Posts Tagged ‘Motörhead



28
dez
15

Lemmy morreu – e infelizmente é verdade

lemmyPor muitos considerado um ser imortal, Lemmy Kilmister se foi. E desta vez, infelizmente, é verdade – motivo pelo qual o Roque Reverso vem com este breve e fúnebre boletim de fim de ano.

O frontman do Motörhead faleceu nesta segunda-feira, 28 de dezembro, apenas quatro dias depois de completar 70 anos, segundo publicação do jornalista norte-americano Eddie Trunk no microblog Twitter.

Pouco depois do anúncio de Eddie Trunk, o Motörhead confirmou a morte de Lemmy por meio de seu perfil oficial no Facebook. Segundo a nota, o vocalista e baixista da banda ficou sabendo apenas no sábado, dia 26 de dezembro, que lutava contra um câncer muito agressivo. Recentemente, o noticiário sobre a banda já indicava que Lemmy estava com problemas graves de saúde.

Conterrâneo do guitarrista Slash, o inglês Lemmy atendia por Ian Fraiser Kilmister antes de tornar-se uma lenda do roquenrow.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

12
nov
15

Rock de luto pela morte de Phil ‘Animal’ Taylor, ex-baterista do Motörhead

Phil "Animal" Taylor - Foto: DivulgaçãoO rock pesado está de luto. Morreu na quarta-feira, 11 de novembro, Phil “Animal” Taylor, ex-baterista do Motörhead. A informação foi confirmada inicialmente na quinta-feira, 12, no perfil oficial do ex-guitarrista da banda “Fast” Eddie Clarke no Facebook e, mais tarde, no perfil oficial do grupo.

Taylor, também conhecido mundialmente como “Philthy Animal” Taylor, tinha 61 anos de idade. A causa da morte não foi informada.

Clarke disse no comunicado, porém, que o músico já estava doente há algum tempo. “Mas isso não deixa as coisas mais fáceis quando a hora finalmente chega”, lamentou o guitarrista.

Junto com lendário Lemmy e Clarke, Taylor pertenceu à formação clássica do Motörhead, que gravou grandes hits e álbuns, como, por exemplo, “Ace of Spades” e “Iron Fist”.

O ex-baterista ficou na banda em dois períodos, de 1975 a 1984 e de 1987 a 1992.

No mundo do rock, especialmente do heavy metal, vários músicos importantes lamentaram a grande perda.

Ozzy Osbourne, por exemplo, escreveu que o falecimento do baterista é uma “perda terrível”. “Ele era um grande amigo – grande baterista”.

O Metallica, por sua vez, destacou que Taylor inspirou a banda por meio das palavras.

Do Brasil, o Sepultura e o Ratos de Porão compartilharam fotos idênticas, lamentando a partida do ex-baterista do Motörhead.

“Obrigado pela sua música e inspiração. Descanse em Paz, Philthy”, escreveram os músicos do Sepultura.

Para homenagear Phil “Animal” Taylor, o Roque Reverso descolou vídeos no YouTube. Fique inicialmente com o clássico clipe de “Ace of Spades”. Depois, veja o de “Iron Fist”. RIP Taylor!

29
ago
15

Motörhead libera versão de ‘Sympathy For The Devil’ e clipe de fãs para faixa ‘Thunder & Lightning’

Motörhead - Foto: DivulgaçãoO Motörhead mostrou aos fãs sua versão para o clássico “Sympathy For The Devil”, dos Rolling Stones. De quebra, liberou também no Youtube um clipe com cenas de fãs para a faixa “Thunder & Lightning”.

Ambas as músicas estão presentes no novo álbum do grupo, “Bad Magic” , que foi lançado oficialmente na sexta-feira, dia 28 de agosto.

Para alguns, a versão de “Sympathy For The Devil” veio mais lenta do que se imaginava para uma música gravada pelo Motörhead. Para outros, porém, a banda britânica de heavy metal quis ser um pouco fiel ao clássico dos Stones.

Especificamente em relação ao vídeo de “Thunder & Lightning”, foi uma iniciativa do Motörhead para criar um clipe de fãs para fãs.

Entre julho e agosto de 2015, seguidores do mundo todo da banda encaminharam vídeos, interpretando a faixa “Thunder & Lightning”. Não por acaso, a banda revela o nome de todos eles nos créditos finais do clipe.

“Bad Magic” é o 22º trabalho de estúdio do Motörhead. Sucedeu o disco “Aftershock”, lançado em 2013.

O novo álbum foi gravado em Los Angeles, no estúdio NRG. Contou com a produção de Cameron Webb, que já havia cuidado de “Aftershock” e do disco “The Wörld Is Yours”, lançado em 2010.

O trabalho novo do Motörhead vem num momento complicado da banda, que vem tendo que conviver com os problemas de saúde de seu eterno líder, o baixista e vocalista Lemmy Kilmister.

Em abril, em solo brasileiro, o grupo foi obrigado a cancelar em cima da hora uma super aguardada apresentação no Monsters of Rock de 2015, em São Paulo, por causa de problemas de saúde de Lemmy.

Na sexta-feira, dia 27 de agosto, o Motörhead abandonou um show na cidade de Salt Lake City, nos Estados Unidos, após tocar apenas quatro músicas. De acordo com explicação da banda, Lemmy teve problemas ao respirar o ar rarefeito da cidade, por conta da altitude, e isso foi o motivo do show curto.

Apesar de todos os percalços e de toda a preocupação gerada com Lemmy, o Motörhead aproveita o novo disco para comemorar 40 anos de uma grande carreira. Além do álbum novo saindo do forno, a banda promete uma turnê mundial.

Escute abaixo a versão do Motörhead para “Sympathy For The Devil”:

Veja abaixo também o clipe com os fãs para a música “Thunder & Lightning”:

04
ago
15

Motörhead libera faixa ‘Electricity’, que fará parte de novo disco previsto para fim de agosto

Motörhead - Foto: DivulgaçãoO Motörhead liberou para os fãs no YouTube a faixa “Electricity”. A música, divulgada por meio de um lyric video, fará parte do novo disco que o lendário grupo britânico lançará no fim de agosto.

“Bad Magic” será o 22º trabalho de estúdio da banda e sucederá “Aftershock”, lançado em 2013. A data exata para o álbum chegar aos fãs é o dia 28 de agosto.

O disco foi gravado em Los Angeles, no estúdio NRG. Contou com a produção de Cameron Webb, que já havia cuidado de “Aftershock” e do disco “The Wörld Is Yours”, lançado em 2010.

Com 13 faixas, “Bad Magic” estará disponível em CD, Digi Pack, vinil, entre outros formatos, pelo selo UDR Music.

Já está acontecendo uma pré-venda em formato digital nas lojas especializadas.

O novo disco do Motörhead vem num momento complicado da banda, que vem tendo que conviver com os problemas de saúde de seu eterno líder, o baixista e vocalista Lemmy Kilmister.

Recentemente, em solo brasileiro, o grupo foi obrigado a cancelar em cima da hora uma super aguardada apresentação no Monsters of Rock de 2015, em São Paulo, por causa de problemas de saúde de Lemmy.

A despeito dos percalços, o Motörhead aproveita o novo disco para comemorar 40 anos de uma grande carreira. Além do álbum, a banda promete uma turnê mundial.

“Bad Magic” tem alguns ingredientes interessantes para os fãs do bom e velho rock n’ roll. Uma das músicas do disco, por exemplo, é nada menos que uma versão de “Sympathy For The Devil”, dos Rolling Stones.

Escute abaixo a música “Electricity”:

04
jun
15

Motörhead divulga capa e detalhes de novo álbum que terá versão para ‘Sympathy For The Devil’

Reprodução da capa do disco "Bad Magic", do MotörheadO Motörhead vai lançar álbum novo em 2015. A banda britânica divulgou a capa e outros detalhes do disco que chegará ao público no dia 28 de agosto.

“Bad Magic” será o 22º trabalho de estúdio do grupo e sucederá “Aftershock”, lançado em 2013.

O disco terá 13 faixas. Uma delas, a última, será uma versão do megaclássico “Sympathy For The Devil”, dos Rolling Stones.

A banda terá também como convidado em uma das músicas o grande guitarrista Brian May, do Queen. Ele emprestará seus solos à música “The Devil”.

“Bad Magic” foi gravado em Los Angeles, no estúdio NRG. Contou com a produção de Cameron Webb, que já havia cuidado de “Aftershock” e do disco “The Wörld Is Yours”, lançado em 2010.

O novo disco do Motörhead vem num momento complicado da banda, que vem tendo que conviver com os problemas de saúde de seu eterno líder, o baixista e vocalista Lemmy Kilmister.

Recentemente, em solo brasileiro, o grupo foi obrigado a cancelar em cima da hora uma super aguardada apresentação no Monsters of Rock de 2015, em São Paulo, por causa de problemas de saúde de Lemmy.

A despeito dos percalços, o Motörhead aproveita o novo disco para comemorar 40 anos de uma grande carreira.

De acordo com a banda, “Bad Magic” será lançado em CD, Digi Pack, vinil, entre outros formatos, pelo selo UDR Music. Também já está disponível uma pré-venda em formato digital nas lojas especializadas.

Veja abaixo a lista de faixas do novo disco do Motörhead:

1. Victory Or Die
2. Thunder & Lightning
3. Fire Storm Hotel
4. Shoot Out All of Your Lights
5. The Devil
6. Electricity
7. Evil Eye
8. Teach Them How To Bleed
9. Till The End
10. Tell Me Who To Kill
11. Choking On Your Screams
12. When The Sky Comes Looking For You
13. Sympathy For The Devil

27
abr
15

Monsters teve cancelamento do Motörhead, festa de Ozzy, Judas Priest matador e KISS apoteótico

Montagem MonstersA edição de 2015 do Monsters of Rock chegou ao fim no domingo, dia 26 de abril, e deve ter deixado a maioria dos fãs que estiveram na Arena Anhembi satisfeitos, a despeito de contratempos relacionados à organização, segurança e detalhes que sempre podem ser ajustados nos próximos eventos. Entre os momentos que serão lembrados no futuro, destaque para o cancelamento surpreendente do Motörhead, a festa do rock pesado promovida por Ozzy Osbourne, dois shows matadores em dois dias consecutivos do Judas Priest e a apresentação apoteótica do KISS.

Além destes eventos proporcionados pelos maiores medalhões do festival, outros bons shows chamaram a atenção do público, como os do Accept, do Unisonic, do Primal Fear, sem contar outros momentos marcantes gerados pelo Manowar e até pelo Steel Panther, cuja apresentação foi marcada pelo topless de algumas fãs.

De longe, o maior ponto negativo do festival foi a ausência de transmissão pela TV ou pela internet. Como já dissemos anteriormente aqui neste Roque Reverso, quem perdeu com esta mancada foram o rock e aquele fã que não conseguiu estar em São Paulo para prestigiar o grande festival. Nas redes sociais, a reclamação sobre este problema foi uma das que mais apareceu, ainda mais com os preços salgados que sobraram para quem não conseguiu comprar os primeiros lotes de ingressos.

Em relação à organização, as reclamações maiores se concentraram principalmente no primeiro dia de festival. Com uma única entrada para o público, filas enormes se formaram em volta do Anhembi. Houve casos de pessoas que demoraram duas horas esperando para entrar e que perderam os shows que desejavam assistir. No segundo dia, este problema não ficou escancarado e, perto do horário das apresentações mais importantes, à noite, foi possível chegar com certa rapidez no local.

Furtos também foram observados na Arena Anhembi, especialmente de celulares. Outro ponto que mereceu reclamação foi o preço de alimentação e bebida. Cerveja a R$ 10,00, a latinha, é um desrespeito.

De volta à parte que interessa, os headliners fizeram bons shows. A despeito da idade que bate à porta de Ozzy e do KISS, ambas as atrações acabaram justificando a condição de nomes principais do evento. O eterno vocalista do Black Sabbath mantém um carisma que continua arrastando uma legião de fãs para os shows. Enquanto isso, o KISS sabe como poucos transformar os shows em experiências sensacionais que permanecerão para sempre nas mentes dos participantes.

Outra escolha bem sacada foi colocar o Judas Priest para tocar nos dois dias. A banda de Rob Halford & Cia repetiu a tradição de grandes shows no Brasil e, musicalmente, foi a melhor do festival. Falando em música, o som do Monsters também merece elogios, pois estava nítido e num volume ideal em vários dos pontos da lotada pista.

A decepção do Monsters entre as bandas foi o cancelamento do Motörhead. Com o líder Lemmy Kilmister apresentando um sério distúrbio gástrico, seguido de uma forte desidratação, a alternativa foi a desistência da banda. Os demais integrantes do grupo chegaram a fazer um show improvisado com membros do Sepultura, mas a insatisfação e tristeza foi geral no Anhembi. O pior de tudo é que, com a saúde cada vez mais fraca de Lemmy, nada indica que o Motörhead retornará ao Brasil no curto prazo.

O fã do Judas Priest que foi no sábado acabou ganhando, com o problema de Lemmy, um repertório mais extenso. Assim foi possível ver a banda de Rob Halford num show maior do que os que geralmente são observados em festivais.

O evento de 2015 não superou as edições históricas que foram realizadas na década de 90 no Estádio do Pacaembu, tampouco o festival de 1998 na pista de atletismo do Ibirapuera. Em relação ao Monsters de 2013, contudo, o de 2015 parece ter ficado mais encorpado, com os dois dias bem distribuídos e com uma quantidade de público que, sem a menor dúvida superou a capacidade oficial do Anhembi, de cerca de 35 mil pessoas

Nos próximos dias, o Roque Reverso trará resenhas de alguns dos shows do Monsters of Rock. Além dos textos, serão descolados vídeos legais no YouTube e fotos oficiais. Fiquem ligados!

Como aperitivo dos shows do Monsters, o Roque Reverso trouxe alguns vídeos do YouTube. Fique inicialmente com Ozzy e banda executando “War Pigs”, do Black Sabbath. Depois, veja o Judas Priest tocando “Electric Eyes”. Veja ainda o KISS com “Rock and Roll All Nite” e o Accept com “Balls To The Wall”.

25
abr
15

Sem TV, Monsters of Rock 2015 vem aí! Veja horários e detalhes do festival

Monsters of Rock de 2013 na Arena Anhembi - Foto: Divulgação/MRossiVai começar a edição de 2015 do Monsters of Rock! Com uma escalação que não deve nada a grandes festivais de heavy metal do planeta, o evento brasileiro tem início neste sábado, dia 25 de abril, e termina amanhã, dia 26, na cidade de São Paulo, na sempre questionada Arena Anhembi.

Diferente da edição de 2013, que contou com transmissão ao vivo por canais fechados de TV, o Monsters de 2015 não passará em nenhuma emissora. Pelo menos é esta a informação oficial dos produtores até o fechamento deste texto.

Canais que tradicionalmente mostram shows ao vivo, como o BIS e o Multishow, desta vez, vão ignorar um evento que terá como headliners simplesmente Ozzy Osbourne (25) e o KISS (26), sem contar atrações do calibre de um Judas Priest (que tocará nos dois dias!) e de um Motörhead, só para citar os mais badalados.

Quem perde é somente o rock e aquele fã que não poderá estar em São Paulo para prestigiar o grande festival. Num momento no qual o estilo sofre com o pequeno número de novidades interessantes e marcantes, esta ausência na TV só atrapalha ainda mais. Há promessas de fãs que tentarão fazer transmissão por celulares por redes sociais, mas nunca será a mesma coisa.

O Roque Reverso estará nos dois dias do festival e tentará trazer informações rápidas via Twitter ou pelo Facebook. Nos dias seguintes ao festival, o leitor deste veículo terá algumas resenhas dos shows e outros detalhes, como o set list das apresentações, além de fotos e vídeos.

Para quem ainda pretende ir ao Monsters of Rock 2015, ainda há ingressos, mas é bom preparar o bolso, pois as entradas restantes são daquelas de terceiro lote já bem salgadas. Os preços atuais da entrada inteira são de R$ 700,00 (Monsters Pass válido para 2 dias) e de R$ 400,00 (ingresso para único dia). A bilheteria oficial funciona nos dias 25 e 26 de abril, no Portão 21, das 9 horas às 21 horas.

Edições anteriores

As três primeiras edições do Monsters of Rock no Brasil aconteceram em 1994, 1995 e 1996 no Estádio do Pacaembu. Em 1998, o festival foi realizado na pista de atletismo do Ibirapuera. Em 2013, na Arena Anhembi.

A primeira edição, em 1994, trouxe quatro bandas nacionais (Angra, Dr. Sin, Viper e Raimundos) e quatro internacionais (Suicidal Tendencies, Black Sabbath, Slayer e KISS).

Na edição de 1995, o número de atrações aumentou. A única banda nacional foi o Virna Lisi. Já entre o nomes internacionais, os representantes foram Rata Blanca, Clawfinger, Paradise Lost, Therapy?, Megadeth, Faith No More, Alice Cooper e Ozzy Osbourne.

Na edição de 1996, o grupo Raimundos foi o único brasileiro. Na parte internacional, os nomes foram Heroes del Silencio, Mercyful Fate, King Diamond, Helloween, Biohazard, Motörhead, Skid Row e Iron Maiden.

O Monsters de 1998 também trouxe grande número de atrações. Entre os brasileiros, os representantes foram o Dorsal Atlântica e o Korzus. Do lado internacional, Glenn Hughes foi o primeiro a tocar, seguido por Savatage, Saxon, Dream Theater, Manowar, Megadeth e Slayer.

Em 2013, o Monsters retornou para matar as saudades dos fãs e foi realizado na Arena Anhembi. Os headliners do ano retrasado foram o Slipknot, que fechou o primeiro dia, e o Aerosmith, que encerrou o segundo dia do evento. Destaque também para outros grandes shows, como os do Whitesnake e do Ratt. O festival também contou com as apresentações do Queensrÿche, do Korn e do Limp Bizkit e surpreendeu pela qualidade sonora na sempre questionada Arena Anhembi.

Detalhes de 2015

No Monsters de 2015, haverá Food Trucks, lanchonetes e bares dentro do local do show, onde serão vendidos sanduíches, pastéis, crepes, batatas e outros alimentos e bebidas como refrigerante, água e cerveja. Todos poderão ser comprados com cartões de débito e crédito.

Lojas com temas relacionados ao rock também marcarão presença no festival. Entre elas, estará a lendária Woodstock, além da Black Rock.

Em relação ao transporte público, a estação de Metrô mais próxima da Arena Anhembi é Portuguesa-Tietê, cerca de 1,5 Km do local. Para manter uma tradição “sensacional” do governo do Estado, não haverá esquema especial voltado ao festival.

Muito pelo contrário: para “ajudar”, no domingo, as estações Luz e República, da Linha 4-Amarela, permanecerão fechadas durante todo o dia para a execução de obras na estação Higienópolis-Mackenzie. A dica para quem estiver saindo da Arena Anhembi é correr assim que os últimos shows terminarem.

Quanto aos ônibus, há várias linhas no horário normal:

– 278A Ceasa/Penha – Funcionamento até à 01h00
– 106/10 Metrô Santana/Itaim Bibi – Funcionamento até à 01h00
– 107p/10 Mandaqui/Pinheiros – Funcionamento até à 01h00
– 1301/10 Terminal Casa Verde/Praça do Correio – Funcionamento até 01h00
– 9717/10 Jardim Almanara/Santana – Funcionamento até a 01h00
– 138Y Metrô Barra Funda /Casa Verde Alta – Funcionamento até à 01h00
– 148P Lapa/Jardim Per – Funcionamento até 00h15
– 1732 Metrô Santa Cecília/Vila Sabrina – Funcionamento até 00h20
– 175P Ana Rosa/Edu Chaves – Funcionamento até 00h50
– 177H Butantã USP/Metrô Santana – Funcionamento até 00h55
– 177Y Pinheiros/Casa Verde – Funcionamento até às 23h50
– 178L Hospital das Clínicas/Lauzane Paulista – Funcionamento até 00h55
– 967A Pinheiros/Imirim – Funcionamento até 00h20
– 8538 Praça do Correio/Freguesia do Ó – Funcionamento até 01h00
– 9166 Praça do Correio/Jardim Santa Cruz – Funcionamento até 00h55
– 9301 Paissandu/Terminal Casa Verde – Funcionamento até 00h40
– 9352 Terminal Correio/Pedra Branca – Funcionamento até 00h15
– 175T/10 Metrô Santana/Metrô Jabaquara – Funcionamento até à 01h00
– 178/10 Imirim/Lapa – Funcionamento até à 01h00
– 701U/10 Jaçanã/Butantã-USP – Funcionamento até à 01h00
– 9717/10 Jardim Almanara/Santana – Funcionamento até à 01h00
– 1177/10 Terminal A.E. Carvalho/Est. da Luz – Funcionamento. até à 01h00
– 138Y/10 Casa Verde/Metrô Barra Funda – Funcionamento até à 01h00
– 175p/10 Edu Chaves/Metrô Ana Rosa – Funcionamento até à 01h00
– 177H/10 Metrô Santana/Butantã – Funcionamento até à 01h00
– 177Y/10 Casa Verde/Pinheiros – Funcionamento até à 01h00
– 9166/10 Jardim Santa Cruz/Praça do Correio – Funcionamento até à 01h00
– 9354/10 Nsa. Sra. De Fátima/Term. Correio – Funcionamento até à 01h00

Após a 1 hora da manhã, há as seguintes linhas:

– 1721/51 – Vila Ede/Praça do Correio
– 1728/51 – Jardim Brasil/Praça do Correio
– 174/51 – Vila Dionísia/Terminal Amaral Gurgel
– 1767/51 – Edu Chaves/Praça do Correio
– 1778/51 – Jaçanã/Praça do Correio
– 1783/52 – Cachoeira/Praça do Correio
– 971X/51 – Terminal Cachoeirinha/Terminal Amaral Gurgel

Em relação aos táxis, estão credenciados mais de 2.000 veículos. Eles estarão estacionados no bolsão ao longo da Avenida Olavo Fontoura. Mas fique atento aos preços, pois tem sempre aquele cara que aproveita o caos para levar vantagem.

Horários dos shows

25/4/2015 – Sábado

12h00 – De La Tierra
13h05 – Primal Fear
14h20 – Coal Chamber
15h50 – Rival Sons
17h20 – Black Veil Brides
18h50 – Motörhead
20h40 – Judas Priest
22h30 – Ozzy Osbourne

26/0/2015 – Domingo

12h15 – Dr Phoebes
13h05 – Steel Panther
14h20 – Yngwie Malmsteen
15h50 – Unisonic
17h20 – Accept
18h50 – Manowar
20h40 – Judas Priest
22h30 – Kiss




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Siga o Roque Reverso no Instagram!!!

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso site em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 104 outros seguidores

maio 2020
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Bandas, estilos, festivais, etc

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

Categorias