Posts Tagged ‘Mutantes

17
nov
18

Cancelado o festival que seria em Sorocaba e teria Soul Asylum, Information Society, Mutantes e Nação Zumbi

Fábrica FestivalOs produtores do Fábrica Festival informaram no dia 14 de novembro que o evento, que aconteceria nos dias 1º e 2 de dezembro, em Sorocaba, foi cancelado.  De acordo com os organizadores, a decisão leva em conta mais de um fator impeditivo para  realização do festival.

A primeira edição do Fábrica Festival seria realizada no Parque Tecnológico de Sorocaba. O line-up internacional era encabeçado por Soul Asylum, Information Society, Playing for Change e Snake, além do Oingo Boing Formers Members.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

08
nov
18

Em Sorocaba, primeira edição do Fábrica Festival trará Soul Asylum, Information Society, Mutantes e Nação Zumbi

Fabrica Festival - Cartaz de DivulgaçãoO interior de São Paulo tem agendado para o início de dezembro um festival de grande porte que reunirá diversos estilos musicais, mas que terá uma quantidade respeitável de representantes do rock nacional e internacional. A primeira edição do Fábrica Festival chega ao Parque Tecnológico de Sorocaba, nos dias 1º e 2 de dezembro.

O line-up internacional é encabeçado por Soul Asylum, Information Society, Playing for Change e Snake, além do Oingo Boing Formers Members.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

26
jun
18

50 anos do disco de estreia do grupo Os Mutantes

"Os Mutantes" - Reprodução da Capa do disco de estreiaUm mito de música mundial completa meio século sem que se dê a ele a devida atenção. “Os Mutantes”, disco de estreia da banda homônima formada por Arnaldo Baptista, Rita Lee e Sérgio Dias, foi lançado em junho de 1968 para deflagrar uma revolução musical que extrapolou as fronteiras brasileiras.

Tropicalismo, roquenrow e psicodelia vêm sob medida para colocar a produção cultural brasileira do período na vanguarda mundial, desbancando ao menos momentaneamente os estereótipos vigentes, e dando início a uma trajetória sólida cujas influências se fariam presentes tanto na cena nacional quanto na internacional ao longo das décadas seguintes.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

06
jan
15

Ian Anderson, do Jethro Tull, e Arnaldo Baptista estão entre as atrações principais do Psicodália 2015 em SC

Psicodália 2015 - Cartaz de DivulgaçãoIan Anderson, líder do Jethro Tull, e Arnaldo Baptista, ex-Mutantes, estão entre as atrações principais do tradicional festival Psicodália em 2015. O evento multicultural independente que acontece no período do Carnaval e que atualmente é sediado na Fazenda Evaristo, em Rio Negrinho (Santa Catarina), será realizado neste ano entre os dias 13 e 18 de fevereiro.

Além de Anderson e Baptista, o outro headliner do festival é o veterano compositor, intérprete e violonista Jads Macalé. Também estão escalados a banda nordestina Ave Sangria, além da Orquestra Contemporânea de Olinda, a Confraria da Costa, os grupos Cadillac Dinossauros, Quarto Sensorial e O Terno, entre outros nomes.

O Psicodália 2015 contará com 5 palcos e mais de 100 atrações, entre shows, teatro, cinema, oficinas e workshops, além de atividades de recreação e aventura.

A Fazenda Evaristo está a 120 quilômetros de Curitiba e 270 quilômetros de Florianópolis. Tem uma área de 500 mil metros quadrados de espaço verde e receberá toda a estrutura de reforço para o Psicodália 2015.

Com portaria, estacionamento, praça de alimentação e bares 24 horas, o local conta ainda com bazar, feira de artes, mercearia e cinco grandes áreas de camping equipadas com mais de 300 banheiros, iluminação, limpeza e segurança.

Não bastasse toda a estrutura prometida, há na região cascatas, lagoas e trilhas. Além de contar com a beleza natural, o local é perfeito para quem gosta de esportes de aventura.

Seis mil passaportes foram colocados à venda para os seis dias de festival e começaram a ser comercializados no dia 10 de novembro, com primeiro lote ao preço de R$ 320,00. Quem entrar no site para comprar os ingressos agora pagará R$ 390,00, fora as taxas de conveniência.

Em mais de 10 anos, o festival Psicodália já soma mais de 450 apresentações musicais realizadas. Por lá, já passaram nomes importantes da música nacional e internacional, como Tom Zé, Mutantes, Sá e Guarabyra, Alceu Valença, Moraes Moreira, Hermeto Pascoal, Gong, Casa das Máquinas, Made in Brazil e Blues Etílicos.

25
nov
13

Discografia completa de carreira solo de Arnaldo Baptista é disponibilizada via streaming

A discografia completa da carreira solo de Arnaldo Baptista está agora disponível para os fãs. O ex-integrante dos Mutantes fez parceria com empresa Deezer e, com isso, todos os álbuns passaram a ser facilmente encontrados em um aplicativo via streaming.

Depois de mais de 30 anos fora de catálogo, a obra de Arnaldo Baptista só foi resgatada após um trabalho de regularização e recuperação que levou mais de três anos para ser finalizado.

Os álbuns foram remasterizados pela Classic Master e a maioria das capas dos discos ganhou releituras assinadas por diferentes fãs e designers gráficos.

Figuras importantes da música brasileira, como Tom Zé, Arnaldo Antunes, Lobão, Fernanda Takai, Lulina e Fernando Catatau ainda comentam as obras do ex-Mutantes.

Entre os álbuns que podem ser encontrados, destaque para dois inéditos: o disco ao vivo “Shining Alone”, de uma apresentação histórica e solo no teatro do Tuca, em 1981, gravada por Luiz Calanca, da Baratos Afins, e o disco “Elo Mais Que Perdido”, que traz músicas que não entraram no álbum “Elo Perdido”, recuperadas de uma fita K-7, que Oswaldo “Coquinho” Gennari, ex-baixista da Patrulha do Espaço, entregou a Arnaldo antes de falecer.

O endereço na internet do aplicativo que contém a obra completa da carreira solo de Arnaldo Baptista é o seguinte: http://www.deezer.com/app/arnaldobaptista

01
ago
13

Mutante Arnaldo Baptista relança álbum remasterizado ‘Singin’ Alone’

Singin' Alone - ReproduçãoPor Marcelo Galli

Fora de catálogo desde 1995, foi relançado de forma digital no mês passado uma nostalgia em forma de disco, o “Singin’ Alone”, de Arnaldo Baptista, de 1982. Originalmente, o disco foi lançado pela Baratos Afins. Há 18 anos a Virgin-EMI colocava de volta no mercado o trabalho do mutante.

A fornada da vez, remasterizada do original pela Classic Master, sai de forma independente e está sendo vendida pela CDBaby, uma distribuidora digital gringa. A capa também ganhou versão 2013, mas o Arnaldo da foto continua o mesmo. Uma regravação de “Balada do Louco”, feita em 1995, vem de brinde/faixa-extra.

O disco é muito parecido ao “Lóki?”, de 1974, um Arnaldo confidenciando seu lirismo e angústias e ironias ao e com o piano. Mas tocando também bateria, guitarra e baixo. O disco foi gravado antes do acidente, quando caiu do andar de uma clínica onde estava internado por causa de um surto psiquiátrico.

“Quando fiz este LP, o Singin’ Alone, pensei: o que está faltando na minha carreira? Algo que fosse capaz de abranger tudo que alcanço no universo. Então, optei por um tipo de linguagem, de espectros, de pensamentos, de entidades … E todos os lugares onde eu ia, tentava colocar em poesia. Ou seja, a personalidade aparece nesta vida diária, em parte das letras, trechos da minha vida naquela época”, explicou Arnaldo em entrevista recente.

“O Sol” e “Bomba H sobre São Paulo”, a segunda e terceira, são imperdíveis, de se escutar várias vezes seguidas. Intimistas, basicamente. “Hoje de manhã eu acordei”, a quarta, é o rock falando. E o disco fala muitas outras coisas. É só ir escutando.

Neste link, você pode ouvir na íntegra o disco.

Abaixo, o leitor do Roque Reverso pode acompanhar o clip de relançamento do álbum:

25
jan
13

A falta que faz o Ira! num 25 de janeiro

Já escrevemos aqui no Roque Reverso, também num dia 25 de janeiro, sobre a importância incontestável de São Paulo na cena brasileira para o estilo que é a razão da existência deste veículo informativo. E se, para muitos, a capital paulista é a mais rock n’ roll do País, para outra quantidade nada desprezível, o Ira! é o grupo que pode ser considerado com a maior identificação com a cidade; aquele com a cara desta gigante metrópole.

Nesta data tão especial para os paulistanos, na qual os sentimentos positivos sobre a cidade são resgatados, fica ainda mais clara a falta que faz esta banda que encerrou as atividades em 2007.

No Facebook e nas demais redes sociais, fotos e vídeos sobre São Paulo são postados pelos usuários, que tentam, de alguma forma, demonstrar seu amor por uma cidade que vinha sendo muito mal cuidada pela gestão do ex-prefeito Gilberto Kassab, que não deixa saudades. Quando o assunto é o fundo musical para acompanhar as fotos, é claro que há os tradicionais sambas clássicos de Adoniran Barbosa, talvez o maior símbolo do cancioneiro paulistano. Mas, se o som escolhido é o rock, o Ira! tem tudo a ver com a metrópole.

Os mais entendidos podem até lembrar que o 365, digníssimo grupo que sempre exaltou a capital paulista das maneiras mais intensas, é uma banda que pode ser considerada a mais paulistana do rock. Outros vão também lembrar dos Titãs, que é o grupo de maior sucesso comercial da cidade. Ou dos Mutantes, praticamente um precursor do rock na cidade e no País.

As opiniões realmente não pode ser totalmente descartadas. Mas o Ira! é um conjunto musical que conseguiu fazer com que as músicas com a cara de São Paulo fossem idolatradas por gente que até não curte o município, fato muito comum em muitos locais do Brasil, que classificam paulistas e paulistanos como “prepotentes” e “metidos”.

Do sotaque marcante do vocalista Nasi e dos vocais de fundo super paulistanos do grande guitarrista Edgard Scandurra até as letras e atitudes que o grupo produziu na extensa carreira iniciada em 1981, tudo tem cheiro de São Paulo e faz com que seja uma missão difícil desvincular a banda da metrópole.

“Envelheço na Cidade”, “Longe de Tudo”, “Vitrine Viva”, “Nas Ruas”, “Gritos na Multidão”, “Pobre Paulista”, “Pegue essa Arma”, “Manhãs de Domingo”, “Tarde Vazia”, “É Assim que me Querem”, “Vou me Encontrar” são só alguns dos exemplos de canções que trazem ingredientes que retratam o que há de bom e ruim em São Paulo. Músicas com cara de uma cidade com qualidades e defeitos que sempre se reinventa e surpreende, apesar do descrédito dos mais implicantes.

Quem gosta do Ira! hoje está orfão do som da banda, já que, para imensa tristeza dos fãs, os componentes brigaram feio e não há o menor sinal de que haverá um retorno. O núcleo principal do grupo, representado por Nasi e Scandurra, foi justamente o setor da banda que implodiu em 2007 por razões que vão desde alguns excessos do vocalista até o desgaste natural de uma convivência de quase 30 anos.

Nasi sempre teve um comportamento explosivo, mas verdadeiro, e tem sua legião de fãs justamente por isso. Scandurra é mais na dele e sempre foi o mais criativo dos quatro. O baixista Ricardo Gaspa é um dos melhores do Brasil e o batera André Jung também é citado por vários músicos como um grande conhecedor do instrumento.

Recentemente, em diversas entrevistas, Nasi lavou roupa suja em público e acabou expondo até detalhes da vida pessoal e amorosa dele e de Edgard Scandurra, o que deixou o guitarrista ainda mais emputecido com o comportamento daquele que já foi seu grande companheiro. Com isso, a volta do grupo é algo praticamente impensável e quase impossível.

Enquanto os fãs sonham com a volta do Ira! e a lacuna do grupo no cenário nacional não é preenchida, o jeito é reviver grandes momentos desta banda com vídeos no YouTube. Aproveitando o aniversário de São Paulo como fundo, o Roque Reverso descolou três clipes da banda. Fique no começo com o mais clássico, “Envelheço na Cidade”. Depois, veja o vídeo de “É Assim que me Querem”. Para fechar, é claro, “Pobre Paulista”, na versão ao vivo.




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso site em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 101 outros seguidores

agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Bandas, estilos, festivais, etc

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

Categorias