Posts Tagged ‘Dave Lombardo



02
maio
13

Heavy metal de luto: Jeff Hanneman, do Slayer, morre aos 49 anos nos EUA

Os headbangers de todo o planeta foram pegos de surpresa neste dia 2 de maio, depois que o Slayer, em sua página oficial no Facebook, anunciou a morte de seu guitarrista fundador Jeff Hanneman, aos 49 anos de idade. De acordo com o comunicado da lendária banda de thrash metal, o músico faleceu no período da manhã, nos Estados Unidos, de  insuficiência hepática*.

Pela idade de Hanneman e pela sua grande importância para o thrash metal e o heavy metal como um todo, imaginou-se inicialmente que a página do grupo até havia sido hackeada e que aquilo era um trote. Mas, aos poucos, as notícias começaram a pipocar nas redes sociais e o nome de Jeff Hanneman logo bombou como um dos mais citados no twitter.

“O Slayer está devastado em informar que o seu companheiro de banda e irmão Jeff Hanneman morreu por volta das 11 horas desta manhã, perto da sua casa, no sul da Califórnia. Jeff estava em um hospital quando sofreu de insuficiência hepática”, escreveu a banda no comunicado do Facebook.

Vale lembrar que Hanneman estava afastado do grupo desde o começo de 2011, quando, depois de uma picada tosca de aranha no braço, precisou fazer uma delicada cirurgia e quase foi obrigado a amputar o membro.

Desde então, o guitarrista do Exodus, Gary Holt, vinha dando uma enorme força para o Slayer nas turnês e até passou pelo Brasil na turnê que a banda fez no País em 2011. Mesmo com o desfalque importantíssimo de Hanneman, os músicos fizeram no saudoso Via Funchal uma das apresentações mais pesadas que São Paulo já viu em junho daquele ano.

Alguns veículos de comunicação dos Estados Unidos chegaram a afirmar que o alcoolismo foi a verdadeira razão da morte de Hanneman. Segundo algumas publicações, o guitarrista, depois de um longo tratamento, largou tudo e começou a beber sem parar, do café da manhã até o fim da noite diariamente. Para alguns, os remédios do intenso tratamento também foram importantes para deixar o fígado do músico debilitado.

A morte de Hanneman até pode passar despercebida para quem é de fora do heavy metal, mas deixa uma lacuna irreparável para quem algum dia gostou de alguma música do estilo. O guitarrista era simplesmente um dos fundadores de uma das bandas precursoras do thrash metal e tem seu nome gravado na maioria das composições que fizeram o Slayer entrar para a história.

Quem viveu o auge do thrash metal, entre os anos 80 e começo dos 90, com toda certeza, está triste demais e sabe que nunca mais será possível ver o Slayer com sua formação matadora e clássica.

Recentemente, o baterista Dave Lombardo já havia deixado a banda depois de discordar da maneira como os negócios do grupo eram geridos. Se a saída de Lombardo já havia deixado a banda bastante desfalcada, a morte de Hanneman, sem sombra de dúvida, ratificará o risco que já era grande de o grupo não sobreviver.

Com todos os percalços, o Slayer tem agendado uma infinidade de shows por todo o planeta. No Brasil, tocará em setembro pela primeira vez no Rock in Rio e ainda abrirá as apresentações do Iron Maiden em São Paulo e Curitiba. Resta saber agora se a banda terá forças para manter a agenda após a grande perda de Hanneman.

Para homenagear Jeff Hanneman, o Roque Reverso descolou vídeos no YouTube. Para começar, fique com um que traz as matadoras “Chemical Warfare” e “Raining Blood” no AOL Sessions em 2010. Depois veja o videoclipe oficial de “War Ensemble”. Para fechar, a obra-prima “Seasons in the Abyss”, que traz o guitarrista num de seus maiores solos. R.I.P. Jeff!!!

* No dia 10 de maio, o Slayer soltou nota oficial, informando que a razão da morte de Hanneman foi uma cirrose hepática

21
fev
13

Dave Lombardo discorda de valores pagos e será substituído por Jon Dette na bateria do Slayer

Dave Lombardo - Foto: DivulgaçãoUma verdadeira bomba abalou o mundo do heavy metal neste dia 21 de fevereiro, depois que o baterista Dave Lombardo, do Slayer, publicou um comentário no Facebook, dizendo que não participará da turnê que a banda norte-americana de thrash metal fará na Austrália a partir do dia 23 de fevereiro. Segundo Lombardo, ele recebeu um comunicado de dispensa do grupo depois de questionar a maneira como os negócios do Slayer são geridos.

Após consultar os dados financeiros da banda, o baterista constatou que apenas 10% de todo o valor que o Slayer arrecadou durante as turnês que realizou em 2012 chegaram aos bolsos dos músicos. De acordo com Lombardo, ao propor um novo modelo mais justo, encontrou resistência do guitarrista Kerry King, que deixou claro ao baterista que, se quissesse discutir o assunto, encontraria outra pessoa no comando dos bumbos da banda.

“Para que todos saibam a verdade, a partir do final do contrato que temos entre nós, que venceu em 14 de fevereiro, fui informado de que não seria o baterista para a turnê na Austrália. Estou triste, e para ser honesto, chocado com a situação”, escreveu Dave Lombardo.

Mais tarde, em nota à imprensa, o grupo rebateu o texto de Lombardo e anunciou Jon Dette, que passou pela banda na década de 90, para a bateria na turnê australiana. “Sobre o que foi citado no post de Dave Lombardo no Facebook, o  Slayer não concorda com o que  foi dito pelo Sr. Lombardo ou com a sequência dos eventos  apresentada por ele, exceto com o fato de que o Sr. Lombardo, menos de uma  semana antes da partida já marcada para a Austrália, apresentou um novo conjunto  de exigências, que eram contrárias ao que havia sido previamente acertado”, destacaram os músicos.

No texto que postou no Facebook, Lombardo ainda deixou em aberto alguma possibilidade de retorno à banda, mas, conhecendo o temperamento de Kerry King, são pequenas as chances de uma volta amigável. “Eu continuo esperançoso de que possamos resolver nossas diferenças. Mas, mais  uma vez, peço desculpar sinceras a nossos fãs na Austrália que gastaram seu  dinheiro esperando ver os 3 membros originais do Slayer. Espero vê-los no futuro”, afirmou.

Quem conhece um pouquinho de heavy metal ou thrash metal sabe o tamanho da perda gerada pela saída de Dave Lombardo ao Slayer. Considerado um dos maiores bateristas do gênero, poucos apresentaram tamanha técnica e rapidez no instrumento como este cubano.

Não é a primeira vez que Lombardo deixa as baquetas do Slayer. Ele já havia abandonado o grupo em 1986 e retornado em 1987 numa primeira oportunidade e repetido a dose em 1992, quando ficou dez anos longe do grupo, retornando somente ao posto em 2002.

O público brasileiro tende a ser um dos prejudicados neste novo embate interno do Slayer. Tudo porque o grupo vem tocar pela primeira vez no Rock in Rio, em setembro, na capital fluminense. Os fãs já estavam se acostumando a ver a banda sem o grande Jeff Hanneman na guitarra, por causa de uma picada tosca de aranha no braço. Agora, com mais esta turbulência, resta a dúvida se o Slayer conseguirá resistir como o grande grupo que é durante muito tempo. A ver…

14
jun
11

Slayer faz um dos shows mais pesados vistos em SP, mesmo desfalcado de Jeff Hanneman

Slayer em SP - Foto: Divulgação/MidioramaUm dos shows mais pesados de todos os tempos na cidade de São Paulo. É o mínimo que podemos dizer da apresentação feita pelo Slayer na quinta-feira, dia 9 de junho, no Via Funchal, lotado por mais de 5 mil pessoas. Mesmo com o importante desfalque do guitarrista fundador Jeff Hanneman (substituído brilhantemente neste show pelo ótimo Gary Holt, do Exodus) e com todos os problemas de saúde passados recentemente pelo vocalista Tom Araya, a banda norte-americana de thrash metal provou, mais uma vez, que é um dos maiores nomes do metal em toda a história.

CONTINUE LENDO AQUI!!!

08
abr
11

Slayer confirma shows em SP e Curitiba em junho!!!

Mais um motivo para festa dos fãs do thrash metal!!! O Slayer, que é uma das 4 grandes bandas do gênero, confirmou que volta ao Brasil em junho para dois shows. A primeira apresentação será no dia 8, no Master Hall, em Curitiba. Depois, no dia 9, a banda norte-americana tocará no Via Funchal, em São Paulo. Os valores dos ingressos ainda não foram divulgados, mas as vendas estão programadas para começar no dia 15 de abril.

Será a quarta passagem do Slayer pelo Brasil. As duas primeiras foram nas edições de 1994 e de 1998 do saudoso Monsters of Rock, no Estádio do Pacaembu e na pista de atletismo do Ibirapuera, respectivamente. A terceira foi em 2006, quando o grupo veio pela primeira vez com o mago da batera Dave Lombardo ao País e contou com a formação original em dois shows históricos em São Paulo, além de apresentações no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte.

A passagem de 2011 pelo Brasil ainda faz parte da turnê de divulgação do álbum World Painted Blood“, lançado em 2009. Desde então, a banda rodou o planeta e ainda teve tempo de se juntar ao Metallica, ao Anthrax e ao Megadeth para a histórica reunião do Big Four em 2010, que rendeu até um DVD, que é simplesmente espetacular!

O ano de 2011, no entanto, não tem sido de sorte para o Slayer, já que problemas de saúde não faltaram para membros da banda. Logo de cara, o ótimo guitarrista Jeff Hanneman passou por uma intervenção cirúrgica no braço por conta de uma doença rara provocada por uma picada de aranha.

Para cumprir os compromissos que havia fechado para os primeiros meses do ano, a banda recrutou o guitarrista do Exodus, Gary Holt, para o lugar de Hanneman, enquanto este se recupera do problema de saúde. Foi Holt que salvou a banda na passagem pela Europa, Austrália e novamente a Europa.

Outro que chegou a ter problemas de saúde foi o boa praça vocalista Tom Araya, que, desde o ano passado tem passado por poucas e boas. Se. em 2010, ele passou por uma cirurgia nas costas e obrigou o Slayer a cancelar várias datas de sua turnê, em março deste ano, obrigou novamente a cancelar uma apresentação em Sydney por ter passado mal antes de um show.

Além do Brasil, a banda tem shows marcados em junho por outros países da América Latina, como o México, o Chile, Colômbia, Peru e Costa Rica. Recentemente, Gary Holt voltou ao Exodus para shows e deixou o posto de substituto de Hanneman para o guitarrista Pat O’Brien, do Canibal Corpse. Fica a imensa torcida para que Hanneman se recupere até os shows do Brasil para que a formação clássica do Slayer passe por aqui novamente.

Este blogueiro tem o Slayer como sua segunda banda preferida, perdendo apenas para o Metallica. Não por acaso, foi a todos os shows que o grupo fez por aqui, sempre ficou nas primeiras fileiras e nunca se arrependeu.

Para comemorar o retorno do grande Slayer, o Roque Reverso traz três vídeos. O primeiro é da apresentação da banda no primeiro Monsters of Rock, no Pacaembu, com a música “Postmortem”, do clássico álbum “Reign in Blood”. O segundo, traz o grupo no segundo Monsters, no Ibirapuera, com a ótima música “South of Heaven”, do álbum de mesmo nome. Para fechar, é claro que traríamos o belíssimo clipe de “Seasons in The Abyss”, obra-prima do heavy metal. Dá-lhe, Slayer!!!!!




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Siga o Roque Reverso no Instagram!!!

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso site em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se aos outros seguidores de 102

agosto 2020
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Bandas, estilos, festivais, etc

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

Categorias

Follow Roque Reverso << on WordPress.com