Posts Tagged ‘Paul Bostaph

03
out
19

Slayer se despede de SP com show digno, pesado e direto para público que lotou Espaço das Américas

Se você é fã de thrash metal e não estava no show do Slayer na quarta-feira, 2 de outubro de 2019, em São Paulo, perdeu um dos momentos mais importantes da história do heavy metal na capital paulista. Para um público de pouco mais de 8 mil pessoas que lotou e esquentou o Espaço das Américas, o grupo norte-americano fez sua última apresentação na cidade, dando sequência à turnê de despedida que vem passando pelo mundo desde maio de 2018 e deve terminar em novembro deste ano.

Digno, pesado e direto. Estes são os adjetivos que melhor se encaixam ao show do Slayer em São Paulo.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

22
jan
18

Slayer surpreende e anuncia turnê mundial de despedida

Slayer - Foto: DivulgaçãoO Slayer surpreendeu o mundo do heavy metal nesta segunda-feira, 22 de janeiro, depois de divulgar nas redes sociais que fará uma turnê mundial de despedida. A veterana banda norte-americana de thrash metal liberou um vídeo no YouTube que trouxe várias imagens da própria carreira.

O breve vídeo veio também com a seguinte mensagem do grupo: “O Fim está Próximo… Slayer se despede com uma última tour mundial.”

No fim do dia, a banda trouxe um line-up com os grupos que farão parte da perna norte-americana da turnê: Lamb of God, Anthrax, Behemoth e Testament.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

14
maio
17

Com clássicos, faixas mais recentes e muito peso, Slayer reina soberano no Maximus Festival

Slayer em SP - Foto: Roque Reverso/Flavio Leonel

O Slayer passou pela cidade de São Paulo e foi uma das atrações principais do Maximus Festival 2017, realizado no dia 13 de maio no Autódromo de Interlagos. Com uma performance recheada de clássicos da carreira, faixas do disco mais recente e, sobretudo, muito peso, a veterana banda norte-americana de thrash metal reinou soberana no evento repleto de nomes que iam do hardcore e o punk a vertentes distintas do heavy metal.

A apresentação do Slayer ganha ainda mais em importância, se for levada em conta a sucessão de obstáculos que o grupo foi obrigado a enfrentar nos últimos anos.

Após a morte do guitarrista Jeff Hanneman e da saída do baterista Dave Lombardo, ambas em 2013, houve quem apostasse num provável fim da banda com o decorrer dos anos, mas, quem esteve em Interlagos, conseguiu observar que os veteranos do thrash ainda têm muito gás e qualidade para proporcionar.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

24
abr
14

Slayer troca de gravadora, promete novo álbum e lança música inédita, a primeira em 5 anos

SlayerDepois de todos os percalços enfrentados em 2013, o Slayer dá sinais em 2014 de que continua vivo. A banda norte-americana de thrash metal anunciou neste dia 24 de abril que trocou de gravadora e, de quebra, lançou uma música inédita, a primeira em 5 anos.

“Implode” é o nome do novo petardo. Foi gravada no começo do mês no Henson Studios, em Los Angeles, produzida por Terry Date e co-produzida por Greg Fidelman.

Os fãs foram presenteados pela banda, já que podem baixar a nova música no site oficial do grupo.

Desde o álbum “World Painted Blood”, de 2009, que o grupo não gravava algo novo. A faixa também marca o primeiro som da banda desde a morte do saudoso guitarrista Jeff Hanneman e desde a saída do grande baterista Dave Lombardo, que foi substituído pelo competente Paul Bostaph.

Depois de 28 anos na American Recordings, do renomado produtor Rick Rubin, o grupo firmou contrato com a gravadora Nuclear Blast, por onde deverá lançar um novo álbum em 2015.

No site da própria Nuclear Blast, a informação disponível é de que o disco novo começará a ser gravado no fim de 2014. O novo trabalho sairá por meio de um selo do grupo que ainda não tem nome definido e será distribuído pela Nuclear Blast no mundo inteiro.

“Rick ocupou um grande papel em nossas carreiras. Nós fizemos grandes álbuns juntos”, disse, no comunicado veiculado na página da Nuclear Blast, o vocalista e baixista Tom Araya. “Mas hoje é um novo dia, as gravadoras não ocupam mais o papel que ocupavam antes e nós realmente gostamos da ideia de continuarmos sozinhos, conectando diretamente com nossos fãs, e a Nuclear Blast está animada em aceitar este desafio conosco”, destacou.

Para quem temia que o grupo não sobreviveria depois da morte de Hanneman, o lançamento de “Implode”, a notícia do novo álbum e o contrato com a Nuclear Blast geram a sensação de que os músicos ainda querem continuar a levar a bandeira do thrash metal adiante.

Quem escuta a nova música pode até sentir a falta de Lombardo na bateria, mas percebe um Paul Bostaph com a seriedade de sempre. Também sempre vai sentir saudade da levada de Jeff Hanneman, mas sabe que Gary Holt, que já vinha substituindo o guitarrista, é o cara certo para honrar o lugar do músico morto.

Ouça abaixo o novo petardo do Slayer e tire suas próprias conclusões:

 

 

 

07
out
13

Em grande show no Rock in Rio, Slayer traz ‘rolo compressor’ ao festival

Redação RЯ 

O Slayer finalmente participou de um Rock in Rio. Depois de os organizadores corrigirem, em 2011, a aberração de nunca ter convidado o Metallica e o Motörhead, foi a vez de, em 2013, chamarem a banda de thrash metal de Tom Araya & Cia.

O grupo norte-americano participou do dia 22 de setembro, o último do festival realizado na capital fluminense e o segundo do evento dedicado ao heavy metal.

Se o Bon Jovi, com baixas de última hora, demonstrou grande força de superação no festival, o Slayer, completamente destroçado e se recuperando do baque recente relacionado à morte do guitarrista Jeff Hanneman, mostrou a todos que ainda tem forças para continuar sua longa história no thrash metal.

Somada à morte de Hanneman, a saída de Dave Lombardo do grupo, depois de desentendimentos com o guitarrista Kerry King, deixou muito fã do Slayer profundamente chateado e descrente com o futuro da banda.

Contudo, o que se viu no Rock in Rio, foi o rolo compressor tradicional do grupo. Com um set list matador executado numa tacada só, o Slayer deixou os fãs de carteirinha eufóricos e quem não conhecia a banda de boca aberta.

Na bateria, Paul Bostaph voltou ao grupo e mostrou que, se não tem a mesma qualidade do inigualável Lombardo, consegue segurar o show ao vivo dignamente. No lugar de Hanneman, que foi homenageado durante o show, Gary Holt, que já havia passado pelo Brasil com o Slayer em 2011, mostrou mais uma vez que é o cara certo para o posto.

Araya e King são o que sobrou da formação original. Enquanto o vocalista continua mandando muito bem, o guitarrista, apesar de ser uma pessoas difícil, também traz toda a energia característica do Slayer para o palco.

Entre as músicas executadas, clássicos de sempre, como “Mandatory Suicide”, “Seasons in the Abyss”, “South of Heaven”, “Raining Blood” e “Angel of Death”. Uma boa surpresa foi a execução de “At Dawn They Sleep”, que pouco foi tocada em turnês recentes do grupo.

Para relembrar o show do Slayer do Rock in Rio, o Roque Reverso descolou vídeos no YouTube. Fique inicialmente com “Mandatory Suicide”. Depois, veja uma dobradinha com “South of Heaven” e “Raining Blood”, além de “Angel of Death”. Se quiser assistir à apresentação na íntegra, clique aqui, enquanto não retiraram do ar.

Set list

World Painted Blood
Disciple
War Ensemble
At Dawn They Sleep
Mandatory Suicide
Hallowed Point
Die by the Sword
Dead Skin Mask
Hate Worldwide
Seasons in the Abyss
South of Heaven
Raining Blood
Angel of Death

30
maio
13

Slayer anuncia retorno de Paul Bostaph ao posto de baterista da banda

O Slayer anunciou nesta quinta-feira, dia 30 de maio, que o baterista Paul Bostaph está de volta ao grupo. Em comunicado oficial, a banda norte-americana de thrash metal informou que o retorno acontecerá, em tempo integral, a partir do dia 4 de junho, quando o Slayer começa uma etapa de sua turnê internacional de 2013 em Varsóvia, na Polônia.

Com a informação da volta de Bostaph, está confirmada, portanto, a saída definitiva do excelente Dave Lombardo, que é membro original da banda e um dos maiores bateristas do heavy metal.

Lombardo havia deixado o conjunto em fevereiro, depois de discordar da maneira como os negócios do grupo eram geridos. Desde então, os bumbos do Slayer foram comandados temporariamente por Jon Dette.

Os fãs ainda tinham alguma esperança pela volta de Lombardo, mas o desentendimento dele com o polêmico guitarrista e atual líder do grupo, Kerry King, já havia sido praticamente uma carta de demissão.

O anúncio da volta de Paul Bostaph é a primeira notícia positiva do Slayer depois de algum tempo e pode dar alguma sobrevida à banda, extremamente abalada pela morte recente do outro guitarrista e membro fundador, Jeff Hanneman, no dia 2 de maio, em virtude de cirrose hepática, em fato que chocou o mundo do heavy metal.

Dá também esperança para os fãs brasileiros, pois o grupo vem ao País em setembro para tocar no Rock in Rio e passar ainda por São Paulo e Curitiba. No comunicado, a permanência de Gary Holt, do Exodus, na outra guitarra também foi confirmada.

“Paul é um grande baterista e um bom amigo. E estamos muito felizes que ele decidiu se juntar à banda”, disse Tom Araya, no comunicado. “Ainda estamos muito atordoados da perda de Jeff, mas nós não queremos decepcionar nossos fãs europeus, e nós precisamos começar a avançar…Com Paul de volta na banda, fica muito mais fácil.”

“Estou muito animado para retornar ao Slayer”, afirmou Bostaph. “Passamos dez anos muito intensos de nossas vidas juntos, tinha um monte de diversão e fizemos um monte de boa música. Então, para mim, isso é como voltar para casa”, acrescentou.

Não é a primeira vez que Paul Bostaph entra como substituto definitivo de Dave Lombardo. Entre 1992 e 2001, ele superou diversas críticas pelo peso de ocupar o posto de um dos maiores bateristas de todos os tempos e ganhou o respeito dos fãs. Participou de três álbuns do Slayer: “Divine Intervention” (1994), “Diabolus in Musica” (1998) e “God Hates Us All” (2001). Também esteve no  EP de covers “Undisputed Attitude”, de 1996.

03
set
11

Testament faz show competente em Carioca Club entupido de gente

No dia 20 de agosto, o Testament passou por São Paulo para um show no Carioca Club. A pequena casa de espetáculos de Pinheiros, entupida de gente, foi palco de uma apresentação competente, porém curta, de um dos grandes nomes do thrash metal da Bay Area de São Francisco.

O grupo norte-americano, para delírio dos fãs, optou por um set list repleto de clássicos que marcaram a história da banda.

CONTINUE LENDO AQUI!!!




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso site em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 104 outros seguidores

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Bandas, estilos, festivais, etc

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

Categorias