Posts Tagged ‘Tommy Victor

28
abr
12

Após hiato de 5 anos, Prong lança novo álbum

Boa banda de thrash metal criada no final da década de 80, o Prong rompeu um hiato de 5 anos e lançou no dia 24 de abril seu mais novo álbum, via Long Branch Records/SPV. “Carved Into Stone” tem 11 músicas e foi produzido por Steve Evetts, que já trabalhou com o Sepultura e o Symphony X, entre outros grupos do rock pesado. A arte da capa foi elaborada por Vance Kelly, que já fez trabalhos para o Down.

Quem se lembra do Prong, sabe muito bem que o álbum “Beg to Differ”, de 1990, é item obrigatório para qualquer fã que aprecia um thrash metal feito com grande técnica e qualidade. Responsável por firmar o nome da banda no cenário do metal, o disco citado traz uma das melhores sequências de músicas pesadas do thrash em um único álbum.

Agora, com “Carved Into Stone”, a avaliação da imprensa roqueira internacional foi de que o novo disco do Prong é um grande candidato a entrar na lista dos melhores do heavy metal na década. De fato, só de escutar a primeira faixa, “Eternal Heat“, a sensação é de algo de grande qualidade e peso que lembra os bons tempos do grupo norte-americano.

A formação da banda atualmente não é a mesma clássica dos anos 80, mas o guitarrista e vocalista Tommy Victor, que sempre foi o líder do grupo, está lá, mantendo a grande qualidade que fez com que ele integrasse grandes nomes do metal, como o Danzig e o Ministry. Completam o trio, o baterista Alexei Rodriguez e o baixista Tony Campos.

O primeiro vídeo do novo álbum é da música “Revenge … Best Served Cold”, a quarta da lista. Veja abaixo a relação de faixas do novo álbum e o novo clipe do Prong.

1 – Eternal Heat
2 – Keep On Living In Pain
3 – Ammunition
4 – Revenge … Best Served Cold
5 – State of Rebellion
6 – Put Myself to Sleep
7 – List of Grievances
8 – Carved Into Stone
9 – Subtract
10 – Path of Least Resistance
11 – Reinvestigate

02
dez
11

A volta do Ministry

Após um hiato de três anos, o Ministry decidiu voltar à ativa. A banda do vocalista e multiinstrumentista Al Jourgensen lançará um disco de inéditas em 2012 e já anunciou em seu site oficial várias datas de uma turnê nos Estados Unidos. Para quem gosta do bom e velho metal industrial, que trouxe o Ministry como grande expoente entre o final dos anos 80 e o começo dos anos 90, é uma excelente notícia.

O novo trabalho já tem nome e previsão para chegar às lojas. “Relapse” foi confirmado para o final de março ou início de abril do ano que vem. A produção do novo trabalho vem sendo feita desde setembro e tem previsão de ser concluída até o período próximo ao Natal, quando uma das músicas gravadas tende a ser divulgada.

Em entrevista à revista inglesa Metal Hammer, Al Jourgensen disse que a formação atual do Ministry deve seguir com Mike Scaccia e Tommy Victor nas guitarras; Tony Campos no baixo; e Arron Rossi na bateria.

Entre os shows agendados, o Ministry já tem confirmado um no festival alemão Wacken Open Air. A banda deve se apresentar no evento em agosto de 2012. Fica a torcida para o grupo se passar pelo Brasil pela primeira vez.

Para comemorar a volta do Ministry, o Roque Reverso descolou vídeos no YouTube. Para começar , fique com “Just One Fix”. Depois, relembre “N.W.O”, que fez muito sucesso na MTV. Para fechar, o clássico dos clássicos do Ministry: “Thieves”.

23
maio
11

Danzig volta ao Brasil em julho para shows em SP e Curitiba

O Danzig, uma das bandas de maior qualidade do rock pesado dos anos 80 e 90, voltará ao Brasil em julho. Liderado pelo vocalista e compositor Glenn Danzig, o grupo retorna ao País depois de 16 anos para shows em São Paulo, no dia 16, no HSBC Brasil, e no dia 17, no Master Hall, em Curitiba. As apresentações fazem parte da turnê de divulgação do álbum “Deth Red Sabaoth”, lançado em junho do ano passado.

Da formação original, restou apenas Glenn Danzig. Dono de um gênio difícil, mas extremamente criativo, o vocalista foi fundador do célebre grupo punk Misfits no final dos ano 70. Depois da saída do Misfits e de formar o grupo Samhain, Danzig fundou em 1987  a banda com o próprio nome e trouxe para sua companhia músicos talentosos, como John Christ (guitarra), Eerie Von (baixo) e Chuck Biscuits (bateria).

Com o apoio do Metallica, que sempre foi fã das músicas de Glenn Danzig desde os tempos da banda punk, o grupo de rock sombrio conseguiu um bom número de seguidores. Os álbuns “Danzig”, de 1988, “Danzig II: Lucifuge”, de 1990; e “Danzig III: How the Gods Kill”, de 1992, são itens obrigatórios para quem gosta das clássicas guitarras perturbadoras de John Christ, do baixo contundente de Eerie Von, da pegada forte de bateria de Chuck Biscuits e, claro, da voz marcante do líder da banda.

O disco “Danzig 4p” foi o último da formação clássica e já não trouxe a banda no mesmo nível dos álbuns anteriores, mas foi na turnê para a divulgação deste trabalho que os fãs brasileiros tiveram a oportunidade de conhecer os músicos ao vivo. O grupo tocou em 1995 no saudoso Olympia, em São Paulo. Com o baterista Joey Castillo (hoje do Queens Of The Stone Age) já no lugar de Biscuits, o show foi visto por poucas pessoas. Este jornalista viu a banda muito de perto e considera aquela apresentação uma das melhores que já viu em um lugar fechado na capital paulista.

Problemas internos da banda fizeram Christ e Eerie Von também deixarem a banda na sequência. O que se viu foi o Danzig perder o espaço conquistado com os sucessos dos álbuns seguintes. Nem mesmo a entrada do guitarrista Tommy Victor, fundador do Prong, reanimou a banda, que lançou álbuns pouco comentados pela público do metal.

Depois de flertar com sons diferentes das características originais, o Danzig lançou em 2010 seu mais recente álbum, numa tentativa de resgatar o som do começo de carreira. Atualmente, o grupo prepara um trabalho de releituras com músicas de outros artistas, entre os quais provavelmente estarão Black Sabbath e Elvis Presley.

Para os shows de julho no Brasil, o grupo deve contar com Glenn Danzig, Tommy Victor, Johnny Kelly (ex-Type O Negative) e Steve Zing (Samhain) no baixo. Não foi divulgado, por enquanto, se haverá uma banda de abertura para as apresentações.

Na capital paulista os ingressos custam entre R$ 120 (pista – primeiro lote) e R$ 280,00 (camarote e Pista Vip) e já estão disponíveis através do site www.ingressorapido.com.br e na bilheteria da casa de shows HSBC Brasil (www.hsbcbrasil.com.br). Em Curitiba, os ingressos podem ser comprados de maneira promocional a R$ 74, mas vale a pena se informar no www.diskingressos.com.br.

Para comemorar a vinda do Danzig ao Brasil, o Roque Reverso descolou três vídeos da banda. Para começar, claro que selecionaríamos a clássica “Mother”, numa versão ao vivo gravada em 1993. Depois, do mesmo álbum, temos “Twist of Cain”. Para fechar o vídeo picante de “Ju Ju Bone”, música do novo álbum, bem ao estilo tradicional do grupo.

Nota do Blog: No dia 29 de junho, a produtora Top Link anunciou que as apresentações do Danzig foram canceladas.




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso site em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 104 outros seguidores

dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Bandas, estilos, festivais, etc

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

Categorias