18
jan
19

Pioneira do movimento Riot grrrl, banda Bikini Kill anuncia reunião para shows

Bikini Kill - Reprodução de cartaz de shows de retornoNotícia bomba e positiva surpreendeu o mundo do rock n’ roll, depois que a lendária banda Bikini Kill anunciou no dia 15 de janeiro reunião para shows nos Estados Unidos. O grupo norte-americano fará apresentações em Nova York e Los Angeles.

O Bikini Kill informou que trará a formação icônica com a importantíssima Kathleen Hanna nos vocais, Tobi Vail na bateria e Kathi Wilcox no baixo. Completa a formação a guitarrista Erica Dawn Lyle.

Até o fechamento deste texto, o grupo havia confirmado, por enquanto, quatro apresentações.

Inicialmente, serão dois shows em Los Angeles no Hollywood Palladium, nos dias 25 e 26 de abril.

Depois disso, será a vez de Nova York, com mais duas apresentações, uma no Brooklyn Steel (31 de maio) e outra no Terminal 5 (1º de junho).

Oficialmente, o Bikini Kill acabou em 1997, depois de estourar em 1990 com uma atitude impressionante nos palcos, sob a liderança de Kathleen Hanna. Depois disso, houve uma reunião rápida num show em 2017, mas nada igual ao que está sendo esperado para 2019.

Quem não conhece a história do Bikini Kill e de Kathleen Hanna pode vê-la no excelente documentário “The Punk Singer”, de 2013, que retrata justamente a carreira da cantora, musicista, ativista feminista e escritora.

Além de cantar no Bikini Kill, Kathleen foi vocalista do grupo Le Tigre e depois seguiu com a banda The Julie Ruin.

Ela tem participação fundamental no movimento Riot grrrl (ou riot girl), que surgiu nos Anos 1990 e abrange fanzines, festivais e bandas de hardcore punk rock e feminismo.

A intenção do movimento é informar as mulheres de seus direitos e incentivá-las a reivindicá-los. Na música, especialmente no punk rock, o incentivo era para as mulheres se expressarem da mesma maneira que homens faziam.

O documentário aborda com maestria não apenas diversas passagens das bandas e do movimento, mas também a própria vida de Kathleen, que revelou no filme sua luta desde 2005 contra a Doença de Lyme, da qual se curou em 2015.

Quem quiser assistir, pode conferir no seguinte vídeo descolado no YouTube.


0 Responses to “Pioneira do movimento Riot grrrl, banda Bikini Kill anuncia reunião para shows”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário (para isso, insira seu endereço de e-mail e o nome)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Siga o Roque Reverso no Instagram!!!

Curtas do Roque Reverso -> Para você que está pensando em ir ao aguardado show que o Greta Van Fleet realizará em São Paulo na Audio, uma notícia nada boa: os ingressos estão já no terceiro lote e saltaram do valor inicial de R$ 220,00 (https://roquereverso.com/2019/02/04/greta-van-fleet-snow-patrol-e-outras-bandas-tocarao-nas-lolla-parties-em-sp/) para inacreditáveis R$ 320,00 (inteira). Integrantes da equipe do Roque Reverso se deslocaram por volta das 13h30 (horário de Brasília) deste sábado, 9 de fevereiro, ao longínquo Credicard Hall, na zona sul da capital paulista, e tiveram esta nada agradável "surpresa", ao tentar fugir das famigeradas taxas de conveniência e entrega. Obviamente, como não temos carteirinha de estudante (e não adotamos mecanismos fora dos meios legais para adqui-la), como não existe facilidade alguma (como parcelamento ou coisa parecida) e como tivemos a sensação de "assalto", decidimos não comprar. Tudo porque há uma linha divisória clara entre ser fã de uma banda e ser trouxa. Sabemos que o Greta Van Fleet é uma ótima banda, que é uma promessa cada vez mais clara de algo bom e duradouro para o rock n' roll e que, muito provavelmente, vai ganhar um ou mais prêmios Grammy na cerimônia do domingo, nos Estados Unidos. Mas os organizadores de shows brasileiros vêm abusando demais em relação aos preços de ingressos de quem só pode pagar entrada inteira.Resta a cada fã se sujeitar ou não a estes abusos. Com este caso relatado e com as últimas negativas de credenciais de imprensa que o Roque Reverso vem recebendo da assessoria de imprensa da Time For Fun (suspeitamos de retaliação por fazermos nossas habituais criticas jornalísticas nas resenhas de shows), é muito provável que este veículo de imprensa fique fora das coberturas dos shows do Greta Van Fleet, tanto do Lollapalooza Brasil, como do show na Audio pelas Lolla Parties. É muito triste especialmente para nós, que fomos um dos primeiros veículos brasileiros a falar da banda e o primeiro do País a publicar uma entrevista exclusiva com os integrantes. Não desistiremos tão fácil de ir, mas avisamos nossos queridos leitores do ocorrido. #roquereverso #gretavanfleet

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso site em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 100 outros seguidores

janeiro 2019
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Bandas, estilos, festivais, etc

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

Categorias


%d blogueiros gostam disto: