Arquivo para setembro \30\UTC 2014

30
set
14

The Who divulga música inédita ‘Be Lucky’, que fará parte de coletânea comemorativa de 50 anos

The Who - Foto: DivulgaçãoO The Who liberou para os fãs a faixa “Be Lucky”. A música é a primeira inédita em 8 anos e fará parte da nova coletânea do grupo, intitulada “The Who Hits 50!”, que comemora os 50 anos de carreira da banda britânica.

Na canção inédita, o vocalista Roger Daltrey e o guitarrista Pete Townshend são acompanhados pelo baterista Zak Starkey, pelo baixista Pino Pallodino, e pelo tecladista Mick Talbot.

“Be Lucky” foi produzida por Dave Eringa, que é conhecido pelo trabalho com a banda Manic Street Preachers, Wilko Johnson e com a carreira solo de Daltrey.

De acordo com o The Who, a arrecadação com direitos autorais da nova canção deverá ser doada para a instituição de caridade Teen Cancer America, criada por Daltrey e Townshend.

A coletânea dupla “Who Hits 50!” será lançada no dia 3 de novembro. Ela será comercializada pouco antes da turnê de aniversário do grupo começar no Reino Unido.

A parte britânica desta turnê terá início no dia 30 de novembro, em Glasgow, na Escócia, e terminará em 18 de dezembro, em Londres.

Ouça a nova faixa do The Who:

29
set
14

Ira! reencontra SP e faz show repleto de hits em noite memorável no Audio Club

Ira! no Audio Club - Foto: Flavio LeonelO Ira! fez um show memorável no dia 27 de setembro em São Paulo no Audio Club. Numa casa completamente lotada para ver o vocalista Nasi e o guitarrista Edgard Scandurra juntos novamente, a banda reencontrou o público com quem mais tem sintonia, o paulistano, e se sentiu em casa.

Não foi a primeira vez desde o fim da briga entre os membros principais, já que isso havia acontecido na Virada Cultural de 2014, mas havia muita ansiedade em relação à apresentação na Audio Club porque a banda tocaria um repertório escolhido pelos fãs numa promoção da 89FM.

A estratégia, já vista esse ano em São Paulo, por exemplo, no show do Metallica, é garantia de uma penca de hits. Mas gera também a possibilidade dos grupos tocarem aquela música não executada há algum tempo ou praticamente não tocada pelos artistas.

Além do Ira!, o evento no Audio Club contou com bandas de abertura: o Vespas Mandarinas e o Nem Liminha Ouviu, grupo liderado por Tatola Godas, DJ histórico da 89FM que já participou, entre outros, do grande Não Religião.

Os ingressos estavam esgotados, mas, poucas horas antes da apresentação do Ira!, surgiu um lote salvador de última hora para os poucos sortudos fãs que passavam pelas redondezas da Avenida Francisco Matarazzo. Este detalhe foi providencial para a entrada deste jornalista que vos escreve na casa de shows.

A casa e a festa

O Audio Club é um espaço novo de shows em São Paulo. Com capacidade para 3 mil pessoas, é uma das boas opções recentes para apresentações médias na cidade. Situado bastante próximo do Espaço das Américas e do Villa Country (casa de música sertaneja), o local já integra um dos maiores pontos de eventos paulistanos e deve ganhar companhia muito em breve do gigante Allianz Parque, novo estádio do Palmeiras e já considerado uma das maiores arenas das Américas antes mesmo da inauguração.

A entrada do Audio Club chega a assustar os mais criteriosos em relação à segurança, já que o corredor é relativamente estreito e chega a gerar dúvidas em caso de tumulto. Dentro da casa de shows, no entanto, o temor diminuiu, pois há um grande número de saídas de emergência espalhadas por vários cantos.

Quem entrou na casa já durante a apresentação do Vespas Mandarinas viu que o espaço já estava completamente lotado e que transitar por lá era bastante difícil. Outro detalhe que chamou a atenção dos experientes em casas de show foi a liberação das latinhas de cerveja, caso que não é visto em locais, como o HSBC Brasil e o Citibank Hall, onde copos de plástico são fornecidos. Um ponto bastante positivo foi a rapidez para a compra de fichas e o atendimento dos balconistas.

O clima da noite era de uma verdadeira festa dos Anos 80. À frente do Nem Liminha Ouviu, o vocalista Tatola tocou, além de músicas próprias, alguns hits do rock nacional, como “Até Quando Esperar”, da Plebe Rude, “Pátria Amada”, dos Inocentes, e “Surfista Calhorda”, dos Replicantes.

Terminada a apresentação do Nem Liminha Ouviu, o público foi presenteado com hits gringos dos Anos 80, enquanto era montado o palco do Ira! e eram feitos ajustes nos instrumentos. O som que rolava nas caixas levava as pessoas a um “túnel do tempo” com várias músicas boas do Anos 80 e 90, com Siouxsie and the Banshees, New Order, Midnight Oil, entre outras pérolas!

O show do Ira!

Já era de madrugada do dia 28 quando o Ira! subiu ao palco. Com a clássica faixa “Longe de Tudo”, do disco de estreia “Mudança de Comportamento”, de 1985, a banda fez o público vibrar logo de cara e emendou uma série de hits escolhidos pelos fãs.

Foi com “Dias de Luta”, porém, que o Audio Club contou com seu primeiro momento de catarse coletiva. Depois de entoar o já tradicional canto que virou praticamente uma introdução da música ao vivo, o público quase ofuscou a voz de Nasi e praticamente toda a letra da canção do disco “Vivendo e Não Aprendendo” (1986) foi seguida por todos os presentes.

Os hits eram tocados um atrás do outro, mas havia espaço para faixas menos badaladas e boas, como “Rubro Zorro”, do elogiado e conceitual álbum “Psicoacústica”, de 1988, “Entre Seus Rins”, do álbum de mesmo nome lançado em 2001, e “Arrastão”, do disco “Música Calma para Pessoas Nervosas”, de 1993.

Houve espaço também para o Ira! encaixar durante o repertório a música nova “ABCD”, que agradou bastante. Mas o público vibrava num nível mais intenso quando era executada a dobradinha de álbuns “Mudança de Comportamento” e “Vivendo e Não Aprendendo”.  “Flores em Você”, “Gritos na Multidão” e  “Quinze Anos (Vivendo E Não Aprendendo)” , do segundo disco, foram só alguns exemplos.

Um outro momento e vibração no qual os fãs cantaram a plenos pulmões foi quando o Ira! tocou “Eu Quero Sempre Mais”, que originalmente é do disco “7”, de 1996, mas que fez um sucesso estrondoso no CD/DVD “Acústico MTV”, de 2004, com a cantora Pitty como ilustre convidada. No Audio Club, a jovem e talentosa artista não estava presente, mas o público cantou a música quase que na íntegra, já que Nasi viu que aquele era o belo momento para só ouvir as milhares de vozes. Emocionante!

Ira! no Audio Club - Foto: Divulgação/AudioIra! no Audio Club - Foto: Divulgação/AudioIra! no Audio Club - Foto: Divulgação/AudioIra! no Audio Club - Foto: Divulgação/AudioIra! no Audio Club - Foto: Divulgação/AudioIra! no Audio Club - Foto: Divulgação/Audio

A primeira parte do show foi encerrada com dois megaclássicos da banda: “Envelheço na Cidade” e “Núcleo Base”. E precisa dizer que a casa quase veio abaixo com essas músicas?

Vale lembrar que, atualmente, os outros dois membros da formação clássica do Ira! não estão com o grupo. André Jung (bateria) e Ricardo Gaspa (baixo) deram lugar a Daniel Rocha (baixo) e Evaristo Pádua (bateria) e o grupo passou a contar também com Johnny Boy nos teclados e no violão.

Os três novos integrantes mostraram um perfeito entrosamento, tanto nos sucessos mais antigos como nos mais recentes. Ironicamente, pequenos erros em alguns momentos do show foram cometidos pelo melhor guitarrista do Brasil: Edgard Scandurra. Parecia, no entanto, algo gerado muito mais pela empolgação do excelente músico com aquele grande momento do que por qualquer outra coisa.

No finalzinho de “Envelheço na Cidade”, numa daquelas demonstrações de virtuosismo de Scandurra, houve pequena confusão entre o solo e o refrão dele com Nasi. Naquele momento, foi engraçada a cara que o vocalista fez para o empolgado Edgar, bem no estilo “que porra é essa!?”. O clima atual dos dois é novamente tão bom que tudo ficou do lado do bom humor e da curtição daquele momento.

Depois de uma pausa para o descanso, o Ira! retornou ao palco para um bis extenso, como se quisesse presentear os fãs ainda mais. Músicas, como “Bebendo Vinho”, a aguardadíssima “Pobre Paulista” e as não menos antigas “Nas Ruas” e “Mudança de Comportamento” ampliaram a satisfação dos público, que já via o grupo tocar faixas que nem haviam sido votadas no set list original divulgado pela 89FM.

Num dos bons exemplos da noite, nada menos que “Foxy Lady”, de Jimi Hendrix, foi a última faixa executada da noite. Demonstrando o motivo de ainda ser considerada uma das grandes bandas da história do rock brasileiro, o Ira! executou a música com maestria, com Scandurra deixando muita gente de boca aberta com sua sensacional exibição com a guitarra.

Fim de show e o saldo da noite e da madrugada era dos mais positivos. No período que o Ira! esteve parado e que as brigas da banda chegaram aos jornais, o Roque Reverso chegou a lamentar a falta que o grupo fazia na data de 25 de janeiro, já que um aniversário da cidade de São Paulo sem a banda gerava um enorme sentimento de ausência. Agora, com o retorno do conjunto musical, um dos maiores representantes da música da capital paulista está de volta para proporcionar momentos memoráveis como este.

Para relembrar o grande show do Ira! no Audio Club, o Roque Reverso descolou vídeos amadores no YouTube. Fique inicialmente com “Longe de Tudo”, na abertura da apresentação. Na sequência, fique com “Dias de Luta” e “Eu Quero Sempre Mais”, filmado por nós com um modestíssimo smartphone. Para fechar, assista ao vídeo de “Envelheço na Cidade”. Vida longa ao Ira!

Set list

Longe de Tudo
Flerte Fatal
É Assim Que Me Querem
Dias de Luta
Tarde Vazia
No Universo dos Seus Olhos
Flores em Você
Gritos na Multidão
ABCD
Entre Seus Rins
Vida Passageira
Rubro Zorro
Quinze Anos
Eu Quero Sempre Mais
Manhãs de Domingo
Arrastão
Train In vain
Envelheço na Cidade
Núcleo Base

O Girassol
Bebendo Vinho
Pobre Paulista
Nas Ruas
Mudança de Comportamento
Foxy Lady

28
set
14

Rock in Rio de 2015 já tem datas definidas no Brasil, mas ainda não tem nada de rock

Rock in Rio - Reprodução do Logo de 30 AnosA organização do Rock in Rio já definiu as datas da edição que acontecerá no Brasil em 2015. De acordo com os produtores, o evento, que comemorá os 30 anos do festival, será realizado no Rio de Janeiro em setembro, nos dias 18, 19, 20, 24, 25, 26 e 27.

O leitor mais atento observará que são, mais uma vez, dois fins de semana, sendo que um deles, terá uma quinta-feira atrelada para atrapalhar a vida daqueles que não moram na capital fluminense.

Em 2013, a organização usou a quinta-feira justamente para reunir bandas de heavy metal e isso prejudicou os planos de muita gente que gostaria, por exemplo, de ver o Metallica.

Como o público do heavy metal é historicamente fiel e costuma enfrentar os maiores desafios para ver os grupos preferidos, não seria surpresa se a quinta-feira novamente concentrasse as bandas do gênero.

A despeito dessas suposições, ainda não há nada de rock anunciado para a edição brasileira de 2015. Na sexta-feira, dia 26, o Rock in Rio fez um verdadeiro alarde nas redes sociais para dizer que seriam confirmados nomes de algumas atrações.

O que se viu, no entanto, foram dois nomes que nada tem a ver com o rock: a cantora pop Kate Perry e o artista John Legend, do estilo R&B.

Enquanto a edição brasileira ainda não tem nada de rock, o festival que acontecerá em maio nos Estados Unidos contará com alguns nomes de peso, como o Metallica, o Linkin Park , o No Doubt e o Deftones. Será a primeira vez que o festival será realizado na América do Norte. Serão quatro dias de shows (8, 9, 15 e 16 de maio).

A edição norte-americana terá um fim de semana com o perfil mais pop e outro mais rock. A Cidade do Rock que será erguida na Strip, um dos principais endereços de Vegas, terá , aproximadamente, 162 mil m². A capacidade é 85 mil fãs de música por dia.

27
set
14

Set list, fotos e vídeos do show do Queens of The Stone Age em SP

QoTSA em SP - Foto: Divulgação/Midiorama/ Marcos Hermes/Move Concerts O Queens of The Stone Age passou por São Paulo no dia 25 de setembro e tocou para um público estimado de 8 mil pessoas no Espaço das Américas.

Com ingressos totalmente esgotados dois meses antes da apresentação, a banda norte-americana fez, para muitos dos veículos especializados presentes, um dos maiores shows do ano na capital paulista.

O evento era aguardadíssimo entre o público amante do bom e velho rock n’ roll, ainda mais porque seria a primeira aparição do QoTSA sozinho no Brasil, já que, nas outras vezes, a vinda foi em festivais.

Antes do show no Espaço das Américas, o grupo tocou no Rock in Rio em 2001; no SWU em 2010; e no Lollapalooza em 2013.

Em todas essas passagens, foi elogiado por crítica e público.

Para dar uma pitada a mais de necessidade para ir à apresentação em São Paulo, a banda trouxe a turnê de divulgação de seu mais recente álbum, “…Like Clockwork”, lançado no ano passado.

No repertório apresentado, nada menos que 21 músicas executadas. Para começar, uma raridade em terras brasileiras: “You Think I Ain’t Worth a Dollar, but I Feel Like a Millionaire”, uma das faixas mais pesadas da banda.

Também não ficaram de fora os hits “No One Knows”, “Go With the Flow”, “A Song for the Dead”, “Sick, Sick, Sick”, “Little Sister”, “Do It Again”, “Monsters in the Parasol”, “Feel Good Hit of the Summer” e a balada “Make It Wit Chu”.

QoTSA em SP - Foto: Divulgação/Midiorama/ Marcos Hermes/Move Concerts QoTSA em SP - Foto: Divulgação/Midiorama/ Marcos Hermes/Move Concerts QoTSA em SP - Foto: Divulgação/Midiorama/ Marcos Hermes/Move Concerts QoTSA em SP - Foto: Divulgação/Midiorama/ Marcos Hermes/Move Concerts QoTSA em SP - Foto: Divulgação/Midiorama/ Marcos Hermes/Move Concerts QoTSA em SP - Foto: Divulgação/Midiorama/ Marcos Hermes/Move Concerts

Entre as críticas do público, o ar-condicionado que parece não ter dado conta da quantidade de fãs presentes e a ausência dos telões laterais. Este último problema, segundo informações de veículos de imprensa, foi um pedido da própria banda.

Depois da passagem por São Paulo no dia 25 e, em Porto Alegre, no dia 27, o QoTSA tem shows agendados no dia 30 de setembro em Montevidéu, no Uruguai; no dia 2 de outubro em Buenos Aires (Argentina); no dia 5 em Santiago (Chile); e no dia 7 em Bogotá (Colômbia).

Para relembrar a apresentação na capital paulista, o Roque Reverso descolou vídeos no YouTube. Fique inicialmente com “No One Knows”. Depois, veja o vídeo de “If I Had a Tail”. Para fechar, fique com “Do It Again” e “A Song for the Dead”. Se quiser ver o show quase que na íntegra, há aqui esta possibilidade.

Set list

You Think I Ain’t Worth a Dollar, but I Feel Like a Millionaire
No One Knows
My God Is the Sun
Smooth Sailing
Monsters in the Parasol
I’m Designer
I Sat by the Ocean
…Like Clockwork
Feel Good Hit of the Summer / Never Let Me Down Again (Depeche Mode)
The Lost Art of Keeping a Secret
If I Had a Tail
Little Sister
Fairweather Friends
Make It Wit Chu
I Appear Missing
Sick, Sick, Sick
Mexicola
Go With the Flow

The Vampyre of Time and Memory
Do It Again
A Song for the Dead

26
set
14

Divulgados os preços e os locais dos shows do Foo Fighters no Brasil em janeiro

Foo Fighters - Cartaz da Turnê pela América do Sul em 2015 - ReproduçãoDepois da confirmação da volta do Foo Fighters ao Brasil em janeiro de 2015, a Time For Fun divulgou os locais exatos e os preços dos ingressos para os shows que acontecerão em quatro capitais do País.

A banda norte-americana iniciará a passagem pelo Brasil no dia 21 de janeiro em Porto Alegre, no Estacionamento da Fiergs. Depois, tocará em São Paulo no dia 23, no Estádio do Morumbi. Na sequência, chegará ao Rio de Janeiro no dia 25 para tocar no Estádio do Maracanã. O fim da turnê em território nacional será no dia 28 em Belo Horizonte, no Mega Space.

Vale lembrar que antes da capital gaúcha, o Foo Fighters estará em Santiago, no Chile, no dia 15 de janeiro, e também em Buenos Aires, na Argentina, no dia 18.

Depois de Belo Horizonte, o grupo passará por Bogotá, na Colômbia, no dia 31 de janeiro, encerrando a viagem pela América do Sul.

A pré-venda exclusiva para fãs acontece de 28 de setembro (meio-dia) a 30 de setembro (meio-dia). A banda disponibilizou um link no qual os fãs receberão informações sobre esta pré-venda: http://smarturl.it/ff-southamerica

Para os shows de São Paulo e Belo Horizonte, os ingressos estarão disponíveis a partir de 1 de outubro pela internet (www.ticketsforfun.com.br); nas bilheterias oficiais (Citibank Hall, em São Paulo; e Chevrolet Hall, em Belo Horizonte) e nos pontos de venda espalhados pelo País.

Já para os shows de Porto Alegre e Rio de Janeiro, as entradas poderão ser adquiridos a partir de 2 de outubro pela internet (www.ticketsforfun.com.br); nas bilheterias oficiais (Loja Multisom, em Porto Alegre; e Citibank Hall, no Rio de Janeiro) e nos pontos de venda espalhados pelo País.

Os valores praticados estão cada vez mais absurdos. Chegam, por exemplo, ao nível máximo de R$ 640,00 em São Paulo e a R$ 600,00 no Rio e em Belo Horizonte. Mas há opções um pouco mais “acessíveis”.

Em Porto Alegre, as entradas inteiras para a Pista Comum saem por R$ 220,00 e para a Pista Premium (Verde e Amarela) saem por R$ 450,00. Em Belo Horizonte, os ingressos para os mesmos setores custam R$ 300,00 e R$ 600,00, respectivamente.

No Rio e em São Paulo, há inúmeros setores e preços nos estádios escolhidos. Na capital fluminense, o valor para a Pista Comum é de R$ 300,00. Os ingressos para a Cadeira Maracanã Mais e para a Cadeira Lounge Leste saem por R$ 500,00, enquanto as entradas para as Cadeiras Inferiores Leste e Oeste custam R$ 400,00. Para a Cadeira Superior Leste, o valor é de R$ 350,00. Para a Cadeira Inferior Sul e para a Cadeira Superior 2 Sul, saem por R$ 280,00. A Cadeira Superior Nível 5 tem ingresso custando R$ 200,00. A Pista Premium (Verde e Amarela) sai pelo valor de R$ 600,00.

Na capital paulista, o valor para a Pista Comum é de R$ 320,00. O ingresso de Arquibancada 1, 3 e 4 sai por R$ 220,00, enquanto a Arquibancada 2 custa R$ 200,00. Para as Cadeiras Superiores 1, 2 e 3, o valor é de R$ 400,00. Para as Inferiores A e B, saem por R$ 350,00. A Pista Premium (Verde e Amarela) sai pelo salgado valor de R$ 640,00.

Os fãs que assistirem à volta do Foo Fighters à América do Sul serão privilegiados. Tudo porque a banda já virá por aqui após o lançamento do disco novo, previsto para o dia 10 de novembro de 2014.

O nome do álbum é “Sonic Highways”, oitavo álbum da carreira do grupo e que sucederá o ótimo e premiado “Wasting Light”, de 2o11.

Os brasileiros costumam ter sorte para presenciar grandes momentos do Foo Fighters. Nas duas vindas da banda ao País, os shows foram memoráveis.

A primeira vez foi em 2001, quando os norte-americanos fizeram um dos melhores shows do Rock in Rio. A segunda foi em 2012, quando a cidade de São Paulo recebeu a banda como atração principal do festival Lollapalooza.

25
set
14

Metallica lançará todos os shows de 2014 em CD e música ‘Lords of Summer’ em vinil

Metallica CDs da Turnê "By Request" - ReproduçãoO Metallica anunciou que lançará todos os shows realizados em 2014 em formato de CD. A iniciativa é uma comemoração aos 10 anos do site LiveMetallica, que comecializa há 1 década as faixas das apresentações da banda logo após o término dos eventos.

Segundo o Metallica, apesar do sucesso das músicas no modelo virtual, sempre houve uma quantidade de fãs que sentia a falta do tradicional formato em CD.

O grupo pretende lançar três shows por semana, sempre às segundas-feiras, na ordem da turnê “By Request”.

Com isso, as três primeiras apresentações contempladas em CD são as de Bogotá (Colômbia), Quito (Equador) e Lima (Peru). Os shows seguintes são os de São Paulo, Assunção (Paraguai) e Santiago (Chile).

Para aqueles que querem todos os shows da turnê, eles também serão colocados em pré-venda num box com todos as 27 apresentações do ano, mas o lançamento será feito em dezembro. Os CDs terão o preço de US$ 19,81 cada, com a caixa sendo vendida por US$ 417,00.

Haverá ainda uma outra opção para os apaixonados por vinil. Alguns shows serão lançados em um edição limitada nesse tipo de formado de 180g no próximo ano. A escolha foi feita até o dia 26 de setembro.

Lords of Summer

Outra novidade do Metallica para os fãs é o lançamento da música “Lords of Summer” em vinil. Ela foi apresentada pela primeira vez ao público no primeiro show da turnê, em Bogotá. Mais tarde, a faixa foi disponibilizada para download no iTunes com o nome de “Lords Of Summer – First Pass Version”.

Será justamente essa versão de estúdio que estará no Lado A do vinil e fará companhia a uma versão gravada ao vivo no Rock in Rome Sonisphere Festival em 1 de Julho de 2014. O Lado B, que não poderá ser tocado, trará uma gravação a laser do logo do Metallica em formato de “M”.

O vinil estará à disposição dos fãs no dia 28 de novembro de 2014, como parte do Record Store Day, evento criado para celebrar a existência e, acima de tudo, a sobrevivência das lojas de discos independentes.

24
set
14

AC/DC anuncia nome e data de novo disco e confirma a saída definitiva de Malcolm Young

Brian Johnson e Angus Young, do AC/DC - Foto: DivulgaçãoO AC/DC anunciou nesta quarta-feira, dia 24 de setembro, a data e o nome de seu novo disco. “Rock or Bust” é o nome do sucessor do álbum “Black Ice”, de 2008.

A previsão é de que o novo trabalho da banda australiana chegue às lojas no dia 2 de dezembro.

Nem tudo são flores, já que “Rock or Bust” será o primeiro disco, em 41 anos de AC/DC, sem Malcolm Young, irmão de Angus e fundador da lendária banda.

No comunicado sobre o álbum, o AC/DC confirmou a saída definitiva do guitarrista, que enfrenta problemas de saúde.

Infelizmente, é a confirmação de algo que já era esperado desde abril, quando rumores de que a banda terminaria transformaram a internet num verdadeiro velório.

Na ocasião, os mais preocupantes boatos sobre a saúde de Malcolm Young circularam pelas redes sociais e o AC/DC acabou esclarecendo que continuaria na ativa, mas que o guitarrista iria “dar um tempo”.

Agora, a banda novamente não deu detalhes sobre qual a doença de Malcolm, deixou claro que ele não volta e definiu o sobrinho Stevie Young como substituto na guitarra base no novo álbum e na turnê de divulgação.

“Rock or Bust” terá 11 faixas inéditas. A produção será feita por Brendan O’Brien e a mixagem ficará com Mike Fraser. Eles já estiveram com o grupo em “Black Ice”.

O novo disco foi gravado durante o primeiro semestre deste ano no Warehouse Studio, em Vancouver, no Canadá. Uma prévia do primeiro single do disco, “Play Ball”, será apresentada aos fãs no dia 27 de setembro. A música fará parte da campanha de divulgação do campeonato de beisebol norte-americano.




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso site em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 100 outros seguidores

setembro 2014
D S T Q Q S S
« ago   out »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Bandas, estilos, festivais, etc

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

Categorias