11
out
16

20 anos sem Renato Russo, voz que faz falta nos tempos atuais de trevas

Renato Russo - Foto: DivulgaçãoMuito já deve ter sido dito durante este 11 de outubro de 2016, quando foram completados 20 anos da morte de Renato Russo. Um sentimento, porém, deve ser praticamente unânime: a falta que a voz e a mente do eterno vocalista do grupo Legião Urbana fazem nos tempos atuais de trevas do Brasil.

Depois de um processo traumático de impeachment de uma presidente fraca politicamente promovido por um parlamento afundado em acusações e processos diversos de corrupção e outros delitos – tudo isso amparado por uma maioria conservadora da população manipulada sobretudo por uma emissora de televisão que tem contas a acertar com a história -, o País se depara com um colossal retrocesso em praticamente todas as áreas.

Renato Russo, pensador muito à frente de seu tempo, já criticava, nos Anos 80 e 90, o surgimento de grupos conservadores que, pouco depois da volta da democracia no País, pediam a volta do militarismo.

Dentro do rock, não poupava, por exemplo, os skinheads, taxando-os de “babaquinhas”, “sexistas”, “intolerantes” e “idiotas”, conforme vídeos que até hoje podem ser vistos na internet.

Em suas letras, Renato Russo sempre criticou os atrasos e absurdos de um País que, pelo menos até a metade dos Anos 90, tinha como motivos maiores de orgulho internacional o futebol e o samba. Morto em 1996, ele chegou a pegar algum período de mudanças, especialmente na área econômica, nos governos Itamar Franco e Fernando Henrique Cardozo, mas perdeu totalmente os ganhos sociais que foram vistos durante o governo Luiz Inácio Lula da Silva e que fizeram o Brasil ser motivo de outras manchetes positivas além da música e do esporte.

“Que País É Este”, música do Legião Urbana tocada em várias campanhas e protestos reacionários, deixaria Renato Russo completamente transtornado, se ele olhasse alguma manifestação popular, por exemplo, em frente à Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), mesma entidade que apoiou o golpe militar de 1964 que ele tanto achava repugnante.

“Veraneio Vascaína”, que foi sucesso com o Capital Inicial, mas que tem Renato Russo entre os compositores, está mais atual do que nunca, dada a postura truculenta das polícias militares brasileiras e dada a inacreditável notícia recente de absolvição dos policias que massacraram 111 detentos do Carandiru em 1992.

“Vamos celebrar a estupidez humana/A estupidez de todas as nações/O meu país e sua corja de assassinos/
Covardes, estupradores e ladrões/Vamos celebrar a estupidez do povo/Nossa polícia e televisão/Vamos celebrar nosso governo/E nosso Estado, que não é nação/Celebrar a juventude sem escola/As crianças mortas/Celebrar nossa desunião.”

Estes versos iniciais de “Perfeição”, do Legião Urbana, também parece cair como uma luva, assim como “Teatro dos Vampiros”: “Vamos sair/Mas não temos mais dinheiro/Os meus amigos todos estão/Procurando emprego/Voltamos a viver/Como há dez anos atrás/E a cada hora que passa envelhecemos dez semanas.”

Muitos podem levantar a dúvida se Renato, mais velho, poderia ter se transformado em rockeiro reaça, como alguns conhecidos atualmente que deixaram a mente ficar mais antiga do que o próprio corpo. Mas, contestador e representante de minorias, como sempre foi, o músico dificilmente embarcaria no momento conservador que não é exclusividade do Brasil.

Poderiam também levantar a hipótese de Renato Russo ser tachado de “petralha”, “mortadela”, “comunista” ou aproveitador da Lei Rouanet, como até Chico Buarque chegou a ser acusado, em função das suas crenças políticas.

Se, na década de 80, o mundo tinha Ronald Reagan e Margaret Thatcher, neste período do Século XXI tem uma ameaça chamada Donald Trump e outros nomes espalhados na Europa e em outros continentes.

O fato é que Renato Russo faz falta não apenas para o combalido rock brasileiro como para seu próprio País. Sem sua presença, resta aos fãs e demais brasileiros atentos ao atual momento recorrerem às letras e músicas do Legião Urbana para amenizar suas perdas.

Para relembrar esta grande figura da música brasileira, o Roque Reverso descolou vídeos com a marca do músico e letrista. Fique inicialmente com o clipe oficial de “Que País É Esse”. Depois fique com o Capital Inicial em clipe gravado mais recentemente para “Veraneio Vascaína”. Na sequência, fique com os clipes de “Perfeição”, “Teatro dos Vampiros” e o hino de uma geração: “Tempo Perdido”.

Anúncios

5 Responses to “20 anos sem Renato Russo, voz que faz falta nos tempos atuais de trevas”


  1. 1 Roberto Santos
    12 de outubro de 2016 às 02:30

    Texto escrito com alma, por quem ainda tem a capacidade de se indignar! Mandou bem, Flavio!

    Seria muito bom ouvir o que Renato Russo teria a dizer dos dias de hoje na Terrinha! Assim como seria incrível escutar o que Lennon diria sobre o mundo de hoje se estivesse vivo.

    Gênios desse nível fazem – e sempre farão – muita falta!

  2. 5 Roque Reverso
    12 de outubro de 2016 às 02:39

    Aqui neste vídeo do YouTube, uma entrevista de Renato Russo com muito do que está neste texto:


Deixe um comentário (para isso, insira seu endereço de e-mail e o nome)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso blog em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 88 outros seguidores

outubro 2016
D S T Q Q S S
« set   nov »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Categorias

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

Estatísticas

  • 520,577 hits
SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE


%d blogueiros gostam disto: