17
set
21

30 anos do álbum ‘No More Tears’, que marcou novo renascimento na carreira de Ozzy Osbourne

O disco “No More Tears”, de Ozzy Osbourne, completou 30 anos nesta sexta-feira, 17 de setembro de 2021. Sexto álbum solo de estúdio do lendário cantor britânico, o trabalho foi fundamental para um novo renascimento para a carreira musical de Ozzy.

Com músicas bem trabalhadas e modernas, além de clipes de alta qualidade que marcaram a música no início dos Anos 1990, “No More Tears” se transformou num dos maiores sucessos de venda do eterno vocalista do Black  Sabbath.

Entre os grandes hits do disco, os que dificilmente saem da cabeça dos fãs são a faixa-título, “Mama, I’m Coming Home”, “I Don’t Want to Change the World”, “Road to Nowhere”, “Mr. Tinkertrain” e “Hellraiser”, esta última também lançada em 1992 pelo Motörhead no disco “March ör Die”.

O saudoso Lemmy Kilmister, do Motörhead, por sinal, tem papel importante no álbum “No More Tears”, sendo coautor de nada menos que quatro das 11 faixas do disco de Ozzy.

Além contribuir em “Hellraiser”, ele também ajudou a compor “I Don’t Want to Change the World”, que é a segunda do disco, “Mama, I’m Coming Home”, a terceira, e “Desire”, a quarta.

Outra figura fundamental para o disco é o guitarrista Zakk Wylde. Além de ser coator com Ozzy em todas as faixas, ele trouxe novamente riffs marcantes para a carreira de Ozzy. Este, desde a morte da lenda Randy Rhoads, sempre procurou um novo mago das seis cordas para dar o peso necessário às músicas.

Wylde pode nunca ter chegado ao nível de Rhoads, mas tem qualidade indiscutível. Ele já havia gravado o álbum anterior “No Rest for the Wicked”, de 1988. Foi o primeiro dele com Ozzy, mas em “No More Tears” ficou bem mais clara a sua participação decisiva.

O baixo em “No More Tears” ficou com Bob Daisley e a bateria ficou com Randy Castillo. Foram as participações derradeiras de ambos em álbuns de Ozzy, sendo que Daisley, que já havia tocado em grandes clássicos com Ozzy, nem participou dos clipes de divulgação do disco de 1991.

Os clipes trazem o baixista Mike Inez, atualmente no Alice in Chains. Inez tem participação no disco “apenas” no crédito da faixa “No More Tears”.

Esse “apenas” é simplesmente a introdução de baixo de “No More Tears”, uma das mais famosas do rock em toda história e daquelas que o fã já identifica logo de cara.

A despeito de todas as outras boas músicas do álbum, é indiscutível que o poder da faixa-título é avassalador. E, já não bastasse a música em si, o clipe chama demais a atenção, como manda o manual das músicas escolhidas como carro-chefe de discos.

O vídeo traz não apenas qualidade inquestionável, mas apresenta um Ozzy Osbourne com um visual completamente repaginado. É nada menos que um Ozzy versão Anos 1990 com cara limpa, mais magro e mais saudável do que as apresentadas nos Anos 1980, quando ele passava a impressão de estar detonado e com uma imagem de “quase fim carreira”.

A surpresa do clipe é, portanto, não apenas a quantidade de lágrimas derramadas pela garota, mas o grande retorno de Ozzy. Não por acaso, o clipe era um dos campeões de audiência num momento importante da MTV em todo o planeta.

O sucesso avassalador da faixa-título foi fundamental para emplacar o álbum. Com o jogo ganho, bastou mais um clipe marcante para a balada “Mama, I’m Coming Home” para apenas colher os frutos com a venda gigantesca de discos.

De quebra, “I Don’t Want to Change the World” ainda ganharia um Grammy em 1994, de Melhor Performance de Metal, referente ao disco ao vivo “Live & Loud”, de Ozzy, de 1993.

Com ótima recepção de crítica e público, o álbum “No More Tears” entrou para a história da carreira de Ozzy Osbourne e, para muitos, está entre os três mais importantes da carreira solo do cantor, ao lado do disco de estreia “Blizzard Of Ozz”, de 1980, e de “Diary of a Madman”, de 1981.

Após “No More Tears”, Ozzy engataria uma nova fase de sucesso musical, gravaria outros bons discos, viraria estrela de reality show da MTV na década seguinte, retornaria aos vocais do Black Sabbath até a turnê de despedida do grupo e permaneceria no topo da música mesmo em momentos de complicação de seu estado de saúde.

Para festejar os 30 anos de “No More Tears”, o Roque Reverso descolou clipes e vídeos no YouTube. Fique inicialmente, claro, com o de “No More Tears”. Depois, veja os de “Mama, I’m Coming Home”, “Mr. Tinkertrain” e de “Road to Nowhere”. Para fechar, fique com o vídeo ao vivo de “I Don’t Want to Change the World”. Se quiser ouvir o disco na íntegra, vá para o último vídeo e deixe rolar a playlist.

30 anos do álbum ‘No More Tears’, que marcou novo renascimento na carreira de Ozzy Osbourne


0 Responses to “30 anos do álbum ‘No More Tears’, que marcou novo renascimento na carreira de Ozzy Osbourne”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário (para isso, insira seu endereço de e-mail e o nome)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso site em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 102 outros seguidores

setembro 2021
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Bandas, estilos, festivais, etc

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

Categorias

Follow Roque Reverso << on WordPress.com

%d blogueiros gostam disto: