13
jun
17

Com Sepultura, 40 anos do punk e nomes clássicos, Festival In-Edit Brasil traz grandes documentários sobre o rock

In-Edit Brasil 2017 - Cartaz de DivulgaçãoO rock nacional pode estar cada vez mais esquecido pela grande mídia, mas enquanto existir gente apaixonada pelo estilo, a chama roqueira jamais será apagada. Esta constatação fica bem fácil de ser atingida com a programação da 9ª edição do Festival Internacional do Documentário Musical, o In-Edit Brasil. Aqui, o estilo que é a razão da existência deste Roque Reverso está bem representado e com diversos temas interessantes.

O evento, que reúne 60 documentários, representando 18 países, estará aberto ao público entre os dias 14 e 25 de junho na cidade de São Paulo. Nesta terça-feira, 13 de junho, a abertura oficial para convidados foi realizada no Cine Bristol e trouxe o novíssimo documentário “Sepultura Endurance”, que terá uma sessão especial para o público no dia 19, no Cine Sesc.

Além do Cine Sesc, os locais do evento em 2017 são o Spcine Olido, o Spcine Lima Barreto (Centro Cultural São Paulo), Cine Matilha, Museu da Imagem e do Som (MIS), Cinemateca Brasileira e mais 17 salas do Circuito Spcine em todas as regiões da cidade.

A entrada é gratuita em todas as sessões e atividades do festival, exceto no CineSesc. Lá, o valor é de R$ 12 para a entrada inteira.

Entre os destaques do In-Edit, além do documentário do Sepultura, haverá a celebração de quatro décadas do movimento Punk. O festival apresenta na Mostra 40 Anos de Punk uma seleção de 11 filmes nacionais e internacionais, como “Garotos do Subúrbio”, o primeiro filme de Fernando Meirelles (1983), “Botinada!”, de Gastão Moreira (2006), “Hated: GG Allin & the Murder Junkies”, de Todd Phillips (1993), “Rude Boy”, de  Jack Hazan e David Mingay (1980), “Rough Cut and Ready Dubbed”, de Hasan Shah e Dom Shaw (1982), “The Decline Of Western Civilization”, de Penelope Spheeris (1981) e “The Filth and the Fury”, de Julien Temple (2000).

A comemoração de quatro décadas do movimento também terá como ingrediente um show com a banda Restos de Nada, que volta a se reunir após muitos anos, especialmente para o festival. O grupo tocará no dia 22 de junho na Sala Jardel Filho do Centro Cultural São Paulo.

As homenagens ao punk não param por aí, já que o In-Edit traz de volta ninguém menos que o diretor, músico e DJ Don Letts, um dos maiores nomes da cena punk mundial. Ele é a figura que registrou em seus documentários a ascensão do movimento no final dos anos 70 e influenciou diversos nomes de peso com suas discotecagens de reggae e dub no famoso Club Roxy, em Londres.

O diretor volta ao Brasil para apresentar seu documentário inédito “Two Sevens Clash (Dread Meets Punk Rockers)”, no dia 15 de junho, no CineSesc, e “Punk: Attitude”, de 2005, que mostra imagens raríssimas da época com entrevistas de nomes como Henry Rollins (Black Flag), Brendan Mullen (The Masque Club Owner), Chrissie Hynde (The Pretenders) e shows de New York Dolls, MC5, The Stooges, The Clash, Sex Pistols, Ramones, entre outros.

Don Letts ainda participará de debates com o público nos dias 15, 16 e 17 de junho. Neste último, ele estará ao lado de Gastão Moreira, figura carimbada do rock nacional e que entende muito do riscado.

Além de homenagear os 40 anos do punk, o In-Edit trará os tradicionais Panorama Mundial e Panorama Brasileiro. Assim, os fãs poderão aprender e se informar sobre o que foi filmado de novo tanto lá fora como em território brasileiro.

O Panorama Mundial deste ano apresenta 20 títulos de produções recentes vindos de diversos países, como Letônia, Noruega, Eslovênia, Espanha, EUA, Austrália, Suécia, Alemanha, Suíça, Reino Unido, Alemanha, Mali, França, Suíça, Israel, Canadá, Sérvia, Japão. Entre eles, no rock, podem ser destacados o filme “Gimme Danger”, de Jim Jarmusch, sobre a banda The Stooges; e a gravação do disco “Skeleton Tree”, de Nick Cave, “One More Time With Feeling” (apresentado em branco e preto e em 3D).

Entre esses títulos, se quiser um cenário mais abrangente e que não se restringe apenas ao rock, o fã de música poderá ter a história do assassinato do trompetista Lee Morgan em “I Called Him Morgan”; a dupla Blade & Beard que faz parte da cena clandestina de música eletrônica no Irã em “Raving Iran”; o guitarrista Bill Frisell em “Bill Frisell: a portrait”; a banda Unlocking The Truth em “Breaking a Monster”; a história de Bill Drummond, fundador da banda KLF e responsável por queimar 1 milhão de libras esterlinas em notas em “Imagine waking up tomorrow and all music disappeared”, a influência dos nativos na música americana destacando artistas como Charlie Patton, Link Wray e Jimi Hendrix em “Rumble: The Indians Who Rocked The World”; o registro de dezenas de músicos de jazz de Nova York pelo fotógrafo W. Eugene Smith em “The Jazz Loft According To W. Eugene Smith”, entre outros.

Quanto ao Panorama Brasileiro, o In-Edit pretende apresentar o melhor da safra nacional com diversos títulos recentes, entre longas e curtas metragens. Alguns dos destaques são “Serguei, o Último Psicodélico”, de Ching Lee, Zahy Tata Pur’gte, que traz depoimentos de gente que acompanhou as frenéticas aventuras de um dos maiores símbolos do rock brasileiro; e “Sotaque Elétrico”, de Caio Jobim e Pablo Francischelli, que analisam a evolução da guitarra elétrica no Brasil. Há também o filme “Perdido em Júpiter”, dirigido por Deo, que fez uma colagem construída de Júpiter Maçã através de vídeos encontrados em internet.

O In-Edit Brasil promove ainda em 2017 a Mostra “Meio Século de Tropicalismo”, com os filmes filmes “Loki – Arnaldo Baptista”, de Paulo Henrique Fontenelle, “Os Doces Bárbaros”, de Jom Tob Azulay, “Tropicália”, de Marcelo Machado, e “Rogério Duarte – O Tropikaoslista”, de José Walter Lima, debates coordenados pelo jornalista Marcus Preto e apresentações musicais com Blubel, a banda Black Tie, Péricles Cavalcanti e Leo Cavalcanti.

Já na Mostra Canal Brasil, o documentário “A Plebe é Rude”, de Diego da Costa e Hiro Ishikawa (Inédito no Cinema), sobre a banda Plebe Rude que surgiu no final dos anos 1970 com um som poderoso e letras sofisticadas, “82 minutos”, de Nelson Hoineff, e “Sem Dentes. Banguela Records e a Turma de 1994”, de Ricardo Alexandre.

O In-Edit Brasil é uma realização da In Brasil Cultural, Secretaria da Cultura, Governo do Estado de São Paulo e Sesc-SP. O evento tem o patrocínio de Riachuelo e Petrobras/Governo Federal e copatrocínio da Spcine e Prefeitura de São Paulo. E acontece com recursos captados através do Programa de Apoio à Cultura (ProAC).

A programação completa do In-Edit Brasil pode ser conferida no site http://www.in-edit-brasil.com.

Quem quiser baixar o aguardado e bem elaborado livreto em PDF do evento, basta clicar aqui no seguinte endereço: http://bit.ly/pdfdoinedit2017

Anúncios

0 Responses to “Com Sepultura, 40 anos do punk e nomes clássicos, Festival In-Edit Brasil traz grandes documentários sobre o rock”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário (para isso, insira seu endereço de e-mail e o nome)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Siga o Roque Reverso no Instagram!!!

Documentário 'Sepultura Endurance' teve sua estreia geral ao público no dia 15 de junho e tem neste dia 19 exibição marcada para o Cine SESC, em São Paulo, pelo In-Edit Brasil, às 21h30.
Veja a resenha do Roque Reverso aqui:
https://roquereverso.com/2017/06/15/documentario-sepultura-endurance-mostra-saga-da-banda-brasileira-e-resistencia-apos-separacao-historica/
#roquereverso #sepultura #ineditbrasil #sepulturaendurance #cinesesc Já viu os preços para o show do U2 em São Paulo?
Veja os detalhes no texto do Roque Reverso aqui:
https://roquereverso.com/2017/06/08/ingressos-de-pista-comum-para-show-do-u2-em-sp-da-turne-de-30-anos-do-the-joshua-tree-custam-r-500/
#roquereverso #u2 #estadiodomorumbi #u2thejoshuatree2017 O "Sgt. Peppers" fez 50 anos e o Roque Reverso fez uma resenha bacana.
Confira aqui:
https://roquereverso.com/2017/05/30/50-anos-do-disco-sgt-peppers-lonely-hearts-club-band-um-dos-maiores-da-historia-e-simbolo-de-uma-geracao/
#roquereverso #beatles #paulmccartney #ringostarr #johnlennon #georgeharrison Nosso texto sobre a enorme perda de Kid Vinil:
https://roquereverso.com/2017/05/19/rock-nacional-de-luto-com-a-morte-de-kid-vinil-um-dos-maiores-embaixadores-do-estilo-no-pais/
Foto: Divulgação Facebook
#roquereverso #kidvinil Nosso texto sobre a enorme perda de Chris Cornell:
https://roquereverso.com/2017/05/18/rock-chora-a-morte-de-chris-cornell-vocalista-do-soundgarden-e-do-audioslave/
Foto: Divulgação Facebook
#roquereverso #chriscornell #soundgarden #audioslave Resenha do Roque Reverso sobre o grande show do Prophets of Rage no Maximus Festival!!!
https://roquereverso.com/2017/05/16/com-fora-temer-e-show-variado-no-maximus-festival-prophets-of-rage-mantem-legado-do-rage-against/
#roquereverso #maximusfestival #prophetsofrage #tomorello

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso blog em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 87 outros seguidores

junho 2017
D S T Q Q S S
« maio    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Categorias

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

Estatísticas

  • 526,136 hits
SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE


%d blogueiros gostam disto: