Arquivo para agosto \31\UTC 2015

31
ago
15

Slayer divulga a música ‘Cast The First Stone’, que fará parte do novo álbum previsto para 11 de setembro

Tom Araya e Gary Holt - Foto: DivulgaçãoTem mais uma música nova do Slayer rodando pela internet. A faixa da vez é “Cast The First Stone”, que o grupo norte-americano de thrash metal liberou no Soundcloud.

É mais uma música que estará presente no novo álbum “Repentless”, que será lançado no dia 11 de setembro. O disco será o 11° de inéditas do Slayer e o primeiro da banda desde a morte do guitarrista Jeff Hanneman.

“Cast The First Stone” é a quarta faixa liberada pelo grupo. A primeira música foi a rápida “Implode”, lançada em abril de 2014, quando o Slayer prometeu justamente o novo disco para 2015. A segunda foi “When the Stillness Comes”, apresentada em abril de 2015.

A terceira faixa foi a faixa-título “Repentless”, que trouxe a banda novamente bastante rápida e, segundo o guitarrista Kerry King, representou o tributo dele a Jeff Hanneman.

“Cast The First Stone” traz uma levada que lembra bastante as músicas do bom álbum “Diabolus in Musica”, de 1998.

Além de ser o primeiro disco após a morte de Hanneman, “Repentless” também será o primeiro trabalho com guitarrista Gary Holt definitivamente como titular e o primeiro disco desde a saída do grande baterista Dave Lombardo, que foi substituído pelo competente Paul Bostaph.

A produção é de Greg Fidelman e de Terry Date e marcará a estreia do Slayer na gravadora Nuclear Blast. Em 2014, a banda decidiu deixar a American Recordings após 28 anos.

Escute abaixo a nova música do Slayer:

 

29
ago
15

Motörhead libera versão de ‘Sympathy For The Devil’ e clipe de fãs para faixa ‘Thunder & Lightning’

Motörhead - Foto: DivulgaçãoO Motörhead mostrou aos fãs sua versão para o clássico “Sympathy For The Devil”, dos Rolling Stones. De quebra, liberou também no Youtube um clipe com cenas de fãs para a faixa “Thunder & Lightning”.

Ambas as músicas estão presentes no novo álbum do grupo, “Bad Magic” , que foi lançado oficialmente na sexta-feira, dia 28 de agosto.

Para alguns, a versão de “Sympathy For The Devil” veio mais lenta do que se imaginava para uma música gravada pelo Motörhead. Para outros, porém, a banda britânica de heavy metal quis ser um pouco fiel ao clássico dos Stones.

Especificamente em relação ao vídeo de “Thunder & Lightning”, foi uma iniciativa do Motörhead para criar um clipe de fãs para fãs.

Entre julho e agosto de 2015, seguidores do mundo todo da banda encaminharam vídeos, interpretando a faixa “Thunder & Lightning”. Não por acaso, a banda revela o nome de todos eles nos créditos finais do clipe.

“Bad Magic” é o 22º trabalho de estúdio do Motörhead. Sucedeu o disco “Aftershock”, lançado em 2013.

O novo álbum foi gravado em Los Angeles, no estúdio NRG. Contou com a produção de Cameron Webb, que já havia cuidado de “Aftershock” e do disco “The Wörld Is Yours”, lançado em 2010.

O trabalho novo do Motörhead vem num momento complicado da banda, que vem tendo que conviver com os problemas de saúde de seu eterno líder, o baixista e vocalista Lemmy Kilmister.

Em abril, em solo brasileiro, o grupo foi obrigado a cancelar em cima da hora uma super aguardada apresentação no Monsters of Rock de 2015, em São Paulo, por causa de problemas de saúde de Lemmy.

Na sexta-feira, dia 27 de agosto, o Motörhead abandonou um show na cidade de Salt Lake City, nos Estados Unidos, após tocar apenas quatro músicas. De acordo com explicação da banda, Lemmy teve problemas ao respirar o ar rarefeito da cidade, por conta da altitude, e isso foi o motivo do show curto.

Apesar de todos os percalços e de toda a preocupação gerada com Lemmy, o Motörhead aproveita o novo disco para comemorar 40 anos de uma grande carreira. Além do álbum novo saindo do forno, a banda promete uma turnê mundial.

Escute abaixo a versão do Motörhead para “Sympathy For The Devil”:

Veja abaixo também o clipe com os fãs para a música “Thunder & Lightning”:

28
ago
15

Popload Festival anuncia Iggy Pop como atração principal da edição de 2015 em SP

Popload Festival - Cartaz de DivulgaçãoA organização do Popload Festival anunciou nesta sexta-feira, dia 28 de agosto, o nome de Iggy Pop como atração principal do evento que acontecerá em São Paulo. O cantor se apresentará na primeira das duas noites do festival, que acontecerá nos dias 16 e 17 de outubro, no Audio Club.

O outro grande nome do Popload Festival, o Belle and Sebastian, já havia sido anunciado no fim de maio. A banda escocesa voltará ao Brasil pouco tempo depois de lançar o seu mais recente disco: “Girls in Peacetime Want to Dance”.

O Popload Festival chega à terceira edição em 2015. É, na definição dos organizadores, uma espécie de “continuação robusta” do Popload Gig, pocket-festival que se consolidou no calendário indie do País nesta década.

Além de Iggy Pop, outros nomes foram anunciados nesta sexta-feira: a cantora norte-americana Natalie Prass e os brasileiros Emicida, Cidadão Instigado e Barbara Ohana. Eles se juntam ao produtor e DJ norueguês Todd Terje, ao grupo norte-americano Spoon e ao também norueguês Sondre Lerche.

Os ingressos para o Popload Festival podem ser adquiridos pelo site oficial do festival (poploadfestival.com). A entrada avulsa, por dia, em primeiro lote, custa R$ 135,00 (meia) e R$ 270,00 (inteira) para a Pista. Para o Camarote, sai por R$ 240,00 (meia) e R$ 480,00 (inteira).

No caso do dia 17, o primeiro lote de Pista já terminou. No segundo lote, os valores são de R$ 160,00 (meia) e R$ 320,00 (inteira)

Há também a possibilidade de um passaporte válido para os dois dias de evento. O primeiro lote custa R$ 260,00 (meia) e R$ 520,00 (inteira) para a Pista e R$ 360,00 (meia) e R$ 720,00 (inteira) para o Camarote.

26
ago
15

Iron Maiden confirma turnê mundial com novo avião e passagem pelo Brasil em março

Novo avião do Iron Maiden - Foto: ReproduçãoO Iron Maiden confirmou oficialmente que entrará em turnê mundial no primeiro bimestre de 2016. A lendária banda britânica viajará para vários países do globo para divulgar seu novo álbum “The Book Of Souls”, que chegará aos fãs no dia 4 de setembro. Com direito a avião novo pilotado pelo vocalista Bruce Dickinson, o grupo também anunciou que passará pelo Brasil em março.

Os locais exatos dos shows ainda não estão confirmados. O Iron Maiden deixou claro apenas que a turnê começará nos Estados Unidos, em fevereiro, com três shows. O novo avião que será usado é o Boeing 747-400 Jumbo Jet, que tem quase o dobro do tamanho e mais de três vezes o peso do Boeing 757 usando nas tours de 2008 a 2011.

Dickinson, por sinal, está atualmente em treinamento para tirar a licença específica para pilotar este grande jato. O novo avião Ed Force One levará o grupo, equipe e apoio e mais de 12 toneladas de equipamento por mais de 88.500 quilômetros em 35 países.

“Os detalhes exatos de datas e cidades estão sendo finalizados e os anúncios de datas específicas começarão em algumas semanas. Podemos adiantar que a ‘The Book Of Souls World Tour’ vai começar nos EUA com três shows no final de fevereiro, com o Ed Force One voando no início de março, para a América Central, visitando o México, e, a seguir, um muito esperado show em El Salvador e a volta à Costa Rica”, destacou a banda. “O Ed Force One vai depois para a América do Sul para concertos na Argentina, Chile e alguns shows no Brasil antes de voar de volta para os EUA no final de março para 10 outras cidades, cobrindo também o Canadá nas primeiras duas semanas de abril”, complementou.

O novo disco do Iron Maiden foi gravado em Paris, na França, com o produtor de longa data Kevin “Caveman” Shirley no final de 2014. Alguns toques finais foram acrescentados no começo de 2015.

O grupo decidiu atrasar a chegada às lojas de “The Book Of Souls” para que o vocalista Bruce Dickinson, que recentemente se curou de um câncer, tivesse tempo para se recuperar o suficiente
para se juntar às preparações para o lançamento do álbum.

O novo trabalho do Iron Maiden de 11 faixas e um tempo total de 92 minutos. Com isso, será o primeiro disco de estúdio duplo da história da banda.

Décimo sexto álbum da carreira dos ingleses, “The Book Of Souls” sucederá “The Final Frontier”, de 2010, que teve a turnê de divulgação passando pelo Brasil em 2011.

No dia 14 de agosto, o Iron Maiden lançou o clipe da música “Speed of Light”. O vídeo fez uma homenagem a vários games históricos e trouxe o mascote Eddie viajando ao longo do tempo por diversos momentos da carreira do grupo.

25
ago
15

Quarentão, álbum ‘Born to Run’ deu início ao estrelato de Bruce Springsteen

"Born to run" - Reprodução da CapaPor Rafael Franco*

O álbum “Born To Run” completa 40 anos de seu lançamento neste dia 25 de agosto de 2015. Com a faixa-título que foi um dos primeiros grandes sucessos de Bruce Springsteen, o disco começou a pavimentar de forma concreta a consagrada carreira de um dos mais influentes músicos da cultura norte-americana, que conquistou legiões de fãs em todo mundo e se tornou uma referência com seu estilo de cantar, com sua voz quase rouca e levada inconfundíveis para descrever as longas letras de suas músicas, que fugiam do uso do habitual refrão.

Caracterizado por fortes introduções instrumentais no piano, além do sax de Clarence Clemons como marcas registradas de uma então emergente banda que depois se consagraria como a respeitada E Street Band, o “Born to Run” foi considerado por alguns críticos como o principal álbum da discografia de Bruce Springsteen. Em 2003, a revista Rolling Stone chegou a colocá-lo na 18ª colocação em uma lista de 500 melhores discos de todos os tempos eleitos pela prestigiosa publicação.

Terceiro disco de estúdio da carreira de Bruce, o “Born to Run” significou um salto na carreira também pelo fato de ter sido o seu primeiro gravado em um estúdio grande, o Record Plant, em Nova York, onde foi produzido entre 1974 e 1975.

Para completar, trouxe como novidades duas trocas em sua banda de apoio. O tecladista David Sancious e o baterista Vini Lopez, virtuosos nos instrumentos, foram substituídos por Roy Bittan e Max Weinberg, menos chamativos, mas não menos competentes. Eles se juntaram a Clemons, Garry Tallent (baixo) e Danny Federici (órgão).

Como resultado destas trocas e do bom trabalhado realizado pelos produtores Mike Appel e Jon Landau, também cantor, além do próprio Springsteen, que participou diretamente da produção do disco, o que se viu foi um som grande em instrumentalidade, com camadas de guitarra, de eco nos vocais, além de teclados e bateria marcantes, entre outras qualidades, como a gaita tocada por Springsteen.

Para se ter uma ideia da importância que este disco tem para a carreira de Bruce, em 14 de novembro de 2005 começou a ser vendida uma edição especial de aniversário de 30 anos do álbum, que ganhou uma versão remasterizada, além de dois DVDs, sendo um deles contendo um filme que conta como foi a produção do “Born to Run” e o outro trazendo um show.

O quarentão álbum de 1975 é aberto com um dos principais clássicos da carreira de Bruce: “Thunder Road”. Com arranjo primoroso, a música ajudou a alavancar o que viria a se tornar, disparado, o primeiro grande sucesso comercial da carreira do cantor de New Jersey, que então ainda não havia conseguido emplacar com os seus dois primeiros álbuns.

A canção atingiu a terceira posição da Billboard e chegou a ser eleita a 21ª melhor música de todos os tempos pela Rolling Stone.

Com “Thunder Road” e “Born to Run” como carros-chefes, o disco também é fechado em grande estilo com a longa Jungleland, de mais de oito minutos de duração, que contém um lindo solo de sax de Clemons, além do característico piano e guitarra marcantes. “Tenth Avenue Freeze-out”, “Night”, “Backstreets”, “She’s the One” e “Meeting Across The River” são as outras cinco faixas do álbum de apenas oito músicas, todas honestas e bem arranjadas, refletindo o fato de que Bruce conseguiu produzir ali o seu primeiro sólido disco.

Com letras expansivas, que falam muitas vezes em deixar para trás os fracassos do passado e olhar para frente, o disco permitiu também que, pela primeira vez, Springsteen pudesse fazer turnê fora dos Estados Unidos, chegando à Europa, continente no qual conseguiu começar a expandir seus horizontes de forma essencial para o sucesso global de sua carreira.

Carreira que, depois, se consolidaria e atingiria o auge com o consagrado “Born in the USA”, que vendeu mais de 15 milhões de cópias apenas nos Estados Unidos e cujas 12 faixas ele, por muitas vezes, toca em um único show, como aconteceu em sua aparição no Rock in Rio de 2013. Na capital carioca, ele tocou as 12 na mesma ordem do disco.

Para comemorar os 40 anos do clássico, veja vídeos descolados no YouTube das músicas “Born to Run”, “Thunder Road” e “Jungleland”.

*Rafael Franco é jornalista da Agência Estado e amante do bom e velho rock n’ roll
22
ago
15

Ingressos para o Lollapalooza 2016 começam a ser vendidos a partir do dia 2 de setembro

Lollapalooza Brasil - LogoA organização do Lollapalooza já definiu a data de início de venda de ingressos para a edição de 2016. Mesmo sem ter qualquer nome oficialmente anunciado para o festival, o período de comercialização das entradas começará no dia 2 de setembro de 2015.

Será a quinta edição consecutiva do Lollapalooza na cidade de São Paulo e a terceira seguida no Autódromo de Interlagos. O evento de 2016 será realizado nos dias 12 e 13 de março.

O valor dos ingressos para 2016 está mais caro que o da edição de 2015. O primeiro lote do Lolla Pass, válido para 2 dias de festival, custa R$ 660,00 (inteira) e R$ 330,00 (meia-entrada). Para o festival de 2015, o primeiro lote custava R$ 580,00 (inteira) e R$ 290,00 (meia).

O segundo lote do Lolla Pass custará R$ 740,00 (inteira) e R$ 370,00 (meia). O terceiro sairá por R$ 800,00 (inteira) e R$ 400,00 (meia).

As vendas serão feitas no site http://www.ticketsforfun.com.br e em todos os pontos de venda do País. A bilheteria oficial do evento é o Citibank Hall São Paulo.

Os valores para o Lolla Day, que é a entrada para um único dia também já são conhecidos, apesar de ainda não existir uma data de início de vendas divulgada. O primeiro lote custará R$ 380,00 (inteira) e R$ 190,00 (meia). O segundo lote sairá por R$ 420,00 (inteira) e R$ 210,00 (meia). O terceiro lote custará R$ 450,00 (inteira) e R$ 225,00 (meia).

Até o momento não há atrações confirmadas, mas os nomes de Alabama Shakes, Tame Impala, Noel Gallagher e Of Monsters and Men já circularam pela internet extra-oficialmente.

Em 2012, no primeiro de Lollapalooza, a grande atração foi o ótimo show do Foo Fighters. Em 2013, o festival contou com apresentações memoráveis do Queens of The Stone Age e do Pearl Jam. Em 2014, também ficaram marcadas apresentações como as do Soundgarden, New Order e do Arcade Fire.

Em 2015, para quem gosta de rock n’ roll, o festival teve uma menor oferta do estilo que em anos anteriores. Com um grande avanço de atrações dançantes e mais pops, alguns dos melhores shows de rock foram os do lendário Robert Plant e do Smashing Pumpkins.

19
ago
15

Os 70 anos de Ian Gillan, a ‘voz de prata’

Ian Gillan - Foto: DivulgaçãoIan Gillan completa 70 anos neste dia 19 de agosto. Considerada uma das maiores vozes do rock e de toda a música, o vocalista do Deep Purple, apesar de alguns fãs duvidarem, é humano como qualquer um e já convive com a idade mais elevada que atingiu outros companheiros de época.

Gillan entra para o clube dos grandes nomes da música que conseguiram completar os 70 anos, como Paul McCartney, Roger Waters, Mick Jagger, Keith Richards, Eric Clapton e seu eterno desafeto, o ex-companheiro de Purple, o guitarrista Ritche Blackmore.

Nascido em Londres, em 1945, Gillan é neto de um cantor de ópera e, como sua história confirmou, seguiu uma tradição familiar para se transformar no chamado “Silver Voice”, apelido que ganhou pelo poder vocal inacreditável que o consagrou.

Convidado pelo tecladista Jon Lord e por Blackmore para entrar no lugar do então vocalista do Deep Purple, Rod Evans, no fim dos Anos 60, Gillan participou do primeiro álbum do grupo somente em 1970 com o álbum “In Rock”.

O disco também foi o primeiro com a participação do baixista Roger Glover.

Ao lado de Lord, Blackmore, Glover e do baterista Ian Paice, o vocalista pertenceu à fase clássica do Deep Purple com a formação de maior sucesso que jamais será esquecida por quem gosta do grupo. Com eles, gravou discos sensacionais, como “Fireball”, de 1971, e “Machine Head”, de 1972.

Depois do álbum “Who Do We Think We Are”, de 1973, desentendimentos com o guitarrista Blackmore fizeram Gillan deixar o Purple. Na década de 80, ele chegou a participar do Black Sabbath e gravou com a banda o disco “Born Again”, de 1983.

Em 1984, numa reunião histórica do Purple, Gillan gravou o ótimo disco “Perfect Strangers”. Mas, em 1989, voltou a brigar com Blackmore e saiu do grupo novamente.

Um novo retorno aconteceu em 1992 e a gravação do álbum “The Battle Rages On…”, de 1993, marcou o último trabalho com o desafeto Blackmore, que deixou o grupo no mesmo ano.

Desde então, Gillan e o Purple lançaram diversos discos, como o ótimo “Purpendicular”, de 1996. Nas diversas vindas do grupo ao Brasil, foi possível admirar o talento do vocalista, que não era mais o “Silver Voice” dos Anos 70, mas que mantinha uma técnica incrível, mesmo na terceira idade.

Para homenagear os 70 anos de Ian Gillan, o Roque Reverso descolou 3 vídeos no YouTube. Fique inicialmente com o clássico “Highway Star”. Depois veja “Child in Time” num show gravado na Dinamarca em 1972. Para fechar, o clipe de “Trashed”, do Black Sabbath.




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso site em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 101 outros seguidores

agosto 2015
D S T Q Q S S
« jul   set »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Bandas, estilos, festivais, etc

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

Categorias