07
Fev
16

PJ Harvey libera clipe de música do álbum novo que será lançado em abril

PJ Harvey - Reprodução do YouTubePJ Harvey liberou para os fãs neste início de fevereiro de 2016 o clipe da música “The Wheel”. É a primeira amostra do novo álbum de inéditas que a cantora britânica lançará no dia 15 de abril.

A direção do clipe é de Seamus Murphy, fotógrafo e cineasta bastante presente neste momento de carreira de PJ. A produção é de James Wilson e a edição é de Sebastian Gollek.

O nome do novo disco de PJ Harvey é “The Hope Six Demolition Project”. O álbum, que já está em período de pré-venda, romperá um hiato de 5 anos da cantora sem um novo trabalho.

PJ Harvey deve trazer para as letras do disco a experiência que teve nas viagens feitas desde 2011 em locais distintos do mundo, como Kosovo, Washington (EUA) e Afeganistão.

Em 2015, as mesmas viagens renderam um livro de poesias de PJ. “The Hollow of the Hand” foi uma colaboração entre a cantora e justamente o fotógrafo Seamus Murphy.

O novo álbum de PJ Harvey será o nono da carreira da cantora. Foi gravado na Somerset House, uma galeria de arte em Londres, local onde era possível, para quem estivesse na cidade inglesa, ver todo o processo de elaboração.

No clipe de “The Wheel” é possível notar não somente cenas relacionadas à viagem de PJ em Kosovo como também das gravações na galeria.

Veja abaixo o novo clipe de PJ Harvey:

05
Fev
16

Definidas as bandas de abertura para os shows dos Stones no Brasil: Titãs, Cachorro Grande e Ultraje

Stones no Brasil - Cartaz de DivulgaçãoOs produtores dos shows que os Rolling Stones farão no Brasil entre o fim de fevereiro e o começo de março definiram as bandas de abertura das apresentações. Nesta sexta-feira, 5, foram confirmados os nomes do grupo Titãs para os shows em São Paulo; do Cachorro Grande para a apresentação em Porto Alegre; e do Ultraje a Rigor para o evento no Rio de Janeiro.

Na capital fluminense, por onde já passou três vezes, os Stones vão tocar no Estádio do Maracanã no dia 20 de fevereiro. Em São Paulo, onde já esteve duas vezes, o grupo fará show no Estádio do Morumbi, em duas datas: no dia 24 e 27 de fevereiro.

Na capital gaúcha, onde tocará pela primeira vez, os músicos farão show no Estádio Beira-Rio, no dia 2 de março.

Mais relevante dos três, o grupo Titãs terá o privilégio de abrir duas apresentações dos Stones na maior capital do País. A banda paulista ainda aproveita a boa repercussão do elogiado disco “Nheengatu”, de 2014, mas preparara um set list de 50 minutos com clássicos e grandes sucessos acumulados por de mais de 30 anos de carreira.

Mais novo dos três, o Cachorro Grande praticamente realizará um sonho, já que tem influência dos Stones em suas músicas. Além disso, a banda gaúcha tocará em casa em Porto Alegre.

O Ultraje a Rigor que vem, infelizmente, aparecendo no noticiário ultimamente mais pelas polêmicas políticas geradas pelo líder do grupo nas redes sociais e menos por músicas novas de qualidade, vai ter a oportunidade de resgatar para o grande público aquilo que fez a banda paulista ficar conhecida nacionalmente nos Anos 80: um rock irreverente.

Como bem destacou o Roque Reverso recentemente, os ingressos dos Stones estão perto de esgotar totalmente para os três shows. Por isso, vale correr para o site de venda para ver se ainda existe a entrada para a cidade desejada.

Os ingressos começaram a ser vendidos em dezembro de 2015 e foi em São Paulo que se esgotaram mais rapidamente, primeiro para o show do sábado e, depois para o da quarta-feira. No dia 15 de janeiro, a produtora Time For Fun informou que um lote adicional de entradas estava disponível e, claro, quem estava louco para ver as apresentações, foi correndo em busca dos ingressos.

Vale lembrar que, para os setores principais (Pista Vip e Pista Comum), as entradas inteiras custam ou custavam, respectivamente, R$ 900,00 e R$ 440,00 para as três capitais que receberão as apresentações.

Para o Rio de Janeiro, além dos valores já citados para Pista Vip e Pista Comum, os seguimentos são os das Cadeiras Maracanã Mais Leste Lounge e Maracanã Mais Oeste, com o preço de R$ 900,00. A Cadeira Inferior Leste e a Oeste tinha ingressos a R$ 580,00. A Cadeira Superior Leste tinha entradas no valor de R$ 380,00; e a Cadeira Inferior Sul, de R$ 340,00. A Cadeira Superior Nível 2 – Sul e a Cadeira Superior Nível 5 têm ingressos saindo por R$ 260,00.

Quanto aos shows de São Paulo, os valores, além dos já citados de Pista Vip e Pista Comum, foram os seguintes: Cadeira Superior 1, 2 e 3 (R$ 600,00); Inferior A e B (R$ 580,00); Arquibancada 1, 3 e 4 (R$ 280,00); e Arquibancada 2 (R$ 260,00).

Para a apresentação de Porto Alegre, os preços das entradas, além das já mencionadas, foram os seguintes: Cadeira Inferior (R$ 580,00); Cadeira Superior (R$ 350,00); e Cadeira Premium (R$ 650,00).

Além da possibilidade de compra pela internet (www.ticketsforfun.com.br), os fãs têm a opção das bilheterias oficiais (sem taxa de conveniência – Porto Alegre/Estádio do Beira-Rio, São Paulo/Citibank Hall, Rio de Janeiro/ Metropolitan) e nos demais pontos de venda do País.

A passagem dos Stones pelo Brasil faz parte da turnê pela América Latina que a banda realizará no primeiro trimestre. O grupo começará por Santiago, no Chile, no dia 3 de fevereiro. Depois, passará pela Argentina, onde tocará no Estádio Ciudad de La Plata, na província de Buenos Aires, em três datas: 7, 10 e 13 de fevereiro. Montevidéu, no Uruguai, também receberá os músicos no dia 16 de fevereiro.

Após os shows do Brasil, os Stones tocarão ainda em Lima, no Peru, no dia 6 de março; em Bogotá, na Colômbia, no dia 10 de março; e, na Cidade do México, no dia 14.

A turnê América Latina Olé dos Rolling Stones contará com um palco com um novo visual, customizado especialmente para os fãs latino-americanos, dez anos sem poder contar com o grupo.

Esta será a quarta passagem dos Stones pelo Brasil. O grupo esteve pela primeira vez no País na Voodoo Lounge Tour em 1995, quando tocou três noites no Estádio do Pacaembu e duas no Estádio do Maracanã. Em 1998, com direito à abertura de Bob Dylan, a banda trouxe a Bridges To Babylon Tour para o Rio de Janeiro, no Sambódromo, e, para a capital paulista, na pista de atletismo do Ibirapuera.

Por fim, em 2006, os Stones trouxeram a A Bigger Bang Tour ao Brasil num histórico show realizado na praia de Copacabana para cerca de 1,5 milhão de pessoas.

04
Fev
16

Verborragia racista de Phil Anselmo não pode – nem deve – ser ignorada

Philip Anselmo - Foto: DivulgaçãoPor Marcelo Moreira, do Blog Combate Rock

O racismo é uma das últimas cordas às quais se agarram os canalhas, os infames, os ignorantes e os incompetentes, demonstrando um nível elevadíssimo de canalhice e covardia.

Quando nos deparamos com a sordidez racista nos meios culturais e de entretenimento, ambientes que deviam estar livres há muito e muito desta doença, nenhum nível de indignação é suficiente para demonstrar o quão nojenta é tal atitude.

É por isso que a repercussão a respeito das declarações de Phil Anselmo no palco, em pleno festival Dimebash, nos Estados Unidos, foi imensa e ainda choca pela falta de inteligência e pela intolerância.

Anselmo, que é o líder do Down e foi o vocalista dafantástica banda Pantera, ainda é um nome muito importante da música, por mais que nos últimos anos venha erodindo sistematicamente sua reputação, inclusive com os mais variados repertórios de declarações polêmicas.

Ao final de uma apresentação no festival criado para homenagear o guitarrista Dimebag Darrell, ex-Pantera e assassinado no palco em 2004, Anselmo gritou “White Power!” e fez a famigerada saudação nazista com o braço esticado. O gesto e o grito foram gravados por fã, que postou a nojeira na internet. O estrago foi imenso.

Na segunda-feira, 1º de fevereiro, diante da repercussão negativa, e cinco dias depois do ocorrido, Anselmo usou as redes sociais para se desculpar e dizer que estava apenas brincando, já que estaria bêbado.

Não colou. O músico tem histórico de manifestar publicamente sua simpatia pela cultura white power, ou seja, de apoiar grupos que são assumidamente racistas e que veneram a ideologia nazista, pregando a supremacia branca nos Estados Unidos e no mundo.

Houve duas reações contundentes que destruíram Anselmo de forma inapelável. A primeira foi o editorial da revista inglesa Metal Hammer publicado no site da publicação.

“Por que a explosão de poder branco de Phil Anselmo não pode ser ignorada” é o título do texto que chuta muitas canelas e demole qualquer tentativa de justificativa de defesa do cantor e de quem pensa como ele. E vai além ao nocautear aqueles que pregam a indiferença – que usam de forma abjeta a frase “quem se importa?”

A segunda pancada surgiu por meio de um vídeo ainda mais contundente publicado na internet. Robb Flynn, vocalista do Machine Head e que também participou do Dimebash 2016, reduziu Phil Anselmo a nada sem precisar singar ou desqualificar. Deu uma aula de civilidade, de história e de cidadania em dez minutos de argumentos sólidos e precisos.

03
Fev
16

Confirmado para SP, no dia 7 de agosto, a volta do Megadeth ao Brasil pela 1ª vez com Kiko Loureiro

Megadeth - Reprodução do cartaz do show em SPEstá confirmada a volta do Megadeth ao Brasil em 2016. Segundo a produtora Rádio & TV Corsário, a banda norte-americana de thrash metal vai se apresentar no dia 7 de agosto em São Paulo no Espaço das Américas.

No site oficial do grupo, a informação ainda não estava disponível no período noturno deste dia 3 de fevereiro, mas a Rádio & TV Corsário vem sendo a produtora escolhida para os mais recentes shows da banda em território nacional e tem credibilidade neste assunto.

Além da apresentação em São Paulo, há shows no Brasil que foram informados por produtores sul-americanos para as cidades de Brasília (12 de agosto) e Fortaleza (13 de agosto). Oficialmente, no entanto, a informação cravada foi apenas para a capital paulista. Mas até o espaço entre as datas do show do dia 7 e as demais sinaliza que pode haver mais apresentações em outras cidades brasileiras.

A volta do Megadeth ao Brasil traz ingredientes mais do que especiais.

O primeiro deles é que será a primeira vez que o grupo terá um brasileiro como componente: ninguém menos que o guitarrista Kiko Loureiro, do Angra, que substituiu Chris Broderick, depois que este e o competente baterista Shawn Drover anunciaram uma saída surpreendente em novembro de 2014 da banda liderada pelo eternamente polêmico guitarrista e vocalista Dave Mustaine.

Para o lugar de Drover, o Megadeth conta atualmente com Chris Adler, baterista do grupo norte-americano Lamb of God. Loureiro e Adler estrearam em estúdio com Mustaine e o baixista David Ellefson na gravação do álbum “Dystopia”, lançado no dia 22 de janeiro de 2016.

O disco novo é o outro ingrediente para atrair os fãs do Megadeth para os shows no Brasil. “Dystopia” trouxe a banda com um peso que faltou ao trabalho anterior, “Super Collider”, de 2013. Também teve aceitação imediata de crítica e público, além de gerar clipes interessantes e bem feitos para as músicas “The Threat Is Real” e “Dystopia”.

A venda de ingressos começa na sexta-feira, dia 5 de fevereiro, pelo site da Ticket 360 e bilheterias do Espaço das Américas.

Os preços cobrados para a entrada inteira do show do Megadeth em São Paulo são os seguintes: Pista Premium (R$ 360,00); Pista Comum (R$ 180,00) e Mezanino (R$ 400,00). A capacidade do Espaço das Américas é para 8.000 pessoas.

Booking Banner

Com a volta em 2016, o Megadeth, estará no Brasil pela 14ª vez, reforçando a condição de banda internacional que mais vezes se apresentou no País! Desde que tocou no Rock in Rio de 1991, o grupo voltou ao solo nacional em 1994, quando fez turnê própria; em 1995, quando tocou no segundo Monsters of Rock; em 1997, quando se apresentou no Estádio do Palmeiras, no Aniversário da 89FM; em 1998, quando tocou no quarto e último Monsters of Rock; e, em 2005 e 2008, quando voltou novamente em turnê própria.

Mais recentemente, o Megadeth passou pelo País em 2010, para o  show de comemoração de 20 anos  álbum “Rust in Peace”. Também retornou em 2011, quando se apresentou no SWU Festival Music & Artsem abril de 2012, quando esteve no lamentável Metal Open Air e fez um show curto por causa da série de problemas do festival no Maranhão; e, em setembro do mesmo ano, quando trouxe a São Paulo o show de comemoração de 20 anos do álbum “Countdown To Extinction”.

Em 2013, a banda abriu as apresentações inesquecíveis do Black Sabbath no País. Em São Paulo, fez um show competente e na medida certa no Campo de Marte. Em 2014, tocou no Espaço das Américas, numa apresentação recheada de clássicos.

*Atualizada no dia 5 de fevereiro de 2016, às 13h02.
02
Fev
16

Espetáculo infantil ‘Beatles Para Crianças’ é a salvação para apresentar o rock aos filhos

"Beatles para Crianças" em SP - Foto: Roque Reverso/Flavio LeonelTão esquecido e maltratado ultimamente no Brasil, o rock sobrevive graças aos incansáveis batalhadores pelo estilo, como as poucas rádios dedicadas a ele, sites específicos e o público, que se recusa a cair na teia dos “leco-lecos” e afins. Num cenário como o atual, no qual há uma overdose de músicas populares fracas, mas grudentas, apresentar o estilo aos filhos vira uma missão ainda mais difícil.

Neste cenário bastante preocupante, o espetáculo infantil “Beatles para Crianças” é praticamente a salvação da lavoura.

Em pouco mais de 1 hora de apresentação, um quinteto de músicos bem afiados praticamente ensina às crianças a curtirem o seu “primeiro show de rock”. Tudo isso é amparado simplesmente por músicas da maior banda que o planeta viu em todos os tempos.

O “Beatles para Crianças” é um projeto criado por Fabio Freire, educador, músico e diretor musical. Professor de música há mais de dez anos para crianças de todas as idades e com o currículo de quatro CDs compostos para o público infantil, além de diversas apresentações musicais e teatrais, Freire teve a ideia de se reunir com outros 3 músicos e com o ator Gabriel Manetti, que divide os vocais com ele, para formar este show.

Durante a apresentação, as crianças aprendem não somente alguns dos maiores sucessos dos Beatles como também acabam conhecendo instrumentos musicais; dos mais tradicionais, como a guitarra, o baixo e a bateria, até os menos comuns para adultos não tão ligados no assunto, como o washboard e o ukelele.

O show começa com os primeiros movimentos que precisam ser aprendidos pelas crianças para a curtição de uma apresentação do rock, como balançar a cabeça, levantar as mãos para cima e pular. Além desses movimentos comuns ao mundo infantil, há o ensinamento do famoso “air guitar”, que é aquele no qual os fãs de rock costumam simular que estão tocando o instrumento de seis cordas.

No repertório, não faltam clássicos, como “Twist and Shout”, “Blackbird”, “Help”, “Hey Jude”. Na onda do filme “Minions”, a banda toca também “Got To Get You Into My Life”, que faz parte da trilha sonora da película e, no espetáculo infantil, é acompanhada, no telão ao fundo, por um clipe que traz os famosos personagens do cinema.

Interessante que, apesar da realização do show num teatro, não há qualquer preocupação em manter as crianças sentadas nas cadeiras. Elas ficam livres para correr, brincar e, obviamente, dançar e cantar. Para os menores, há pufes que servem de apoio nas cadeiras e acabam virando, no decorrer do show, brinquedo que pode ser empilhado ou arremessado nas diversas ideias da criançada para se divertir.

Num dos pontos altos da apresentação, as crianças são chamadas para subir ao palco e acompanhar a banda. Enquanto os músicos tocam a bela “Blackbird”, os pequenos acompanham com instrumentos de sopro e se divertem.

Hotel Urbano

Mas não fica por aí, já que os adultos também têm vez. Em “Twist and Shout”, eles é que sobem ao palco e proporcionam uma cena ótima. Muitos se transformam em verdadeiras crianças, como se estivessem realizando um sonho de ser uma vez na vida um pop star.

O show termina com balões que são despejados do teto e deixam a criançada alucinada para brincar. Na saída, todas são presenteadas com um diploma simbólico que representam o “primeiro show de rock” da vida.

Desde outubro de 2014, o “Beatles Para Crianças” mantém temporada no Teatro UMC, localizado na zona oeste de São Paulo. Os shows acontecem regularmente aos domingos, às 15 horas. As entradas inteiras custam atualmente R$ 60,00, mas crianças a partir de 2 anos pagam meia-entrada (antes disso, simplesmente não há cobrança do ingresso). Vovós e vovôs acima de 60 anos também tem um benefício, assim como portadores do Itaucard.

O Teatro UMC está localizado na Avenida Imperatriz Leopoldina, 550, na Vila Leopoldina. O telefone da bilheteria para contato é o (11) 2574-7749 (atendem todos os dias). Os ingressos podem ser comprados no site www.compreingressos.com, onde é cobrada taxa de conveniência, mas há a opção de comprar na bilheteria do UMC sem a taxa. O estacionamento sai por R$ 15.

O Roque Reverso recomenda a experiência. No mínimo, a criança que você levar vai sair com algo positivo musicalmente que vai ficar um bom tempo na memória.

Para o leitor do Roque Reverso ter uma ideia do show, filmamos quatro músicas executadas no dia 24 de janeiro em São Paulo. Fique inicialmente com “All Together Now”. Depois, fique com “Help”, “Blackbird” e Twist and Shout”.

01
Fev
16

Accept voltará ao Brasil em abril para shows em 5 capitais

Accept no Brasil - Cartaz de Divulgação da Turnê de 2016O Accept retornará ao Brasil no mês de abril. Conforme a produtora Free Pass Entretenimento, o grupo alemão de heavy metal tocará em cinco capitais do País: São Paulo (8 de abril), Rio de Janeiro (9), Belo Horizonte (10), Manaus (12) e Curitiba (14).

Na capital paulista, o Accept tocará no Carioca Club. No Rio, o local é o Imperator. Em Belo Horizonte, a banda vai se apresentar no Music Hall. Em Manaus e Curitiba, o grupo fará shows no Teatro Manauara e no Ópera de Arame, respectivamente.

Os ingressos para todas as apresentações começaram a ser vendidos dia 29 de janeiro, tanto online como nos pontos de venda físicos.

Em São Paulo, as entradas inteiras para Pista custam: R$ 200,00 (Primeiro Lote); R$ 220,00 (Segundo Lote); e R$ 240,00 (Terceiro Lote). Para o Mezzanino, o ingresso inteiro em lote único tem o preço de R$ 360,00.

As vendas online, com taxa de conveniência, estão sendo feitas somente pelo Clube do Ingresso, à vista pelo cartões (Visa ou Master) , cartões de débito Bradesco, ou também por boleto bancário. Sem taxa de conveniência, apenas nas bilheterias do Carioca Club.

No Rio de Janeiro, as entradas inteiras para Pista custam: R$ 160,00 (Primeiro Lote); e R$ 180,00 (Segundo Lote). As vendas online, com taxa, estão sendo feitas somente por meio do site da Ingresso.com. Sem taxa, apenas nas bilheterias do Imperator.

Em Belo Horizonte, as entradas inteiras de primeiro lote para a Pista Vip custam R$ 260,00, mas uma opção promocional com o ingresso saindo por R$ 160,00. Para a Pista Comum, o valor inteiro é de R$ 200,00 e o promocional é de R$ 140,00. Há ainda uma opção de ingresso para o Camarote Open Bar, ao preço de R$ 230,00.

Vendas online, com taxa, para o show na capital mineira estão sendo feitas somente pela Ingresso Rápido. A Loja Tunel do Rock é o único local onde é possível comprar o ingresso sem a taxa.

Em Manaus, as entradas inteiras para Pista custam: R$ 300,00 (Primeiro Lote); e R$ 360,00 (Segundo Lote). As vendas online, com taxa, estão sendo feitas somente pela Ingresse, que aceita todos os cartões de crédito. Sem taxa, é possível comprar as entradas nas lojas Soturna (Rua Henrique Martins, 470 – Shopping Popular); Daray (Av. Djalma Batista, 482 – Amazonas Shopping); Underground Brasil Distro (Travessa São Pedro 10A, Raiz); e El Barbero (Av. Castelo Branco esq. c/ Tefé, 1121, Cachoeirinha).

Em Curitiba, as entradas inteiras para a Plateia Premium custam R$ 440,00. Para a Plateia Comum, custam: R$ 160,00 (Primeiro Lote); R$ 180,00 (Segundo Lote); e R$ 200,00 (Terceiro Lote). Para o Camarote, o ingresso inteiro tem o preço de R$ 300,00.

As vendas online, com taxa, estão sendo feitas pela Ticket Brasil, em até 12 vezes no cartão (Visa/Master), ou à vista por boleto bancário. Sem taxa, há a opção da Dr. Rock Centro, onde é aceito somente dinheiro.

Há algum tempo já sem Udo Dirkschneider, que é ex-vocalista e criador do Accept, o grupo é formado atualmente por Mark Tornilo (vocal), Wolf Hoffmann (guitarra), Uwe Lulis (guitarra), Peter Baltes (baixo) e Christopher Williams (bateria).

A banda alemã promete tocar seus maiores clássicos, além de algumas surpresas. A última passagem pelo Brasil do Accept foi no Monsters of Rock de 2015. Na ocasião, o grupo fez um bom show e surpreendeu quem achava que a ausência de Udo transformaria a apresentação em algo desinteressante.

30
Jan
16

Def Leppard lança clipe da música ‘Dangerous’ que poderá ser jogado no Guitar Hero Live

Def Leppard - Reprodução do clipe de "Dangerous"O Def Leppard está com um novo clipe. Desta vez, a banda britânica lançou o vídeo da música “Dangerous”, presente no novo álbum “Def Leppard”, que chegou aos fãs no fim de outubro do ano passado.

A direção do clipe é de Frank Gryner. No vídeo, há uma mistura de imagens do grupo num cenário futurista que já havia sido visto no clipe da música “Let’s Go”.

A grande novidade do vídeo de “Dangerous” é que ele foi lançado em primeira mão no dia 27 de janeiro no Guitar Hero Live, novo jogo da Activision. Mais do que ficar restrito ao mundo dos clipes, o vídeo poderá ser jogado, fazendo parte do pano de fundo do tradicional game.

Nessa nova proposta da Activision, há o GHTV, que é um sistema de transmissão contínua de videoclipes. Ali, centenas de vídeos estarão disponíveis, abrangendo todos os diferentes estilos musicais, com novos vídeos sendo continuamente adicionados ao acervo para o jogo.

As músicas “Dangerous” e “Let’s Go” fazem parte do disco “Def Leppard”, que é o 11º disco do grupo. O álbum sucedeu “Songs from the Sparkle Lounge”, de 2008, e representou o rompimento de um grande hiato de 7 anos sem um álbum de inéditas dos músicos.

A produção do novo disco é de Ronan McHugh e da própria banda, que fez parte da geração da New Wave of British Heavy Metal (NWOBHM) e que consolidou nos EUA nos Anos 80 uma popularidade movida pelo hard rock.

Confira abaixo o novo clipe de “Dangerous” e depois, o vídeo promocional do mesmo clipe no Guitar Hero Live:




Se você tem interesse na divulgação da sua empresa, seu trabalho ou banda, o Roque Reverso é um veículo que possui um respeitável número de leitores. Entre em contato conosco para conhecer nossos diversos planos:  roquereverso@hotmail.com

Preencha abaixo para receber atualizações do nosso blog em primeira mão e gratuitamente pelo seu e-mail! Não se esqueça de confirmar o recebimento do e-mail depois.

Junte-se a 72 outros seguidores

fevereiro 2016
D S T Q Q S S
« Jan    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
2829  

Arquivos

Roque Reverso no Twitter

Categorias

SOBRE VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

SOBRE OS VÍDEOS COMPARTILHADOS DO YOUTUBE

O Roque Reverso está no ar!!!

Seja bem-vindo ao blog do rock and roll! Clique para acessar o post de abertura do blog!

Post inicial

Mais Avaliados

Estatísticas

  • 425,219 hits