Posts Tagged ‘Violeta de Outono

24
jun
14

Violeta de Outono tocará clássicos da carreira e músicas de Syd Barrett em show gratuito em SP

Violeta de OutonoO grupo Violeta de Outono tem show especial marcado para o dia 3 de julho, no Centro Cultural São Paulo. Em apresentação com entrada franca, a banda paulistana promete tocar os principais clássicos da carreira e presentear os fãs também com a execução de músicas de sua principal influência: o músico Syd Barrett, tão importante para a formação do Pink Floyd.

O show será realizado na tradicional sala Adoniran Barbosa. Está agendado para começar às 20h30.

Com quase 30 anos de estrada, o Violeta de Outono é conhecido pelo som espacial e pela atmosfera psicodélica de suas apresentações.

O disco mais recente do grupo foi o elogiado “Espectro”. Lançado em 2012, o álbum trouxe o Violeta com uma sonoridade renovada, mas não menos viajante que a tradição.

Além do vocalista e guitarrista Fábio Golfetti, integram o conjunto o tecladista Fernando Cardoso, o baixista Gabriel Costa e o baterista José Luiz Dinola.

Depois do show na capital paulista, o Violeta de Outono tocará no Sesc São Caetano no dia 26 de julho. O repertório será o mesmo executado no Centro Cultural São Paulo.

16
ago
13

Violeta de Outono disponibiliza discografia completa para audição em novo site

O Violeta de Outono disponibilizou sua discografia completa na internet. A lendária banda paulistana criada nos Anos 80 aproveitou o lançamento do novo site para oferecer aos fãs uma vasta seleção de arquivos de toda a sua carreira, como vídeos e fotos oficiais de qualidade.

No local, o fã do Violeta poderá ter acesso direto ao YouTube, Bandcamp, Flickr, Tumblr e Facebook. O site também é otimizado para acesso a partir de dispositivos móveis, como celulares e tablets.

O Roque Reverso navegou por toda a estrutura disponibilizada pelo Violeta de Outono e confirmou a boa qualidade do serviço. Sem dúvida, a possibilidade de ouvir pérolas do rock nacional, como o primeiro álbum da banda, “Violeta de Outono”, de 1987, é algo extremamente gratificante.

A banda, por sinal, já se encontra em fase de composição das músicas que farão parte do próximo disco, que deve ser lançado em 2014. O registro de inéditas mais recente do grupo foi o álbum “Espectro”, de 2012.

O site novo está no endereço http://violetadeoutono.com.

Veja abaixo o clipe de “Dia Eterno”, do primeiro disco do Violeta de Outono:

09
jul
12

Violeta de Outono tocará novo álbum na íntegra em show de lançamento em SP

O grupo brasileiro Violeta de Outono se apresentará no dia 12 de julho na Choperia do Sesc Pompeia, em São Paulo. O show marcará o lançamento do novo álbum da banda paulistana, “Espectro”, que será tocado na íntegra para os fãs. Desde 1986, por sinal, o conjunto de rock progressivo e psicodélico tem lançado todos os seus discos na unidade do Sesc, que neste ano de 2012 comemora 30 anos.

Como já bem destacou o Roque Reverso por meio da resenha do jornalista Ricardo Gozzi, “Espectro” é uma espécie de “viagem astral”, com início, meio e fim. O nono álbum do Violeta, tem também como destaque o baterista José Luiz Dinola, novo integrante da banda e fundador do grupo A Chave do Sol.

Além de Dinóla, o Violeta de Outono conta com Fabio Golfetti (guitarra e vocal), Gabriel Costa (baixo) e Fernando Cardoso (órgão Hammond, piano e sintetizadores). Golfetti continua como o líder do grupo, que dá um show à parte na parte instrumental do novo trabalho.

A apresentação no Sesc Pompeia não ficará restrita a “Espectro”. A banda promete tocar músicas do penúltimo álbum, “Volume 7”, de 2007, e também do seu repertório clássico, dos discos “Violeta de Outono” e “Em Toda Parte”, lançados na década de 80.

Os ingressos para o show custam R$ 16,00 (inteira). Usuário inscrito no Sesc e dependentes, maiores de 60 anos, professores da rede pública de ensino e estudantes com comprovante pagam R$ 8,00. Trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes pagam R$ 4,00.

06
jul
12

Novo disco do Violeta de Outono é viagem astral com início, meio e fim

A lendária banda brasileira paulistana Violeta de Outono acaba de lançar Espectro, seu nono álbum. O Roque Reverso recebeu esta semana uma cópia do CD gentilmente cedida pela banda e dá a seguir sua modesta opinião.

Mescla de música e poesia de boa qualidade, Espectro é uma viagem astral com princípio, meio e fim.

O CD abre com a bela Formas-Pensamento. Na sequência, um ouvido mais desatento talvez não se dê conta das passagens por Montanhas da Mente, Dia Azul e Ondas Leves, mas elas estão ali, quase como se fossem uno.

Claro Escuro não rompe a psicodelia, mas traz o ouvinte de volta ao chão, como uma turbulência, exigindo a atenção do piloto no meio de uma viagem tranquila.

O voo então continua com Algum Lugar e Anos-Luz, que conduzem a Espectro, faixa instrumental que dá nome ao novo trabalho do Violeta de Outono. Solstício fecha o ciclo, ou melhor, o disco.

O Violeta do Outono é formado atualmente por Fabio Golfetti (guitarra e vocais), Gabriel Costa (baixo), Fernando Cardoso (teclados) e José Luiz Dinóla (bateria). Lenda por lenda, aliás, o atual batera do Violeta de Outono foi um dos fundadores do também lendário A Chave do Sol.

Ao término de Solstício, uma versão demo intitulada News From Heaven reúne, com sutis alterações, o instrumental e a melodia de Formas-Pensamento a uma letra em inglês e deixa a vontade de se reiniciar a viagem pelas faixas de Espectro, trilha sonora para 2012 e além.

O vídeo a seguir mostra uma bela versão ao vivo do Violeta de Outono para Tomorrow Never Knows, de ninguém mais ninguém menos que uns tais de Beatles.

25
jan
12

Paulistana da gema, banda 365 fará show de comemoração de 25 anos do 1º álbum

Se existe uma banda com a cara da aniversariante São Paulo, esta banda é o 365. Talvez, ao lado do já saudoso Ira!, o grupo seja um dos poucos do rock capazes de transformar os detalhes, fatos e marcas da maior metrópole do País em combustível para as boas músicas. Um pouco sumido do cenário roqueiro (gravou seu último disco em 2005), o 365 fará no sábado, dia 28 de janeiro, no Sesc Belenzinho, um show para comemorar os 25 anos de seu primeiro álbum: “365”, de 1987.

A imperdível apresentação marcará também o relançamento dos dois primeiros álbuns (o já citado e “Cenas de um Novo País”, de 1990) no projeto “2 em 1”, da Warner Music. O show contará com as participações de Mau (líder e vocalista do grande Garotos Podres), Fábio Golfetti (vocalista do não menos importante Violeta de Outono) e Mingau, atual baixista do Ultraje a Rigor que já passou pelo 365.

O show está marcado para começar às 21h30. Os ingressos custam R$ 24, sendo que há descontos para quem possui a carteirinha do Sesc: as entradas saem a R$ 12 e a R$ 6, dependendo do tipo de matriculo do usuário. O Sesc Belenzinho fica na Rua Padre Adelino, 1000, no Belenzinho.

O 365 foi fundado em 1983, no auge do movimento punk-rock e new wave no Brasil, que também ainda vivia seus últimos anos de ditadura. Inicialmente, o grupo foi composto por Miro de Melo (bateria), Tiquinho (guitarra), Adauto (baixo) e Oclinhos(voz). Em 1985, passou por uma reformulação com a entrada de Ari Baltazar (guitarra), Mingau (baixo) e Finho (vocal). Com um estilo voltado para o pós-punk, sua música foi intitulada por alguns críticos como “rock de combate”.

Antes do primeiro álbum, o 365 lançaria um disco-mix contendo as músicas “São Paulo” e “Canção para Marchar”. A canção “São Paulo” se tornaria um grande sucesso e, posteriormente, um clássico do rock nacional. Além disso, também se transformou em melodia obrigatória para comemorar o aniversário da capital paulista – no ótimo blog Combate Rock, do Grupo Estado, a música ganhou em 2012, em votação feita pela internet, como a que tem “a cara” da cidade.

Com a repercussão positiva do disco-mix de 1985, o grupo finalizou, em 1987, seu primeiro álbum homônimo, contendo entre outras músicas, uma versão inesquecível de “Grândola, Vila Morena”. A música do cantor e compositor português Zeca Afonso, em sua versão original, foi utilizada, na década de 70, como senha de sinalização durante a Revolução dos Cravos, em Portugal.

No ano de 1989, já com o baixista Callegari (ex-Inocentes) substituindo Mingau, o 365 lançou o segundo álbum, com destaque para as músicas “Cegos Movimentos” e “Anos 70”. Em 1995, participou da coletânea inglesa “Oi! It’s a World Invasion, vol. 2”, com as músicas “Pamela” e uma versão de “Violência e Sobrevivência” do Lixomania.

Após esta gravação, o baterista Miro de Melo lançou com a banda Fogo Cruzado um álbum homônimo. Já o vocalista Finho e o guitarrista Ari Baltazar formaram a banda M.M.D.C., que participou da coletânea “Urbanoise” e lançou o álbum “Non Ducor Duco”.

Em 1998, foi lançada a coletânea “365 – 1987/1997”, organizada por Miro de Melo contendo sucessos do grupo com materiais de fitas e gravações ao vivo. Em 2005, gravaram seu último álbum de inéditas: “Do Outro Lado do Rio”.

O Roque Reverso acredita que músicas do 365 são ótimas para comemorar os 458 anos que estão sendo completados por São Paulo neste dia 25 de janeiro. Para entrar na onda das homenagens a essa grande cidade e comemorar também o show da banda, escolhemos um vídeo do YouTube do grupo tocando, em 2011, a música “São Paulo” no Estúdio Show Livre.

Parabéns, Sampa!




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso site em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 104 outros seguidores

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Bandas, estilos, festivais, etc

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

Categorias