Posts Tagged ‘Ronnie James Dio

13
ago
17

Veja o clipe do Motörhead para a música ‘Heroes’, que estará em disco de covers previsto para setembro

Motörhead - Foto: DivulgaçãoO clipe do Motörhead para a música “Heroes”, de David Bowie, foi liberado nas redes sociais da banda no início de agosto, mais precisamente no dia 7 no YouTube.

O vídeo combina imagens de shows, bastidores e, sobretudo, aproveita para fazer uma homenagem ao saudoso Lemmy Kilmister, que deixou o rock n’ roll órfão em dezembro de 2015.

A música “Heroes” é mais uma amostra do álbum de covers do Motörhead que será lançado em setembro.

“Under Cöver” trará covers executados pela banda britânica ao longo do tempo de grupos do agrado de Lemmy & Cia.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

27
jul
17

Disco do Motörhead com covers sairá em setembro e terá faixas de Bowie, Stones, Metallica, Ramones e outros

Motörhead - Reprodução da capa de "Under Cöver"Lemmy Kilmister deixou seus órfãos do heavy metal em 2015, mas o falecimento de um dos maiores nomes do rock n’ roll não impedirá que mais uma obra do Motörhead seja lançada. Está previsto para setembro o lançamento do disco “Under Cöver”, que trará covers executados pela banda britânica ao longo do tempo de grupos do agrado de Lemmy & Cia.

Entre as bandas e nomes do rock escolhidos estão nada menos que os Rolling Stones, com duas faixas (“Jumpin’ Jack Flash” e “Sympathy for the Devil”); David Bowie, com “Heroes”; Metallica, com “Whiplash”; Ramones, com “Rockaway Beach”; Judas Priest, com “Breaking the Law”; e Sex Pistols, com “God Save the Queen”.

De 2015, a inédita “Heroes”, por sinal, é considerada uma das últimas faixas gravadas pelo trio
do Motörhead formado por Lemmy, Phil Campbell  e Mikkey Dee.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

02
abr
14

Ouça a gravação do Anthrax da música ‘Neon Knights’ no tributo a Ronnie James Dio

Scott Ian, do Anthrax, na capa do tributo a Ronnie James Dio - ReproduçãoNa onda de divulgações das músicas do álbum ”This Is Your Life”, que tem grandes nomes do rock pesado tocando clássicos do grande Ronnie James Dio, a homenagem do Anthrax estava entre as mais aguardadas. Com o lançamento oficial do disco feito no dia 1º de abril, as faixas começam a pipocar nas redes sociais.

A banda norte-americana de thrash metal aparece no tributo com nada menos que a primeira canção do álbum: “Neon Knights”, clássico do Black Sabbath cantado por Dio no álbum “Heaven and Hell”, de 1980.

Conforme mostrou o Roque Reverso no início de fevereiro, o álbum tem 13 músicas.

Por aqui, os leitores já conheceram, por exemplo, a faixa “Rainbow In The Dark”, gravada pelo vocalista Corey Taylor, do Slipknot e do Stone Sour.

O álbum está disponível ao público pela gravadora Rhino. Metallica, Motörhead, Scorpions, Rob Halford e Glenn Hughes são outros nomes de peso que participarão do tributo ao vocalista morto em 2010.

“This Is Your Life” conta com a produção da esposa Wendy Dio e ainda arrecadará fundos para o Ronnie James Dio Stand Up And Shout Cancer Fund, que ajuda pessoas com a mesma doença que matou o vocalista.

Escute abaixo a faixa “Neon Knight”, com o Anthrax:

28
mar
14

Divulgada a gravação de Corey Taylor, do Slipknot, da música ‘Rainbow In The Dark’

Corey TaylorComeçaram a ser divulgadas as músicas do álbum “This Is Your Life”, que terá grandes nomes do rock pesado tocando clássicos do grande Ronnie James Dio. Uma das primeiras foi a faixa “Rainbow In The Dark”, gravada pelo vocalista Corey Taylor, do Slipknot e do Stone Sour.

Na música, que deverá agradar a maioria dos fãs de Dio, Taylor está acompanhado do guitarrista Christian Martucci e do baterista Roy Mayorga, ambos do Stone Sour, além do guitarrista Satchel (do Steel Panther) e do baixista Jason Christopher.

Conforme mostrou o Roque Reverso no início de fevereiro, o álbum terá 13 músicas.

Estará disponível ao público no dia 1º de abril pela gravadora Rhino. Metallica, Motörhead, Anthrax, Scorpions, Rob Halford e Glenn Hughes são outros nomes de peso que participarão do tributo ao vocalista morto em 2010.

“This Is Your Life” conta com a produção da esposa Wendy Dio e ainda arrecadará fundos para o Ronnie James Dio Stand Up And Shout Cancer Fund, que ajuda pessoas com a mesma doença que matou o vocalista.

Escute abaixo a faixa “Rainbow In The Dark”, com Corey Taylor:

 

07
fev
14

Tributo a Dio reúne Metallica, Motörhead, Anthrax, Scorpions, Rob Halford & Cia


Ronnie James Dio é um nome que jamais será esquecido no heavy metal e, justamente, por isso, não há surpresa com os diversos tributos que tendem a ser feitos ao vocalista morto em 2010. No mais novo deles, uma verdadeira seleção de grandes nomes do lado mais pesado do rock estará presente.

Metallica, Motörhead, Anthrax, Scorpions, Rob Halford e Glenn Hughes são só alguns deles. E geram toda uma expectativa de que algo de qualidade foi feito.

Denominado “This Is Your Life”, o álbum terá 13 músicas. Estará disponível no dia 1º de abril pela gravadora Rhino. Uma versão digital também será disponibilizada ao público.

O disco, que conta com a produção da esposa Wendy Dio ainda arrecadará fundos para o Ronnie James Dio Stand Up And Shout Cancer Fund, que ajuda pessoas com a mesma doença que matou o vocalista.

As músicas do disco cobrem as diversas fases da carreira de Dio, como as passagens pelo Black Sabbath, pelo Rainbow e pela própria banda Dio. Rob Halford, por exemplo, juntou-se a parceiros frequentes de Dio, como Vinny Appice, para participar em “Man On The Silver Mountain”.

Há coisas megaespeciais também, como a música “Ronnie Rising Medley”, que tem 9 minutos de Metallica destacando a fase Rainbow, com a combinação das músicas “A Light In The Black”, “Tarot Woman”, “Stargazer” e “Kill The King”.

O Scorpions fez também uma versão de “Temple Of The King”. O Motörhead, por sua vez, juntou-se ao vocalista Biff Byford do Saxon em “Starstruck”.

O Anthrax vem com a fase de Dio no Black Sabbath, com uma versão de “Neon Knights”. O próprio Dio encerra o tributo com “This Is Your Life”, originalmente lançada no álbum “Angry Machines” (1996), da banda Dio.

O fã de heavy metal, portanto, tem tudo para se deliciar com tal tributo. Veja abaixo a lista de faixas e todos os participantes do álbum:

1- “Neon Knights” –  Anthrax *
2- “The Last In Line” – Tenacious D*
3- “The Mob Rules” – Adrenaline Mob
4- “Rainbow In The Dark” – Corey Taylor, Roy Mayorga, Satchel, Christian Martucci, Jason Christopher*
5- “Straight Through The Heart” – Halestorm*
6- “Starstruck” – Motörhead com Biff Byfford*
7- “Temple Of The King” – Scorpions*
8- “Egypt (The Chains Are On)” – Doro
9- “Holy Diver” – Killswitch Engage
10- “Catch The Rainbow” – Glenn Hughes, Simon Wright, Craig Goldy, Rudy Sarzo, Scott Warren*
11- “I” – Oni Logan, Jimmy Bain, Rowan Robertson, Brian Tichy*
12- “Man On The Silver Mountain” – Rob Halford, Vinny Appice, Doug Aldrich, Jeff Pilson, Scott Warren*
13- “Ronnie Rising Medley” (com “A Light In The Black”, “Tarot Woman”, “Stargazer”, “Kill The King”) – Metallica*
14- “This Is Your Life” – Dio

* Faixa nunca lançada antes

31
maio
13

Show do Anthrax em SP ao lado do Testament trouxe verdadeira celebração do thrash metal

Felizardo foi o sujeito que esteve presente na noite que reuniu no mesmo lugar o Anthrax e o Testament em São Paulo no dia 15 de maio. O HSBC Brasil pode não ter lotado completamente, mas recebeu um excelente público em plena quarta-feira, quando foi vista uma verdadeira celebração do thrash metal, num daqueles momentos que o fã do estilo simplesmente não pode perder.

Já criticamos na resenha do show do Testament o fato de os produtores colocarem dois grupos internacionais de tal calibre para tocar num dia de meio de semana. A despeito de a capital paulista pertencer ao seleto grupo de cidades do globo no qual a noite é movimentada e agitada de domingo a domingo, há momentos que o mais sensato é descolar uma data de fim de semana; um sábado seria perfeito.

Tal medida facilitaria a vida não somente do público, que não perderia as primeiras músicas do show do Testament, mas também das bandas, já que as apresentações de cada uma delas poderiam até ser mais longas e com mais músicas. Talvez justamente por causa do show mais curto de 2013, a performance do Anthrax pode, para alguns, não ter superado a de 2012 no mesmo HSBC.

Para outros fãs, porém, o set list de 2013 pode ter sido menor, mas teve maior qualidade. Um outro grupo pode dizer ainda que uma apresentação completou a outra, trazendo algumas músicas que haviam faltado no ano passado e até com covers incríveis de grandes bandas. O fato é que, mais uma vez, o Anthrax não decepcionou e cumpriu seu papel de grande expoente do thrash metal.

O show

Terminada a competente apresentação do Testament, a equipe de roadies fez um trabalho relativamente rápido e deixou o palco completamente pronto para o Anthrax iniciar sua festa. Já com o HSBC claramente mais cheio que no show anterior, o grupo iniciou sua celebração do thrash metal com três petardos sonoros históricos do gênero.

Retiradas do lendário álbum “Among de Living”, de 1987, a faixa-título, “Caught In A Mosh” e “Efilnikufesin (N.F.L.)” incendiaram o público. Se, na famigerada Pista Vip, quem estava presente tinha o privilégio de assistir ao grupo bem de perto, na Pista Comum é que o show era apreciado da maneira mais tradicional do thrash: rodas de mosh empolgadas.

Se as duas primeiras haviam sido executadas em 2012 no mesmo HSBC, “N.F.L.” tinha sido a grande ausência do ano passado. E, se você já entrou numa roda de mosh nesta música, sabe o quanto isso faz bem para a vida! Para os mais velhos, como este jornalista, que viveram o estilo nas décadas de 80 e 90, é como se fosse a entrada na fonte da juventude!

Num link entre passado e presente, o Anthrax trouxe uma música do mais recente álbum da banda, o ótimo “Worship Music”, lançado em 2011. “Fight ‘Em ‘Til You Can’t”, talvez uma das melhores do disco, manteve a vibração do show e confirmou a banda em boa fase.

Vale lembrar que uma diferença marcante entre a apresentação de 2012 e de 2013 foi a presença de Jon Donais em uma das guitarras, no lugar de Rob Caggiano, que deixou o grupo em janeiro. Caggiano é um bom músico, mas Donais mostrou ter mais presença de palco, agitando muito mais do que o antigo guitarrista, que era sujeito um pouco parado nos shows para os padrões do thrash.

Quanto ao restante dos músicos, os pertencentes à formação clássica do Anthrax estavam todos lá: Charlie Benante triturando a bateria, Frank Bello impondo sua energia incrível e tradicional no baixo, Joey Belladonna com seu vocal inconfundível e o mago da guitarra base Scott Ian, que continua dando verdadeiras aulas no instrumento.

Se o evento de 2012 trazia a turnê de divulgação do “Worship Music”, o de 2013 permitiu a troca de algumas músicas do novo álbum por faixas diferentes. E foi com um presente das antigas que o grupo trouxe nada menos que “March Of The S.O.D.” para surpresa de muitos no HSBC. A faixa instrumental do famoso projeto paralelo S.O.D., de Scott Ian e Charlie Benante, serviu para Belladonna dar uma descansada e se preparar para o restante da apresentação.

O vocalista, por sinal, estava bem mais agitado que em 2012. Corria pelo palco como um alucinado e chegou a pedir várias vezes para o público alguns “cigarrinhos”. Não teve retorno neste caso, mas provocou diversos risos da plateia, que viu Belladonna várias vezes empunhando uma câmera que transmitia a apresentação para os telões.

Depois de a banda tocar “March Of The S.O.D.”, foi a vez de duas lindas homenagens a duas grandes figuras do heavy metal já falecidas. Ao som da faixa “In The End”, também do “Worship Music”, o Anthrax lembrou o vocalista Ronnie James Dio e o guitarrista Dimebag Darrell (ex-Pantera) por meio de duas grandes bandeiras estendidas em cada lado do palco.

As homenagens não pararam ali e, logo na sequência, foi a vez de o Anthrax tocar “T.N.T.”, do AC/DC, que faz parte do bom EP de covers “Anthems” , que a banda de thrash metal lançou em 2013. Scott Ian anunciou a música como a “da melhor banda do mundo” e o público curtiu bastante aquele momento histórico em palcos brasileiros.

A apresentação empolgava bastante e atingiria o tradicional ápice na clássica “Indians”, também do “Among the Living”. Hora de entrar em mais rodas de mosh! E, desta vez, houve, na verdade, a junção de várias delas numa única, que se transformou em um negócio gigante que quase engoliu a Pista Comum do HSBC.

Depois de gastar todas as energias na “wardance” de “Indians”, o público teve a oportunidade de se recuperar em “Medusa”, do álbum “Spreading the Disease”, de 1985. Logo em seguida, emendou a clássica “Got The Time”, cover de Joe Jackson, que faz parte do disco “Persistence of Time”, de 1990.

Para fechar a empolgante primeira parte do show, o Anthrax trouxe a não menos clássica “I Am The Law”, também do “Among the Living”. O saldo até aquele momento era mais do que positivo, mas o público queria mais e seria presenteado com mais grandes momentos na sequência.

Após a pausa para o descanso, o bis trouxe Frank Bello e Scott Ian mandando ver nos vocais em “I’m The Man”. A eterna mistura inusitada entre rap e thrash foi complementada por mais uma grande homenagem da noite, desta vez ao falecido Jeff Hanneman, do Slayer. Com um trecho do petardo “Raining Blood”, o eterno guitarrista foi lembrado de maneira digna no HSBC pelos companheiros de Big Four.

O show se aproximava do fim, mas outros dois clássicos seriam reservados para o final. Já com Joey Belladonna de volta aos vocais, o grupo emendou “Madhouse”, do “Spreading the Disease”, e “Antisocial”, cover do Trust, presente no disco “State of Euphoria”, de 1988.

O público queria mais, mas a banda terminou a apresentação, deixando o gosto de “quero mais”. Em mais uma noite memorável em solo paulistano, o Anthrax honrou a história do thrash metal, justificando com sobras o motivo de o gênero ser tão querido pelo público brasileiro.

Para relembrar grandes momentos do show do Anthrax no HSBC, o Roque Reverso descolou vídeos no YouTube. Fique inicialmente com o começo arrasador de “Among the Living”. Depois, veja os vídeos de “N.F.L.”, “Indians” e “Antisocial”. Confira também o set list e as fotos, cedidas gentilmente pelo excelente fotógrafo profissional Renan Facciolo ao nosso veículo informativo.

Set list

Among The Living
Caught In A Mosh
Efilnikufesin (N.F.L.)
Fight ‘Em ‘Til You Can’t
March Of The S.O.D.
In The End
T.N.T.
Indians
Medusa
Got The Time
I Am The Law

I’m The Man/Raining Blood
Madhouse
Antisocial

16
jul
12

Rock está de luto com morte de Jon Lord, fundador do Deep Purple

O rock n´roll está de luto. Jon Lord, ex-tecladista do Deep Purple e um dos maiores músicos da história do gênero, morreu neste dia 16 de julho, em Londres, na Inglaterra, por causa de uma embolia pulmonar. Ele tinha 71 anos de idade e lutava contra um câncer no pâncreas. Estava cercado pela família quando faleceu numa clínica da capital inglesa.

Fundador do Deep Purple e com passagens por outras bandas de peso, como o Whitesnake, Jon Lord era considerado um dos melhores tecladistas do rock; para alguns, o melhor.

No Deep Purple, fez parte da explosão da banda para o incrível sucesso nos anos 70; assistiu às inúmeras brigas de ego entre Ian Gillan e Ritchie Blackmore; além de ter visto o surgimento de David Coverdale e a importante passagem de Glenn Hughes pelo grupo.

Participou da reunião do conjunto em “Perfect Strangers” nos anos 80; viu novamente depois as idas e vindas dos incompatíveis Gillan e Blackmore; e presenciou a decisiva entrada de Steve Morse na banda nos anos 90. Mais tarde, cansado das turnês, optou pelo descanso, interrompido vez ou outra por seus trabalhos solos.

Sua maior batalha foi contra aquele que vem sendo mais fatal atualmente do que as overdoses que mataram tantas estrelas da música pop. Depois do grande baque sofrido pelo rock pesado com a morte de Ronnie James Dio, o câncer levou mais um nome importantíssimo para os fãs da boa música e deixou novamente os fãs órfãos.

Entre os músicos, tristeza geral, entre aqueles que trabalharam com Lord ou aqueles que despertaram para a música após ter ouvido o grande tecladista e seu grupo. “Triste dia no Rock n’ Roll, Jon Lord faleceu. Um dos maiores e mais pesados sons no Heavy Metal. Singular”, disse Slash, ex-guitarrista do Guns N’ Roses. “Foi uma absoluta alegria e um prazer conhecer e trabalhar com ele ao longo dos anos. Já sinto sua falta”, escreveu David Coverdale, em comunicado no site do Whitesnake.

O Roque Reverso descolou no YouTube três vídeos legais que mostram grandes momentos de Lord com o Purple. Para começar, fique o tecladista e a banda dando uma aula em “Lazy”, do álbum “Machine Head”, numa apresentação realizada em Melbourne (Austrália), em 1997. Na sequência, veja grupo tocando “Knocking At Your Back Door”, do álbum “Perfect Strangers” num show em Birmingham (Inglaterra) no ano de 1993. Para fechar, um grande momento do grupo em Copenhague (Dinamarca), em 1972, com “Highway Star”, também do “Machine Head”. Note no vídeo que Gillan diz que o sucesso era do então novo álbum do Purple e que todos estavam praticamente no auge da qualidade musical. R.I.P. Jon Lord!!!




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso site em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 100 outros seguidores

julho 2019
D S T Q Q S S
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Bandas, estilos, festivais, etc

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

Categorias