dois primeiros álbuns, entre eles o pesado e essencial
“Led Zeppelin II”, dando a deixa ainda
no fim dos Anos 60 do que poderia vir na década
seguinte, o Black Sabbath já iniciou carreira e
os Anos 70 com o pé na porta, com um som um
pouco mais pesado.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

11
set
17

Filme sobre último show da carreira do Black Sabbath será exibido nos cinemas do País em 28 de setembro

Black Sabbath - The End of The End - Cartaz de DivulgaçãoO show que marcou a despedida do Black Sabbath dos palcos e o fim da carreira da lendária banda de heavy metal será exibido nos cinemas de todo o mundo no dia 28 de setembro. No Brasil, diversas salas de várias redes de cinema também participam deste grande momento do rock n’ roll.

A histórica apresentação em questão foi realizada em Birmingham, na Inglaterra, em fevereiro deste ano, e representou o último show da turnê “The End”, que passou pelo Brasil em dezembro de 2016.

Denominado “Black Sabbath: The End Of The End”, o documentário traz, além da apresentação derradeira da banda, depoimentos dos integrantes do grupo de heavy metal e imagens da ida do Black Sabath ao Angelic Studios para apresentar sucessos antigos.

Na maioria das salas, o valor do ingresso inteiro será de R$ 40,00. Em várias dessas redes, além da meia-entrada concedida a estudantes e maiores de 60 anos, é possível adquirir descontos por meio de promoções relacionadas às empresas parceiras dos respectivos cinemas.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

07
jan
17

Após cirurgia, Tony Iommi tem boa notícia e descobre que nódulo na garganta não é canceroso

Tony Iommi - Foto: DivulgaçãoForam tantas as notícias negativas em 2016 para o rock que, quando surge um fato positivo logo no início de 2017, é preciso comemorar. Em entrevista recente à rádio britânica Planet Rock, o guitarrista Tony Iommi, do Black Sabbath, disse que, após cirurgia realizada para retirada de um nódulo na garganta, recebeu dos médicos a noticia de que a parte retirada não era cancerosa.

O líder do Black Sabbath vem na batalha contra o câncer desde 2012, quando foi diagnosticado com um linfoma, um tumor que atinge os gânglios linfáticos. Desde então, passou por tratamentos que levaram o linfoma a um processo de remissão, o que significa que as tentativas de cura vêm atingindo resultados positivos.

Iommi segue fazendo exames de sangue a cada seis semanas pelo resto de sua vida para acompanhar quaisquer vestígios de uma possível volta da doença. E, em dezembro, surgiu a preocupação com a possibilidade de o nódulo na garganta ter alguma ligação com o linfoma.

O mago dos riffs do heavy metal recebeu a notícia positiva de que o nódulo não era canceroso bem no dia de Natal. Na entrevista à rádio, não deixou de fazer piada com a própria situação.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

05
dez
16

No Rio, Black Sabbath faz história do heavy metal passar diante dos olhos dos fãs

Black Sabbath no Rio de Janeiro - Foto: Divulgação

Por Gulherme Monsanto*

Quem viu, viu. The end. Num show curto, pontual, mas muito poderoso, o Black Sabbath pisou no sábado, dia 2 de dezembro, no Rio de Janeiro pela terceira vez em sua história – as outras foram em 1992, com Ronnie James Dio nos vocais, no Canecão, e em 2013, com a mesma formação do sábado passado.

Set list previsível? Sim, mas não tinha como dar errado: a banda jogou para a plateia na Praça da Apoteose, parecia meio no automático e apresentou as mesmas canções dos seis shows anteriores da turnê The End. Mas e daí?

Previsível, mas incrível, com alguns elementos fora do eixo. Ou seria clichê iniciar um show com uma música que começa arrastada, como “Black Sabbath”?

CONTINUE LENDO AQUI!!!

12
abr
16

Com turnê ‘The End’, Black Sabbath volta ao Brasil no fim de 2016 para shows em Curitiba, Rio e SP

Black Sabbath - Reprodução do cartaz da turnê brasileiraOs rumores eram fortes, alguns jornalistas respeitados já haviam adiantado a informação, mas faltava a informação oficial. Nesta terça-feira, 12 de abril, a confirmação aconteceu: o Black Sabbath trará a última turnê de sua história ao Brasil.

De acordo com a produtora Time For Fun, a lendária banda britânica se apresentará em três capitais do País: Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo.

Na capital paranaense, o grupo tocará no dia 30 de novembro na Pedreira Paulo Leminski. No Rio de Janeiro, o show será realizado no dia 2 de dezembro na Praça da Apoteose. Na capital paulista, a apresentação será feita no dia 4 de dezembro no Estádio do Morumbi.

Os três shows fazem parte da turnê “The End”, que marca a despedida do Sabbath e que foi anunciada em setembro do ano passado. Para abrir as apresentações do grupo, uma atração internacional importante no atual cenário do rock, o Rival Sons.

Os ingressos estarão disponíveis ao público a partir da 0h01 do dia 18 de abril pela internet (www.ticketsforfun.com.br); e a partir das 10 horas nas bilheterias oficias (sem taxa de conveniência – Pedreira Paulo Leminski (até 24/4) e Fnac Curitiba (a partir de 25/4) em Curitiba, Metropolitan no Rio de Janeiro e Citibank Hall em São Paulo) e demais pontos de vendas no Brasil.

Para o show de Curitiba, que tem previsão de um público total de 25 mil pessoas, os ingressos (inteira) custarão R$ 650,00 (Pista Premium) e R$ 380,00 (Pista Comum).

Já o show do Rio de Janeiro, cuja capacidade estipulada é de 35 mil pessoas, terá para as entradas inteiras o valor de R$ 680,00 (Pista Premium) e R$ 370,00 (Pista Comum).

Quanto à apresentação de São Paulo, a capacidade aguardada é de um público de 68 mil pessoas. Os ingressos custarão R$ 700,00 (Pista Premium), R$ 380,00 (Pista Comum), R$ 520,00 (Cadeira Superior 1, 2 e 3), R$ 450,00 (Cadeira Inferior A e B), R$ 270,00 (Arquibancada 1, 3 e 4) e R$ 250,00 (Arquibancada 2).

Vale destacar que as compras poderão ser parceladas em até 3 vezes no cartão. Sem a taxa de conveniência, a opção são apenas as bilheterias oficiais.

Para a turnê de despedida, a banda continua contando com três dos quatro integrantes da formação original: Ozzy Osbourne nos vocais; Tony Iommi na guitarra; e Geezer Butler no baixo.

O baterista original, Bill Ward, continua de fora, pois não resolveu suas pendências com Ozzy. Até segunda ordem, não participará da turnê.

Tommy Clufetos foi o músico que assumiu as baquetas nos shows do Sabbath na tour recente que marcou o retorno da banda.

Justamente com esta formação, o grupo passou pelo Brasil em 2013 e realizou apresentações em Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Na capital paulista, o show contou com a cobertura do Roque Reverso e simplesmente hipnotizou os 70 mil fãs presentes no Campo de Marte.

Em 2015, Ozzy Osbourne fez sua passagem mais recente no País. Foi um dos headliners do Monsters of Rock, promovendo uma verdadeira festa na Arena Anhembi, em São Paulo.

Em 2016, o Black Sabbath informou que lançaria em edição limitada, um CD especial com quatro canções inéditas. Intitulado também como “The End”, o álbum traz um total de oito faixas, sendo quatro inéditas.

24
jan
16

Novo disco do Black Sabbath já está na internet e traz a banda com riffs nervosos e despedida digna

Black Sabbath - Reprodução da capa de "The End"O esperado disco de despedida do Black Sabbath já chegou rapidamente a internet. O álbum já foi disponibilizado por abençoados fãs que assistiram aos primeiros shows da última turnê da banda e adquiram as edições limitadas que estão sendo vendidas nos shows. Para quem escuta as músicas novas, a conclusão é imediata: as faixas trazem o lendário grupo com riffs nervosos e fortalecem a imagem de uma despedida digna daqueles que são considerados os pais do heavy metal.

Como já havia sido noticiado na metade do mês de janeiro aqui neste Roque Reverso, o disco final do Black Sabbath tem o nome de “The End”, que é o mesmo nome da turnê de despedida. O álbum traz um total de oito faixas.

As primeiras quatro são de estúdio e não haviam sido aproveitadas no último álbum completo do Sabbath, o ótimo “13”, que foi lançado em 2013. As quatro restantes são faixas ao vivo executadas na turnê de divulgação mais recente.

O CD “The End” conta com o trio clássico Ozzy Osbourne (vocal), Tony Iommi (guitarra) e Geezer Butler (baixo). A bateria, sem o quarto membro clássico Bill Ward, conta com Brad Wilk, do Rage Against The Machine, nas faixas de estúdio, tal qual foi visto em “13”. As faixas ao vivo contam com Tommy Clufetos, tal qual foi visto durante a turnê.

O mago da produção Rick Rubin, que já havia cuidado de “13”, foi o responsável pelas músicas de estúdio inéditas, que são, pela ordem: “Season Of The Dead”, “Cry All Night”, “Take Me Home” e “Isolated Man”.

As faixas ao vivo, todas de abril de 2013, são, também pela ordem: “God Is Dead?”, gravada em Sydney, na Austrália; “Under The Sun” (em Auckland, na Nova Zelândia); “End Of The Beginning” (gravada em Hamilton, no Canadá) e “Age Of Reason”, captada também no mesmo show.

Entre as inéditas, os riffs de Tony Iommi e a performance do espetacular guitarrista são o grande destaque e faz o fã de heavy metal entender o porquê deste músico ser tão respeitado e venerado por 10 entre 10 admiradores do instrumento de 6 cordas.

Numa constatação empolgante, mas, ao mesmo tempo preocupante, pode ser dito que as quatro músicas novas do Black Sabbath trazem qualidade musical superior à maioria das canções de rock de grupos novos que vêm dando gás ao estilo. Mesmo em relação a lançamentos recentes de outras bandas grandes do heavy metal, as faixas novas do lendário conjunto trazem algo mais e é difícil não começar a mexer a cabeça, seguindo os riffs matadores.

Até mesmo a voz de Ozzy, que vem dando claros sinais ao vivo de que a idade está influenciando, está bem captada em “The End”. Geezer Butler, por sua vez, ataca com a agressividade de sempre o baixo.

O CD novo do Black Sabbath traz a arte de Shepard Fairey na capa. O Sabbath ainda vai contar com pôsteres de diferentes artistas para cada show da turnê.

As apresentações agendadas até o momento pela banda trazem na lista os Estados Unidos, o Canadá, países da Europa, além da Austrália e da Nova Zelândia. Nada de Japão, México e América do Sul, por enquanto.

No Brasil, o Black Sabbath passou em 2013 e realizou apresentações memoráveis em Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Na capital paulista, o show contou com cobertura do Roque Reverso e simplesmente hipnotizou os 70 mil fãs presentes no Campo de Marte.

Em 2015, Ozzy Osbourne fez sua passagem mais recente pelo País. Foi um dos headliners do Monsters of Rock, promovendo uma verdadeira festa na Arena Anhembi, em São Paulo, apesar dos claros sinais da voz cansada.

As faixas de “The End” estão no YouTube, mas não será surpresa se, por questões de direitos autorais, seja retirada da rede. Portanto, se o fã brasileiro quiser ouvir o disco sem ter que viajar para a turnê de despedida para comprar o exemplar, precisa correr.

O Roque Reverso se compromete a renovar o link do álbum novo (claro, se uma outra boa alma deixar disponível) todas as vezes que ele sair do ar. Por um respeito à história do heavy metal, o Black Sabbath deveria deixá-la online eternamente.

Ouça abaixo as músicas de “The End”:




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Siga o Roque Reverso no Instagram!!!

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso site em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se aos outros seguidores de 104

junho 2020
D S T Q Q S S
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Bandas, estilos, festivais, etc

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

Categorias