Posts Tagged ‘Beatles Para Crianças

21
maio
16

Virada Cultural de 2016 tem opções interessantes do rock nacional em palcos diversos

Virada Cultural - LogoA programação de 2016 da Virada Cultural paulistana volta a apostar na decentralização dos palcos que fez sucesso na edição de 2015 e, especialmente em relação ao rock n’ roll, repete a fórmula de prestigiar as bandas nacionais novas ou antigas. No evento gratuito que tradicionalmente tem 24 horas e que será realizado sem interrupção entre os dias 21 e 22 de maio, a novidade foi um happy hour que aconteceu na sexta-feira, 20, na região central de São Paulo, e trouxe atrações entre as 17 horas e meia-noite, sendo praticamente um aquecimento para o sábado e o domingo.

Na prática, portanto, a Virada Cultural 2016 tem 3 dias. O evento deste ano conta com 700 atrações culturais.

Elas estarão distribuídas entre shows musicais, atividades infantis e oficinas culturais, e pela primeira vez será realizada em todas as 32 subprefeituras da capital paulista.

Em tempos de preocupante crise econômica nacional e de um País cheio de indefinições gerados por um polêmico processo de impeachment da presidente da República que vem sendo denunciado pela imprensa internacional como um golpe, é fácil notar a cautela na programação da Virada em relação às atrações, com convidados mais dentro do já pequeno orçamento possível à Prefeitura de São Paulo.

Esqueçam os tempos de atrações internacionais de alto calibre, como as das Viradas Culturais que contaram com shows gratuitos e disputados do Living Colour, Suicidal Tendencies, Misfits, Iron Butterfly e o Man Or Astro-Man?, entre outros nomes que surpreendiam pela presença num evento aberto. Em 2016, mais ou menos como em 2015, nomes um pouco menos badalados, mas não menos interessantes vão representar o rock.

Bons exemplos que estarão na Virada Cultural são os veteranos e ótimos grupos nacionais Plebe Rude, Violeta de Outono, Pin Ups, além das bandas um pouco mais novas e também competentes Matanza, Cidadão Instigado e Detonautas. Todas estas atrações estarão no tradicional Palco Rio Branco (veja a escalação aqui), que prestigiará, entre o sábado e o domingo, o rock e ainda terá uma homenagem ao músico Flávio Basso, conhecido nacionalmente como Júpiter Maçã e que morreu em dezembro de 2015.

Outro local ligado ao rock em 2016 é o Centro Cultural Tendal da Lapa, que trará uma programação mais voltada ao punk e a o hardcore. Entre algumas das bandas que vão se apresentar, estão a Lixomania e a Invasores de Cérebro.

Inspirado na conhecida “banda da kombi” Test, o Palco Test será dividido em três espaços: Tablado, Kombi e Tenda, onde o público poderá encontrar apresentações do undergroud (veja aqui), como as das bandas Paura, Rakta, Facada, Cruel Face, Lástima, Guru, Plague Rages, Duo Mutual, DER e o próprio Test, entre outros vários grupos interessantes.

Quem conheceu aqui pelo Roque Reverso o ótimo espetáculo musical Beatles para Crianças vai ter a oportunidade de presenciá-lo ao vivo em vários locais e fazer a alegria da criançada. A programação da Virada prevê este espetáculo no Centro Cultural da Penha, no Centro Cultural Vila Formosa, no Clube Escola da Moóca, na Ocupação Sesc Dom Pedro II e no Sesc Santo Amaro (veja aqui os detalhes).

Quem curte a banda Nação Zumbi também terá duas oportunidades para assistir o tradicional grupo. Haverá shows dos músicos no Palco Júlio Prestes, que é o principal e onde eles tocarão com o Young Gods da Suíça, e o Palco M’ Boi Mirim (confira aqui).

Para melhorar a segurança durante a Virada Cultural, a Prefeitura de São Paulo optou por diminuir o perímetro entre os palcos do Centro, facilitando a locomoção do público entre um e outro e deixando as regiões com um maior número de pessoas.

Na 12ª edição da Virada Cultural, dez Centros Educacionais Unificados (CEUs) localizados em diversas regiões da cidade receberão uma programação especial do evento, com espetáculos de música, teatro e oficinas culturais. Participam da Virada os CEUs Alvarenga, Aricanduva, Lajeado, Jaçanã, São Mateus, Parque Veredas, Paz, Quintal do Sol, Uirapuru e Capão Redondo.

O evento de 2016 também levará artistas e espetáculos para mais de 50 espaços da periferia de São Paulo. Os shows serão realizados de Parelheiros, no extremo sul, até a Cidade Tiradentes, no extremo leste; de Perus, na zona norte, ao Butantã, na região oeste. Serão cinco palcos montados em ruas, centros culturais, casas de cultura, teatros e bibliotecas, com nomes como Emicida, Mano Brown e NX Zero.

Uma boa banda veterana, os Inocentes, vai tocar também em dois locais: a Casa de Cultura do Butantã e a Casa de Cultura de São Miguel (veja aqui)

Outra medida importante foi em relação à iluminação. Até o fim de semana da Virada, o Ilume (Departamento de Iluminação Pública) trocará 724 luminárias na região central e no Beco do Batman, na Vila Madalena.

Durante os três dias, a Polícia Militar irá trabalhar com um efetivo com mais de mil homens. Além disso, a Virada Cultural contará com 1500 seguranças particulares e 2500 homens da Guarda Civil Metropolitana.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) vai monitorar o trânsito na Região Central da cidade para a realização da Virada Cultural 2016. Para garantir a segurança e a fluidez do tráfego, bem como o acesso do público ao evento, a CET contará com 300 operadores de tráfego.

O sistema de transporte terá um esquema especial para atender a população. No sistema metroferroviário, trens do Metrô e CPTM devem funcionar ininterruptamente do sábado para o domingo. Em relação aos ônibus, os usuários podem também se deslocar com o sistema Noturno da capital paulista, com intervalos dos ônibus de 15 minutos em ligações estruturais, geralmente em grande corredores, e de 30 minutos nos bairros.

A programação completa da Virada Cultural, com datas, horários e todas as informações, está disponível no site: www.viradacultural.prefeitura.sp.gov.br.

02
fev
16

Espetáculo infantil ‘Beatles Para Crianças’ é a salvação para apresentar o rock aos filhos

"Beatles para Crianças" em SP - Foto: Roque Reverso/Flavio LeonelTão esquecido e maltratado ultimamente no Brasil, o rock sobrevive graças aos incansáveis batalhadores pelo estilo, como as poucas rádios dedicadas a ele, sites específicos e o público, que se recusa a cair na teia dos “leco-lecos” e afins. Num cenário como o atual, no qual há uma overdose de músicas populares fracas, mas grudentas, apresentar o estilo aos filhos vira uma missão ainda mais difícil.

Neste cenário bastante preocupante, o espetáculo infantil “Beatles para Crianças” é praticamente a salvação da lavoura.

Em pouco mais de 1 hora de apresentação, um quinteto de músicos bem afiados praticamente ensina às crianças a curtirem o seu “primeiro show de rock”. Tudo isso é amparado simplesmente por músicas da maior banda que o planeta viu em todos os tempos.

O “Beatles para Crianças” é um projeto criado por Fabio Freire, educador, músico e diretor musical. Professor de música há mais de dez anos para crianças de todas as idades e com o currículo de quatro CDs compostos para o público infantil, além de diversas apresentações musicais e teatrais, Freire teve a ideia de se reunir com outros 3 músicos e com o ator Gabriel Manetti, que divide os vocais com ele, para formar este show.

Durante a apresentação, as crianças aprendem não somente alguns dos maiores sucessos dos Beatles como também acabam conhecendo instrumentos musicais; dos mais tradicionais, como a guitarra, o baixo e a bateria, até os menos comuns para adultos não tão ligados no assunto, como o washboard e o ukelele.

O show começa com os primeiros movimentos que precisam ser aprendidos pelas crianças para a curtição de uma apresentação do rock, como balançar a cabeça, levantar as mãos para cima e pular. Além desses movimentos comuns ao mundo infantil, há o ensinamento do famoso “air guitar”, que é aquele no qual os fãs de rock costumam simular que estão tocando o instrumento de seis cordas.

No repertório, não faltam clássicos, como “Twist and Shout”, “Blackbird”, “Help”, “Hey Jude”. Na onda do filme “Minions”, a banda toca também “Got To Get You Into My Life”, que faz parte da trilha sonora da película e, no espetáculo infantil, é acompanhada, no telão ao fundo, por um clipe que traz os famosos personagens do cinema.

Interessante que, apesar da realização do show num teatro, não há qualquer preocupação em manter as crianças sentadas nas cadeiras. Elas ficam livres para correr, brincar e, obviamente, dançar e cantar. Para os menores, há pufes que servem de apoio nas cadeiras e acabam virando, no decorrer do show, brinquedo que pode ser empilhado ou arremessado nas diversas ideias da criançada para se divertir.

Num dos pontos altos da apresentação, as crianças são chamadas para subir ao palco e acompanhar a banda. Enquanto os músicos tocam a bela “Blackbird”, os pequenos acompanham com instrumentos de sopro e se divertem.

Hotel Urbano

Mas não fica por aí, já que os adultos também têm vez. Em “Twist and Shout”, eles é que sobem ao palco e proporcionam uma cena ótima. Muitos se transformam em verdadeiras crianças, como se estivessem realizando um sonho de ser uma vez na vida um pop star.

O show termina com balões que são despejados do teto e deixam a criançada alucinada para brincar. Na saída, todas são presenteadas com um diploma simbólico que representam o “primeiro show de rock” da vida.

Desde outubro de 2014, o “Beatles Para Crianças” mantém temporada no Teatro UMC, localizado na zona oeste de São Paulo. Os shows acontecem regularmente aos domingos, às 15 horas. As entradas inteiras custam atualmente R$ 60,00, mas crianças a partir de 2 anos pagam meia-entrada (antes disso, simplesmente não há cobrança do ingresso). Vovós e vovôs acima de 60 anos também tem um benefício, assim como portadores do Itaucard.

O Teatro UMC está localizado na Avenida Imperatriz Leopoldina, 550, na Vila Leopoldina. O telefone da bilheteria para contato é o (11) 2574-7749 (atendem todos os dias). Os ingressos podem ser comprados no site www.compreingressos.com, onde é cobrada taxa de conveniência, mas há a opção de comprar na bilheteria do UMC sem a taxa. O estacionamento sai por R$ 15.

O Roque Reverso recomenda a experiência. No mínimo, a criança que você levar vai sair com algo positivo musicalmente que vai ficar um bom tempo na memória.

Para o leitor do Roque Reverso ter uma ideia do show, filmamos quatro músicas executadas no dia 24 de janeiro em São Paulo. Fique inicialmente com “All Together Now”. Depois, fique com “Help”, “Blackbird” e Twist and Shout”.




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso site em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 99 outros seguidores

novembro 2018
D S T Q Q S S
« out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Bandas, estilos, festivais, etc

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

Categorias